0

Andrea Murad rebate declaração de Flávio Dino sobre saúde pública…

O suposto aumento em investimentos na saúde e gastos com o funcionamento da rede estadual foram alvos de críticas feitas pela deputada Andrea Murad (PMDB) nesta segunda-feira, 19.

Além de contestar, apresentando números reais, a economia surreal de Flávio Dino, de R$ 508,2 milhões, divulgada pela comunicação oficial do Governo do Estado, a parlamentar rebateu diretamente o governador Flávio Dino na tribuna, ponto a ponto, sobre terceirizações, a forma equivocada de utilização da EMSERH e a falsa redução de gastos, recentemente publicada na página oficial do governador.

– É balela do governador afirmar que o governo reduziu gastos na saúde. Existem, sim, reduções e estas demonstram seu coração de pedra insensível, sacrificando mais de 7 mil funcionários que estão sem receber seus direitos trabalhistas há anos, se equiparando ao trabalho escravo que tanto se combate no Brasil.  Pressionado pelo Ministério Público do Trabalho, o senhor governador mandou a EMSERH contratar ilegalmente essas pessoas, mesmo o senhor sabendo que a EMSERH não pode quarteirizar gestão através de OS e OSCIPS. E o que é pior, reduzindo o salário de todos eles sem receber férias, décimo terceiro, sem o recolhimento de FGTS e INSS. Portanto, a redução de gastos é com redução da qualidade da saúde aos maranhenses. UPAs precárias, hospitais sem o mínimo de estrutura e de materiais básicos para atendimentos onde faltam até  Buscopan nas UPA’s  do Maranhão – disse Andrea.

Em seu discurso, Andrea Murad relembrou todo o processo de criação da EMSERH durante a gestão de Ricardo Murad, assim como a legislação ainda vigente sobre a utilização de OS e OSCIPS para administrar unidades de saúde desde 2004, usufruída ainda por Flávio Dino, que alega estar revertendo esse a terceirização. A parlamentar argumenta que o governo se utiliza da EMSERH de forma equivocada, quarteirizando o serviço de mão de obra, por exemplo, ao contratar recentemente uma OS, o Instituto Biosaúde.

– E o senhor não está revertendo terceirizações alguma Flávio Dino. Realmente o que está fazendo é quarterizando a gestão da saúde e desorganizando toda a estrutura. Utilizou a empresa pública criada e ativada na gestão de Ricardo Murad para quarterizar os serviços nas Unidades de Saúde do Estado. Pois a EMSERH na sua condução não tem a mínima estrutura para fazer de fato a gestão das Unidades de Saúde do Estado, servindo apenas na sua gestão para subcontratar OSCIPS e OS. Como acontece no contrato da   EMSERH com a Biosaúde, instituto que está fazendo a gestão de mão de obra de 32 Unidades Estaduais em contradição à própria lei de criação da EMSERH a respeito de quarteirização. Sem falar dos contratos diretos de terceirizadas com a Secretaria de Estado de Saúde que até hoje estão vigentes – rebateu.

A líder de oposição criticou ainda o governador Flávio Dino que declarou agir imediatamente diante dos indícios de irregularidades, fato que não tem ocorrido na prática da gestão comunista.

– E aqui o senhor admite toda a sua incompetência e de sua equipe. Comprova que a Secretaria da Transparência foi criada apenas para perseguir seus adversários políticos, como digo desde o início do meu mandato, e que a SES não tem controle algum sobre a gestão das Unidades conforme os poderes de fiscalização e gestão, inclusive determinando que cada Unidade de Saúde tenha uma diretoria executiva para gerir as unidades juntamente com as terceirizadas. Na gestão passada, esse controle existiu Flávio Dino, foi efetivo e não houve desvio de recursos públicos da saúde, enquanto na atual gestão tomada de escândalos por mim denunciados desde 2015, cujos fatos corroboram com a péssima prestação de serviço à população que dia após dia se vê indignada com tanto desmantelo em que se tornou a rede estadual de saúde – discursou.

4

A tola economia de Flávio Dino…

Nenhum gasto desnecessário com propaganda causou tanta rejeição quanto o orgulhoso banner do governador comunista dizendo que cortou meio bilhão da Saúde, mas sem apresentar resultados melhores no setor

 

“ECONOMIA?”.Wellington atingiu o âmago do governo com sua crítica

Sumiu como que por encanto do noticiário comunista o banner divulgado no início da semana exaltando o governador Flávio Dino por ter “economizado” mais de R$ 500 milhões no setor da Saúde entre 2015 e 2017.

A economia de Dino gerou um colapso no setor, com hospitais fechados ou sucateados, UPAs abandonadas e total destruição da autoestima de médicos, enfermeiros e outros profissionais que trabalham para o estado.

CAMPANHA TOLA. O banner orgulhoso de Dino. Festa do caos

– Que economia é essa, pra manter hospitais fechados? que economia foi essa, que acabou com as UPAs? Pra quê economizar enquanto falta medicamentos em todos os hospitais? O governador se orgulha de economizar na Saúde enquanto o trabalhador enfrenta filas em atendimento precário. Flávio Dino deveria se envergonhar dessa economia tola – criticou o deputado Wellington do Curso (PP), em discurso na Assembleia Legislativa.

A “economia tola” de Flávio Dino, exibida com orgulho pela própria gestão da SES e na mídia alinhada ao governador, foi criticada também nas redes sociais.

Para os maranhenses, não faz sentido cortar tantos recursos da Saúde para comprometer toda a qualidade do atendimento.

Só na cabeça de Flávio Dino e dos seus…

0

Braide pede ao governo que garanta recursos para a Saúde de São Luís…

Assembleia Legislativa aprovou por unanimidade Requerimento de autoria do deputado propondo ajuda urgente do governo para evitar o colapso no setor na capital maranhense

 

Braide propôs novo auxílio à Prefeitura de São Luís, desta vez no setor da Saúde

A Assembleia Legislativa aprovou por unanimidade, na sessão desta segunda-feira, 12, o Requerimento n° 431/2017, de autoria do deputado Eduardo Braide, que solicita do governador do Estado, repasse urgente de recursos para a Prefeitura de São Luís para a área da Saúde.

– A Saúde de São Luís já entrou em colapso há muito tempo. São inúmeras as denúncias de pacientes que precisam comprar materiais básicos, a exemplo de gaze, luvas, algodão, esparadrapo, soro fisiológico e até seringas, tudo para garantir o atendimento mínimo nas unidades – destacou o deputado.

 

Sobre o requerimento ser atendido pelo governador Flávio Dino, o deputado assegurou que é preciso ver a parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de São Luís na prática, especialmente em uma área prioritária como a Saúde.

– Espero que o governador do Estado atenda o requerimento aprovado por unanimidade pela Assembleia e repasse, o mais rápido possível, recursos para amenizar a situação precária da Saúde do município de São Luís. É hora de vermos a parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís sair da propaganda para entrar na realidade da vida da população, que infelizmente, não pode mais esperar – concluiu Eduardo Braide.

3

Intervenção do vereador Gutemberg resolve conflito na Saúde de SL…

A reunião coordenada pelo vereador Gutemberg Araújo (PSDB), na Câmara Municipal, garantiu, entre outras sociais, o recuo no corte de R$ 2 milhões na área de Saúde; Também foi garantido a manutenção integral dos plantões médicos. Uma comissão, coordenada pelo próprio Gutemberg, irá discutir mais a fundo o problema do setor. Veja o vídeo acima

0

Gutemberg Araújo comanda reunião sobre a situação da saúde em SL…

 

Gutemberg com os participantes da reunião na Câmara Municipal

Com a participação expressiva de diversos convidados e interessados, o vereador Dr. Gutemberg Araujo realizou na manhã desta quinta-feira, 8, na Câmara Municipal, uma grande reunião colocando em pauta a saúde em São Luís.

A reunião durou por longas horas para que representantes das categorias profissionais e cidadãos pudessem ser ouvidos.

Após diversos debates, ficou acordado a suspensão da redução de médicos nos plantões noturnos e nos finais de semana, a formação de uma comissão para negociações com representantes da classe médica já pra a próxima semana e ainda a composição de uma comissão de vereadores para buscar ações de melhorias para o setor junto às autoridades estaduais e federais.

A reunião foi uma iniciativa do vereador Gutemberg Araújo (PSDB) que ocupou a tribuna na última segunda-feira, dia 5, para manifestar seu interesse em conversar com profissionais, representantes da classe e interessados em discutir propostas para a saúde em nossa capital.

Para o vereador, a saúde é um tema complexo e as soluções para resolver problemas nessa área não é simples e nem rápido. E a situação se agrava pelos dados que informam que só no ano passado 2, 5 milhões de pessoas em todo o país perderam plano de saúde e passaram a buscar atendimento no SUS.

– Trata-se de algo grave e urgente que exige de nós comprometimento, longe de paixões partidárias. Todos queremos uma só coisa: o bem de nossa cidade – afirmou.

1

Othelino comemora lei que garante dignidade a pacientes…

O primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), destacou, na sessão desta quinta-feira, 11, a sanção da Lei nº 10.584/17, fruto de um Projeto de Lei, de sua autoria, aprovada por unanimidade, dispondo sobre os direitos dos usuários dos serviços de Saúde.

– Esse projeto de lei inova, porque, pela primeira vez, o Maranhão passa a ter uma lei que rege a questão dos cuidados paliativos com relação aos pacientes que estão internados nos órgãos privados ou públicos ou que não estejam internados, mas que precisam de tratamentos médicos e assistência permanente. Todos os que estão em um leito de hospital, sofrendo por algum tipo de enfermidade, vivem um momento de fragilidade, precisando de cuidados médicos. Esse quadro requer um tratamento com respeito, seja uma simples indisposição ou uma doença mais grave sem a perspectiva de cura – explicou o deputado.

A lei foi sancionada pelo governador Flávio Dino (PCdoB) com vetos apenas em dois artigos.

Entenda o projeto

A nova lei estabelece que são direitos dos usuários dos serviços de saúde: um atendimento digno, atencioso e respeitoso; ser identificado e tratado pelo seu nome ou sobrenome; não ser chamado por números, códigos ou, de modo genérico, desrespeitoso ou preconceituoso.

– Imaginemos nós, um paciente qualquer, ou um parente querido, um amigo internado num leito hospitalar, ser tratado simplesmente como um código de barras. Ali existe um ser humano, com uma história de vida, com sentimentos, frustrações e que jamais pode ser resumido a um número. São coisas simples, mas que acontecem nos hospitais do Brasil. Em alguns, ainda há tratamentos desumanizados e desrespeitosos com relação a pacientes –  comentou o deputado.

0

Gutemberg quer disponibilizar na internet palestras do Programa Cuidando de Você…

PALESTRAS
Gutemberg tem levado bons tema à Câmara; agora quer disponibilizá-los na Internet

“Obesidade, o mal do século”, foi o tema da palestra ministrada pela médica do Ministério da Saúde e professora do Curso de Medicina da Universidade Federal do Maranhão, Francisca Luzia Araújo – mais conhecida como doutora Kika – no dia 26 de abril, na Câmara Municipal de São Luís.

A explanação dá prosseguimento ao Programa “Cuidando de Você: Educação e Saúde”, criado pelo vereador Dr. Gutemberg (PSDB), para abordar questões da área de saúde.

Especialista em Nutrologia, Clínica Médica e Terapia Intensiva, doutora Kika discorreu, para um público atento, sobre alimentação inadequada e comportamento de risco, que podem levar ao sobrepeso e à obesidade.

– Associadas ao excesso de peso estão doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, doenças lipídicas, cardíacas e o câncer, que vem aumentando bastante. Um trabalho científico, publicado em 2016, provou o que já era do nosso conhecimento, ou seja, a associação entre o câncer e a obesidade – comentou.

Segundo doutora Kika, para evitar o sobrepeso, a obesidade e doenças crônicas associadas, é necessário diminuir o consumo de alimentos gordurosos, refrigerantes e bebidas alcoólicas. Ao mesmo tempo, para a melhora ou manutenção da saúde, a médica indica a prática rotineira de atividade física e alimentação mais rica em frutas e hortaliças.

Satisfeito com a crescente aprovação de sua iniciativa, o vereador Gutemberg Araújo falou da sua intenção de estender as informações sobre saúde e prevenção para comunidades da capital.

– Nosso interesse é levar o programa para as comunidades. Além disso, também esperamos, num futuro próximo, conseguir documentar essas palestras aqui, na Casa, e depois disponibilizá-las na internet. São providências que pretendemos tomar, para alcançar o maior número de pessoas – garantiu Gutemberg.

As palestras do Programa Cuidando de Você: Educação e Saúde são ministradas por profissionais renomados, abertas ao público e acontecem às 9 horas da última quarta-feira do mês, no plenário da Câmara Municipal de São Luís.

1

Cleomar Tema repudia corte de recursos na saúde para municípios do Maranhão…

Presidente da Famem já acionou assessoria jurídica da entidade e avalia ingressar na Justiça para reverter decisão do Governo Federal

 

Tema Cunha em mais uma ação em favor dos municípios

O prefeito de Tuntum e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Cleomar Tema, repudiou nesta quarta-feira, 2, medida do Governo Federal que cortou mais de R$ 7,5 milhões em recursos que deveriam ser enviados para cidades maranhenses para custeio de serviços de média e alta complexidade no setor da saúde.

A portaria determinando o corte, que também atinge o governo do estado, é datada do dia 28 de abril e foi publicada pelo Ministério da Saúde no Diário Oficial da União de ontem.

– Os municípios maranhenses não podem ser penalizados com este tipo de medida, a qual repudiamos com veemência. Além dos contatos políticos em Brasília para tentar reverter tal situação, já acionamos a assessoria jurídica da FAMEM no sentido de estudar uma maneira, através da qual, possamos questionar este ato judicialmente – informou o presidente da entidade municipalista.

A portaria determinou a imediata suspensão da transferência de recursos financeiros do Bloco de Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar e do componente Limite Financeiro da Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar do governo estadual e dos municípios de Amarante e Imperatriz – eles foram penalizados com a perda de R$ 558.450,00 e R$ 6.763.450,00, respectivamente.

A suspensão refere-se à habilitação e à qualificação de leitos de enfermaria clínica de retaguarda e à qualificação de leitos de unidade de terapia intensiva pediátrica

Para Cleomar Tema, os municípios do Maranhão sofrem mensalmente com a perda de recursos de ordem variada e a suspensão determinada pelo Ministério da Saúde pode ocasionar um colapso no setor da saúde das cidades atingidas.

1

Andrea Murad sugere marcação diária de consultas como era na gestão anterior

Bons tempos
Andrea Murad: a coisa era diferente na gestão anterior

A deputada Andrea Murad (PMDB) levou para a tribuna da Assembleia Legislativa o caso das longas filas para marcação de consultas no Hospital Adelson Souza Lopes da Vila Luizão, ao lado da UPA localizada no bairro da capital São Luís.

Na manhã de segunda-feira, 24, centenas de pessoas, entre idosos e mães com crianças de colo, amanheceram no local para garantir a senha e marcar consultas do mês seguinte.

A situação ganhou repercussão nacional e duras críticas da parlamentar.

– Flávio Dino tem pavor do que sai em nível nacional. Está envolvido até o pescoço na lava jato. Está desesperado. Era o rei da moralidade, agora é o rei da corrupção. Pegou sacolinha de dinheiro. E agora um hospital do estado vira notícia nacional por causa da péssima gestão desse governador. Na gestão anterior funcionava assim, nesse mesmo hospital: segunda você podia marcar consulta de uma ou duas especialidades; terça uma outra especialidade, quarta outra, quinta outra, sexta outra. Isso era o que acontecia no governo anterior, na gestão do meu pai, Ricardo Murad. Você marcava aqui, até sete dias depois você era consultado. Agora, quilômetros de gente passando noite e madrugada para ser atendido no próximo mês. O que significa isso? O secretário demitiu os diretores e disse que um dia no mês para marcar consultas está errado, que o correto é uma semana no mês para pegar senha e a consulta para o mês subsequente. Para minha surpresa esse é o certo para ele. Será que querem que eu ache isso normal, que a população ache normal? – discursou.

Humilhação
As filas são intermináveis no Hospital da Vila Luizão, que só abre uma vez por mês para marcação de consulta

A parlamentar que tem a saúde como seus principais temas da tribuna, revelou que o problema já vem ocorrendo há muito tempo e considerou omissão da Secretaria de Estado da Saúde que só agora tomou providências.

– Diminuíram funcionários, diminuíram médicos e o secretário, em vez de assumir os erros junto com o governador, porque saiu na mídia nacional, ele foi demitir os diretores. Como se isso fosse melhorar a situação dos que buscam as consultas lá. O secretário não sabe o que acontece na gestão dele? Na secretaria que ele administra? Ele só soube porque saiu em rede nacional? Então este governo é pior do que eu pensava. Aí nós paramos para analisar as coisas e vemos a gravidade da saúde do estado. Espero que o secretário Lula se compadeça com a questão da Vila Luizão, não só demitindo os diretores como ele fez, oferecendo estrutura de trabalho, voltando a quantidade de funcionários e médicos e resolva o problema, que ele retorne a marcação de consultas como era feita, todos os dias da semana, e as pessoas se consultarem pelo menos até em uma semana, não no mês seguinte, no mês seguinte a pessoa pode estar morta – alertou a deputada.

0

Vereador Gutemberg participa de encontros sobre Saúde com presidente da AMB…

Parlamentar esteve presente tanto no encontro com o governador Flávio Dino quanto na reunião com o prefeito Edivaldo Júnior

 

Gutemberg com Helena, Edivaldo e os representantes da AMB

Médico, o vereador Gutemberg Araújo (PSDB) participou dos dois encontros que o presidente da Associação Médica Brasileira, Florentino de Araújo Cardoso Filho, teve na capital maranhense, na última quarta-feira, 5.

No encontro com o prefeito Edivaldo Júnior,  Gutemberg ressaltou a importância da colaboração nos serviços de Saúde.

– Num momento em que o país atravessa uma grave crise, estamos dispostos a colaborar no que for preciso para que a população não sofra tanto com esse cenário. Temos nos aproximado dos gestores para que estes possam ouvir melhor as reivindicações da população. Também temos abraçado a causa dos profissionais da área da saúde e sobretudo, temos apresentado ações concretas para valorizar o paciente e o médico. A Associação Médica Brasileira, por seu caráter suprapartidário, pode nos ajudar muito nessa batalha – disse o parlamentar.

O vereador do PSDB também esteve presente na reunião com Flávio Dino

Gutemberg esteve também no Palácio dos Leões, onde reforçou ao governador Flávio Dino (PCdoB) necessidade de maiores investimentos na saúde ofertada à população.

Na reunião com Edivaldo participaram também o vice-prefeito Júlio Pinheiro (PCdoB), a secretária de Saúde Helena Duailibe (PMDB).

Do encontro com Flávio Dino também participaram o presidente da Associação Médica de Minas Gerais e Segundo vice-presidente Nacional da AMB, Lincoln Ferreira; os presidentes da Associação Médica do Maranhão, Mauro César Oliveira; do Sindicato dos Médicos, Adolfo Paraíso; do Conselho Regional de Medicina, Abdon Murad; e da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares, Ianik Rafaela Lima Leal.