17

Cutrim volta a criticar política de Segurança de Roseana…

Cutrim: críticas duras à Segup

O deputado estadual Raimundo Cutrim (DEM) voltou hoje a criticar a política de Segurança implementada pelo governo Roseana Sarney (PMDB).

– O fato é que carece de gestão na Segurança Pública – afirmou o parlamentar, em entreveista à rádio Mirante AM.

Cutrim tem estatura para dizer o qeu diz. Foi secretáriod e Segurança por mais de dez anos, período em que o Maranhão experimentou os melhroes índices na Segurança Pública.

Hoje, há reclamação generalizada. Delegados estão em greve, policiais insatisfeitos e, até na PM, há focos de cisão quase em todas as patentes.

Nem o argumento de que Cutrim poderia estarcom “dor de cotovelo” por não ter voltado ao posto justifica.

A Segurança do Maranhão está gravíssima, há uma greve que se arrasta por mais de 70 dias, e o Governo ainda não solucionou esta situação. O Maranhão hoje vive uma guerra civil de morte de pessoas. Só aqui em São Luís, houve mais de 68 homicídios – declarou o parlamentar, em entrevista ao blog de Jorge Aragão.

E o endereço das críticas é claro: o atual secretário Aluísio Mendes.

Vir aqui e querer dizer que essa situação é por problema de falta de efetivo e falta de recursos, não é verdade, pois não é apenas isso. Nós sabemos que o sistema de Segurança não se faz só com efetivo e com dinheiro, se faz com força de vontade e com gestão. Então, nós precisamos ter gestão no sistema de Segurança – atacou.

Na última vez que esteve na Assembléia, Mendes apontou exatamente a falta de efetivo para os problemas da Segurança.

Cutrim, portanto, sabe exatamente em quem quer atirar…

9

A venda de empregos nas UPAs…

É grave a situação feita pela própria Secretaria de Saúde, de que estariam negociando empregos nas Unidades de Pronto Atendimento no interior maranhense.

O secretário Ricardo Murad classificou a prática de “estelionato”, e solicitou investigação da Secretaria de Segurança.

A Segup precisa dar respostas rápidas e apresentar os envolvidos.

As UPAs estão sendo construídas pelo governo Roseana Sarney (PMDB) em convênio com o Governo Federal. Algumas já estão em funcionamento na capital maranhense – e outras estão prestes a entrar em operação.

A própria SES divulgou a denúncia por que já tem suspeitos.

E a polícia já entrou no caso…

1

Segup usa duas linhas de investigação no caso de ameaça a Júnior Marreca

Apesar de negar para os que não têm acesso às “fontes 1 de informação”, a Secretaria de Segurança Pública investiga, sim, as ameaças de atentado contra o prefeito de Itapecuru-Mirim, e presidente da Famem, Júnior Marreca (PV).

O serviço de inteligência da polícia já utiliza, inclusive, duas linhas de investigação no caso, sobretudo após ter vazado a informação.

Na primeira, continua investigando a denúncia original, baseada em informação da Polícia Rodoviária Federal, de que um advogado teria contratado pistoleiros para dar cabo à vida de Marreca – por conta de eventuais desapropriações de terras no município.

Segundo apurou o blog, o delegado-geral Nordman Ribeiro já acha, inclusive, que os supostos interessados já teriam até abortado o plano, diante da repercussão.

E é exatamente aí que nasce a segunda linha de investigação:

A polícia vai continuar atenta para a possibilidade de que a história da desapropriação tenha sido criada pelos próprios bandidos para confundir a polícia, enquanto eles se preparam para atacar de outra forma.

Esta é a verdade dos fatos.

Mas o blog vai além e faz alguns questionamentos para garantir suas informações:

1 – Nordman Ribeiro nega que tenha conversado com Júnior Marreca na noite do sábado, 16 de julho, sobre o assunto?

2 – A PRF nega que sua central de informação tenha recebido a denúncia anônima de que estavam tramando a morte de Marreca?

3 – a Polícia Militar nega que tenha encaminhado um major e dois PMs para a casa do prefeito, em Itapecuru, na noite do dia 16?

4 – A PM também nega que tenha disponibilizado um policial para companhar Marreca?

P.S.: “Fonte Um”, no jornalismo é aquela considerada mais importante na escala de informações, por que é oriunda dos detentores de poder em todos os níveis. Só perde para a “Fonte Zero”, que são os documentos. Este blog só trabalha com as duas.
4

Luis Moura foi uma das últimas notícias de WR…

Moura e a mulher, Gabina: de volta aos quadros da Polícia Civil

O jornalista Walter Rodrigues foi o primeiro a dar a notícia de que o casal de policiais Luís Moura e Ilce Gabina seriam reintegrados aos quadros da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão.

Em 13 de maio de 2010, Rodrigues publicou em seu Colunão o texto “Luís Moura de volta à Polícia”, que falava da decisão da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão.

No dia seguinte, este blog trouxe o texto “Luís Mura, José Gerardo e Ilce Gabina…” que fez um levantamento histórico do caso que levou à prisão dos três.

A reintegração de Moura ao quadros da Segup, ocorrida agora, é apenas o resultado daquela decisão, cumprida pelo Governo do Estado.

Rodrigues viria a morrer quatro dias depois, em 17 de maio de 2010, em casa, na Ponta do Farol.

O jornalista tratava Luís Moura como um “famigerado delegado de polícia”, acusado de participação no assassinato do também delegado Stênio Mendonça, juntamente com o então deputado José Gerardo e o empresário Joaquim Laurixto.

Moura e a mulher, Gabina, foram expulsos da polícia não por causa da morte de Mendonça, mas por outro crime. Segundo investigação da Segup, eles tiveram participação no assassinato do ex-prefeito de Poção de Pedras, Raimundo Borges.

O casal recorreu ao TJ da decisão administrativa. A Câmara Cível, composta pelos desembargadores Jorge Rachid Mubárack Maluf, Raimunda Bezerra e Maria das Graças – entendeu que o crime do qual eram acusados já havia prescrito.

A história está toda contada lá, por Walter Rodrigues.

Em mais um exemplo do seu jornalismo corajoso e isento…

8

Os policiais-agressores continuarão nas ruas???

Castelo Branco e seu grupo em ação

Fontes da Secretaria de Segurança Pública informam que o delegado-geral, Nordman Ribeiro, teria garantido o exercício da atividade ao delegado Alberto Castelo Branco e o seu grupo de policiais, até o fim das investigações sobre a agressão cometida por eles contra um trabalhador da Caema.

A informação ainda não é oficial, mas é o que circula nos bastidores da Segup.

Se for esta a decisão, é um equívoco do delegado-geral.

Alberto Castelo Branco e seu grupo devem ser afastados das ruas até que provem – se conseguirem – que agiram dentro das normas policiais no episódio.

Até por que, eles atuam em um setor sensível da Segurança Pública, que é a Delegacia de Costumes.

Castelo Branco e seu grupo, neste setor, tratam diariamente com comerciantes, donos de bares e frequentadores da noite, onde, geralmente, os ânimos se acirram facilmente.

Se com um trabalhador, em pleno dia, eles agiram daquela forma…

7

Moto é roubada de dentro do Detran…

Uma moto que estava no pátio do Detran para ser emplacada foi roubada em pleno dia na última segunda-feira. Segundo testemunhas, o ladrão saiu sem capacete e com o veículo sem placas.

Segundo contou o blog de Jorge Aragão, Jailson Barbosa Furtado levou o veículo recém-adquirido para ser emplacado no Detran, por volta do meio-dia. Deixou a moto estacionada e saiu para resolver a burocracia do emplacamento.

Quando retornou o local era o mais limpo.

Em contato com este blog, a assessoria do Detran informou que encaminhou o caso à Secretaria de Segurança e está providenciando as imagens do circuito interno para identificar o bandido.

Mas não é a primeira vez que um veículo é roubado de dentro do órgão. Segundo apurou o blog, foram três casos em menos de um ano.

Segundo o próprio Jorge Aragão, houve casos semelhantes também em 2007 e 2009.

Detalhe: os roubos sempre ocorrem entre as 11 horas e o meio-dia…