1

Missão Internacional: Wellington visita fábricas, indústrias e parque tecnológico na Chinal…

Wellington acompanha explicação sobre as indústrias chinesas

Wellington acompanha explicação sobre as indústrias chinesas

Após participar da Conferência Internacional das Cidades, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) segue cumprindo a extensa agenda da Missão Internacional China/Taiwan/EUA.

Além de participar de palestras e discussões importantes, Wellington visitou algumas fábricas, indústrias e o parque tecnológico situados em Chongqing, na China, e conheceu de perto o modelo de desenvolvimento econômico que tem dado certo em uma das maiores potências mundiais.

“O que observamos é um modelo pautado no desenvolvimento econômico e industrial. Numa cidade com mais de 9 milhões de habitantes e uma região metropolitana com mais de 34 milhões de pessoas. São projetos que buscam a inovação tecnológica, o avanço científico e, com isso, tem como consequência um desenvolvimento financeiro. São ideias que nos fazem ter a certeza de que é possível progredir tendo a geração de emprego e renda e o avanço como metas”, ressaltou Wellington.

O parlamentar coma  delegação pronta para mais uma visita

O parlamentar coma delegação pronta para mais uma visita

Agora, Wellington continua cumprindo a agenda internacional.

Dessa vez, será em Hong Kong, para onde o parlamentar deve embarcar e, então, dar continuidade à programação da Missão na cidade de Taipei, capital de Taiwan e Nova York/EUA.

4

A vitória de Trump e o futuro político no Brasil…

Quando figuras como Vladimir Putin, Marize Le Pen, Silas Malafaia e Jair Bolsonaro comemoram a vitória de um líder mundial como o novo presidente dos Estados Unidos, é de se esperar dias nebulosos para a comunidade mundial

 

Donad Trump comemora vitória: ascensão do republicano agita comunidade de extrema direita no mundo inteiro

Donad Trump comemora vitória: ascensão do republicano agita comunidade de extrema direita no mundo inteiro

Este blog tem alertado desde o início do segundo turno, que cada vez mais líderes não-políticos têm chegado ao poder .

O chamados outsiders, que rejeitam rótulos e convenções da política tradicional, esnobam os partidos e conquistam a população de forma direta chegaram ao poder em Belo Horizonte, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Assim como este blog, o governador Flávio Dino (PCdoB) também percebeu este movimento, e demonstrou preocupação sobre o fenômeno. (Releia aqui)

A vitória do0 magnata Donald Trump nos Estados Unidos é resultado desta tendência; ou talvez a causa maior dela ao redor do mundo.

Mas se a tendência é real para o bem, é também para o mal

Ultranacionalista, imperialista, xenófobo, racista e sexista em doses altas, Trump se dá ao luxo de assumir todos estes predicados sem a preocupação de desgaste, por que, deixa claro, não é um político tradicional.

E é exatamente este o risco.

Basta ver os nomes que comemoraram sua vitória ao redor do mundo: Vladmir Putin, na Rússia; Marine Le Pen, na França, dentre outros representantes da extrema direita na comunidade internacional. (Leia aqui)

marcos Feliciano com Jair Bolsonaro: ameaças reais ao Brasil livre

marcos Feliciano com Jair Bolsonaro: ameaças reais ao Brasil livre

Para o Brasil, o efeito mais perigoso é a ascensão de gente como o deputado federal Jair Bolsonaro, representante-mor do primitivismo político, social e religioso.

Talvez até por isso, gente do quilate de Silas Malafaia e Marcos Feliciano tenham batido palmas para a vitória do republicano.

Por todos estes aspectos, o mundo amanheceu pior neste 9/11 – que é, curiosamente, um número inverso ao 11/9, uma data triste no calendário internacional.

E a tendência é que se torne ainda pior de hoje em diante…

4

Chineses querem importar jumentos para servir de alimento…

Empresários estão no Brasil com a promessa de levar 1 milhão de animais por ano, para serem usados na indústria alimentícia e de cosmético; choque cultural assombra o Nordeste

Superpopulação de jumentos tem sido vista como praga no Nordeste

Superpopulação de jumentos tem sido vista como praga no Nordeste

 

Um grupo de empresários chineses está no Brasil em busca de uma negociação inusitada: levar 1 milhão de jumentos, todo ano, para servir de alimento à população do país.

A notícia, dada pela própria ministra da Agricultura, Kátia Abreu, tem causado forte repercussão nos estados do Nordeste, onde o uso do animal é cultural, mas não como alimento.

Leia também:

Promotor propõe usar carne de jumento como alimento..

Interesse chinês por jumentos surpreende Kátia Abreu…

Criadores emocionais entendem que não podem deixar que os bicho sejam usados como carne, apesar de respeitar a cultura da China.

Por outro lado, há os que veem os jumentos como praga no Nordeste, onde a seca e a falta de comida é outro problema para os animais; e segundo este grupo, o jumento não tem qualquer valor comercial no país .

O assunto ainda deve gerar muita polêmica no Brasil…

2

Alemanha dá mais um show de civilidade ao mundo…

Motor da Economia na Europa e atual berço da congregação cultural, país mostra como tratar as diferenças, dando o exemplo na crise mundial da migração

 

Refugiados turco e sírios comemoram chegada à Alemanha e a recepção dada a eles...

Refugiados turco e sírios comemoram chegada à Alemanha e a recepção dada a eles…

A Alemanha recebe de braços abertos qualquer foragido das ditaduras africanas e do fanatismo religioso asiático.

E dá um exemplo aos demais países de como se deve tratar os que precisam.

Pode até ser mais um mea culpa do país que ficou estigmatizado com a era Hitler – que, aliás, nem alemão era – mas não deixa de ser um símbolo de como deve ser a civilização mundial.

Muitos antropólogos não gostam de comparar culturas, porque, na visão da corrente difusionista, todas elas são iguais.

Para estes estudiosos, a cultura sueca e norueguesa, de liberdades individuais e de estímulo à compensação dos esforços próprios, é igualzinha à cultura patriarcal e ditatorial que faz do Gabão uma sociedade tribal miserável na África, por exemplo.

Mas não há como negar que todo avanço cultural, econômico e político nasce, primeiramente, na Europa, para depois se espalhar pelo resto do mundo.

E são exatamente as culturas tribais e primitivas as mais resistentes à implantação destes avanços.

E por isso, também, que a Europa passa a ser o porto seguro de quem tenta escapar da vida medieval no terceiro Mundo adolescente, na África tribal e no fanático Oriente Médio.

E a Alemanha é o símbolo deste porto seguro…

9

O imperialismo também é socialista

E uma notícia que assustou a muitos foi a de que a Rússia irá ocupar a Ucrânia. Aquilo que muitos considerariam uma atitude típica do imperialismo norte-americano, dessa vez não é mérito só deles.

Nos mesmos preceitos do manifesto americano, onde a América do Norte é destinada divinamente a atacar o que eles considerem sendo o mal, serão reunidos mais de 150.000 soldados russos e milhares de mísseis nas fronteiras ucraniana.

Em contrapartida, os Estados Unidos irão munir o governo Ucraniano com U$$ 1 bilhão.

Algo soa terrivelmente familiar?

Com redação de Aline Alencar

3

Imagem do dia: ciúme internacional…

Obama

Os colóquios “diplomáticos” entre o presidente dos EUA, Barack Obama, e a primeira-ministra da Dinamarca, Helle Thorning-Shmidt , geraram esta cara amarrada da primeira-dama americana Michelle Obama, e ganharam o mundo nesta terça-feira. É evidente que a mulher do presidente não gostou nem um pouquinho da cena, enquanto Obama sorri gostoso para a bela colega dinarmaquesa. Depois, ele que vá explicar em casa (branca). A imagem é do Uol.

 

0

Morreu como um herói

Por Aline Alencar

Foi histórico, foi dolorido e, mesmo esperado, pegou o mundo de surpresa. Morreu um dos heróis na luta pela igualdade racial.

Nelson Rolihlahla Mandela partiu aos 95 anos após outra batalha que travava, a luta contra as várias complicações de saúde que vinha tendo nos últimos três meses.

Ainda debilitado, sua morte chocou o mundo, não apenas pela perda do homem em si, mas pela perda do mito, de alguém durante toda a sua vida buscou igualdade entre os homens e defendeu seu povo.

Mandela representa, assim como Martin Luther King Jr., um símbolo de esperança de dias melhores e com mais justiça aos menos favorecidos.

Que, diante de tantas atrocidades contra os direitos raciais estampadas nos jornais a cada dia, não morra o ideal, pelo qual Nelson Mandela havia dito um dia que estava preparado para viver e, se possível morrer.

Descanse com toda a paz pela qual lutou.

1

Uma data conveniente…

Uma das falas que se pode esperar do presidente dos Estados Unidos, Obama, neste 11 de setembro, será em relação à intervenção militar norte-americana na Síria.

Nada mais conveniente argumentar extrema necessidade dessa intervenção, tocando em um dos ponto mais sensíveis da potência mundial: os 12 anos do ataque às Torres Gêmeas.

O medo irrefreável que a nação tem do terrorismo é o motor que o presidente pode usar hoje para legitimar o ataque.

A intervenção ainda é motivo de debates e divide opiniões no governo americano, mas já tem previsão para acontecer nos próximos dias.

E tomará mais impulso a partir de hoje…

Com redação de Aline Alencar

0

Espionagem une oposição e governo no Congresso Nacional

Oposição e Governo se uniram em solidariedade à presidente Dilma Rousseff (PT), vítima de espionagem por parte dos EUA.

Violação de telefonemas, e-mails e mensagens do celular da presidente Dilma, o planalto cogita até mesmo diminuir o uso de tecnologias modernas e voltar para as mais antigas como a máquina de escrever.

Pré-candidato ao governo em 2014, José Serra manifestou solidariedade a presidente, mostrando o momento de consenso entre as duas parte.

Uma ruptura é agora impensável.

serra