8

Blog já tem um dos maiores acessos do país

Em destaque, o total de acessos únicos em 2010

A credibilidade e a força comunicacional deste blog já o torna um dos mais acessados do país. Foram quase 800 mil acessos únicos em apenas seis meses de 2010, ou uma média de 140 mil acessos ao mês.

Para efeito de comparação, o site Congresso em Foco, que tem alcance nacional e é um portal de internet – e não um blog – teve, nos 12 meses de 2010, cerca de 1,5 milhão de acessos únicos.

Dividido por dois (ou apenas seis meses), são 750 mil acessos em média para eles, o que mostra o padrão nacional do blog marcoaureliodeca.com.br.

No total, desde sua inauguração, em julho de 2010, como mostra o gráfico abaixo, este blog teve exatos 781.984 acessos únicos.

Levando em conta a exibição de página (usada erradamente como parâmetro em alguns blogs), este blog ultrapassou a casa de 1,3 milhão nos seis meses de existência em 2010.

Em 2011, a média diária de acessos deste blog aumentou quase 60%. Em janeiro, fevereiro, e nos primeiros dias de março, foram 366.463 acessos únicos, ou média de 150 mil acessos mês.

Neste ritmo, alcançará o patamar do Congresso em Foco em apenas 10 meses. 

Outra característica deste blog: não esconder nem escamoteiar seus números.

Os gráficos exibidos nesta página são dados do WordPress e do Google Analytcs, duas das mais respeitadas auditorias de internet do país.

Outros podem até ter mais acessos, mas para comprovar, precisam mostrar os dados oficiais e não apenas fazer propaganda.

Mas em se tratando de credibilidade, no entanto, aqui é percebida pela influência que o blog exerce nos círculos do poder e pela repercussão dos seus links.

E é motivo de saudável e sincero orgulho…

P.S.: o segundo gráfico é a reprodução, em tamanho maior, do primeiro
8

Geraldo Castro entre os favoritos deste blog…

O blog do radialista e jornalista Geraldo Castro passou a figurar, desde ontem, na lista de links favoritos na parte de cima deste blog.

Um dos mais experientes comunicadores do Maranhão, Geraldo Castro trata em sua página pessoal, prioritariamente, dos assuntos envolvendo as comunidades de São Luís.

Denuncia as questões envolvendo polícia, mostra os problemas urbanos e cotidianos da capital maranhense e cobra resposta das autoridades sobre as questões do dia-dia.

Geralmente, ilustra os textos com fotos de sua própria autoria.

O texto em destaque no topo do blog, hoje, trata de reforma do Clube do Ipam para o carnaval. Na mesma página, fala da diminuição dos homicídios em 2010 e traz vários tópicos de notícias policiais.

Para acessar o blog de Geraldo Castro basta clicar no ícone com seu nome, no topo deste blog…

18

Secretários, deputados e os negócios com o poder público…

Ocupante de cargo público ou mandato eletivo não pode ter negócios com o governo. A Lei é clara quanto a isso, uma foma de evitar favorecimentos.

Um secretário, por exemplo, não pode ter negócios com a Assembléia Legislativa, assim como um deputado não pode ter empresas trabalhando para o governo.

Nem ele nem seus familiares.

Isso garante a impessoalidade dos serviços e obras públicas, impedindo também que se use do poder político para benefício próprio ou do seus.

É como a regra anti-nepotismo, que impede – pelo menos na teoria – a nomeação de parentes de dirigentes públicos em cargos no âmbito do estado.

Simples assim…

6

A liberdade dos blogs…

“Os blogueiros escrevem para convencer e para deixar um registro”

Abaixo, trechos do excelente livro Blog: entenda a revolução que vai mudar o seu mundo, do jornalista americano Hug Hewitt.

1 – O que está acontecendo é uma revolução na informação semelhante, em suas conseqüências, à Reforma que dividiu a cristandade no século XVI. A velha mídia está em situação muito semelhante à da Igreja Romana quando Lutero se ergueu para questionar a autoridade do papa;

2 -A novidade da blogosfera é que não há barreiras à entrada em um mundo que oferece uma platéia quase ilimitada. Qualquer um pode inserir um post, e, se merecer ser lido, será lido;

3 – Os blogueiros são as mesmas pessoas que eram há alguns anos. Mas hoje eles não precisam convencer ninguém a ter o direito de convencer alguém. O monopólio da informação, especialmente no mundo da política, foi abalado porque os editores perderam a sua autoridade;

4 – A credibilidade dos blogs depende de sua atualidade e precisão, mas invariavelmente a qualificação dos blogueiros também tem importância. Cada blog bom irá levar novos leitores a blogosfera, assim como uma loja-âncora leva tráfego para o shopping. Todo mundo ganha quando a base de consumidores aumenta.

5 – Em um mundo em rápida mutação como o nosso, apenas aqueles que conquistaram e continuam a conquistar confiança estarão em posição de influenciar as escolhas dos outros. Os blogs podem conquistar esse bem valioso.

Parte de texto publicado originalmente no Blog de Luíz Batalha
5

Dois momentos…

Lula, coma Alencar, após a campanha de 2010

O momento é difícil, mas precisa ser entendido.

A situação do ex-vice-presidente José Alencar parece ter chegado ao limite.

Guerreiro, ele tem lutado bravamente contra o câncer há quase 15 anos.

Não há, na história do país, lutador tão forte e determinado quanto ele.

Dilma faz o mesmo agora com o amigo de caminhada política

Mas está cansado.

Já recusou a quimioterapia e as pílulas que aliviam as dores.

Parece esperar o momento último.

É desta agonia que o vice-presidente quer descansar. Pode durar dias, semanas, meses.

Agora, como dizem seus familiares, é só esperar…

25

Os dois cometeram incesto; mas só um é visto como monstro…

O miserável Agostinho: fim trágico e cruel em uma cela do interior

José Agostinho Bispo Pereira, lavrador, alcunhado pela mídia sensacionalista de “O monstro de Pinheiro”, foi morto ao 55 anos. Teve filhos com a própria filha e mantinha relacionamento com uma das filhas-netas.

Antonio Luciano Pereira. Médico, bilionário, tratado pela mídia sensacionalista de “o dono de Belo Horizonte”, morreu aos 55 anos. Teve filhos com as próprias filhas e manteve relcionamento com uma das filhas-netas.

Duas histórias iguais, com personagens diferentes tratados desigualmente pela mídia.

O lavrador maranhense -sem acesso a escolas ou informações básicas que lhe pudessem esclarecer as coisas – foi trucidado e humilhado, até ser assassinado e decapitado em uma cela fétida do interior maranhense.

Luciano Pereira: vida cultivada no poder do dinheiro e romanceada no pós-morte

O empresário mineiro – com formação superior em Medicina, acesso às melhores escolas e consciente dos valores sociais básicos – foi ovacionado e tratado com status de celebridade. Ganhará, inclusive, um livro, tratando de suas aventuras sexuais.

As filhas e netas incestuosas de Agostinho Bispo se viram, agora, sozinhas, em busca de vida digna, após a morte do pai-avô-amante, tentando esquecer a tragédia familiar que marcou suas histórias.

As filhas e netas incestuosas de Antonio Luciano Pereira disputam nos tribunais uma fortuna de US$ 3 bilhões de dólares. E até assumem, orgulhosas, a condição de filha-neta e amante. Querem na Justiça reconhecer a “tragédia” que marcou suas histórias.

A mesma mídia que “matou” covardemente Agostinho Bispo – vítima da ignorância e do isolamento – mantém “imortal” Luciano Pereira – construtor de si mesmo e irônico com a própria barbárie que protagonizou.

A mesma sociedade que condenou uma infeliz vítima social – que fez do desconhecimento uma possibilidade de alívio da dor – se deslumbra com a arrogância de um infeliz, que fez das oportunidades uma arma de covardia e poder.

Assim vive a moderna sociedade brasileira… 

Leia aqui a história romanceada de Luciano Pereira    e aqui um pouco da história dramatizada de Agostinho Bispo 
17

Blog amplia em quase 50% a média diária de acessos em 2011…

A isenção, responsabilidade e seriedade com que este blog trata os mais diversos assuntos do ambiente político, aumentam sua credibilidade, observada, sobretudo, nos índices de acessos diários.

Tanto que, entre janeiro e fevereiro de 2011, este blog registrou aumento de quase 50% em seus acessos diários, atingindo uma média diária de mais de 10 mil acessos únicos.

Antes da eleição da Assembléia, o blog mantinha média diária de 6,5 mil acessos únicos. Na véspera da eleição da Casa, no auge da polêmica da desistência de Ricardo Murad (PMDB), subiu para exatos 12.276 acessos únicos. No dia seguinte, na confirmação do nome de Arnaldo Melo (PMDB) como presidente, este número subiu para 13.275, como provam os gráficos exibidos nesta página.

Passada a euforia da eleição – quando muita gente acessa por curiosidade – os números voltaram ao patamar mais realista e se mantiveram na casa dos 9 mil. Ontem, por exemplo, foram 9,420 acessos – a média diária nos primeiros dias de fevereiro é de 10.429.

São leitores que não acessavam o blog, vieram por causa da polêmica e permaneceram por aqui, exatamente por causa da credibilidade, seriedade e isenção com que se tratou o assunto.  

Mas porque a ênfase no termo “acesso único”?

Acessos únicos são os registrados apenas uma vez durante o dia, ainda que o mesmo IP volte a acessar o blog. Ou seja, revela o número real de quem está interessado no blog. No caso deste, algo em torno de 10 mil cidadãos diariamente. 

Muitos blogs comemoram acessos considerando a exibição de páginas – quando cada abertura de página é registrada como um acesso. Se levasse isto em conta, o acesso diário deste blog beiraria os 20 mil. Mas nem se considera como estatística por se tratar de audiência artificial.

No caso da eleição da AL, por exemplo, pelo Googles Analytics – usado equivocadamente por blogueiros como referência de acessos – este blog chegou a 40 mil visitações de páginas num único dia. Mas isso não conta.

Além da busca por acessos reais, este blog prioriza também a audiência vindo dos ambientes de poder. Não tem o menor interesse em estar sendo lido em casas de prostituição, mesas de bares ou por playboyzinhos e patricinhas interessados no último fuxico sobre o colega ou desafeto.

Este blog fala do ambiente de poder. Não faz fofoca nem alimenta fuxicos. Relata e analisa fatos políticos, prioritariamente. Também sabe separar vida pública de vida pessoal, ainda que entenda ser tênue o limite entre as duas situações.

Este blog vai continuar com sua linha de isenção e seriedade no tratamento das notícias – e sobretudo com respeito aos personagens da notícia.

É assim que se alcança a credibilidade, refletida também no número de acessos…

14

A inutilidade do Procon…

O Serviço de Proteção ao Consumidor, popularmente conhecido por Procon, nunca serviu pra muita coisa. Não há qualquer histórico de problemas nas relações comerciais resolvido por este órgão.

No máximo, dá orientações de como resolver – sem se envolver em nada. Espécie de livro de registro da raiva. E só.

Sempre foi um cabide de emprego público, nada mais.

Agora, no entanto, está pior do que nunca. Sucateado, abandonado, o Procon vive seus piores dias.

A promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, tem tentado alertar as autoridades do governo sobre a falência do órgão.

Para voltar ao que era, no entanto, é melhor deixar do jeito que está.

Com as portas fechadas…

0

O blog no Facebook…

O perfil do titular deste blog está desde ontem disponível na rede de relacionamentos Facebook. É mais uma oportunidade de interação com comentaristas, colegas blogueiros e a comunidade em geral.

Na rede, serão anunciados tópicos dos textos, comentários políticos e bate-papo sobre os assuntos inerentes à atividade profissional do titular – jornalismo e política – além de conversas sobre esportes, religião, cultura e artes.

O blog tem perfil também no Twitter desde o ano passado. Esta ferramente, no entanto, está passando por processo de refomulação para que possa garantir maior qualidade de interface entre blog, jornal e atividade pessoal.

Para interagir com o blog via Facebook, basta adicionar “Marco D’Eça” na barra “procurar contatos” e solicitar amizade.

3

Uma década para lembrar ou para esquecer?

A chegada de 2011 representa também o fim da primeira década do terceiro milênio. Hora de refletir e avaliar o que se fez e o que não se fez entre 2000 e 2010.

O que se é hoje sempre será resultado do que se quis ser há dez anos atrás. É estabelecendo metas que se alcança resultados.

O que se fazia no início da década? O que se faz hoje? Onde se estava – profissional, pessoal, social e economicamente – e onde se está agora?

Este balanço é fundamental para traçar os próximos dez anos.

Reconhecer erros e acertos – e sobretudo os responsáveis por se estar ou não onde se queria estar.

O resultado positivo de toda esta análise é o que se denomina sucesso.

E garantirá as bases para um feliz 2011, 2012, 2013….