10

Nota sobre invasão da Seduc…

NOTA SEDUC

A foto diz quem tentou invadir a secretaria

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informa que não havia qualquer audiência marcada com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) na tarde desta terça-feira (26).

Ao reafirmar a disposição do governo para a negociação com os docentes, a Seduc esclarece que, seguindo a legislação, não poderá reabrir o diálogo enquanto ainda houver professores insistindo no movimento grevista, que foi considerado ilegal em decisões do Tribunal de Justiça do Maranhão e do Supremo Tribunal Federal (STF).

A Seduc reitera aos docentes o compromisso de encaminhar o Estatuto do Professor à Assembleia Legislativa, principal ponto de reivindicação da categoria, assim como de aplicação do piso salarial nacional, assim que aprovado pela Justiça.

29

“Ex-maranhenses” também na luta contra o Urubu…

Siloé comemora gol contra o Flamengo...

Pelo menos quatro ex-jogadores dos principais times maranhenses estarão hoje à noite, em Horizonte, no Ceará, em defesa do time local contra o Flamengo (RJ), pela Copa do Brasil.

O Horizonte conseguiu um empate heróico em 1X1, na última quarta-feira, em pleno Engenhão, e agora só depende de um empate sem gols para mandar o urubu de volta pra casa.

Quase a metade do time cearense já jogou no Maranhão.

O Lateral Esquerdo é ninguém menos que Juninho Cearense, ex-titular do Moto Clube de São Luís.

Os dois volantes – Walter e Eleanardo jogaram pelo Sampaio Corrêa. O segundo chegou a ser campeão pelo tricolor maranhense.

E na frente, auxiliando o craque Siloé, que desmontou a zaga rubro-negra na semana passada, está o meia Diego Palhinha, também ex-Moto. 

Por essas e por outras, advinhem pra quem este blog irá torcer???

9

Arte para enfrentar o caos de São Luís…

As fotos que ilustram este post são do jornalista Ed Wilson Araújo, professor da Universidade Federal do Maranhão.

Não deixam de revelar arte em meio ao caos das ruas e avenidas de São Luís, abandonadas pelo poder público.

São formas encontradas pela população para avisar que ali tem um buraco não resolvido pela Prefeitura – muitas vezes inundados pelos esgotos estourados ou a céu aberto da Caema.

Mas não deixa de revelar a arte despretensiosa com a qual o ludovicense sobrevive, desamparado.

Efeitos visuais que ocorrem em todos os cantos da cidade.

Formas que se misturam ao caos da imundície causada pela mistura de lama e dejetos.

E a vida continua…

10

Crise envolvendo secretária leva à reunião secreta na Assembléia…

Arnaldo Melo: decisão considerada arbitrária

Pressionado por deputados de oposição – e até alguns governistas – pela atitude de suspender uma decisão soberana do plenário, o presidente da Assembléia Legislativa, Arnaldo Melo (PMDB) convocou reunião secreta dos deputados, que começou após a sessão ordináia desta quarta-feira.

– Quero chamar  os deputados a uma reunião secreta, onde trataremos de assuntos de interesse dos parlamentares e do povo do Maranhão – disse Melo, visivelmente constrangido pela atitude considerada pelos colegas de antiregimental e arbitrária.

A nova crise da Assembléia começou com a aprovação de um requerimento que convocou a secretária Olga Simão para tratar de assuntos relativos à pasta da Educação.

A tentativa da bancada do governo de impedir esta convocação – mesmo após a aprovação do Requerimento, o que a tornaria fato consumado – tem gerado acusações graves entre parlamentares governistas e oposicionistas.

Arnaldo Melo justificou sua decisão de suspender os efeitos de uma decisão plenária citando os artigos 30, inciso I, alínea “d” do Regimento Interno.

Pelos dados disponíveis no site da Assembléia, o artigo 30 do RI diz o seguinte: “São as seguintes as Comissões Permanentes e respectivos campos temáticos ou áreas de atividade”;

O Inciso I deste artigo diz, textualmente: “Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania”;

E a alínea “d” estabelece: “assuntos atinentes à organização do Estado, à organização dos Poderes e às funções essenciais da Justiça”.

Diante dos fatos, a pergunta:

O que tem a ver os artigos citados com a decisão de Arnaldo Melo???

22

Caso Olga Simão: quanto mais mexe, mais fede…

Olga Simão: por que querem tanto evitar que ela fale?

A bancada do governo na Assembléia Legislativa comete uma abritrariedade atrás da outra na tentativa de impedir a ida da secretária de Educação, Olga Simão, para prestar esclarecimentos à Casa.

Agora há pouco, o presidente Arnaldo Melo (PMDB) tomou a estapafúrdia decisão de dar efeito suspensivo à decisão do Plenário, que aprovou o Requerimento de convocação de Olga.

– O plenário é soberano. Não é o presidente que é soberano nesta Casa – atacou o líder da oposição, Marcelo Tavares (PSB).

A decisão de Arnaldo é mais uma patacoada da bancada.

Ontem, o líder do Governo, Manoel Ribeiro (PTB), apresentou Requerimento em que pedia, simplesmente, que a Mesa anulasse a decisão do plenário.

– É a primeira vez que eu vi a Mesa ser mais soberana que o plenário – desabafou Rubens Pereira Júnior (PSB).

E por que os absurdos?

Simplesmente por que temem a presença de Olga Simão na Assembléia…

25

Ministros do Maranhão…Do Maranhão?!?

Novais: morador do Rio de Janeiro

Os jornais noticiaram na Semana Santa que o ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB), iria aproveitar os dias de feriadão para descansar com a família.

No Rio de Janeiro, onde mora!

Como assim?

Novais é deputado federal eleito pelo Maranhão. Há anos, pouca relação tem com a terra que lhe dá votos de quatro em quatro anos.

Seus filhos não vivem aqui e aqui ele pouco vem – apenas nos períodos de eleição.

Mas não é o único.

O ministro Edison Lobão (PMDB) e a mulher, deputada federal Nice Lobão (DEM), vivem mais no eixo Brasília/Rio de Janeiro/São Paulo.

Lobão: muito mais em Brasília

Não pela exigência do trabalho, mas pela comodidade da residência nestas cidades, embora aqui estejam todos os negócios da família.

Isto não é de hoje.

Por aqui já foram eleitos senadores, deputados federais e até prefeitos que aqui não viviam – ou não vivem.

Sem falar nos que foram eleitos por aqui, mas não são daqui, tendo aqui como a terra da oportunidade.

Da oposição e da situação, a relação com a terra foi apenas política.

E assim sobrevive o Maranhão década após década…

19

Sinais de aquartelamento na PM maranhense

Soldados podem ficar restritos aos quarteis

Há um movimento cada vez mais forte na Polícia Militar em favor de uma medida de pressão por aumento do soldo da tropa.

Envolvendo desde os oficiais superiores até os praças, o movimento já pensa em um aquartelamento.

O aquartelamento funciona da seguinte maneira: em um dia qualquer – ou um conjunto de dias – policiais de todas as patentes ficam no quartel, sem sair às ruas.

Ninguém sai, mas ninguém pode ser punido, por que todos estão em seu local de trabalho.

Como os policiais militares não podem fazer greve, esta é a forma encontrada por eles para garantir o aumento no salário, que reivindicam desde que o governo concedeu reajuste aos policiais civis.

Foto meramente ilustrativa
7

Petistas e comunistas articulam candidatura de Chico Gonçalves a vice-reitor da Ufma

(20h) – Militantes do PT e do PCdoB trabalham nos bastidores pela candidatura do professor-doutor Chico Gonçalves a vice-reitor da Universidade Federal do Maranhão.

Gonçalves foi candidato a reitor nas últimas eleições, mas, desta vez, decidiu disputar a vice-reitoria, diante da força do atual reitor Natalino Salgado.

Na eleição da Ufma, os cargos são votados independentemente, ou seja, o reitor pode ser eleito sem que tenha um aliado como vice-reitor.

Na articulação de Chico Gonalves está o também professor-doutor Alan Kardec Barros Duiailibe, diretor da Agência Nacional de Petróleo e ligado ao ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB).

Oposição promete ir “até à Justiça” por audiência com Olga Simão

Marcelo quer ir à Justiça

O líder da oposição na Assembléia Legislativa, Marcelo Tavares (PSB), vai discutir com a bancada a possibilidade de recorrer à Justiça para ter a validade de seu requerimento de convocação da secretária Olga Simão.

Para Marcelo, a decisão do plenário não pode ser modificada.

– Vamos à Justiça se for necessário  – garantiu o oposicionista.

Durante a sessão de hoje, o líder do governo, Manoel Ribeiro (PTB) – que faltou à sessão que aprovou o requerimento, ontem – entrou com recurso para que a decisão do plenário fosse revista.

– É uma piada! – reclamou Rubens Pereira Júnior (PCdoB).

Conhecedor do Regimento, ele diz ser impossível que a CCJ se sobreponha a uma decisão do Plenário.

Ainda não foi definida a data de audiência de Olga Simão…