17

Edivaldo ainda não disse se vai ou não ao debate da TV Guará..

Embora seus aliados já deem como certa a ausência do prefeito, ele precisa dizer oficialmente – e justificar a ausência – já que existe um convite da emissora ainda aguardando resposta

 

Sozinho é´fácil... Vai ou não via encarar?!?

Sozinho é´fácil… Vai ou não via encarar?!?

Apesar de ter desafiado o adversário Eduardo Braide (PMN) para o “debate cara a cara”, o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) dá cada vez mais sinais de que irá fugir, novamente, do debate da TV Guará, na noite desta quinta-feira, 20.

Para seus aliados, já está claro que o pedetista não vai estar no programa de hoje, uma vez que marcou compromisso eleitoral para o mesmo horário; e tem chamado apenas para o debate da TV Mirante, dia 28.

Saiba de quantos debates o prefeito já fugiu nesta campanha…

Mas o prefeito precisa dizer isso publicamente e justificar sua ausência ao eleitor.

Afinal, há um convite da emissora aguardando resposta; o documento foi protocolado oficialmente, tanto na prefeitura quanto no Comitê central de campanha.

E se pede resposta, o prefeito tem que dar a resposta.

É simples assim…

10

Edivaldo falta à Sabatina da TV Guará e jornalista vê desrespeito ao eleitor…

Jornalistas lamentaram a postura do prefeito e mostraram a cadeira vazia, o que tem costumeiramente acontecido na campanha; Eduardo Braide é o convidado da próxima segunda-feira

 

Imagem mostra a cadeira vazia do prefeito e os jornalistas, que viram desrespeito do prefeito ao eleitor

Imagem mostra a cadeira vazia do prefeito e os jornalistas, que viram desrespeito ao eleitor

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) faltou ontem a mais uma sabatina com jornalistas, desta vez na TV Guará.

A emissora aguardou a presença do candidato na sexta-feira, 14, ás 22hs, mas ele não apareceu e, segundo o jornalista Américo Azevedo, mediador do programa, sequer mandou justificativa. Veja o vídeo abaixo:

 

5

Denunciado por desvio de R$ 33 milhões, Holandinha foge de mais um debate…

No dia em que o ex-juiz Marlon Reis denunciou à Justiça Eleitoral esquema de compra de votos que pode resultar no afastamento do pedetista da campanha eleitoral, ele preferiu evitar mais um confronto com seus adversários

 

A cadeira vazia de Edivaldo Júnior ficou escondida atrás dos adversários...

A cadeira vazia de Edivaldo Júnior ficou escondida atrás dos adversários…

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) não compareceu ao debate promovido pela Comissão Justiça e Paz, na noite desta quarta-feira, 17, na Arquidiocese de São Luís.

Ele havia sido denunciado à tarde, na Justiça Eleitoral, pelo desvio de R$ 33 milhões da prefeitura para compra de apoios políticos e partidários e preferiu evitar ter que se explicar aos adversários.

Pouco preparado para o debate, o prefeito deve evitar este tipo de evento durante toda a campanha, assim como já ocorreu com a Sabatina do Partido Verde, no mês passado. (Relembre aqui)

...Que compareceram todos, em respeito à Arquidiocese e aos eleitores presentes

…Que compareceram todos, em respeito à Arquidiocese e aos eleitores presentes (As imagens são de Marcos Pinheiro)

A assessoria do prefeito justifica que pra participar de um programa assim – mesmo apenas com jornalistas – ele necessita de toda uma negociação preliminar sobre perguntas e respostas.

Os demais candidatos foram à sede da Arquidiocese, e falaram, em respeito aos presentes, de suas propostas e projetos.

E a cadeira vazia de Holandinha foi retirada do recinto…

4

Pegou mal…

As cadeiras vazias de Bira do Pindaré e Edivaldo Jr.

As cadeiras vazias de Bira do Pindaré e Edivaldo Jr.

Pegou muito mal para o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), e para o deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) – ambos pré-candidatos dos seus respectivos partidos na corrida eleitoral da capital – a ausência de ambos à sabatina organizada pelo Partido Verde com todos os pré-candidatos a prefeito da cidade.

O evento ocorreu ontem, no auditório Neiva Moreira, do Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Participaram os pré-candidatos Fábio Câmara (PMDB), Wellington do Curso (PP), Rose Sales (PMB), Eliziane Gama (PPS), Eduardo Braide (PMN) e João Bentivi (PHS). Zeluís Lago (PPL) não compareceu, mas justificou. Quem simplesmente decidiu não aparecer foram os dois mais ligados ao Palácio dos Leões.

Pior para eles, que, além de perder a oportunidade de participar do mais amplo debate pré-eleitoral da capital neste ano, ainda ficaram com a imagem arranhada perante a opinião pública.

Principalmente nas redes sociais, Edivaldo e Bira foram alvo de um saraivada de críticas pela postura considerada covarde, embora aliados tenham tentado minimizar a questão, citando suposta “arapuca” armada para os aliados do governador Flávio Dino (PCdoB).

Não colou.

As perguntas da sabatina foram todas encaminhadas aos convidados dois dias antes. E o mediador foi o presidente municipal do PV em São Luís, deputado Adriano Sarney, que não será candidato a nada e que ainda não definiu, junto com o partido, que rumo tomará nestas eleições.

Mas já pode ter definido qual não tomar…

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão, com ilustração do blog