0

Em vídeo-homenagem, Dr. Yglésio lembra trajetória de Dr. Jackson…

Médico cirurgião – como o ex-prefeito – deputado estadual fez referência ao aniversário do líder pedetista, comemorado sexta-feira; e ignorado até por membros históricos do PDT

 

O deputado estadual Dr. Yglésio (PDT) divulgou em suas redes sociais um vídeo-homenagem ao ex-prefeito, ex-governador e líder eterno do PDT maranhense, Jackson Lago.

Aniversariante do dia 1º de novembro, Jackson – falecido em 2011 – é uma espécie de referência para o pedetista, cirurgião como ele e que segue sua trajetória política.

Pré-candidato a prefeito, Dr. Yglésio, assim como o Dr. Jackson, atua fortemente em sua profissão de médico, mesmo atuando como deputado estadual.

E foi um dos poucos a lembrar o aniversário do líder máximo do PDT, coisa que até alguns pedetistas históricos ignoraram.

No vídeo, Jackson aparece em ação como médico, cirurgião, pontuado pelas suas ações como político.

A homenagem repercutiu nas redes socais…

3

Igor Lago critica desrespeito de Holandinha à memória de Jackson Lago…

Filho do ex-governador diz que o prefeito mentiu durante ao debate ao tentar justificar a manutenção de auxiliares do ex-prefeito João Castelo em sua gestão alegando terem sido indicações de Jackson Lago, que morreu dois anos antes

 

Igor com a viúva de Jackson, dona Clay; em defesa da memória do ex-governador

Igor com a viúva de Jackson, dona Clay; em defesa da memória do ex-governador

A verborragia desenfreada do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) durante o debate da TV Mirante, na noite desta sexta-feira, 28, já causou-lhe ao menos uma reprimenda pública neste sábado, 29.

Filho do ex-governador Jackson Lago, principal líder do PDT na história do partido, o médico Igor Lago não apenas desmentiu a história contada pelo prefeito no debate como pediu respeito de Holandinha à memória do pai.

igor

Durante o debate, quando tentou enquadrar Eduardo Braide sobre sua participação na gestão do ex-prefeito João Castelo (PSDB), Edivaldo disse terem sido indicações do ex-governador Jackson Lago os auxiliares de Castelo, mantidos por ele nas áreas de Educação, Saúde e Transporte.

Pela incapacidade de raciocínio do prefeito nas respostas, não ficou claro para o telespectador se ele se referia à indicação dos auxiliares ao próprio Castelo ou se à manutenção deles em sua gestão.

Jackson Lago morreu dois anos antes de Edivaldo assumir a prefeitura, e praticamente não teve contato político ou pessoal com o atual prefeito do PDT.

A reprimenda pública de Igor Lago está em seu perfil no Facebook…

5

Jackson não sabia; Flávio Dino até participa…

Jackson Lago e Flávio Dino: a estrutura gerencial é a mesma; as intenções, nem tanto assim…

Editorial

Muita gente já compara o início do governo Flávio Dino (PCdoB) – corrupção, despreparo, incompetência – ao início do governo Jackson Lago (PDT), em 2007, que todos sabem no que deu.

Mas há uma diferença importante na gestão dos dois governos.

Jackson era um homem reconhecidamente honesto, avesso às vaidades e – talvez até por causa disso – pouco sabia do que ocorria em seu governo, dominado por raposas de todos os tipos.

Flávio Dino, não!

Flávio Dino não só acompanha tudo o que acontece em seu governo como participa das ações e chancela tudo o que os seus auxiliares fazem.

Não tem como isentar o governador, portanto, em casos como o do Detran, que tende a se tornar um dos maiores escândalos de corrupção e de favorecimento a financiadores de campanha de que se tem notícia na história política do país.

Além de chancelar as ações do diretor Antonio Nunes, Dino ainda dá as diretrizes, como o próprio Nunes admitiu no Twitter. (Releia aqui)

E o que dizer da suplementação de R$ 2 milhões em favor do lugar-tenente Márcio Jerry, com apenas quatro meses de governo? (Relembre aqui)

Jackson podia ser incapaz de gerir uma máquina como a do governo do Maranhão, é bem verdade; mas não tinha participação direta em nenhum caso de corrupção de seu governo.

Flávio Dino, além de demonstrar a mesma incapacidade de Jackson para o gerenciamento da máquina, acaba por demonstrar que está por dentro de tudo o que seus auxiliares fazem.

E se tem conhecimento e não toma providências, também participa de tudo.

É simples assim…

2

Maranhão paga pensão a sete ex-governadores…

Também são beneficiadas viúvas de ex-governadores, que recebem algo em torno de R$ 25 mil mensais; privilégio está sendo questionado no Supremo Tribunal Federal

 

tetaSete ex-governadores recebem pensão vitalícia de cerca de R$ 25 mil no Maranhão.

São eles: José Sarney, João Castelo, João Alberto, Edison Lobão, José Reinaldo Tavares, Roseana Sarney e Epitácio Cafeteira.

Além disso, viúvas de vários ex-governadores, como Jackson Lago, Newton Bello, Luiz Rocha, Nunes Freire entre outros, também são beneficiadas com o mesmo salário vitalício.

A seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA) questiona estas pensões no Supremo Tribunal Federal, que começou a julgar esta semana casos semelhantes em outros estados.

O mais provável é que, no caso do Maranhão – assim como foi no Pará – o STF decida que apenas os governadores eleitos a partir da promulgação da Constituição Federal, em 1988, percam a pensão.

Neste caso, a lei atingiria apenas Lobão, João Alberto, Roseana, José Reinaldo e a viúva de Jackson Lago.

É aguardar e conferir…

11

De Jackson a Holandinha: a incompetência da oposição para exercer o poder…

palacioreuniao1004081.jpg

A turma que estava com Jackson em 2006…

A oposição no Maranhão tem uma característica que a faz sobreviver como oposição: usa qualquer método para fazer política – da perseguição pura e simples de quem lhe impede a passagem, até chantagem, negociatas e corrupção.

E como salvo-conduto para seus atos usa o falso, e covarde, argumento de que são anti-sarneysistas, como se isso justificasse qualquer malfeito.

Mas o pior é que esta capacidade de sobreviver de qualquer forma,  não resulta em competência para administrar quando chega ao poder.

Foi assim em 2006, quando a oposição elegeu Jackson Lago (PDT) governador do Maranhão, com a ajuda traidora do então governador José Reinaldo Tavares (PSB).

E está sendo assim agora, com a gestão do prefeito Edivaldo Holanda júnior (PTC) – também fruto da traição ao ex-prefeito João Castelo (PSDB).

São dois exemplos recentes que já podem ser considerados clássicos do fracasso oposicionista no exercício do poder político-administrativo. Devem ser destacados pela repetição de métodos e também por envolver praticamente os mesmos personagens nas duas ocasiões.

O problema principal é a falta de quadros com a devida competência para gerenciar a gigantesca máquina administrativa, do Estado e da Prefeitura.

O fracasso de Jackson se deu pela incompetência de seus quadros. Poucos tinham comprovada capacidade de gerir os diversos setores do governo – e muitos estavam ali para pilhar, roubar e enriquecer.

Deu no que deu.

frente

..Agora está com Holandinha

Passado o fracasso jacksista, os mesmos que somaram com ele reuniram-se em torno do chefão do comunismo. Alguns seguiram com Castelo, mas depois se reagruparam, levando Holandinha ao poder.

E o resultado é o mesmo da gestão estadual de Jackson Lago.

Assim como no governo Jackson, poucos são os quadros realmente preparados para o exercício do poder público na gestão de Edivaldo Júnior.

A maior parte está ali para pilhar, roubar e enriquecer.

Sem comando e sem capacidade, o  governo municipal parece ter um único objetivo: fazer caixa para tentar eleger mais um oposicionista em 2014.

Mas os exemplos de Jackson Lago e de Holandinha devem ser vistos com atenção. E para isso, basta ver quem estava com um e com outro.

E quem vai estar no projeto de 2014…

23

O herdeiro político de Jackson Lago…

Nesta imagem está o herdeiro político do ex-governador Jackson Lago (PDT), morto em abril.

É o homem que o próprio Jackson escolheu para seguir sua trajetória, seu projeto de poder e de fortalecimento da legenda que ajudou a fundar no Maranhão.

O herdeiro de Jackson é alguém com apurada dinâmica política, com vivência partidária suficiente para compreender as nuances do jogo político no Maranhão – alguém que tenha convivido intensamente os bastidores do PDT.

Assim como Jackson Lago, seu sucessor político deve ter o respeito e a confiança dos pedetistas, deve ser visto pelos adversários como um competidor forte e inatacável e deve simbolizar o próprio Jackson Lago no comando partidário.

O herdeiro de Jackson, como ele, tem penetração respeitável na direção nacional da legenda, tem interlocução com os demais partidos do chamado campo democrático e a percepção clara de quem são aliados e opositores.

Mas tem que ter ousadia para fazer o que tem que ser feito, coragem para agir nos momentos de decisão e vontade de seguir a história do líder pedetista.

Nesta foto estão o médico Igor Lago e o deputado federal Weverton Rocha.

Quem será o herdeiro de Jackson Lago???

7

Igor Lago já admite disputar eleições no Maranhão…

Igor Lago, de camisa azul, e Deoclides Macêdo observam explanação de Leitoa

O médico Igor Lago, recém-alçado ao posto de comandante maranhense do PDT – cargo que ainda precisa ser confirmado pela direção nacional – esteve anteontem em Timon.

Em entevistas a jornais e sites locais, admitiu, pela primeira vez, que poderá disputar cargo eleitvo pelo Maranhão.

Segundo o filho do ex-governador Jackson Lago – falecido há um mês – esta possibilidade não é para agora, mas para o futuro.

É a primeira vez que Lago admite entrar na política maranhense.

Desde a morte de Jackson, Igor tem estado mais no Maranhão – sobretudo em reuniões políticas pelo interior.

Ele já esteve em Imperatriz e outros municípios da região tocantina. Voltou a São Paulo para cuidar de assuntos pessoais e voltou na semana que passou ao Maranhão.

Em Timon, foi recepcionado pelo ex-deputado Chico Leitoa, outra liderança histórica do PDT.

Em suas andanças pelo interior maranhense, o filho do ex-governador Jackson Lago é sempre acompanhado pelo prefeito pedetista de Porto Franco, Deoclides Macêdo.

E, aos poucos, vai se ambientando ao clima político do Maranhão…

Imagem: blog do Elias Lacerda
3

Igor Lago em Imperatriz…

O médico Igor Lago, filho do ex-governador Jackson Lago (PDT), estará

Igor Lago vai agradecer aos imperatrizenses pelo apoio ao pai

neste domingo na cidade de Imperatriz.  Ele participa da Missa de Sétimo Dia em homenagem ao pai, a ser realizada naquela cidade.

A solenidade sacra acontecerá na Igreja de Fátima, no Centro de Imperatriz, onde Jackson Lago obteve votações recordes nas eleições de 2006 e 2010.

Igor Lago também deve se encontrar com autoridades e lideranças políticas locais, mas vai estar em São Luís no início da tarde.

Por volta das 17 horas, participa de outra missa em homenagem a Jackson, na Igreja Nossa Senhora de Nazaré, no Cohatrac.

2

Oposição não se une nem na dor do luto de seu maior líder…

Nem a morte de Jackson uniu a oposição...

Do blog de Luís Cardoso

A oposição no Maranhão não existe. Aliás, com a morte de seu maior líder, o ex-governador Jackson Lago, agora mesmo é que não se firmará.

A oposição não se une nem na hora da dor do luto da sua maior liderança nos últimos 40 anos. Alguns travestidos de oposicionistas aproveitam a momento para tirar casquinha.

Não respeitam nem a dor da família enlutada. Uns agora acusam outros de abandonar Jackson Lago nos momentos difíceis da última campanha para governador.

Outros apontam o dedo para quem subtraiu do erário e não ajudou na campanha. Tem até quem ache que Lago entrou em depressão por causa dos boatos de que ele seria inelegível. Uma bagunça generalizada. Um oposição porra louca.

A oposição se uniu em vez no Maranhão, praticamente no último ano do governo de José Reinaldo Tavares. Também, pudera, havia um cofre enorme à disposição dos interesses da turma.

O grupo Sarney se mantém até hoje no poder porque sempre apostou na divisão da oposição. Antes mesmo do falecimento do doutor Jackson Lago, seu PDT já andava namorando com o governo.

Aliás, de papel passado com o deputado Ricardo Murad. Esse, sim, o maior algoz de Lago. Assim caminha a oposição no Maranhão.