25

Flávio Dino cotado para Ministério dos Esportes

Flávio Dino disputa Esportes com colegas do PCdoB

O deputado federal maranhense Flávio Dino (PCdoB) é um dos nomes cotados para o Ministério dos Esportes no futuro governo Dilma Rousseff (PT).

Dirigentes do PCdoB reuniram-se hoje à tarde com membros da Comissão de Transição do governo e reivindicaram que a legenda mantenha, pelo menos, a pasta que tem no governo Lula.

Atualmente, a pasta dos Esportes pertence a Orlando Silva, que deverá assumir outro posto, ligado à organização da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016.

Justamente por conta dos dois eventos esportivos, o Ministério dos Esportes será um dos  mais imporantes do governo Dilma.

Além de Flávio, são cotados para o posto os deputados Manuela D’Ávila (RS) e Aldo Rebello (SP).

18

Massacre? A polícia agiu como deveria na barbárie de Pedrinhas

É equivocada –  ou mal-intecionada – a versão de setores da mídia para a rebelião na Penitenciária de Pedrinhas.

Quando falam que houve massacre, esta mídia tenta, na verdade, passar a idéia de que houve abuso por parte da polícia.

Não é verdade.

O que houve em Pedrinhas foi uma briga de facções criminosas, que usaram funcionários como escudos para que pudessem se matar uns aos outros.

A polícia não cometeu um crime sequer no episódio

Todos os bandidos mortos foram vítimas de facções rivais – por um motivo ou por outro.

Massacre é outra coisa. Massacre, sginificvaria um ataque sistemático e agressivo contra um grupo indefeso, como ocorreu no Carandiru, nos anos 90.

Aqui não. Em Pedrinhas o crime tentou falar – e usou mais crimes para se fazer ouvir.

E a barbárie só não foi maior exatamente por causa da intervenção policial.

Se houve facilitação do caos ou conivência de setores da Secretaria de Segurança, é uma questão a ser apurada em inquérito administrativo.

Mas o fato é que, no controle da barbárie, a  polícia agiu como deveria agir…

37

Não tenho pena deles…

Do Blog de Gilberto Léda

A foto de Gilson Teixeira é uma das imagens marcantes da rebelião de Pedrinhas

Que não me venham com discursos humanitários prontos os defensores de bandidos, mas não tenho a menor pena de quem, após a rebelião em Pedrinhas – na verdade no anexo, denominado Presídio São Luís – termina como os deliquentes desta foto.

Não são cidadãos de bem. Portanto, não farão falta alguma à sociedade.

Pelo contrário: a morte de gente assim só alivia o sofrimento de quem foi vítima desse animais e a própria comunidade, que se vê livre, de vez, de uma ameaça em potencial.

Carnificinas como as que acontecem em Pedrinhas – não só lá, mas em todo o país – só servem para demonstrar a mentalidade bárbara desses homens. Não podem ser tratados como cidadãos comuns, como seres humanos – como dizem os hipócritas de plantão. Devem, então, ter menos regalias.

Porque um assassino, estuprador, assaltante ou traficante mereceria hotel de luxo?

Tem que ser tratado como o que realmente é. Continue lendo…

50

O fator Jorge Murad…

Jorge Murad: imprescindível a um governo que busca o desenvolvimento

Ele é imprescindível  ao governo, ninguém discute.

Técnico altamente preparado, homem de posições claras e abertas, é o nome de peso do governo Roseana Sarney (PMDB) – para dizer sim quando for preciso e não, quando for necessário.

Ele tem o entendimento claro do que é a política econômica nacional e a visãod e mundo ncessária a um gestor.

Não há um só deputado, um só prefeito, um só político que pense o estado com olhos realmente republicanos e que não admita: Jorge Murad é fundamental para o futuro do Maranhão – e do governo Roseana Sarney (PMDB).

Só ele tem a visão para projetos importantes como a Refinaria Premium e a descoberta de gás. Só ele tem conhecimento de finanças públicas e pulso para controlar o orçamento.

O novo governo Roseana, portanto, está começando – por enquanto ainda nos bastidores -com um fator importante para seu sucesso,

O fator Jorge Murad…

20

O alvo é Aluísio Mendes…

Imagem: Biné Morais

Policiais observam cabeças de presos degolados em Pedrinhas

Não há dúvida de que existe um complô nos subterrâneos da Polícia Civil para desestabilizar o atual secretário de Segurança, Aluísio Mendes.

Ele tem apoio de boa parte dos delegados e policiais, mas há aqueles ligados a grupos antigos da Segup, insatisfeitos com as mudanças implementadas pelo secretário.

A rebelião na Penitenciária de Pedrinhas é um exemplo: programada há meses, só não aconteceu antes por causa da interferência de sindicalistas ligados aos sistema.

Aluísio estava em São Paulo, a caminho da Alemanha, para onde iria buscar o helicóptero anunciado por Roseana Sarney (PMDB) durante a campanha.

Foi obrigado a voltar às pressas.

Mas o secretário tem o apoio da governadora e do grupo político.

Precisa agora domar a tropa para se estabilizar…

54

Tadeu Palácio no jogo da sucessão de 2012

Palácio é um dos nomes para 2012

Engana-se quem pensa que o ex-prefeito e atual secretário de Turismo, Tadeu Palácio (PMDB), esteja fora do processo político estadual.

Embora não tenha se declarado publicamente, Palácio é candidatíssimo a prefeito de São Luís em 2012 e vai brigar pela vaga em seu partido.

Aliás, o ex-prefeito é um dos principais nomes da legenda, ao lado do deputado estadual eleito Roberto Costa, e do deputado reeleito Afonso Manoel.

Mas, pelo que se ouve nos bastidores, Tadeu Palácio poderia, inclusive, até emsmo trocar de legenda para buscar a viabilização de sua candidatura.

É aguardar e conferir depois…

17

Novo governo: a decisão solitária e silenciosa de Roseana Sarney…

Roseana analisa nomes e estruturas para o novo governo...

A governadora Roseana Sarney (PMDB) fechou-se em copas para a montagem da sua nova equipe de governo.

Ninguém – nem familiares, nem amigos e nem aliados mais próximos – consegue obter informações sobre o que pensa e o que faz a governadora.

Apenas ela tem o controle, que divide eventualmente com o marido, Jorge Murad, responsável pelos contatos com consultores, orientações administrativas e sondagem de possíveis integrantes da equipe.

Roseana não definiu sequer a data em que pretende anunciar o novo governo – nomes, estrutura, etc.. 

A classe política aguarda ansiosa, mas sem nenhum poder de interferência…

48

A incompetência policial no caso da morte da idosa

É simplesmente absurda a forma como a Polícia Civil maranhense chegou ao suposto cúmplice da menina que assassinou a idosa no Renascença.

Baseado tão somente na declaração da própria assassina, eles foram à Ilhinha, pararam em frente a uma casa apontada por ela e, no momento em que o cidadão surgiu, vindo de outro lugar, prenderam o rapaz e o deixaram quase um dia sem comunicação na cadeia.

Nem se atentaram ao fato de que ele não morava na casa apontada.

E o sempçre superhipermaxpreparado superintendente de polícia Sebastião Uchôa fez questão de ir às câmeras e microfone declarar, orgulhoso como sempre: “o crime está elucidado”.

Não estava.

Foi preciso o porteiro do prédio onde morava a vítima declarar que o jovem – um simples pintor, conhecido no bairro – nunca havia entrado no prédio.

Só então a polícia se deu conta de que o rapaz não morava na casa apontada pela assassina. Só então a polícia se deu conta de que ela nem conhecia o suposto cúmplice.

Tudo assim, na valsa, como muito ocorre na polícia maranhense.

Haja incompetência…

9

Os partidos políticos no Maranhão pós-eleições 2010…

Legendas buscam futuro político

Dois partidos saem do processo eleitoral maranhense com excelentes perspectivas políticas – PT e PMDB.

Outros três ganharam força eleitoral e cacife político para os próximos pleitos, em qualquer instância: PCdoB, PV e PSB.

E dois têm futuro icnerto, seja por causa da conjuntura estadual, seja pela conjuntura nacional – o PDT e o DEM.

O PDT poderá até sobreviver se se reorgaizar, reassumir a linha de esquerda e mostrar força homogênea no Congresso Nacional.

O DEM, não! O DEM é um partido fadado à extinção. Ou será engolido por dois grandes – PSDB e PMDB – ou terá que se fundir ha alguns medianos, como PPS, dando origem a uma nvoa legenda.

De qualquer forma, no Maranhão respira apenas com ajuda de aparelhos.

Seus parlamentares não demonstram o menor de desejo de continuar e os prefeitos têm até vergonha de se asumirem demistas.

O partido que já foi um dos mais fortes do país, hoje tem morte anunciada.

Sobretudo no Maranhão dos novos tempos…

21

O tal preconceito na obra de Monteiro Lobato… Pura bobagem!

Capa do liv ro "Caçadas de Pedrinho"

Burocratas sem ter o que fazer acabam sempre fazendo besteira. Quando o burocrata é esquerdóide, o resultado é sempre a mordaça, a censura, a tentativa de controlar a expressão da arte, da cultura e da comunicação.

A polêmica em torno da obra de Monteiro Lobato é mais um destes “trabalhos intelectuais” de burocratas esquerdóides – por ora instalados nos escaninhos do Ministério da Educação.

É uma bobagem sem tamanho apontar preconceito na obra do criador de Narizinho e do Sítio do Pica-pau Amarelo sem levar em conta o contexto da época em que a obra foi escrita.

É como censurar o genial Lamartine Babo pela obra “O teu cabelo não nega, mulata…”, música escrita nos anos 30.

No livro “Caçadas de Pedrinho”, a personagem Tia Anastácia é chamada de “Macaca de Carvão”, o que levou um pesquisador da Universidade de Brasília a pedir ao Conselho Nacional de Educação que revisse a distribuição do livro nas escolas públicas, alegando conteúdo racista.

Tolice do pesquisador – que deve ter-se perdido no tempo e no espaço. Tolice maior ainda do CNE, que acatou o seu pedido.

Cabe ao professor, em sala de aula, explicar o contexto em que o livro foi escrito.

Patrular uma obra de quase cem anos baseado apenas em conceitos da sociedade atual, além de idiota, é também covarde.

Coisa para quem não tem o que fazer…