2

Nenhuma novidade nos primeiros nomes da equipe de Braide

Prefeito eleito anunciou nesta sexta-feira, 18, José Azzolini, Simão Cirineu e Verônica Pires, que já haviam sido divulgados em setores da imprensa desde a semana passada; outros nomes devem ser anunciados via internet

 

Frustrou-se quem esperava até agora uma lista mais ampla de nomes anunciados pelo prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos) para compor seu secretariado.

Nesta sexta-feira, 18, Braide anunciou os economistas Simão Cirineu e José Azzolini para as pastas de Planejamento e Fazenda, respectivamente.

Ambos – indicações diretas do ex-governador José Reinaldo Tavares – já haviam sido anunciados pela imprensa, desde a semana passada.

Outra anunciada foi a urbanista Verônica Pires, que vai comandar a Secretaria Municipal de Projetos Especiais.

A expectativa é que os outros nomes saim a ao longo do dia – ou dos próximos dias – em anúncios também via redes sociais.

0

Expectativa em torno do secretariado de Eduardo Braide

Incógnito como nunca antes na história de São Luís, corpo de auxiliares do prefeito eleito é guardado em segredo, sem que nem a imprensa e muito menos a classe política tenha tido acesso a qualquer nome antes da divulgação

 

Prefeito eleito vai, finalmente, revelar o secretariado de São Luísa, após três semanas sem nenhum tipo de informação a respeito

O deputado federal e prefeito eleito de São Luís Eduardo Braide tem um jeito próprio de fazer política, assunto inclusive já abordado pelo blog Marco Aurélio D’Eça, no post “Braide adota o estilo Braide na montagem do governo”

Este estilo foi levado à risca na formação da equipe de auxiliares do prefeito, que finalmente será revelada nesta sexta-feira, 18, segundo anúncio do próprio Braide.

Nestes quase 20 dias desde a vitória do deputado nas urnas, nenhum nome escapou sem que o próprio Braide tenha decidido falar dele.

Jornalistas, lideranças partidárias e políticos – dos mais baixos aos mais altos cacifes – ninguém conseguiu especular sobre o corpo de auxiliares do prefeito, o que finalmente deve começar a vir à tona hoje.

Resta saber se todo o segredo valeu a pena com os nomes escolhidos para cada função.

É aguardar e conferir…

2

Braide terá orçamento mensal de apenas R$ 42 milhões para investimentos

Segundo estudo do blog Repórter Tempo, prefeito eleito terá que conviver em 2021 com uma folha de pagamento que consome 55% da receita, somada à carteira de empréstimos, que consumirá maior parte dos recursos municipais

 

O prefeito eleito terá desafios gigantescos em seu primeiro ano de mandato em São Luís

Eleito com a promessa de reorganizar e modernizar a gestão da Prefeitura de São Luís, o futuro prefeito  Eduardo Braide (Podemos) terá um gigantesco desafio no primeiro ano de gestão.

Com orçamento já aprovado de R$ 3,2 bilhões, Braide terá que arcar com nada menos que R$ 143 milhões ao mês para bancar a folha de pessoal, incluindo 13º salário.

Somada a isso o custo dos empréstimos da prefeitura, o novo prefeito disporá de apenas R$ 42 milhões para investimentos a cada mês, segundo estudo do blog Repórter Tempo, editado pelo jornalista Ribamar Corrêa. (Entenda aqui)

Para superar os desafios, Eduardo Braide terá que enxugar a máquina, cortar custos operacionais, diminuir secretarias e acabar com superposições de atribuições nas pastas.

E tudo isso ao mesmo tempo em que terá que dar as respostas às promessas de campanha, incluindo a agilidade na Saúde, recuperação do sistema educacional e melhoria da infraestrutura urbana.

Talvez por já saber quer encontrará todos esses desafios é que o prefeito ainda não anunciou sua equipe de auxiliares.

Afinal, ela precisará de preparo técnico, força política nas relações com os setores envolvidos e, sobretudo, jogo de cintura para lidar com estes desafios.

O que não é para qualquer um…

1

Eduardo Braide volta à Assembleia após vitória nas urnas

Prefeito eleito de São Luís visitou nesta terça-feira, 15, o Palácio Manoel Beckman e conversou com antigos colegas, sendo, inclusive, tietado por alguns mais empolgados com a visita, a exemplo de Wellington do Curso

 

Braide em conversa com Othelino: visita à sua ex-Casa, conversas de pé-de-ouvido e tietagem de alguns ex-colegas

O prefeito eleito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos) esteve na manhã desta terça-feria, 15, no Palácio Manoel Beckman, sede da Assembleia Legislativa.

Braide conversou com ex-colegas de parlamento, esteve por horas com o presidente da Casa, Othelino Neto (PCdoB) – como mostra a foto que ilustra este post – e viveu momentos inusitados.

O deputado Wellington do Curso (PSDB), por exemplo, era o mais empolgado.

Ele tietou Braide o tempo inteiro, bateu fotos e até fez uma transmissão ao vivo ao lado do prefeito eleito.

Por restrições impostas pela pandemia de coronavírus, não houve contato da imprensa…

0

Eduardo Braide conversa com aliados para montar equipe…

Prefeito eleito quer discutir espaços partidários de forma técnica, ocupando os espaços da gestão com especialistas de cada área, que tenham, além do conhecimento, a capacidade gerencial e  a de relações interpessoais

 

Braide tem conversado sobre a equipe com os vários atores sociais de São Luís

O prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos) tem aproveitado esta semana para sentar com aliados que o apoiaram no primeiro e no segundo turno das eleições.

Nessas conversas, ele expõe seus objetivos na gestão de São Luís, impõe as condições para indicação de auxiliares e define os critérios para escolha de titulares das pastas.

Braide quer especialistas em cada setor da prefeitura, mas que precisam ter, além, da capacidade técnicas também comprovada experiência gerencial e,. sobretudo, relações interpessoais com todos os setores da sociedade.

Apoiaram Braide no primeiro turno PSD, PSC, PMN e PSDB;no segundo turno, chegaram MDB, PDT, DEM, PTB e setores do PT, do PSL e do PCdoB. 

A equipe de secretários deve ser divulgada até o final de dezembro.

A posse do prefeito ocorrerá no dia 1º de janeiro…

0

Os desafios de Braide na sucessão de Edivaldo

 

Por Marrapá

Faltando menos de um mês para suceder Edivaldo Holanda Júnior, o prefeito eleito Eduardo Braide terá uma série de desafios a serem enfrentados a partir de 1⁰ de janeiro.

E o principal deles é manter o ritmo de ações apresentado por Holandinha nos últimos meses. São dezenas de praças, mercados, ruas asfaltadas, drenagens, em um pacote de obras jamais visto na história da capital.

O primeiro desafio de Braide será finalizar as principais intervenções deixadas por Edivaldo, o que foi, inclusive, promessa de campanha.

Outro desafio a ser enfrentado por Braide será fazer uma gestão presente. Todos os dias, Edivaldo roda os bairros, visitando obras e conversando pessoalmente com a população sobre as reais necessidades de cada comunidade.

Suceder Edivaldo será fácil por um lado, mas dificil por outro. E Braide parece ciente disso, sobretudo por se aproximar do atual prefeito para uma boa transição. Primeiro passo para a continuidade da ótima gestão de Holandinha.

7

Edivaldo Júnior já é cotado como opção para 2022…

Às vésperas de encerrar o mandato, prefeito de São Luís entra no jogo da sucessão estadual após os movimentos e contramovimentos nas eleições municipais; e é nome cotado não apenas no grupo do governador Flávio Dino

 

Edivaldo e Eduardo estão cada vez mais entrosados, desde o fim do primeiro turno; e podem até caminhar para parceria política, apostam analistas

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) está, definitivamente, no jogo da sucessão estadual de 2022.

Seja por análises de jornalistas baseados em seus movimentos de final de mandato, seja por expressão da própria população, é cada vez maior a presença do pedetista na lista dos pré-candidatos a governador.

A postura do prefeito nas eleições de São Luís, combinada com a gama de obras e serviços prestados por sua gestão ao longo de 2020, o colocaram entre os nomes que podem envergar uma candidatura.

O grande trunfo de Edivaldo é a capacidade de pairar acima dos grupos políticos.

Ele pode nem ser opção do grupo do governador Flávio Dino (PCdoB), cujos comunistas mostram-se ressabiados pela sua neutralidade no primeiro turno das eleições.

Seus movimentos da semana passada ao lado do prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos), por exemplo, acendeu as luzes especulativas de diversos setores da imprensa.

E já há quem o ponha como uma das opções do próprio Braide, que surge como líder influente e independente no processo de 2022.

Mas esta é uma outra história…

3

Relação de Braide e Edivaldo é outro aspecto da nova política

Prefeito que deixa o cargo recebe no gabinete o prefeito eleito com a formação da sua equipe de transição, numa relação inédita na capital maranhense e que aponta para novos momentos da relação política no Maranhão

 

Edivaldo Júnior Eduardo Braide com as respectivas primeiras-damas; sintonia se dá até na opção pelo estilo de vestir

A foto divulgada nesta sexta-feria, que mostra o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) ao lado do prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos) é um símbolo da história política.

O gestor que sai recebeu o gestor que entra em seu gabinete,. numa relação inédita na história política do Maranhão, onde a transição era feita de modo hostil entre o antecessor e o sucessor.

A imagem de Braide e Edivaldo integrando as comissões de transição das duas gestões é um avanço na forma de fazer política no Maranhão..

E mais uma mudança de patamar gerada pela vitória de Eduardo Braide nas eleições e São Luís.

0

Braide adota o estilo Braide na montagem do governo…

Discreto, reservado e independente, prefeito eleito tem controle absoluto sobre cada aspecto da gestão que vai conduzir a partir de janeiro e trabalha na escolha dos auxiliares de forma absolutamente pessoal

 

Apenas à mulher, Graziela, Eduardo deve confiar as informações mais importantes do seu futuro governo; discreto, o casal mantém a rotina no pós-eleição

Em outros tempos da política maranhense, a essas alturas, a imprensa já havia apresentado uma infinidade de nomes do futuro governo Eduardo Braide (Podemos); e as especulações estavam correndo soltas nos meios políticos.

Até mesmo este aspecto da pós-eleição mostra o quanto Eduardo Braide é diferenciado em relação aos políticos tradicionais.

O prefeito eleito monta seu gabinete, organiza sua equipe de transição e seu corpo de auxiliares sem que absolutamente nada vaze ou gere especulações na mídia.

É o jeito Eduardo Braide de ser.

O ainda deputado federal consegue analisar nomes, discutir currículos e ouvir sugestões sem que nenhuma informação fuja ao seu controle. Discreto, reservado e independente, Eduardo Braide terá uma equipe com a sua cara, em todos o setores da administração.

É óbvio que o prefeito eleito vai ouvir sugestões e indicações de partidos aliados e de lideranças que estiveram com ele na campanha; mas será sua a palavra final quanto ao secretário de qualquer pasta.

E o fato de, até agora, nem mesmo uma especulação tenha surgido quanto aos nomes de sua gestão, mostra o quanto ele tem e preza pelo controle daquilo que tem e que almeja.

E assim deve ser a sua gestão em São Luís…

1

Conceição Andrade de volta à política e à gestão de São Luís…

Ex-prefeita teve papel importante na campanha do prefeito eleito Eduardo Braide, tanto no primeiro quanto no segundo turno, e é nome de peso para gerenciar ações importantes da nova gestão a partir de janeiro

 

 

Conceição Andrade em ação na campanha, participação que mereceu elogio público de Eduardo Braide em suas redes sociais

A ex-prefeita de São Luís Conceição Andrade é lembrada como espécie de mulher-forte da campanha do prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos).

Gestora com acentuado perfil gerencial e forte liderança, a ex-prefeita coordenou ações de Braide em várias regiões do estado e ganhou espaço importante no staff da campanha.

É hoje um dos nomes mais cotado para na equipe do futuro prefeito, como espécie der mulher-forte da gestão.

Conceição foi prefeita de São Luís entre 1993 e 1996; também foi gerente regional de Itapecuru no governo Roseana Sarney e secretária de Agricultura no governo José Reinaldo Tavares.

Para os aliados de Braide, a ex-prefeita deve ter papel fundamental na condução do governo, deixando ao prefeito tarefas estratégicas, e dando a ele a condição de planejar o desenvolvimento de São Luís e os projetos que fortalecerão a imagem da gestão.

Ainda não há nomes divulgados por Braide para com por sua equipe, mas ele vem analisando perfis.

Curiosamente, com auxílio também da própria Conceição Andrade…