0

Atenir Botelho esclarece atentado contra servidores da prefeitura…

Atenir garante não ter dívidas com agiotas

O prefeito de Alto Alegre do Pindaré, Atenir Botelho, esclareceu hoje o atentado sofrido por funcionários da prefeitura, na semana passada. Segundo o prefeito, houve certa confusão, apontando-o como vítima do atentado, pelo fato de um dos ocupantes do carro parecer-se com ele.

– O fato nos assustou a todos, criando grande alvoroço e provocando uma série de especulações acerca do que, realmente, queriam os bandidos: teria sido uma tentativa de assalto ou um atentado? Tais dúvidas surgiram por vários motivos, mas, principalmente, porque o ocupante do banco do carona era Raimundo Melo, funcionário da nossa prefeitura e meu amigo pessoal. Todos dizem, em nossa Cidade, que ele se parece muito comigo, chegando a ser confundido quando visto de longe – explicou o prefeito.

Atenir confirma que iria viajar, mas desistiu de última hora, pedindo aos dois que o substituísse.

Mas o prefeito descarta qualquer questão envolvendo dívidas ou agiotagem.

Não precisei me endividar para realizar a campanha. Nunca precisei de agiotas. E não devo a nenhum. Sou uma pessoa que não tem inimigos. Eu tenho adversários políticos que não se conformam em ter perdido o poder para um homem jovem, respeitado, competente, comprometido, popular e trabalhador. E isso incomoda. Muito! – afirma.

O carro em que viajavam os funcionários da prefeitura, atingidos pelas balas

De origem pobre – ex-professor, diretor de escola e vereador – o prefeito conta que sua campanha foi feita, sobretudo, com apoio da população, que se juntou para bancar as despesas.

Mas Botelho revela que está com medo.

Esse ato violento, e todas as especulações que dele se originaram, causa certo medo. Mas, ao mesmo tempo, enche-me de força para continuar lutando pelo povo que acredita em mim e espera que eu continue fazendo por eles e por nosso Município. O medo existe, mas se dissipa pela certeza de que sempre terei o apoio do povo e, principalmente, de Deus, que está conosco e protege quem age pelo bem comum – concluiu.

A polícia da região de Alto Alegre do Pindaré continua investigando os autores do atentado cotnra servidores da prefeitura…

17

O que fará Flávio Dino???

Dino: medo de perder em 2012 ou certeza de ganhar em 2014?

As duas pesquisas do Instituto Amostragem divulgadas nos últimos dias são de interese particular do ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB).

A primeira, há duas semanas, mediu o desempenho dos pré-candidatos a prefeito de São Luís, com vantagem absoluta do comunista.

A outra, divulgada no final de semana, mostra que Dino também tem preferência na corrida pelo Governo do Estado.

Mas ele tem que escolher.

O primeiro embate se dará daqui a um ano, na sucessão do prefeito João Castelo (PSDB), o que significa dizer que os candidatos já estão em campanha.

A outra disputa ocorre só em 2014 – em mais de três anos portanto, período em que tudo pode acontecer.

Flávio Dino tem amplas possibilidades de vencer as eleições municipais do ano que vem e seus aliados sabem disso.

Mas ele também pode perder…

1

PSB: o problema de José Antonio é Ribamar Alves…

Imagens como estas são apenas de aparência no PSB

O presidente regional do PSB maranhense, José Antonio Almeida, até aceita entregar o comando de São Luís para o ex-deputado Roberto Rocha.

O problema dele é o deptuado federal Ribamar Alves. Almeida não aceita ceder vagas no diretório municipal para aliados de Alves.

– Ele não consegue me engolir. É represália pura. Ele não aceita nem mesmo os nomes que ele próprio sabe que tocam o dia-dia do partido, só porque achza que são ligados a mim – diz Ribamar Alves.

Segundo o deputado, o presidente regional do PSB tem destituído todas comissões provisórias no interior para afastar os seus aliados.

– Fez isso em Pindaré e outros municípios; e agora quer fazer também em São Luís – diz.

Esta semana, o presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, vai reunir os maranhense para decidir o futuro do diretóri0 de São Luís.

Diante da postura de José Antonio Almeida, não se descarta uma intervenção…

8

O poder de Weverton Rocha no PDT maranhense…

Weverton era visto como sucessor pelo próprio Jackson

O grupo do suplente de deputado federal Weverton Rocha detém o poder no PDT do Maranhão.

O presidente da legenda, Igor Lago, é uma espécie de “rainha da inglaterra”.

Sem identidade partidária e sem traquejo na militância partidária, o filho de Jackson Lago mantém a tradição da história do ex-governador, mas sequer é comunicado dos rumos do partido. 

Agora com assento na Executiva Nacional, como presidente nacional da juventude pedetista, Weverton Rocha ganha ainda mais força, e já articula a definição do apoio da legenda ao prefeito João Castelo (PSDB).

Seu aliado Júlio França, secretário de Abastecimento, tem o apoio da maioria do partido para receber a indicação de vice de Castelo.

A despeito da sua controvertida trajetória política, Weverton Rocha consegue ter ascendência até sobre históricos do PDT, como o ex-secretário de Planejamento Abdelaziz Santos e o ex-vereador Renato Dionísio.

Parte da força do ex-secretário se deve à proximidade que ele tem com o chefe da legenda no país, o ministro do Trabalho Carlos Lúpi.

No Maranhão, portanto, o PDT seguirá o caminho que Weverton Rocha decidir.

Saiba ou não Igor Lago…

17

Cinco anos de blog: 12 milhões de acessos…

Este blog completa hoje cinco anos ininterruptos à disposição na Internet.

Em 26 de setembro de 2006 – cinco dias antes do primeiro turno das eleições estaduais – ele passou a veicular notícias pela primeira vez.

E foi um sucesso instantâneo.

O blog em uma de suas primeiras versões, ainda vinculado ao imirante.com

De lá para cá, foram quase cinco mil textos, com mais de 70 mil comentários e quase 12 milhões de acessos nas três versões já utilizadas. É uma média de mais de 1,9 milhão de acessos por ano, o que torna esta página uma das mais vistas do Norte e Nordeste.

Cinco anos depois, este blog ainda detém um recorde no Maranhão – foi o único do estado a registrar 72 mil acessos em um único dia. O recorde, nunca superado, ocorreu quando da publicação do texto “Só há bandido no Flamengo?”.

É deste blog também a segunda melhor marca, com 36 mil acessos/dia, registrada na cassação de Jackson Lago (PDT), em 2009.

Construindo um perfil de coragem, independência e credibilidade ao longo dos últimos cinco anos, este blog passou a ser um dos mais influentes do Maranhão, lido por quem toma decisão em todas as esferas do poder.

É um dos mais citados, por exemplo, em discursos na tribuna da Assembléia Legislativa. É um dos poucos lidos no Palácio dos Leões e também o que mais leva a Prefeitura de São Luís a dar respostas públicas sobre aspectos de sua administração.

É com este perfil que o blog chega ao primeiro quinquênio.

Com disposição para se aperfeiçoar cada vez mais nos próximos cinco, dez, 15 anos.

Com coragem, independência e credibilidade…

13

Luís Fernando e os números de 2014…

Luis Fernando: começo em alto nível, na casa dos 15%

Só existe um aspecto importante a ser analisado na pesquisa do instituto Amostragem (antigo Ipop), divulgada ontem pelo Jornal Pequeno,  sobre a ainda distante eleição de 2014: não há mais como negar que o chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, é um candidato muito competitivo à sucessão da governadora Roseana Sarney (PMDB).

Com mais de 15% de intenções de votos, em um cenário que tem, de um lado, o ministro e ex-governador Edison Lobão (PMDB), e, de outro, o ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB), que vem de duas eleições majoritárias consecutivas, Luís Fernando mostra que tem potencial para polarizar as eleições no Maranhão.

Os demais aspectos não representam novidade alguma.

É natural que Flávio Dino – único nome disponível da oposição – apresente um índice considerável de intenção de votos. Afinal, ele disputou as eleições de 2008, em São Luís, e a de 2010, ficando em segundo lugar nas duas, tendo um altíssimo grau de exposição midiática.

Tanto que o comunista aparece bem posicionado tanto em pesquisa estadual quanto municipal, sinal de que seu desempenho vem do recall das duas eleições seguidas.

Com Luís Fernando é diferente.

Até janeiro passado restrito ao comando de uma pequena cidade maranhense, o chefe da Casa Civil só agora começa a ter exposição midiática estadual. E também só agora começa a quebrar resistências da classe política no interior, ainda refratária à idéia de nomes novos no cenário. 

Mas a própria pesquisa Amostragem revela um outro ponto positivo no desempenho do chefe da Casa Civil.

Ele consegue agregar tanto os eleitores que desejam a continuidade do trabalho desenvolvido por Roseana Sarney quanto aqueles que defendem candidato que “represente mudança e renovação”.

Sem falar no baixo índice de rejeição apresentado por ele em relação a outros possíveis candidatos do grupo da governadora Roseana Sarney.

Além disso, é preciso atentar para um detalhe: Luís Fernando sendo candidato, muito provavelmente Lobão não será, e vice-versa, o que aumenta o potencial dos dois.

Seja qual for a intenção dos aliados de Flávio Dino ao divulgar a pesquisa Amostragem, portanto, eles chegaram a uma conclusão neste domingo.

Luís Fernando Silva é o que há de novo para o embate sucessório de 2014.

Com altíssimo potencial de sucesso…

22

Para que prender???

A morte do assassino e quadrilheiro Waldener Rodrigues Oliveira, o “Olhão”, em confronto com a polícia na madrugada de sexta-feira, foi procurada por ele mesmo.

Assaltante, traficante, assassino e quadrilheiro, Olhão participou de duas mortes frias e covardes em menos de duas semanas, na região do Cohatrac.

A população daquele bairro também está aliviada.

Quem assistiu às cenas da execução covarde do vigilante do Supermercado Maciel teve a convicção de que há bandidos frios e incapazes de regeneração.

Olhão é um deles.

Culpado por várias mortes em São Luís, autor de assaltos, assassinatos e latrocínios, sempre conseguia liberdade após cada prisão efetuada pela polícia.

Desde a morte do comerciante no mesmo Cohatrac, há duas semanas, a polícia voltou a tentar por as mãos nele.

Mas para que prendê-lo???

5

Futebol maranhense: enfim a luz…

A defenestração de Alberto Ferreira et caterva da Federação Maranhense é a maior revolução já ocoirrida no futebol do Maranhão.

Foi uma época de trevas, em que o mais popular esporte brasileiro caiu no Maranhão da série A para a série Z.

O afastamento de Fereira e sua turma foi determinada pelo juiz Josemar Lopes Santos, da 1ª Vara Cível de São Luís.

Para dirigir a FMF foi nomeado o presidente do TJD, Antonio Américo.

mas a limpeza no futebol amranhense deve passar também pelos clubes.

Muitos destes que aí estão comandando Moto, Sampaio, MAC e outros clubes, são da mesma laia de Ferreira e também devem sair.

Só assim, o futebol maranhense renascerá..

17

A truculência da Blitz Urbana…

Seis viaturas apenas para retirar uma barraca

A Blitz Urbana é a cara do prefeito João Castelo (PSDB): truculenta e autoritária.

O serviço criado na gfestão de castelo serve para humilhar trabalhadores e prejudicar moradores de bairros da periferia.

A mais nova vítima foi a proprietária de uma barraca no retorno do caolho, que funciona há 25 anos em um terreno particular.

Mas a blitz entendeu que o ponto comercial é irregular e decidiu retirá-la na marra do local, hoje.

Felizmente o deputado Jota Pinto (PR) soube da ação truculenta e foi ao local para impedi-la.

Ligou para a colega Gardeninha Castelo (PSDB) e conseguiu suspender a operação.

Mas a blitz urbana e seus operários são ou não são a cara doprefeito João Castelo?

9

Portelada não assume o que diz…

Portelada: é preciso assumir, meu caro...

Do blog de Diego Torres

Senhor Raymundo Portelada, sou jornalista de O Estado do Maranhão, mas não foi a faculdade de jornalismo nem o local onde trabalho que me ensinaram a ser homem.

Minha criação – ora feita pelo meus pais, ora feita pelos meus avós – foi o que me fez assumir tudo o que falo com suas responsabilidades, quer sejam boas ou ruins.

A profissão que escolhi me fez externar a conduta que venho tendo dentro de casa, com minha família.

Pois bem, vamos ao que interessa.

Na manhã de terça-feira (dia 20) seu assessor ligou perguntando-me se o jornal estaria interessado em participar de uma coletiva de imprensa para tratar, entre outras questões, sobre os acidentes de trabalho.

O assunto havia sido tema de matéria d’O Estado no domingo.

Preocupado com a repercussão a coletiva foi marcada e logo no telefonema fui informado de que também seria comentado sobre o espigão costeiro da Ponta d’Areia e a Via Expressa.

Porquê tudo isso? Indaguei-me…

Fui ao seu encontro e cheguei à sede do CREA-MA por volta de 11h.

A entrevista foi gravada e logo no início expliquei que seria para a minha utilização.Tão somente minha.

Mas eis que o senhor – e saiba que o trato assim apenas pela idade – resolve receber o colega de profissão e amigo Ronaldo Rocha dizendo que o jornal estaria mentindo na matéria, reproduzida aqui.

Nós não somos padres. Nem eu nem Ronaldo Rocha.

Alguns parecidos com o senhor nos fizeram andar pisando em ovos.

“Não! Eu não disse isso. Ele está mentindo! O jornal de vocês distorce”, rosnam aos muitos depois de ver a besteira que disseram.

O senhor disse ao Ronaldo:

“Não quero mais comentar com o jornal O Estado porque ele está desvirtuando as coisas. Porque eu tenho coisas que posso detonar ele. Eles não falam a verdade. O cara fez a gravação…como é que ele botou na frente? Portelada diz que é negligência dos empresários…Eu não disse isso! Eu disse que pode haver erro do engenheiro, do projeto e pode ser negligência. Isso o quê que é? Tá jogando! O problema d’O Estado é que vocês são funcionários deles, tem que fazer o que eles querem.”

O que o senhor me disse, de fato – e está gravado – foi: “A DRT tem que meter alguém na cadeia porque os operários estão pagando com a vida por erros de empresários”.

Leia mais aqui…