0

Jackson apóia Ficha Limpa e diz que, caso seja afastado, vai decidir com PDT e PSDB o que fazer

O candidato do PDT ao Governo do Estado, Jackson Lago, disse hoje não acreditar que tenha mesmo o seu registro de candidatura indeferido no Tribunal Superior Eleitoral. Mas deu a entender que será substituído caso issso venha a ocorrer.

– Não acredito que venham cometer mais esta violência contra mim. Mas, se porventura, isso vier a ocorrer, vou reunir o meu partido (PDT) e os partidos aliados (PSDB e PTC) para decidir o que fazer – disse o ex-governador.

O canddidato fezz questão de afirmar que apoia a Lei da Ficha Limpa. Para ele, este apopio deve ser de todo cidadão com passado limpo.

– Tenho minha vida limpa. E qualquer cidadão limpo deve apoiar a Ficha Limpa – disse ele.

Ao estabelecer como parâmetro a discussão com PDT e PSDB para decidir o futuro de ssua coligação , Jackson praticamente descarta a aliança com outros partidos da oposição no caso de afastamento a da disputa.

Até porque, a pergunta do jornalista Jorge Aragão foi a seguinte: “o senhor apoiaria outro candidato ou seria substituído”.

O ex-governador também não respondeu à pergunta de Mário Carvalho, sobre ter pensado na hipótese de ser substituído pela mulher, Clay Lago, ou pelo filho, Igor Lago – embora tenha afirmado que é importante a renovação das lideranças políticas.

A sabatina de Jackson Lago foi a primeira da série da Mirante AM com os candidatos a governador. Amanhã, o entrevistado será o candidato do PSOL, Saulo Arcangeli.

A entrevista na Mirrante Am começa sempre às 8h30…

5

Jackson Lago avaliza derrubada do Costa Rodrigues

O ex-governador Jackson Lago (PDT) responsabilizou o atual governo pela não recconstrução do Ginásio Cossta Rodrigues, demolido eem seu governo. Ele demonstrou completa sintonia com a ação do seu ex-secretário de Esporrtes, Weverton Rocha (PDT), responsável pela obra.

– O governo fez com o Costa Rodrigues o mesmo que fez com a Prefeitura de São Luís, bloqueando os recursos para que a obra não fosse feita – disse o ex-governador.

Segundo explicou o ex-governador, a empresa contratada em seu governo fez a demolição e comprou todo o material para reconstruir a obra, mas a Secretarria de Esportes impediu a continuação do trabalho.

Jackson entra agora na última fase da entreistta à Mirante AM.

4

“Meu governo não avaliou corretamente o processo no TSE”, admite Jackson

Jackson na Mirante AM

O ex-governador Jackson Lago (PDT) reconheceu hoje ter cometido o maior erro do seu governo contra ele ao não avaliar corretamente o processo que tramitava no Tribunal Superior Eleitoral.

– Não podíamos imaginar que seria possível afastar um governador eleito por mais de 1,4 milhão de eleitores – disse Jackson, durante sabatina da rádio Mirante AM.

Na verdade, o problema de Jackson foi a arrogância do seu primo, Aderson Lago (PSDB), que era chefe da Casa Civil e desdenhou do processo.

O resultado foi a cassação do seu mandato, em abril de 2009…

0

Jackson Lago sabatinado na Mirante AM

Mantendo a  tradicional pontualidade, ex-governador Jackson Lago (PDT) encontra-se agora (8h05) no estúdio da rádio Mirante AM, onde concede enrevista à equipe de jornalismo da emissora, com participação também dos profissionairs do jornal “O Estado do Maranhão” – estre eles o titular deste blog.

A entrevista, com tema livre, durará 1 hora e meia e será comandada pelo jornalista Roberto Fernandes.

A Mirante AM promove a série de entrevistas com todos os candidatos. A série começa com Jackson e se encerra no sábado, com a governadora Roseana Sarney.

Este blog acompanhará todas as entrevistas, com informações em tempo real…

23

Jackson mente também sobre estradas no programa eleitoral…

A fita métrica usada pela atriz Aline Pereira, desmascarada como mentirosa em 2006, tenta criar uma ilusão de ótica sobre o governo de Jackson Lago (PDT).

Basta comparar os sete anos de Jackson/José Reinaldo com os menos de 1 ano e meio do governo Roseana para perceber a mentira, em qualquer setor.

No setor da infra-estrutura, por exemplo, uma rápida olhada mostra a diferença de ações.

Nos sete anos em que a dupla esteve à frente do governo, de 2002 a 2009, foram pavimentados apenas 459,15 km de estradas. 

Quando assumiu o governo, ano passado, Roseana reconstruiu o mapa rodoviário do Maranhão com o Programa Viva Infra-estrutura, que levou obras aos quatro cantos do estado. A governadora restaurou 551,05 km, pavimentou 217,4 km, num total de 768,45 km.

Detalhe: o programa foi lançado dia 31 de julho de 2009, isto é, há pouco mais de um ano.

Traduzindo: Roseana, nesses 12 meses, pavimentou e recuperou quase o dobro de Jackson e Zé Reinaldo em sete anos.

E o serviço continua. Até o final de 2010, serão cumpridas as metas do programa rodoviário, que é recuperar 1,5 mil quilômetros de estradas.

Para quem ainda duvida, segue abaixo o detalhamento das estradas restauradas/pavimentadas pelo atual governo: 

ESTRADAS/RESTAURAÇÃO

MA-202 – Estrada da Maioba – 9 km
MA-020 – Presidente Vargas/BR-222 – 11,6 km

MA-020 – Vargem Grande/Nina Rodrigues – 10 km

MA-345 – São Bernardo/Piragi – 76,80

MA-280 – Montes Altos/BR-010 – 45 km

MA-020/122 – Independência/Pedreiras – 31 km

MA-122/245 – Trizidela do Vale/Bacabal – 113,65 km

MA-119 – Paulo Ramos/Lago da Pedra – 20 km

MA-345 – Atraioses/MA-346 – 24 km

MA-006 – Central do Maranhão/MA-106 – 50 km

MA-326 – Lago Verde/BR-316 – 15 km

MA-123 – BR-010/São Pedro da Água Branca – 145 km

ESTRADAS/PAVIMENTAÇÃO

MA-132 – Nova Colinas/Fortaleza dos Nogueiras – 19 km
MA-302 – Porto Rico/MA-304 – 16 km

MA-303 – Bacuri/Apicum Açu – 26 km

MA-349 – Caxias/Aldeias Altas – 20 km

MA-325 – Urbano Santos/Belágua – 11 km

MA-326 – Lago Verde/Conceição do Lago Açu – 23 km

MA-008 – Paulo Ramos/Marajá do Sena – 20,4 km

MA-132 – Colinas/Buriti Bravo – 60 km

MA-034 – Duque Bacelar/Buriti – 22 km

23

Uma eleição em turno único…

Pela primeira vez desde que foi implantado o segundo turno, as eleições brasileiras devem ter a maioria absoluta dos seus governadores eleita no primeiro turno. A eleição presidencial também deve se decidir em turno único.

Dilma Rousseff (PT) tem algo em torno de 55% dos votos válidos, levando-se em consideração a média dos institutos. Deve ser eleita em 3 de outubro.

No Maranhão, a governadora Roseana Sarney (PMDB) também caminha para a vitória no primeiro turno. Roseana tem mais de 50% dos votos válidos, o que garante a vitória em turno único.

E a força do primeiro turno se espalha pelo país inteiro. Poucos estados – três ou quatro, no máximo – terão que repetir as eleições depois de 3 de outubro.

Para reverter o quadro favorável a Roseana, Flávio Dino (PCdoB) e Jackson Lago (PDT) terão que se manter com votações acima de 25% dos votos válidos.

Traduzindo: Flávio tem que crescer sem que Jackson caia.

1

Procuradores José Leite e Juraci Guimarães lançam livro sobre Reforma Eleitoral

Aproveitando o momento da campanha política, os procuradores regionais da República José Leite Filho e Juraci Guimarães Júnior devem lançar no dia 31 de agosto o livro “Reforma Eleitoral”, com comentários às leis que tratam de eleições e partidos políticos.

Há comentários, inclusive, sobre a Lei da Ficha Limpa, aprovada este ano e com aplicação já nestas eleições.

O livro é uma espécie de compêndio das leis que resultaram numa extensa reforma eleitoral (Lei nº 12.034/2009 e Lei Complementar nº 135/2010, a Lei da Ficha Limpa).

Os dois estudiosos comentam artigo por artigo.

– Os artigos foram comentados na ordem em que introduzidos no respectivo diploma, facilitando a contextualização – diz a apresentação do livro.

Especialista em Ciências Criminais pela Universidade de Santa Catarina, José Leite Filho é Pós-Graduado em Direito Penal Econômico e Europeu pela Universidade de Coimbra. Foi promotor de Justiça no Maranhão. É professor de Pós-Graduação em Direito Eleitoral (Ufma) e professor da Escola Superior do Ministério Público.

Juraci Guimarães Júnior é Pós-Graduado em Direito Processual Civil pelo Centro Universitário de Brasília e Pós-Graduado em Ministério Público e Ordem Jurídica pela Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal. É professor universitário, da Escola de Magistratura e da Escola do Ministério Público do Maranhão.

13

Lula pede votos para Lobão e João Alberto

Lula entre seus candidatos no Maranhão

O presidente Luís Inácio Lula da Silva apareceu hoje no programa eleitoral pedindo votos para Edison Lobão e João Alberto de Souza (ambos do PMDB).

O petista falou especificamente em cada programa e justificou aos eleitores os motivos que fazem dos dois peemedebistas os melhores candidatos ao Senado.

Ele já havia pedido votos também para Roseana Sarney (PMDB), em uma estratégia reconhecida como eficaz mesmo por jornalistas da oposição

Sobre João Alberto, o presidente disse o seguinte: “No meu primeiro mandato, ele foi um importante aliado. E agora, tenho certeza de que ele será um senador que vai auxiliar Dilma Rousseff”.

Em seguida, no programa de Lobão, Lula também fez elogios ao candidato: “Como ministro de Minas e Energia, me ajudou a trazer para o Maranhão a Refinaria Premium da Petrobras”.

A vinheta com Lula é o segundo take da propaganda de João Alberto e Lobão com sucesso de público e crítica nesta campanha.

Na primeira, que estreou terça-feira, os dois aparecem juntos, um pedido votos para o outro, em uma passagem que repercutiu em todo o Maranhão.

A presença de Lula – e de Dilma – nos programas de Roseana, João Alberto e Lobão – deixa claro que o palanque da petista no Maranhão é mesmo o da coligação PMDB/PT.

Só não vale os adversários imitarem José Srra (PSDB) e também começar a aparecer ao lado do presidente.

Como se amigos fossem desde criancinha…

18

Como a Justiça maranhense protelou ações contra Alessandro Martins…

As sentenças prolatadas pelo juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior em quatro processos envolvendo o empresário Alessandro Martins são um compêndio de como funciona – ou funcionou – os bastidores do Judiciário maranhense.

Martins foi claramente beneficiado pela Justiça – com protelações, contra-argumentações e até decisões judiciais flagrantemente “equivocadas” para dizer o mínimo – como conta Heluy Júnior em seus despachos.

O Processo nº 22212/2008 é um exemplo: Tratava-se de uma Ação de Despejo da Àurea Empreendimentos S/A, de propriedade do empresário Carlos Gaspar, contra a Euromar Automóveis e Peças LTDA. de propriedade de Martins.

A ação informava que havia se encerrado o prazo locatício do prédio da Euromar, e pedia a devolução do prédio, já que Martins não havia exercido o direito contratual de opção de prorrogação.

A princípio, a Ação foi distribuída para a 7ª Vara Civel, onde chegou a haver um despacho. Mas a Euromar pediu a remessa para a 3ª Vara Cível, alegando conexão com outro processo.

Era na 3ª Vara onde ocorriam os benefícios ao dono da Euromar. Sua defesa só não esperava que, naquela vara, estivesse despachando não o juiz titular, mas a auxiliar.

Exemplo: a juiza auxiliar da Vara, julgou procedente a ação de rescisão de contrato, decretando o despejo. Imediatamente Martins entrou com Embargo de Declaração e levou o processo da secretaria. Tinha prazo de 24 horas para devolvê-lo, mas, passados 5 dias, continuava com ele – oficiais de justiça não conseguiam intimar seus advogados.

A mesma juiza auxiliar julgou improcedente os embargos, mantendo a sentença.

O juiz titular da 3ª Vara Civel retornou à função, quando Martins entrou com novo Embargos de Declaração, com efeitos infringentes. Além de acolher os embargos, o juiz titular (a sentença de Heluy Júnior não cita o nome) determinou efeito modificativo, anulando a sentença prolatada pela juíza auxiliar (cujo nome também não é citado).

Entre outras coisas, acatou argumento de que a juíza cerceara o direito de defesa da Euromar e de Alessandro Martins.

A Áurea Empreendimentos interpôs Agravo de Instrumento. Segundo o juiz Joé Ribamar Heluy Júnior, o juiz da 3ª Vara apenas prestou esclarecimentos, sem registrar decisão nos autos.

Após a anulação da sentença, o tal juiz titular da 3ª Vara declarou-se suspeito para julgar o feito – isso dois anos depois de o processo estar tramitando – razão pela qual a ação foi redistribuída à 9ª Vara, onde, finalmente, recebeu sentença; e a Euromar foi condenada também por Litigância de Má-Fé.

– (…) Aproveito para externar a minha surpresa com este processo. Que de simples Resolução, acaba durando quase dois anos apenas em primeiro grau. (…) de tudo se faz para que uma situação permaneça indefinidamente, causando prejuízos a quem de direito. Um processo que teve sentença célere sem necessitar de qualquer meta estabelecida pelo CNJ foi anulada por embargos infringentes – diz o despacho de Heluy Júnior.

Ele também não vê motivos para a alegação de cerceamento de defesa por apte a juíza auxilair, que prolatou a primeira sentença.

– E mesmo a juzia auxiliar sentenciante tendo reconhecido a tempestividade da contestação (mesmo fora do prazo), ainda foi acusada de ter cerceado o direito a ampla defesa da requerida (Euormar). Cerceamento de Defesa é matéria a ser questionada em apelação – ensina o juiz.

E este é apenas um dos quatro processos julgados por Heluy Júnior entre junho e julho passados. Ainda há outros três.

Cujas historias também serão contadas aqui…

13

“O Maranhão bombou”, diz Roseana, sobre investimento no estado

A candidata Roseana Sarney (PMDB) usou um tom descontraído, hoje, para falar dos projetos do seu governo e do seu desejo de ser reeleita governadora, em entrevista ao JMTV 2ª Edição, da TV Mirante.

-O estado voltou a crescer. São vários investimentos. E com a descoberta do gás, então, o Maranhão bombou – afirmou ela, aos jornalistas Sidney Pereira e Amanda Couto.

Em sua entrevista de 5 minutos, além do desenvolvimento do estado, a governadora falou de Educação, Saúde e Segurança. Destacou, por exemplo, que o Maranhão foi o estado com o maior número de carteiras assinadas, proporcionamente, no primeiro semestre.

– Estamos implantando o maior programa de Saúde do país – disse ela, citando como exemplo os novos hospitais de alta complexidade de Imperatriz, Caxias e Pinheiro.

Na área de Segurança, lembrou: “quando governei o estado, o Maranhão era o mais seguro do país. Quando voltei, no ano passado, tinha um dos mais altos índices de criminalidade. Investimentos para o estado voltar a ser seguro”.

Por estes motivos, é que a governadora quer continuar a frente do estado.

– Quero continuar o meu trabalho sem discriminação a ninguém. O Maranhão,a gora, é só felicidade – concluiu.

O entrevistado desta sexta-feira no JMTV 2ª Edição é o comunista Flávio Dino. O programa vai ao ar a partir das 18h45.

Imagem: Imirante.com