4

Imagem do dia: o deboche de Bolsonaro aos nordestinos…

Para tentar limpar a imagem após chamar governadores de paraíbas, presidente fica ainda mais caricato ao usar chapéu de cangaceiro e dizer que sua filha tem “sangue de cabra da peste”

 

Os responsáveis pelo marketing do presidente Jair Bolsonaro – fortemente baseado em construção de fakes news a seu favor e contra adversários – têm tentado de tudo para minimizar os estragos das declarações preconceituosas contra o Nordeste.

E nesta terça-feira, 23, na passagem de Bolsonaro pela Bahia, eles se superaram no ridículo, que acabou parecendo deboche do presidente.

Usando chapéu de cangaceiro, Bolsonaro ironizou o termo preconceituoso gritando “somos todos paraíbas” diante da claque montada para aplaudi-lo. E chegou às raias do deboche ao declarar que sua filha “tem nas veias sangue de cabra da peste”.

Felizmente, apenas bolsomínions aplaudiram.

Mas estes são como ele próprio…

9

Agressão de Bolsonaro é ao povo do Maranhão…

Esqueça Flávio Dino! o que o presidente prega em relação ao estado é uma violência política sem precedentes; e só tolos, interesseiros ou neófitos políticos ainda tentam justificar a boçalidade

 

BOLSONARO AGRIDE O MARANHÃO AO TENTAR ATINGIR FLÁVIO DINO; defender ou justificar isso é tolice, covardia ou canalhice em alto grau

Não há o que justificar.

O que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) falou em relação ao governo do Maranhão não é uma agressão ao governador Flávio Dino (PCdoB). É um revanchismo contra o povo do Maranhão.

E tentar explicar o que pensa o boçal governante é fazer papel de tolo ou interesseiro.

Não dá para aceitar que políticos maranhenses ainda tentem sair em defesa do presidente, que mostrou claramente como age no comando do país, com revanchismo e perseguição.

Aqui não se discute se o governador maranhense é ou não Flávio Dino – que, aliás, acaba agindo da mesma forma em algumas circunstâncias.

O que se discute é a perseguição ao estado.

Ver senadores, deputados federais e estaduais se posicionando contra o estado e em favor do presidente nesta questão é ainda mais humilhantes.

É claro que muitos sempre jogaram assim, dedicando o Maranhão miserável para se beneficiar em Brasília. Mas outros defendem Bolsonaro apenas por tolice, incapacidade de raciocínio e interesse particular.

Flávio Dino é ruim para o Maranhão, mas é o governador do Maranhão.

E apenas os babacas, os que passaram e não se tocam, é que ainda defendem Bolsonaro.

Simples assim…

1

Assis Ramos diz que radialista agredido é recorrente em provocação…

Prefeito de Imperatriz agrediu o comunicador Justino Filho, assume o erro e diz que a vítima fazia a mesma coisa com o ex-prefeito Sebastião Madeira

 

ASSIS RECONHECE O ERRO DE TER AGREDIDO RADIALISTA, mas aponta provocações na postura do comunicador

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (DEM), justificou as agressões ao radialista Justino Filho, alegando que, acima das críticas, o comunicador passou a atacá-lo de forma pessoal.

– Não tenho sangue de barata – disse Assis Ramos (DEM), nesta sexta-feira, 10.

Mesmos assim, o prefeito reconhecer que errou e diz estar pronto para pagar pelos seus erros.

– Eu sei que tá errado, vou responder pelos meus erros. Mas não vou aceitar isso. Sou pai de família, tenho uma filha de 17 anos, que vai ficar vendo ele me chamar de corrupto? Vai pra Secretaria de Esporte me esculhambar?! Foi provocar lá dentro – completou.

JUSTINO FILHO ALEGA TER SIDO SURPREENDIDO PELO PREFEITO ao chegar à Secretaria de Esportes

Justino Filho denunciou a agressão em suas redes sociais.

Ele confirmou que estava na Secretaria de Esportes para conversar com o titular da pasta, Bispo Eudes, quando foi surpreendido pelo democrata.

– De repente o prefeito veio, num ato de covardia, aqui na secretaria, alguém disse para ele, e ele pegou, veio e me agrediu covardemente – declarou, em vídeo que já circula nas redes.

Assis Ramos, por sua vez, reclama que o comunicador o provocou dentro da secretaria.

– Uma coisa é criticar a gestão, outra é me atacar. Ele há dias vem me chamando de corrupto, dizendo que eu já era corrupto na polícia [Ramos é delegado da Polícia Civil]. E hoje, ele me esculhambou na frente dos meus servidores – declarou.

O caso será apurado pela polícia de Imperatriz…

0

Campanha agressiva…

Flávio Dino usa suas baterias para atacar a ex-governadora Roseana Sarney, que ele vê como principal oponente, embora tente passar a ideia de eleição tranquila

 

Flávio Dino vê Roseana como sua principal oponente, usando sua mídia para desgastá-la

Por mais que tente afirmar que a eleição “será tranquila” e que não se importa com os adversários, o governador Flávio Dino (PCdoB) dá mostras a cada dia que se incomoda, de fato, com a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) a quem vê – embora negue e os demais adversários se irritem – como principal oponente no processo que ora se inicia.

A mídia alinhada ao Palácio dos Leões, blogs, jornais, emissoras de rádios, fazem uma espécie de campanha antecipada contra Roseana, com ataques diários e ações de desconstrução da imagem, sobretudo no interior, onde a fiscalização eleitoral é menos efetiva – embora ela pareça invisível também na capital maranhense.

Em 2014, Flávio Dino aparelhou sindicatos, associações e partidos com militantes comunistas de todo o país. Este grupo, que veio bancado com recursos garantidos pelo PCdoB nacional – cuja Operação Lava Jato revelou que estava sendo financiado pelas quadrilhas que comandavam os principais postos no governo petista –está sendo recrutado novamente agora, com a mesma missão de quatro anos atrás.

O curioso é que muitos desses “dinistas” importados e remunerados ainda estão no Maranhão, muitos empregados na máquina comunista ou com empresas que prestam serviços ao governo e aos seus satélites.

E são eles que focam exatamente em Roseana. Sinal de que a campanha será tão agressiva quanto a de 2014.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

2

“Cabo Campos bateu ou não bateu na mulher?”, questionou Andrea Murad…

Deputada diz que explicações do deputado na Assembleia Legislativa não ficaram claras, diante das provas apresentadas pela vítima e já em curso na Justiça

 

A deputada Andrea Murad (MDB) voltou à tribuna após o pronunciamento do deputado Cabo Campos, acusado de agredir a esposa, e levantou novamente o questionamento sobre a ocorrência, assunto que não ficou claro de acordo com a parlamentar.

“Eu gosto do Deputado Cabo Campos, não tenho absolutamente nada contra ele. Eu torci muito para que ele viesse a esta tribuna desde a semana passada para dar uma explicação, ainda bem que ele veio, mas continuamos sem saber. Cabo Campos bateu ou não bateu na mulher? Agrediu ou não agrediu? Infelizmente não ficou claro. O deputado disse que está sendo julgado mas não  foram feitas acusações vazias. A própria justiça reconheceu a violência contra a esposa. Ela prestou depoimento na polícia, a Justiça decretou medida protetiva, então, não foi à toa. Mas esse caso não é meu, esse caso é da competência da Comissão de Ética que deve apreciar o assunto, apurar a conduta do parlamentar, independente da Justiça e do MP”, disse.

Andrea Murad reforçou o papel da Assembleia Legislativa neste escândalo envolvendo parlamentares e a importância da Casa prestar todos os esclarecimentos e confirmar sua posição diante do atual cenário que acaba desgastando a imagem do Poder Legislativo.

Procuradora da Mulher na Assembleia, a deputada Valéria Macedo (PDT) também se pronunciou, e disse que já pediu o afastamento de Cabo Campos, por 60 dias…

1

Entidades pedem à Assembleia punição ao deputado Cabo Campos…

Representação assinada pelo Forum Maranhense de Mulheres – que reúne entidades de vários segmentos sociais – foi encaminhada à Presidência da Casa, ao Conselho de Ética e à Procuradoria da Mulher pedindo rapidez no julgamento do parlamentar

 

CRIME GRAVE. Cabo Campos foi denunciado por agressão à esposa

Uma representação contra o deputado Cabos Campos (PSC), assinada pelo Forum Maranhense das Mulheres – entidade que reúne representantes de diversos segmentos sociais – foi protocolada nesta quinta-feira, 1º, na Assembleia Legislativa,

O documento, assinado por dezenas de entidades, foi encaminhado à presidência da Casa, ao Conselho de Ética e à Procuradoria da Mulher, pedindo julgamento rápido do parlamentar.

Cabo Campos foi denunciado na Polícia pela própria esposa, por agressões sucessivas.

– As entidades assinadas abaixo exigem que este caso seja apurado com celeridade pelos órgãos competentes da Assembleia Legislativa, para que episódios como este não se tornem prática comum em nossa sociedade – diz o documento.

A Procuradoria da Assembleia Legislativa, comandada pela deputada Valéria Macêdo (PDT), já havia emitido nota afirmando o compromisso de apurar o caso contra Cabo Campos e propondo, inclusive, que o deputado fosse julgado por quebra de decoro parlamentar.

O caso envolvendo Campos ainda é tratado com certo constrangimento, sobretudo pelos parlamentares do sexo masculino.

A bancada feminina parece posicionada pela punição ao parlamentar.

A Assembleia ainda não se manifestou diante da Representação do Forum de Mulheres…

1

Vitima de cyberbuylling, estudante pode desistir de faculdade…

O servidor portuário David Barros, 37, teve montagens depreciativas com sua foto, após postá-la em seu perfil de rede social e denunciou o caso à polícia

 

David Barros, ao registrar ocorrência na delegacia: constrangimento ilegal

O servidor portuário e estudante universitário David Barros procurou a polícia esta semana para denunciar um caso de cyberbullying.

Ele foi vítima de montagens depreciativas com uma foto que postou em seu perfil nas redes sociais, ao se formar em um curso técnico. A partir de então, internautas passaram a usar a foto em situações constrangedoras para Barros.

–  Poxa, eu estava em um momento de felicidade. Não sei porque fizeram isso. Estou, sim, muito triste – disse ele.

A primeira trolagem surgiu no perfil “Arthur Silvapereira”, no Facebook, mas já ganhou outras redes sociais e até aplicativos de troca de mensagens.

– Essa montagem já circula também no WhatsApp. As pessoas me olham na rua ficam sorrindo, Isso é muito chato”, comenta Davi, lembrando que parente seus também estão convivendo com o problema.

– Minha família também não gostou. Minha namorada também ficou irritada – disse ele.

Um dos autores do buylling: ofensa e ridicularização

Davi revela que familiares também estão bastante chateados. Muito abalado, ele já considera não ingressar em uma faculdade na qual já passou no vestibular, temendo iniciar os estudos tendo que encarar essa situação.

Amigos e internautas de várias partes do país se solidarizaram com a situação.

A polícia já está investigando os autores do buylling…

Com informações de O EstadoMaranhão

3

“Não vou jogar o debate para baixo; tenho respeito por São Luís”, diz Eliziane, sobre guerra entre Edivaldo e Wellington….

Candidata do PPS voltou a lamentar, nas redes sociais, a violenta série de agressões entre os dois adversários, que deixaram o debate de lado para se atacar mutuamente; ela prega a verdadeira discussão sobre os problemas da cidade

 

twitterA candidata do PPS a prefeita de São Luís, Eliziane Gama (PPS), voltou a lamentar, hoje, em seu perfil na rede social Twitter, a violenta guerra que vem sendo travada, há semanas, pelos candidatos Edivaldo Júnior (PDT) e Wellington do Curso (PP), com acusações e agressões que não ajudam no debate sobre a capital maranhense.

– Candidatos evitam sabatinas e debates e campanhas fazem ataques uns aos outros deixando a discussão dos problemas da cidade de lado – lamentou Eliziane, para afirmar:

– Nossa campanha fará críticas continuará a fazer ponderações mas não ajudaremos a jogar o debate para baixo pois temos respeito por São Luís.

As campanhas de Wellington e de Edivaldo deixaram a apresentação de propostas de lado e passaram a se atacar mutuamente, com uma violenta guerra nas redes sociais e na propaganda, que tem incomodado o eleitor.

Na discussão para saber quem chega em primeiro lugar ao fim do primeiro turno, os candidatos do PDT  do PP têm usado blogs, redes sociais e setores da imprensa para agredir, vilipendiar e aviltar um ao outro de forma agressiva.

Ontem, em post deste blog, a mesma Eliziane já havia mostrado que pretende passar ao largo das agressões entre Wellington e Edivaldo, mostrando que pretende crescer com propostas.

Eliziane entende que o debate pode ser firme, duro até, mas não pode descambar para a baixaria.

– A campanha pode ser dura e as críticas ásperas mas o debate central deve ser cívico e em torno da cidade – disse a candidata, que pretende defender a parti de hoje, no debates na TV, uma campanha propositiva para o eleitor escolher melhor quem está mais preparado para gerenciar seu futuro.

Espera-se que os dois brigões participem da discussão…

5

Eliziane evita guerra entre Edivaldo e Wellington e busca crescer com propostas…

Adversários travam ruidosa, violenta e agressiva troca de acusações em blogs e redes sociais, enquanto a deputada apresenta projetos sólidos nas áreas de Educação, Saúde, Mobilidade, Turismo e Cultura

 

Com campanha alegre, Eliziane evita a abusiva guerra entre os adversários

Com campanha alegre, Eliziane evita a abusiva guerra entre os adversários

A candidata do PPS à Prefeitura de São Luís, Eliziane Gama, voltou a ser mais percebida pelo eleitor, desde que começou a focar em propostas consistentes apresentadas em seus programas eleitorais e entrevistas.

Desde então, é mais perceptível, também, um reconhecimento de melhora na campanha da candidata.

Por outro lado, os candidatos Edivaldo Júnior (PDT) e Wellington do Curso (PP) travam, há pelo menos uma semana, uma quase sanguinária guerra de desestabilização um do outro – com agressões, acusações denúncias e desmentidos de lado a lado – em blogs, redes sociais e até nos próprios programas eleitorais.

Edivaldo e Wellington estão quase chegando às vias de fato

Edivaldo e Wellington estão quase chegando às vias de fato

Há pelos menos seis dias, as campanhas de Edivaldo e Wellington se acusam mutuamente, enquanto Eliziane fala diretamente ao eleitor do que pretende fazer em São Luís.

De seu programas já se extraiu, por exemplo, a criação de escolas nos Centro Histórico, construção de mais um hospital de 400 leitos, os corredores de transporte e a surpreendente área livre de Turismo 24h, que este blog pretende destrinchar em futuro post.

– Este é o momento de o eleitor começar a perceber quem, de fato, está interessado em um projeto de desenvolvimento de São Luís; e quem está apenas em uma desnecessária guerra pelo poder – argumenta a deputada.

Elogiados até por adversários, os programas de Eliziane têm chamado atenção exatamente pelo fato de não bater-boca ou trocar acusações com adversários,  mas apenas apontar problemas e mostrar as soluções para São Luís.

Enquanto isso, a guerra entre Wellington e Edivaldo mostra-se cada vez mais snaguinolenta…

2

Vídeo do dia: coronel Aloprado…

O tenente-coronel PM Miguel Neto, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, em Bacabal, irritou-se nesta sexta-feira com um subordinado e acabou dando um exemplo de despreparo. O comandante irritou-se por que, chamado à sua presença, o cabo identificado por Bandeira chegou acompanhado de um advogado. Transtornado, o oficial apontou até uma arma aos dois para impedir que fosse filmado na conversa com o praça. Após o epísódio, o coronel chegou ser preso pela própria corporação