1

PSB não descarta aliança com Castelo….

Roberto e Zé Antonio: convergência de interesses

Engana-se quem pensa que o PSB está absolutamente afastado do palanque do prefeito João Castelo (PSDB). O partido pode até indicar o vice castelista em 2012, repetindo a aliança de 2008.

E isto com a vista grossa do ex-governador José Reinaldo Tavares e seu grupo, mais interessado nas eleições de 2014.

O próprio ex-deputado Flávio Dino (PCdoB), que tem forte influência no PSB já admite a aproximação. Fará de conta que não sabe de nada, preservando as articulações para a eleição de governador.

Tanto que aliados de Dino já defendem abertamente que a oposição se una toda em torno de Castelo por que, na visão deles, o adversário ´principal é a governadora Roseana Sarney (PMDB).

Presidente regional do PSB, o advogado José Antonio Almeida é aliado do prefeito João Castelo e trabalha internamente pela manutenção da aliança. Foi Almeida quem emplacou o professor Othon Bastos na Secretaria de Educação, com a anuência de José Reinaldo Tavares e seu sobrinho, Marcelo Tavares.

O problema é que, distante do núcleo duro de poder no partido, o deputado federal Ribamar Alves convenceu o presidente nacional Eduardo Campos (PE) e aceitar a entrada do ex-deputado Roberto Rocha (PSDB).

A princípio, Rocha presidiria o diretório municipal e seria candidato a prefeito.

Mas hoje, nem Rocha, e muito menos Ribamar Alves, fecham de todo as portas para Castelo. Pode o próprio Rocha vir a ser o companheiro de chapa do prefeito de São Luís.

É aguardar e conferir…

9

Washington Oliveira e a aliança PT/PMDB…

Oliveira trabalha pela repetição da aliança PT/PMDB na maioria das cidades

O vice-governador Washington Oliveira (PT) tem atuado pessoalmente nos municípios para fortalecer a possibilidade de aliança encabeçada por PT e PMDB nas eleições de 2012.

Enfrenta contraponto intenso do deputado federal Domingos Dutra (PT), que nem cogita perder o controle da fatia petista que ainda mantém em algumas cidades.

Por enquanto, no entanto, Oliveira tem levado a melhor, sobretudo nas grandes cidades.

Em Caxias, por exemplo, deve chancelar a aliança entre o PT, comandado no município por Mundico Teixeira, e o PMDB, de Paulo Marinho Júnior.

Em Pinheiro, a aliança só depende da transferência do ex-prefeito Filuca Mendes (DEM) para o PMDB. Lá, o próprio PT já manifestou interesse na coligação.

O vice-governador trabalha ainda por alianças deste tipo em Imperatriz, Bacabal, Balsas, São José de Ribamar e Santa Inês.

Em Timon, a aliança deve ser com o PTdoB, que tem o deputado Alexandre Almeida como 3ª via na disputa entre o candidato da prefeita Socorro Waquim (PMDB) e o também deputado estadual Luciano Leitoa (PSB).

Auxiliado pelo chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, pelo secretário de Articulação Política, Hildo Rocha – e com aval da própria governadora Roseana Sarney (PMDB) – Washington Oliveira vai mexendo as peças para garantir a formação das alianças em todos os municípios.

O que fortalecerá também o projeto do grupo para 2014…