0

Weverton Rocha recebe novos apoios à pré-candidatura ao Senado…

Parlamentar, que já conta com 129 prefeitos, 11 deputados federais e 29 deputados estaduais – além do apoia assumido do PCdoB – recebeu ontem os ex-prefeitos Ildon Marques, de Imperatriz, e Sálvio Dino, de João Lisboa

 

Weverton chega ao evento com Ildon Marques, Márcio Jerry, Rosângela Curado, Clayton Noleto e lideranças da região…

 

Lideranças políticas de todo o estado voltaram a se reunir em apoio à pré-candidatura do deputado federal Weverton Rocha (PDT) ao Senado.

O encontro aconteceu em Imperatriz, no sábado, 23, e contou com a presença de deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e lideranças da região Tocantina e de outras regiões do Maranhão.

O ex-prefeito de Imperatriz Ildon Marques, que chegou ao evento junto com Weverton Rocha, e o ex-prefeito de João Lisboa, Sálvio Dino, pai do governador Flávio Dino, também levaram seu apoio ao projeto de pré-candidatura.

– Ao longo de 2017 construímos um projeto coletivo de pré-candidatura ao Senado, que vem crescendo em adesão e em consistência, pois nos encontros ouvimos as demandas de cada região e fazemos disso uma meta para o desenvolvimento do Maranhão – declarou Weverton Rocha.

Lideranças de toda a região tocantina lotaram o local do evento em apoio a Weverton…

O deputado explicou que essas reuniões fazem parte de um trabalho de unir os diversos grupos em torno de um projeto para o estado, ouvindo os representantes do povo e em seguida o próprio povo.

Depois de percorrer o estado, a pré-candidatura já recebeu o apoio formal de 129 prefeitos, 11 deputados federais, 29 deputados estaduais e centenas de vereadores e lideranças regionais.

O presidente estadual do PCdoB e secretário estadual de Articulação Política, Márcio Jerry, que já compareceu a vários encontros avalia que essa jornada tem demonstrado a capacidade do deputado Weverton Rocha de somar e unir as lideranças.

Em Imperatriz, ele reafirmou o apoio do PCdoB ao projeto.

– O deputado Weverton caminha de forma muito resoluta, agregando e unificado ponto de vistas à sua pré-candidatura para a eleição do ano que vem.

O deputado recebeu o apoio também do ex-prefeito Sálvio Dino, pai do governador Flávio Dino

Um dos primeiros apoiadores do projeto, o ex-deputado estadual Rubens Pereira diz que esta é uma candidatura diferente de todas as outras que já foram lançadas no Maranhão.

– É uma candidatura que está nascendo das bases, dos mais humildes, do eleitor, do vereador, do prefeito, do deputado estadual e do deputado federal. Chegamos a Imperatriz depois de percorrer o Maranhão quase todo, com uma política diferente, que o povo do Maranhão ainda não conhecia, porque os candidatos a senadores eram determinados pela cúpula e agora não – afirmou.

Em sua primeira participação, o prefeito Lindomar, de Marajá do Sena, disse que se dispôs a apoiar a pré-candidatura de Weverton Rocha ao Senado Federal por entender que é um jovem promissor, que trabalha por seu estado.

– Com o não que disse a Temer conquistou meu voto e tenho certeza que vai conquistar o voto do Maranhão –  acrescentou.

4

A coerência de Eliziane Gama…

Único dos nomes postos ao Senado sem nenhum tipo de investigação da Justiça ou da polícia, deputada foi a única da bancada a votar da mesma forma contra o PT, contra Eduardo Cunha e contra Michel Temer

 

CONTRA DILMA. Eliziane e os colegas manifestando o voto pelo impeachment da presidente petista

A deputada federal Eliziane Gama (PP) mantém uma característica única entre os membros da bancada maranhense na Câmara: seu posicionamento contra a corrupção é inarredável, independentemente de ideologias ou alianças partidárias.

Foi assim que ela deu seu voto pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), por ver no governo do PT focos alarmantes de desvios de conduta.

CONTRA CUNHA. Eliziane na votação da cassação de Eduardo Cunha

Também votou pela cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB), assumindo publicamente sua posição contra ele desde sua eleição para o comando da Câmara Federal.

E reafirmou seu posicionamento anticorrupção ao votar pelo prosseguimento das denúncias contra o presidente Michel Temer (PMDB).

CONTRA TEMER. Eliziane Gama votou pela continuação das investigações contra o presidente

Intransigente nesta postura anticorrupção, Eliziane se destaca também como única postulante ao Senado no Maranhão a não sofrer nenhum tipo de investigação ou apresentar qualquer pendência legal em sua carreira política.

Para se ter ideia da importância da postura da deputada, apenas 108 dos 513 deputados federais votaram da mesma forma nos casos Cunha, Temer e Dilma.

Simples assim…

2

Imagem do dia: a chapa?!?

 

GRUPO. Weverton e Eliziane mostram alinhamento ao projeto de Dino; sem crises

Os deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) encontraram-se nesta sexta-feira, 7, no Palácio dos Leões, onde ocorreu a posse do novo presidente do Iterma, Raimundo de Oliveira Filho. os dois posaram ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB).

Para muitos, essa seria a chapa pensada pela cúpula do governo para as eleições de 2018.

Tanto Eliziane quanto Weverton  tem condições de disputar o Senado. Ou a vice. Mas esta é uma outra história…

1

Com base própria de apoiadores, Weverton prepara novo encontro de aliados…

Candidato a senador tem realizado eventos no interior com o maior número de prefeitos, deputados federais e estaduais que fecham com o seu projeto

 

Os encontros de Weverton Rocha têm reunido o maior número de lideranças partidárias no interior

Marcado para o dia 5 de agosto o próximo encontro do deputado federal Weverton Rocha (PDT) com a base de apoiadores do seu projeto de chegar ao Senado.

Rocha tem reunido deputados federais, prefeitos, deputados estaduais, vereadores e lideranças partidárias nestes encontro, reforçando a cada nova reunião a sua base.

– Nesses encontros a gente fala do nosso projeto e recebe cada vez mais manifestações de apoio que só nos fortalecem – diz o parlamentar.

Weverton Rocha é o único dentre os candidatos a senador que tem uma base própria de apoiadores, seja do ponto de vista de prefeitos ou mesmo entre os dirigentes partidários.

Os encontros já foram realizados em Balsas, Codó, Santa Inês e Timon, levando parlamentares e prefeitos não apenas do PDT, mas do PCdoB, do PT, do PSDB, do PSB, do DEM e até do PMDB.

– Essa união partidária reforça a ideia de que temos um projeto não apenas pessoal, mas de grupo, de projeto de poder em nome do Maranhão – prega o parlamentar.

O encontro de Pedreiras deve reunir novos aliados do deputado…

1

Dois pedidos de cassação de Aécio Neves…

Rede e PSOL querem a perda do mandato do senador  do PSDB por quebra do decoro parlamentar; presidenciável foi flagrado recebendo dinheiro do dono da JBS

 

CORRUPÇÃO
Aécio Neves no momento em que lia a notícia sobre seu envolvimento com propina do frigorífico JBS

Pelo menos dois partidos já entraram com pedido de cassação do mandato do senador Aécio Neves no Senado.

Rede Sustentabilidade e PSOL entendem que Aécio quebrou o decoro ao negociar – e receber – propina com o dono do Frigorífico JBS, Joesley Batista.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse que o pedido de cassação se apoia em três crimes: corrupção ativa, lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça.

3

Zé Reinaldo agora é candidato a senador; mas por qual partido?!?

Aliado histórico do ex-governador, o presidente da Famem Cleomar Tema Cunha, usou todo o seu prestígio político para o lançamento da candidatura, em Tuntum; mas Tavares nem sabe se terá uma legenda

 

E O PARTIDO?
Tema Cunha mostra-se entusiasmado com a candidatura de José Reinaldo, mas precisa encontrar uma legenda

Na mesma semana em que o ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo Tavares anunciou sua saída do PSB, seu principal aliado, o presidente da Famem, Cleomar Tema Cunha (PSB), fez uma lançamento grandioso da candidatura do amigo a senador.

A festa para Tavares foi no sábado, 6, na casa de Tema, em Tuntum.

Aliás, a candidatura senatorial  de José Reinaldo tem sido projeto pessoal do próprio Tema desde que ele chegou ao comando da Famem, mostrando-se mais otimista até que o próprio beneficiado. (Releia aqui)

Mas o ex-governador sequer sabe por qual partido vai concorrer.

Na semana passada, tentou ir para o PSDB, mas, após reunir-se com o governador de São Paulo, Geraldo Alckimin, percebeu que não teria garantias de candidatura no ninho tucano.

Tem articulado também com o DEM, mas sua aliança com o governador Flávio Dino (PCdoB) torna inviável uma candidatura deste porte na chapa comunista.

A boa vontade de Tema em relação ao aliado – demonstrada em toda a sua plenitude e força, ontem – esbarra também na antipatia do núcleo duro do governo Flávio Dino (leia-se Márcio Jerry) em relação ao projeto de José Reinaldo.

José Reinaldo tinha um partido forte, o PSB, mas atrasou-se no projeto de se apresentar como senador.

Agora que, finalmente, lançou-se ao Senado, falta-lhe uma legenda consistente.

Complicada a vida do ex-governador…

5

Prefeitos e lideranças realizam terceira reunião em apoio a Weverton…

Candidato a senador será recebido em Barra do Corda pelo prefeito Eric Costa no terceiro encontro com parlamentares e gestores em que articula o projeto de 2018

 

Weverton Rocha tem reunido número cada vez maior de prefeitos e parlamentares em seus encontros no interior

Prefeitos e lideranças políticas que apoiam o nome de Weverton Rocha (PDT) para candidatura ao Senado em 2018 voltam a se reunir neste domingo, em Barra do Corda. Os encontros têm acontecido a cada dois meses desde dezembro do ano passado.

A intenção é manter uma unidade do grupo e alcançar novas adesões para chegar ao próximo ano com um projeto de candidatura consolidado.

As reuniões acontecem de dois em dois meses.

A primeira, em dezembro, foi em Santa Inês, na casa da prefeita Vianey Bringel (PSDB). A segunda, em fevereiro, foi em Codó, organizada pelo prefeito Francisco Nagib, e contou com a presença de mais de 30 prefeitos de diversas regiões do estado.

O encontro de Barra do Corda está sendo organizado pelo prefeito Eric Costa…

3

Hilton Gonçalo vai anunciar ao PCdoB desejo de disputar o Senado em 2018…

Prefeito de Santa Rita, no terceiro mandato, considera-se já experiente o bastante para encarar uma disputa majoritária em âmbito estadual

 

Gonçalo vai dizer a Flávio que quer o Senado

O PCdoB maranhense vai realizar, nos próximos dias, reunião com seus membros para fazer uma avaliação do atual momento político e iniciar a discussão para 2018.

E vai ouvir do prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, o desejo de disputar mandato de senador pelo partido.

A intenção de Hilton Gonçalo não é pressionar o partido, mas sim deixar claro a sua intenção de disputar o cargo majoritário em 2018. No terceiro mandato como prefeito de Santa Rita, o médico acredita que já tem a experiência necessária acumulada para entrar na corrida eleitoral pelo Senado Federal.

Em pesquisas de consumo interno, Hilton Gonçalo vem aparecendo com considerável percentual e já aparece melhor pontuado do que alguns políticos tradicionais, como Lobão Filho (PMDB) e Waldir Maranhão (PP).

O prefeito acredita que apesar dos compromissos políticos, o governador Flávio Dino e o grupo político devem escolher aqueles que tem melhores condições de representar o Maranhão no Congresso Nacional.

Seja pelo critério de competência já demonstrada ou pela conduta ilibada, sem problemas com a Justiça…

5

Crise senatorial…

Apesar de ter dois candidatos consolidados à vaga na Câmara Alta – José Reinaldo e  Weverton Rocha – Flávio Dino vai ter que enfrentar o interesse de Waldir Maranhão por uma das vagas

 

Flávio Dino vai ter que se virar com a pressão de Dilma e Lula por Waldir Maranhão

O deputado federal Waldir Maranhão (PP) é um dos mais polêmicos e controversos aliados do governador Flávio Dino (PCdoB).

A partir dele já foram geradas crises em âmbito estadual e nacional, tudo a pedido do governador comunista. Agora, Maranhão começa a cobrar a fatura, com a força de ninguém menos que o ex-presidente Lula (PT).

Maranhão tem avisado colegas de bancada, senadores, prefeitos e, principalmente, os adversários dentro do próprio grupo, que será um dos dois candidatos a senador na chapa de Flávio Dino. Esta indicação teria sido garantida pelo próprio Lula, que pediu pessoalmente por Waldir ao governador maranhense.

O problema é que Flávio Dino tem outros dois postulantes ao Senado em sua chapa, ambos com forte cacife eleitoral no estado.

Weverton Rocha e José Reinaldo trabalham em faixa própria, mesmo sem manifestação de Dino

O primeiro é o deputado federal Weverton Rocha (PDT), que controla uma bancada poderosa de deputados estaduais, tem fortes aliados entre prefeitos de vários partidos e tem o apoio até mesmo de colegas deputados federais.

O outro nome dinista é o ex-governador e também deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB).

Com apoio de ninguém menos que o presidente da Famem, Cleomar Tema (PSB), e um grupo de prefeitos e deputados federais e estaduais, Tavares só espera a chancela pessoal de Flávio Dino para cair em campo.

Mas, pela ótica de Waldir Maranhão, é pouco provável que Dino declare apoio a Tavares.

Por isso é que se desenha no horizonte uma crise de proporções senatoriais na seara do comunismo maranhense.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

0

Roberto Rocha vota pela admissibilidade do impeachment…

Na mesa dos trabalhos, Roberto Rocha acompanha voto de colega senador

Na mesa dos trabalhos, Roberto Rocha acompanha voto de colega senador

O senador Roberto Rocha (PSB-MA) anunciou seu voto pela admissibilidade da abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, analisado na sessão do Senado que começou nesta quarta-feira, 11, e se estende pela madrugada.

“Entendo que o processo de impeachment é de natureza política, com fundamento jurídico. A denúncia que chega a esta Casa, amparada por 367 votos, por si só já configura um veredito político, que nós senadores, pelo menos nessa etapa, não podemos ignorar”, declarou.

O senador afirmou que nesse primeiro momento o que está em questão é admissibilidade do processo e o aspecto jurídico deverá ser enfrentado na votação subsequente, com mais detalhado parecer sobre o reconhecimento dos três requisitos básicos que possam caracterizar a responsabilidade da presidente, quais sejam o elemento objetivo, o elemento subjetivo e a materialidade ou relevância.

No entanto ressaltou que para votar favoravelmente à admissibilidade fundamentou sua decisão em minucioso estudo realizado tecnicamente por sua assessoria, abordando os aspectos legais imputados na denúncia.

E disse que sua posição não implica qualquer censura à conduta e à dignidade pessoal da presidente, de quem sempre recebeu tratamento republicano, marcado pela civilidade e respeito mútuo

Roberto Rocha lembrou que o Maranhão foi o estado que deu a maior votação proporcional à presidente Dilma, e mesmo assim recebeu menos investimentos, em todos os governos do PT.

“Em 13 anos, nenhuma grande obra pública de infraestrutura foi inaugurada no estado do Maranhão”, disse.