9

Lula está certo: jornalismo é caso de hospício…

Do blog de Cunha Santos

Todo jornalista sofre de um distúrbio psicossomático que o diferencia dos seres humanos. Jornalista pergunta demais, fala demais, diz o que é para ser dito e o que não é para ser falado. Jornalista não pode ver autoridade que quer saber se roubou, quanto ela roubou, quem a ajudou a roubar.

Desvendar segredos, inclusive de alcovas, é a missão patológica desses seres alienígenas que vivem de escarafunchar a vida alheia, principalmente a vida pública.

Deveriam existir, para segurança da sociedade, manicômios exclusivos para jornalistas. Se há um crime, lá estão eles querendo saber quem é e qual será a punição do criminoso; se acontece uma coligação, aliança política ou coisa parecida, eles estranham e querem descobrir quem comprou e quem foi comprado nessa história; se ouvem falar de corrupção são atacados de ansiedades, histerias, transtornos e neuroses.

A sociedade precisa estar protegida desses psicopatas que, a bem da verdade, são responsáveis pela grande maioria das crises que se instalam nos estados e países…. Continue lendo aqui

20

As novas frentes de César Pires…

César Pires fala sobre o futuro do Maranhão

O deputado estadual César Pires (DEM) obteve 1.806 votos no município de Bacabeira, ou 22,08% dos votos. Ele foi o mais votado também em Capinzal do Norte, com 1.607 votos, ou 29,83%.

– Isso me traz uma responsabilidade ainda maior com os dois municípios. Em Bacabeira será instalada a refinaria Premium da Petrobras; em Capinzal foi descoberto gás natural. A população dos dois municípios precisa participar destes projetos – declara o parlamentar.

Interessante que o deputado mais votado nos dois municípios com maior perpectiva de crescimento no Maranhão seja exatamente um candidato ligado à Educação, ao conhecimento, à Ciência.

Estudioso, César Pires mostra conhecimento dos desafios e já fala na definição do processo profissiográfico no Maranhão como forma de se adequar às exigências do futuro.

Perfil o quê…??? É o próprio Pires quem explica:

– Em linhas gerais, o perfil profissiográfico vai descobrir a vocação de cada região e traçar os caminhos da Educação e da formação profissional para atender às demandas por mão-de-obra.

Em outras palavras: para o deputado, ex-secretário de Educação, o Maranhão precisa preparar sua mão-de-obra para atender as necessidades das indústrias de gás, petroquímicas e derivados de petróleo que aportarão no Maranhão nos próximos anos.

Para ele, é fundamental que as pastas da Educação e da Ciência e Tecnologia trabalhem juntas, definindo o perfil profissiográfico e estabelecendo prioridades educacionais e de formação profissional.

– Defendo a criação de cursos profissionalizantes, a participação da Fapema, da Ufma, do Ifma e da Uema neste processo de preparação do jovem maranhense. É o caminho mais curtos e eficaz para preparar mão-de-obra e garantir a empregabiildiade do jovem maranhense – diz o parlamentar.

César Pires vai para o terceiro mandato na Assembléia Legislativa, após ter sido reitor da Uema, representante do governo estadual em Imperatriz e secretário de Educação.

Preparo é o que não lhe falta, portanto…

21

O tal preconceito na obra de Monteiro Lobato… Pura bobagem!

Capa do liv ro "Caçadas de Pedrinho"

Burocratas sem ter o que fazer acabam sempre fazendo besteira. Quando o burocrata é esquerdóide, o resultado é sempre a mordaça, a censura, a tentativa de controlar a expressão da arte, da cultura e da comunicação.

A polêmica em torno da obra de Monteiro Lobato é mais um destes “trabalhos intelectuais” de burocratas esquerdóides – por ora instalados nos escaninhos do Ministério da Educação.

É uma bobagem sem tamanho apontar preconceito na obra do criador de Narizinho e do Sítio do Pica-pau Amarelo sem levar em conta o contexto da época em que a obra foi escrita.

É como censurar o genial Lamartine Babo pela obra “O teu cabelo não nega, mulata…”, música escrita nos anos 30.

No livro “Caçadas de Pedrinho”, a personagem Tia Anastácia é chamada de “Macaca de Carvão”, o que levou um pesquisador da Universidade de Brasília a pedir ao Conselho Nacional de Educação que revisse a distribuição do livro nas escolas públicas, alegando conteúdo racista.

Tolice do pesquisador – que deve ter-se perdido no tempo e no espaço. Tolice maior ainda do CNE, que acatou o seu pedido.

Cabe ao professor, em sala de aula, explicar o contexto em que o livro foi escrito.

Patrular uma obra de quase cem anos baseado apenas em conceitos da sociedade atual, além de idiota, é também covarde.

Coisa para quem não tem o que fazer…

11

Pedro Fernandes relata na Câmara preconceito sofrido por seu filho em Brasília

Fernandes foi vítima de preconceito ao chegar em Brasília

O deputado federal marannhense Pedro Fernandes (PTB) lembrou onten, na tribuna da Câmara Federal, o preconceito vivido por um de seus filhos, quando chegou a Brasília, no início do primeiro mandato.

– Meu filho, ao se apresentar em um grande colégio de Brasília foi questionado, ele e os outros alunos, sobre qual era seu Estado de origem. Ao ouvirem meu filho dizer que era do Maranhão, as pessoas disseram: “Uma vaia para ele! Está devagar! Mais uma vaia!” Eu tive de levar o garoto – que hoje é um homem – de volta a São Luís, por causa do preconceito – relatou.

A história de Pedro fernandes – que já havia sido relatada ao titular do blog há alguns anos – foi lembrada pelo parlamentar durante pronunciamento em que ele criticou os ataques de paulsitas e sulistas aos nordestinos, após a vitória de Dilma Roussef (PT) no último domingo.

– Esta é uma atitude lamentável, principalmente porque é vinda de jovens que deveriam ser mais abertos e livres de qualquer preconceito – lamentou o deputado.

24

O apoio de Roseana e as vitórias do PT no Maranhão…

Roseana apoiou Dilma em 2010 - e a petista venceu no 1º e no 2º turno no MA

Até a década de 90, o presidente Luíz Inácio Lula da Silva e o PT viviam aprisionados no gueto do PDT maranhense, controlado por Jackson Lago – que tinha os petistas como linha auxiliar de seu projeto pessoal.

Até então, Lula nunca havia vencido uma eleição no Maranhão. Perdeu para Fernando Henrique Cardoso (PSDB) em 1994 e 1998, ambas no 1º Turno.

Em 2002, Roseana declarou apoio oficial a Lula, contra José Serra (PSDB), mesmo com o PT maranhense ainda gravitando em torno de Jackson Lago.

Resultado: Lula venceu de Serra nos dois turnos no Maranhão. Foram 40,55% no Primeiro Turno e 58,48% no segundo Turno.

Com Roseana em 2002 e 2006, Lula saiu vecnedor no estado

Em 2006, a aliança entre Roseana e Lula já estava consolidada – apenas o PT maranhense insistia em se manter no gueto pedetista.  Lula venceu Geraldo Alckimin (PSDB) no Maranhão. Foram 75,50% no Primeiro Turno e 84,63% no Segundo.

Desde então, Roseana se consolidou como líder do governo Lula no Congresso.

Em 2010. o PT finalmente entendeu o momento político e aliou-se a Roseana – mesmo com a turma sectária forçando a barra por outro caminho. A governadora coordenou a campanha de Dilma Rousseff no Maranhão e a petista venceu de Serra com mais de 70% no Primeiro Turno e mais de 79% no Segundo Turno.

PT maranhense chega ao poder com Roseana

Resumo da Ópera: apoiado pelos oposicionistas sem voto, Lula e o PT nunca haviam vencido eleição no Maranhão. Com o apoio de Roseana, venceu todas, desde então.

São fatos históricos, compovados pelos números disponíveis nos aquivos do TRE e do TSE.

Dá para contestar???

14

Ele nunca será presidente…

Nenhum brasileiro sonhou tanto com a pressidência da República quanto José Serra (PSDB).

Nem mesmo Lula, que só entrou na luta sindical levado pelos amigos – já adulto, quando despertou o interesse político. Nem Fernando Henrique Cardoso (PSDB), uma invenção de Itamar Franco (PPS) e do Plano Real.

Serra não! Serra, desde criança, sonhava com o poder.

Foi líder de classe, dirigiu grêmios estudantis e chegou à presidência da UNE. Tudo numa bem montada estratégia de trajetória e preparo para ser presidente do Brasil.

Mas nunca será!

José Serra é o que se pode se chamar de o homem certo na época errada. A despeito de todo o seu preparo técnico, ele perdeu o timming da história política, se perdeu no rancor e no ódio pelas sucessivas derrotas e entrou na briga sempre na hora errada.

Não há político no Brasil com tanto azar quanto José Serra, isso também é verdade.

Era impossível ganhar de Lula em 2002. Mesmo com o apoio de FHC, Serra foi derrotado pelo petista. E adquiriu ali o recalque e o ódio pelo Nordeste, que iria omprometer, a partir dali, sua trajetória presidencial.

Mesmo assim, fez tudo certo, apoiado, claro pelo Grande Capital e pela mídia-paulista-quatrocentona-falida-e-antinordestina. 

Enquanto usava a Prefitura de São Paulo e o governo paulista como trampolim – jogando Geraldo Alkimin (PSDB) como “boi-de-piranha” em uma eleição perdida, a de 2006 -usava também as insituições públicas e a imprensa para tirar os potenciais adversários do caminho para 2010.

Fez assim como José Dirceu, o preferido de Lula, e com Antonio Palocci, seu substituto natural.

Pronto! Estava pavimentada a estrada para a tão sonhada chegada à presidência em 2010.

Nem José Serra nem a mídia-paulista-quatrocentona-falida-e-antinordestina puderam imaginar, no entanto, que Lula fosse capaz de eleger um poste.

E eis que surge Dilma Rousseff, que o próprio Lula só conheceu há apenas oito anos – e que nunca havia disputado qualquer eleição.

Mas José Serra perdeu esta eleição presidencial para si mesmo. Na ambição de chegar ao poder, não conheceu limites – nem éticos, nem morais, nem políticos.

E em 2014, os tempos serão outros; os nomes também.

É o tipico caso daquele que tinha tudo para ser e nunca será.

Eis a história do fracasso de José Serra…

18

Os novos caminhos de Cuba e o fim da referência dos tolos esquerdóides…

Duas imagens do atraso em Cuba, e a mentirosa frase-propaganda, em contraste com a imagem da jovem resistente

Há muitos tolos no Maranhão que vêem a miserável Cuba como exemplo de sociedade para o mundo. Até livros escrevem sobre as supostas maravilhas da ilha de Fidel Castro.

Maravilhas que nem Fidel, o ditador que destruiu o país nos últimos 50 anos, consegue mais ver.

São sempre os mesmos: esquerdóides sem referências de família e sem respeito às regras da sociedade, párias pendurados em sindicatos e organizações não-governamentais sustentadas, curiosamente, pelo dinheiro dos capitalistas europeus.

Duas notícias dos últimos dias mostram que o governo cubano – agora sem a onipresença do ditador – caiu na real e já começa a fazer a transição para os sistema que realmente traz riqueza e prosperidade para as nações.

Primeiro foi o próprio Fidel Castro, ao admitir que o socialismo já não funciona mais em Cuba.

Ainda que, mais tarde, o velho tenha voltado atrás e tentado reformular a declaração., o estrago já estava feito na imagem do seu cruel regime.

Depois, a notícia de que o país vai demitir meio milhão de funcionários públicos. Isso mesmo: o país sustenta nada menos que 3 milhões de funcionários públicos; e admitiu que não tem mais condições de bancar a farra.

O socialismo nunca funcionou em nenhuma sociedade. Pseudo-intelectuais esquerdóides alegam que isso não aconteceu porque o regime foi implantado apenas em partes nos paísses que o experimentaram.

Ora, se nem consegue ser implantado integralmente é porque não funciona.

No Maranhão há tolos e espertalhões que defendem ditadores como Fidel, Chavez e outros. Os espertalhões o fazem para manter o charme em seus pequenos golpes – vigarices típicas do contrabando de xampu existente em Cuba.

Já os tolos, coitados, apenas infestam as universidades, que ainda conseguem mantê-los pendurados em cargos públicos, a maioria desnecessária.

Resta a estes tolos, agora, cerrar fileiras nos exércitos norte-coreanos, o último reduto dos esquerdóides…