4

Sessão na Assembléia, agora, só semana que vem…

A Assembléia Legislativa decidiu seguir o caminho do Congresso Nacional e suspendeu a sessão de hoje, em respeitro ao ex-vice-presidente José Alencar, morto ontem, vítima de câncer.

O presidente em exercício, Marcos Caldas (PRB), abriu os trabalhos apenas para comunicar a suspensão das sessões.

Alguns deputados acam que poderá haver sessão nesta quinta-feira. Outros, swe preparama para retornar apenas na segunda-feira, uma vez que o decreto de luto é de três dias.

Poucos deputados estiveram presentes hoje em plenário…

12

Os caminhos partidários de Luís Fernando Silva…

Luís Fernando já estuda mudança de partido

O chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, está preparando a sua saída do Democratas maranhense. Ele sabe que a busca de um novo partido é fundamental para viabilizar seu projeto político-eleioral em 2014..

Como não tem riscos eleitorais na troca de partido – já que não tem mandato eletivo – Luís Fernando pode deixar o DEM a qualquer tempo, seguindo para o novo PSD ou simplesmente buscar legenda diferente.

Há três caminhos para ele: PMDB, PT ou outro partido, não necessariamente nesta ordem.

O PMDB é seu caminho natural, haja vista ser o partido da governadora Roseana Sarney (PMDB), sua principal avalista.

O secretário precisa, entretanto, de uma legenda em que tenha autonomia, haja vista a presença de outros nomes de peso no PMDB, como os senadores Edison Lobão e João Alberto de Souza.

Neste caso, a possibilidade PT sempre surge como real. E há também a hipótese do outro partido.

Mas esta é uma outra história…

6

As qualitativas de Roseana Sarney…

Roseana quer repetir campanha passada em SL

Não será uma mera avaliação de nomes as pesquisas que a governadora Roseana Sarney (PMDB) pretende fazer com os membros do seu grupo cotados para a sucessão de 2012 em São Luís.

Roseana vai avaliar, além do potencial eleitoral, o recall que o pretenso candidato tem no eleitorado e, prncipalmente, se a visão do ludovicense é negativa ou positiva em relação ele.

Serão pesquisados os nomes do senador João Alberto de Souza (PMDB), do vice-governador Washington Oliveira (PT), dos secretários de Turismo, Tadeu Palácio (PMDB), e de Cidades, Pedro Fernandes (PTB), além do deputado estadual Roberto Costa (PMDB).

Os demais nomes especulados na imprensa são apenas balões de ensaio ou mero desejo de aliados.

O candidato de Roseana sairá deste grupo. Ou não sairá candidato algum do seu grupo.

Neste caso, as opções incluem até prováveis alianças com o próprio prefeito João Castelo (PSDB) ou com os candidatos da oposição a ele.

Simples assim…

1

Morte de José Alencar adia para terça-feira a posse de Chiquinho Escórcio na Câmara

Escórcio vai aguardar até terça pela posse

O luto de três dias decretado no país pelo falecimeno do ex-vice-presidente José Alencar vai transferir a posse do suplente Chiquinho Escórcio (PMDB) na Câmara Federal.

– O país está de luto. E nestes dias de luto não haverá sessão. Então, a posse será na terça-feira – explicou o suplente.

Chiquinho Escórcio vai assumir a vaga do deputado Pedro Fernandes (PTB). O petebista retornará à Secretaria de Cidades.

José Alencar morreu hoje à tarde, em São Paulo, de falência múltipla dos órgãos. Ele lutava contra um câncer de intestino havia 15 anos.

5

Deputados vão vistoriar casas de Trizidela do Vale…

Os deputados José Carlos Nunes (PT), Raimundo Louro (PR), Vianey Bringel (PMDB) e Hemetério Weba (PV) devem ir à Trizidela do Vale nos próximos dias. Vão vistoriar, in

José Carlos, RFaimundo Louro e Vainey vão vistorias as casas em Trizidela do Vale

loco,  a construção das casas que deveriam abrigar os ribeirinhos que foram deslocados das margens do rio Mearim.

Na semana passada, o Jornal Nacional denunciou que as casas estavam rachando, pouco tempo depos de entregues e ameaçavam desabar. A construtora responsável decidiu demoli-las e reconstruílas.

Na reunião de ontem da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Assembléia, presidida por Raimundo Louro,  os deputados decidiram fazer a verificação da reonstrução.

O Governo Fderal liberou R$ 5 milhões para a contrução de 355 moradias em Trizidela do Vale. Para Raimundo Louro, faltou vontade política da prefeitura para evitar o problema verificado nas casas.

Aind anão foi definida a data de viagem dos parlamentares…

11

Roseana cobra de Palocci suspensão da taxa de embarque no aeroporto Cunha Machado

Luis Fernando ouve explicações dos diretores da Infraero

O chefe da Casa Civil do governo Roseana Sarney (PMDB), Luís Fernando Silva, reuniu hoje pela manhã o comando da Infraero no Maranhão e cobrou respostas rápidas para a situação de caos em que se encontra o aeroporto Hugo da Cunha Machado.

– A Infraero é uma estatal federal, que não está sujeita ao governo do Maranhão. Mas são 4 mil pessoas prejudicadas, diariamente, o que sensibilizou a governadora Roseana Sarney a exigir respostas. Por isso decidimos cobrar estas respostas – disse Luís Fernando.

Após a reunião, Luís Fernando encontrou-se com a governadora Roseana Sarney. Numa ligação para o chefe da Casa Civil do governo Dilma Rousseff (PT), Roseana cobrou que fosse suspensa a taxa de embarque no Cunha Machado até a conclusão das obras.

– Pelo menos ameniza o desconforto gerado pela falta de estrutura das novas instalações – avaliou Luís Fernando Silva.

Membros de poutras pastas também ouvem os técnicos da Infraero

Na reunião com os técnicos da Casa Civil, os técnicos da empresa reconheceram a gravidade da situação e admitiram, pela primeira vez, que o prazo de 150 dias para solução do problema deverá ser insuficiente. Até agora, a empresa apenas diminuiu o valor da taxa. Mas para o governo maranhense, o ideal é que seja suspensa.

Caos
O saguão principal do Aeroporto Cunha Machado foi desativado quando uma empresa que estava instalando a central de ar-condicionado percebeu o risco de desabamento do teto.

Todos os serviços foram transferidos para o antigo saguão, sem a infra-estrutura necessária a embarque e desembarque.

– O desconforto é geral. Hoje mesmo a governadora estará assinando um Expediente ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, pedindo a suspensão da taxa de embarque no período em que durarem as obras de recuperação – contou Luís Fernando.

Além do chefe da Casa Civil, participaram da reunião os adjuntos da Infra-estrutura, José Henrique Murad e Aparício Bandeira, além do secretário de Comunciação, Sérgio Macêdo.

5

O guerreiro partiu…

José Alencar partiu hoje, aos 79 anos

(14h50) – Morreu agora à tarde, em São Paulo, o ex-vice-presidente da República, José Alencar.

Ele estava internado desde ontem à noite, no Hospital Sírio-Libanês, em estado crítico, por complicações de um câncer no intestino.

Alencar lutava havia 15 anos contra um câncer no intestino. Guerreiro, resistiu até o fim, e morreu consciente de que chegava a sua hora.

Até o início da tarde, o ex-vice-presidente estava consciente e conversava com os médicos, que apenas monitoravam a obstrução no intestino detectada no domingo.

Já não era possível fazer mais nada.

A família de José Alencar o acompanhou desde a internação, na tarde de segunda-feira. E permanceu ao lado do vice-presidente até o anúncio de seu falecimento.

A presidente Dilma Rouseff (PT) e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva estão sendo aguardado na tarde de hoje no Sírio Libanês.

6

O Ministério Público e o preço dos combustíveis…

Há algumas estranhezas no “chove-não-molha” protagozinado pelo Ministério Público em relação ao aumento de até 15%  no preço dos combusítveis nos últimos tempos em São Luís.

Além da relação conflituosa do assessor de imprensa de Fátima Travassos – ao mesmo tempo assessor do MP e do Sindicato dos Combustíveis, segundo denunciou Gilberto Léda – há suspeitas de que um dos promotores responsáveis pelo caso pertença a uma das famílias dona de postos, no Maranhão e no Piauí.

A coletiva convocada e desmarcada, hoje – qualquer que seja o motivo – é outro ponto de estranheza.

O MP não tem poder de determinar o recuo no preço, mas pode promover correções, por meio dos Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) ou mesmo com ações judiciais.

Se demora a agir, perde a função de fiscal da lei…

7

Flávio Dino, por enquanto, só via twitter…

É no twitter que Dino mantém o debate político

Envolvido com as aulas do curso de Direito da Universidade Federal do Maranhão, o ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB) tem participado cada vez menos dos debates públicos e atuado de forma discreta na política.

O Governo Roseana enfrenta duas greves – a dos policiais e a dos professores – e algumas denúncias, mas Dino nunca se manifestou sobre o assunto.

O governo Castelo tem sido criticado em todos os setores da administração, mas, na Assembléia, os aliados de Dino -liderados pelo ex-presidente da Casa, Marcelo Tavares (PSB), têm sido os principais defensores do prefeito.

É no twitter, entretanto, onde o ex-deputado sempre foi frequentador assíduo, com centenas de seguidores, que sua participação política continua ativa, com críticas aos dois governantes.

Para ele, “os graves problemas do Maranhão” se dão por causa de “governantes que não qeurerm governar”.

Sobre as eleições de 2012, o comunista fez dois comentários no dia 25 de março.

No primeiro, afirma: “O PCdoB so definirá sua tatica eleitoral para 2012 em 2012. Por isso, não ha razao para agonia”. Depois, escreveu, sem deixar claro a quê sse referia: “Ja começou o jogo sujo para 2012 ? Que tal os que ganharam as eleicoes de 2008 e 2010 governarem ?”.

Como se vê, Flávio Dino ainda não decidiu o futuro eleitoral – se em 2012 ou 2014.

Mas mantém a tática política em canal próprio de comunicação…

8

Pereirinha também no jogo da sucessão…

Pereirinha também quer disputar a prefeitura

O presidente da Câmara Municipal, Isaias Pereirinha (PSL), é um dos nomes do grupo da governadora Roseana Sarney (PMDB) para  a sucessão municipal.

Articulado e bem relacionado com todos os colegas, ele pretende viabilizar seu nome para a disputa – e deve figurar nas pesquisas qualitativas sobre os nomes cotados pela população.

Pereirinha transita bem em todos os grupos políticos.

Foi aliado de Tadeu Palácio (PMDB), apoiou a candidatura de Flávio Dino (PCdoB), em 2008, e, mesmo assim, conseguiu reeleger-se para a Câmara, já no governo de João Castelo (PSDB).

No próximo pleito pretende disputar as eleições majoritárias, como um dos nomes para o comando de São Luís.