8

Debate: torcidas fazem festa democrática em frente à Mirante

Roseanistas agitam bandeiras em frente à Mirante

Torcedores dos candidatos Roseana Sarney (PMDB), Jackson Lago (PDT) e Flávio Dino (PCdoB) estão desde o início da noite em frente ao prédio do Sistema Mirante, em uma festa de espera dos participantes do debate, marcado para as 22 horas.

Torcedores de Flávio Dino na chegada ao local

A reunião das torcidas transcorre em clima de absoluta alegria e paz, com militantes dos três candidatos se divertindo juntos.

Jackistas procuram lugar para se posicionar na Mirante

Diferente daquele clima de 2006, quando a tensão marcava qualquer reunião dos dois candidatos na disputa do segundo turno.

Os primeiros a chegar foram os torcedores de Roseana. Em seguida, os flavistas se posicionaram próximos.

Por volta das 19 horas, a militância de Jackson Lago chegou de uma caminhada pelo bairro da Ilhinha, nas próximidades da Mirante.

A previsão é que os candidatos só comecem a chegar por volta das 21 horas.

Além de Roseana, Jackson e Flávio Dino, vão participar do debate os candidatos Saulo Arcangelli (PSOL) e Marcos Silva (PSTU).

1

Supremo vai retomar “Ficha Limpa” nesta quarta-feira…

O Supremo Tribunal Federal voltará a analisar amanhã o recurso contra a Lei da Ficha Limpa, cujo julgamento foi suspenso semana passada sem decisão formal.

De acordo com o relator do caso, ministro Carlos Ayres Brito, os membros da Corte têm-se reunido para encontrar uma solução para o impasse.

Quarta-feira passada, ao julgar recurso do então candidato ao governo do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC), o STF empatou em cinco a cinco e não chegou a uma decisão sobre a validade da Ficha Limpa nestas eleições.

Agora, como Roriz já reunciou, os ministros podem se reunir apenas para declarar a perda do objeto do processo.

Se isso ocorrer, apenas quando outros casos concretos chegarem ao STF, eles poderão se reunir para avaliar a constitucionalidade da Lei.

Há alguns processos de Ficha Limpa ainda pendentes no TSE – como o do candidato a governador maranhense, Jackson Lago (PDT). Se o TSE declarar a inlegibildiade de Jackson, ele também recorrerá ao Supremo abrindo novo debate sobre o caso.

De qualquer forma, ainda há um impasse em relação às eleições maranhenses, que podem continuar sub judice, independente do resultado do primeiro turno…

5

Luciano Moreira encerra campanha com ações pessoais e virtuais…

Luciano cumprimento idosa durante campanha

O ex-secretário Luciano Moreira, candidato a deputado federal pelo PMDB, intensificou o corpo-a-corpo com o eleitor nesta reta final da campanha.

Focada no planejamento das ações – uma das virtudes do ex-secretário –  a campanha está sendo pautada em reuniões e econtros diários com prefeitos, lideranças e eleitores, além dos programas no horário eleitoral no rádio e na TV.

O candidato reunido em evento em Tuntum

Além disso, é intensa a participação do candidato nas ferramentas eletrônicas e redes sociais, como Orkut, Facebook e Twitter.

O candidato também mantém um site próprio – www.portallucianomoreira.com.br.

Seus encontros ocorrem em bairros, empresas, canteiros de obras, igrejas, ou em qualquer lugar onde ele possa apresentar vídeos que contam a sua carreira técnica.

Estreante na disputa eleitoral, o candidato do PMDB deve figurar na lista dos campeões de votos da coligação encabeçada pelo seu partido…

61

Oposicionistas estarão combinados no debate para encurralar Roseana…

Foi encaminhado a todos os candidatos da oposição que vão participar do debate de hoje na TV Mirante, uma espécie de cartilha-eletrônica sobre como atuar contra a governadora Roseana Sarney (PMDB).

As orientações foram elaboradas pelo advogado e pseudo-jornalista César Bello, e distribuido, via e-mail, à campanha de Jackson Lago (PDT), Flávio Dino (PCdoB), Saulo Arcangeli (PSOL) e Marcos Silva (PSTU).

O texto chega a mostrar como fazer para que o eleitor não perceba a armação. 

–  (…) É salutar contudo que haja divergências (entre Jackson e Flávio ) (…). Assim a participação de ambos não fica artificial e com idéia de combinada – ensina Bello.

Domingo passado, Saulo Arcangeli já havia se posicionado, durante conversa em uma pizzaria de São Luís. Após conversar com um cidadão desconhecido, saiu-se com esta: “deixa ela comigo”. A conversa foi presenciada pelo titular deste blog.

De uns dias para cá, Arcangeli tem centrado as críticas em Roseana, embora, como ensinou o blogueiro anti-Sarney, faça criticas superficiais a Dino e Jackson, para “não dar idéia de combinado”

É assim que eles se preparam para o debate: uma espécie de armação combinada para enganar o eleitor.

Leia aqui a íntera do texto de Bello, que foi encaminhado via e-mail aos oposicionistas…
9

Em entrevista à Folha, Jackson ironiza José Reinaldo e diz que Flávio Dino é opção apenas para o futuro…

Jackson e José Reinaldo: apenas lembranças do passado

A Folha de S. Paulo publica hoje entrevista com o ex-governador Jackson Lago (PDT).

Além de reafirmar sua candidatura, ele deixa claro o afastamento cada vez maior do ex-governador e ex-patrono José Reinaldo Tavares (PSB), como revela em primeira mão o blog de Itevaldo Júnior.

Sobre Tavares, Jackson reafirma o que todo o país já sabe: ele só conseguiu ter mandatos sob o manto do grupo Sarney.

O pedetista também não demonstra a menor confiança na capacidade do colega de oposição, Flávio Dino (PCdoB), nestas eleições.

E o vê apenas como uma opção para o futuro…

34

Agressão de Flávio Dino à Roseana é igual à do amigo Carlos Alberto à jornalista de Caxias

Roseana e o belo sorriso de uma mulher madura

A rigor, são comparáveis em poder de ofensa a agressão verbal do candidato comunista Flávio Dino à adversária Roseana Sarney (PMDB) e a agressão física cometida pelo seu “amigo de 2o anos”, Carlos Alberto Ferreira, a uma jornalista de Caxias.

Única diferença: enquanto Carlos Alberto foi às vias de fato, seu amigo Dino optou pela violência da palavra, que, em muitos casos, ferem ainda mais.

Homem que é homem não agride a uma mulher. Nem física, nem verbalmente. E nem de brincadeira, como o próprio Dino tentou justificar.

Bianka e a tristeza da agressão à mulher

Os dois amigos de 20 anos atentaram até naquilo que a mulher tem de mais valioso: a vaidade e o direito à busca pela beleza.

Ao agredir a jornalista, o empresário impediu o seu direito de estar bela. Ao ridicularizar Roseana, o jingle do candidato tentou impedí-la de manter esta beleza.

Ofensas covardes à própria condição feminina.

E não adianta dizer que o jingle foi feito por internautas. Se usou na campanha, concordou com ele.

Nestas eleições, a agressão à mulher parece partir de um único lado.

Felizmente, já identificado pela população…

16

Comunistas vão engrossar discurso contra Jackson; motivo: o pedetista não aceita apoiar aquele candidato no primeiro turno

Aquele candidato tentou combinar até debate com Jackson

Os aliados daquele candidato iniciaram hoje um endurecimento do discurso contra o ex-governador Jackson Lago (PDT) – na campanha do interior, no twitter e até na propaganda eleitoral.

Objetivo: mostrar aos eleitores que a candidatura do pedetista está sub-júdice e que, por este motivo, não tem garantias de que vá prosperar.

Aquele candidato tentou convencer Jackson a abrir mão da campanha em favor dele, mas não obteve êxito. Em razão disso, liberou os aliados para atacar o pedetista – o que aliás, já vinha ocorrendo, sobretudo nas redes sociais de Internet e em comícios no interior.

Os comunsitas dizem ao eleitor nos rincões maranhenses que o voto em Jackson será anulado e que, portanto, quem não quer votar em Roseana terá que optar pelo candidato do PCdoB.

Jackson já disse ao próprio adversário que não pretende renunciar à candidatura ou mesmo ser substituído – o que é defendido até por aliados mais próximos, como Abdelaziz Santos e Julião Amin.

Ao atacar a candidatura jackista, os comunistas acreditam que poderão convencer os eleitores a mudar de voto, a ponto de inflar os própríos índices daquele candidato, levando-o ao segundo turno contra Roseana Sarney (PMDB), mesmo que os votos do pedetista sejam anulados.

Uma tarefa inglória, mas a única que resta àquele candidato…

3

O panorama nos estados…

Do blog de Jorge Aragão

Abaixo, um resumo de como está a disputa estado por estado;

ACRE
Tião Viana (PT) – 58%
Tião Bocalom (PSDB) – 25%
Gouveia Tijolinho (PRTB) – 1%

ALAGOAS
Ronaldo Lessa (PDT) – 29%
Collor de Melo (PTB) – 28%
Teotônio Vilela (PSDB) – 24%

AMAPÁ
Lucas (PTB) – 34%
Jorge Amanajas (PSDB) – 23%
Camilo Capiberibe (PSB) – 17%

AMAZONAS
Omar Aziz (PMN) – 53%
Alfredo Nascimento (PR) – 32%
Luiz Navarro (PCB) – 1%

BAHIA
Jaques Wagner (PT) – 52%
Paulo Souto (DEM) – 15%
Geddel Vieira Lima (PMDB) – 15%

CEARÁ
Cid Gomes (PSB) – 61%
Lúcio Alcântara (PR) – 17%
Marcos Cals (PSDB) – 10%

DISTRITO FEDERAL
Agnelo Queiroz (PT) – 42%
Joaquim Roriz (PSC) – 33%
Toninho (PSOL) – 7%

ESPÍRITO SANTO
Renato Casagrande (PSB) – 61%
Luiz Paulo (PSDB) – 12%
Brice Bragato (PSOL) – 1%

GOIÁS
Marconi Perillo (PSDB) – 43%
Iris Rezende (PMDB) – 33%
Vanderlan (PR) – 12%

MARANHÃO
Roseana Sarney (PMDB) – 46%
Jackson Lago (PDT) – 21%
Flávio Dino (PC do B) – 21%

MATO GROSSO
Silval Barbosa (PMDB) – 46%
Mauro Mendes (PSB) – 24%
Wilson Santos (PSDB) – 16%

MATO GROSSO DO SUL
André Puccinelli (PMDB) – 51%
Zeca do PT (PT) – 41%
Nei Braga (PSOL) – 1%

MINAS GERAIS
Antonio Anastásia (PSDB) – 42%
Hélio Costa (PMDB) – 34%
Outros candidatos – 1%

PARÁ
Simão Jatene (PSDB) – 43%
Ana Júlia (PT) – 30%
Juvenil (PMDB) – 7%

PARAÍBA
Zé Maranhão (PMDB) – 51%
Ricardo Coutinho (PSB) – 34%
Outros candidatos – 1%

PARANÁ
Beto Richa (PSDB) – 47%
Osmar Dias (PDT) – 38%
Outros candidatos – 1%

PERNAMBUCO
Eduardo Campos (PSB) – 73%
Jarbas Vasconcelos (PMDB) – 16%
Outros candidatos não atingiram 1%

PIAUÍ
Wilson Martins (PSB) – 39%
João Claudino (PTB) – 27%
Sílvio Mendes (PSDB) – 25%

RIO DE JANEIRO
Sérgio Cabral (PMDB) – 59%
Fernando Gabeira (PV) – 16%
Fernando Peregrino (PR) – 3%

RIO GRANDE DO NORTE
Rosalba Ciarlini (DEM) – 49%
Ibere (PSB) – 29%
Carlos Eduardo (PDT) – 9%

RIO GRANDE DO SUL
Tarso Genro (PT) – 41%
José Fogaça (PMDB) – 23%
Yeda Crusius (PSDB) – 13%

RONDÔNIA
João Cahulla (PPS) – 24%
Expedito Junior (PSDB) – 22%
Confúcio Moura (PMDB) – 22%

RORAIMA
Anchieta (PSDB) – 46%
Neudo Campos (PP) – 38%
Dr. Petrônio (PHS) – 3%

SANTA CATARINA
Raimundo Colombo (DEM) – 43%
Ângela Amim (PP) – 27%
Ideli Salvatti (PT) – 16%

SÃO PAULO
Geraldo Alckmin (PSDB) – 48%
Aloizio Mercadante (PT) – 26%
Celso Russomanno (PP) – 8%

SERGIPE
Marcelo Deda (PT) – 51%
João Alves (DEM) – 31%
Outros candidatos – 1%

TOCANTINS
Carlos Gaguim (PMDB) – 44%
Siqueira Campos (PSDB) – 42

Leia aqui a análise de Aragão sobre cada caso

Fontes: pesquisas já divulgadas Brasil a fora

28

Clay Lago já participa de eventos no lugar de Jackson…

Clay Lago tem estado cada vez mais á frente das ações de Jackson

O representante da coligação PDT, PSDB, PTC no evento promovido pelas federações do Comércio e da Indústria, semana passada, não foi Jackson Lago ou seu vice, Luiz Carlos Porto (PSB).

Foi a ex-primeira-dama Clay Lago.

Ontem, em um evento de campanha no Ícaros Recepções, na Ivar Saldanha, mais uma vez era Clay Lago a representante de Jackson.

Por mais que aliados de Jackson neguem – e que membros da outra parte da oposição não queiram – é cada vez mais evidente de que será Clay Lago a substituta do ex-governador em uma eventual renúncia de sua candidatura.

A candidatura de Jackson Lago não tem segurança jurídica porque pode ser declarada inválida pela Justiça Eleitoral – antes ou depois da eleição.

O próprio Jackson sabe disso e resiste às pressões de todos os tipos.

De um lado, aliados daquele outro candidato oposicionista insistem em sua renúncia e declaração de apoio ao PCdoB. Do outro, pedetistas defendem a substituição do seu nome pelo da mulher.

Uma decisão terá que ser tomada até o dia 30 de setembro, último dia do prazo para substituição de candidatos.

É a úníca forma de garantir a validade dos votos do ex-governador.

Agora ou depois da eleição….

20

Que coisa feia, candidato!!!

Duas faces de uma mesma pessoa...

À medida que se aproxima o dia da eleição, aquele candidato revela a sua face mais obscura.

As agressões pessoais à candidatoa do PMDB, Roseana Sarney, em palanque no interior foam desmedidas e covardes. E a letra da sua música de campanha é uma cafajestagem digna de quem não tem o menor trato com as mulheres.

Depois, aquele candidato reclama quando se expõe o mau caratismo de suas ações – públicas ou subterrâneas.

Como classificar atitudes como estas, então?

Sem falar na sua intenção de fazer uma gigantesca-quebra-de sigilio bancário no Maranhão, apenas para que sejam atendidos o seus interesses eleitoreiros.

Autoritarismo digno de quem de quem sofre de juizite aguda.

Pior é a montagem criminosa que ele fez da gravação de Lula com Roseana e está distribuindo no interior, via programa de rádio. A montagem, groseira, tenta passar a idéia de que Lula está dando lição de moral em Roseana.

Esta é coisa de canalha mesmo!

Não há mais dúvidas de que aquele candidato age com duas caras – uma, a pública, tentando vender a imagem de democrata e até de coitaidnho. A outra, apenas dos subterrâneos, disposta a tudo pelo poder.

Felizmente, ainda há este blogue para desmascará-lo.

Com ou sem censura da Justiça Eleitoral…