10

O exemplo da Bahia…

Os militares em greve na Assembléia Maranhense

O governador da Bahia, o presidente da Assembleia da Bahia, e as autoridades judiciais da Bahia fizeram o que as autoridades do Maranhão deveriam ter feito no caso da greve dos policiais militares.

– Não negocio com bandidos! – afirmou o governador Jaques Vagner (PT), desde o início do movimento.

Como “bandidos” ele se referia não aos PMs bahianos, mas a criminosos como Marcos Prisco, que vivem de espalhar o terror país a fora, insuflando tropas para obter dividendos.

O bandido Prisco: sempre em campanha

Ao sufocar o movimento grevista, a Bahia quebrou um paradigma que vinha sendo implantado Brasil a fora. Coisa que o Maranhão deveria ter feito quando teve a oportunidade.

E fica o exemplo também para políticos oportunistas, como Bira do Pindaré (PT), Marcelo Tavares (PSB), Domingos Dutra (PT), que, mais uma vez, se aproveitaram do movimento maranhense para tirar dividendos políticos.

Por que também vivem disso.

Nenhum piu deram, no entanto, com relação à postura do governador da Bahia.

Por que, claro, são oportunistas, apenas…