0

Zé Inácio cobra do BB reabertura de agência em Santa Helena e outros municípios

O deputado Zé Inácio usou a tribuna da Assembleia, nesta terça-feira (09), para cobrar do Banco do Brasil a reabertura das agências das cidades de Santa Helena e Itinga.

Após assalto ocorrido no dia 04 de setembro deste ano à agência do Banco do Brasil de Santa Helena segue com seu funcionamento suspenso. O que tem ocasionado transtornos a aposentados, funcionários públicos e clientes em geral, pois precisam se deslocar mais de 40 km ate a cidade de pinheiro para fazer uso dos serviços da instituição bancária.

Em agosto a agência de Santa Luzia também foi alvo da ação de criminosos e desde então segue com os serviços limitados, já em Itinga do Maranhão o funcionamento da agência do Banco do Brasil está suspenso desde 2017.

“Nós temos vivenciado, no Maranhão, situações em que os municípios ficam sem agências bancárias, as agências bancárias fechadas, por mais de meses, alguns casos, por mais de anos, ou mais de dois anos. Como é o caso da agência do Banco do Brasil, no Município de Itinga. No Município de Santa Helena, a população, de modo geral, assim como em específico, aposentados, funcionários públicos, não estão tendo oportunidade de fazer as suas transações comerciais, depósitos, saques, e o mais grave, os comerciantes têm que se deslocar a Pinheiro, percorrendo um deslocamento de mais de 40 quilômetros para fazer as suas transações bancárias, honrar seus compromissos com seus credores, para manter o comércio de Santa Helena funcionando. Aqueles que não se dirigem a Pinheiro, por medo de assalto no decorrer do trajeto, têm guardado as suas economias em casa, porque não tem saída, não tem a opção de fazer o depósito na agência do Banco do Brasil.”, disse.

O parlamentar pediu o apoio dos colegas para que possam se unir e cobrar das instituições financeiras, em específico o Banco do Brasil, a retomadas das atividades bancárias de forma regular, garantindo a economia dos municípios.

“Eu acho que é um desrespeito aos aposentados, aos funcionários públicos, à população de um modo geral, ao pequeno e médio produtor, aos comerciantes, aos empresários dessas cidades, como de Santa Helena, em que os bancos não têm o mínimo de respeito para ter agilidade para essas instituições voltarem a funcionar.” disse.

O parlamentar também destacou o fato dos bancos usarem o problema da segurança pública para implementarem sua política de contenção de gastos. “Os bancos, sobretudo o Banco do Brasil, usa o argumento da segurança pública para colocar em prática uma política de fechamento de agência. E nós vimos isso muito claramente nos anos de 2017, 2018 e atualmente com a política do Governo Federal. Porque eles entendem que tem que fazer um enxugamento, uma redução das agências, o que reflete em uma redução do quadro de funcionário, em demissões. Então, dada a política implementada pelo Banco do Brasil, que se associa ao argumento da falta de segurança para fechar as agências, a desculpa passa a ser por conta dos assaltos e falta de condições do banco em manter a agência funcionando”.

Zé Inácio propôs que seja criada uma comissão, composta por parlamentares, para discutir esse tema com o Banco do Brasil e demais instituições financeiras que atuam no Estado.

“Eu quero sugerir que possamos fazer uma Comissão de Deputados para tratar esse tema com a Secretaria de Segurança do Estado, mas, sobretudo, pedir audiência à Superintendência das Instituições Financeiras, como Caixa Econômica e principalmente do Banco do Brasil, para que nós, deputados que estamos representando o povo do Maranhão, possamos ir às Superintendência e discutir um meio de sanar esse problema.”, disse.

E finalizou reforçando a necessidade de que seja feita a comissão para rechaçar com veemência o fechamento das agências do Banco do Brasil no estado do Maranhão.

 

0

Ivaldo Rodrigues articula apoio do BB a feirantes da Liberdade

Secretário Municipal de Abastecimento reuniu-se com dirigentes do banco para discutir ações de financiamento e crédito aos permissionários do mercado do bairro

 

O secretário municipal de Abastecimento, Ivaldo Rodrigues, reuniu-se com diretores do banco do Brasil, na última sexta-feira, 5, para discutir ações de apoio aos feirantes do Mercado da Liberdade.

O objetivo é apoiar os permissionários na busca por financiamentos e linhas de crédito que fomente a atividade.

– A atividade será estendida a todos os Mercados Públicos Municipais, disponibilizando meios de pagamentos alternativos para os permissionários, como máquinas de cartão, abertura de conta, e ainda opções de microcrédito e financiamento – explicou o secretário.

As ações do Banco do Brasil com os feirantes serão imediatas…

0

BB garante a Aluisio Mendes a reabertura de agência em Zé Doca…

A agência do Banco do Brasil da cidade de Zé Doca, que estava sem funcionar desde o dia 4 de janeiro após ser explodida por assaltantes, terá atendimento reestabelecido em resposta ao deputado Aluisio Mendes, que encaminhou ofícios à superintendência do banco e fez pronunciamento na tribuna da Câmara Federal cobrando providências.

Em defesa da população, Aluisio Mendes relatou à direção do BB que o município de Zé Doca está localizado em uma região de alto potencial econômico, e que os habitantes de cerca de 20 municípios dependem da agência para o processamento da folha de pagamentos dos servidores públicos, dos benefícios previdenciários e outros serviços bancários.

No ofício enviado ao deputado, a gerente de Relações Institucionais do Banco do Brasil, Hélen Cássia Nunes e Silva, relatou que a agência do BB em Zé Doca tem sido alvo de várias ações criminosas, sendo que o ataque com explosivos em janeiro causou graves danos estruturais, perdas financeiras e a suspensão do atendimento.

A gerente informou ainda que uma análise técnica resultou na viabilidade da manutenção da agência de Zé Doca e que o processo de recomposição já está em andamento. Mas o Banco do Brasil precisa cumprir requisitos e prazos legais para contratar os projetos arquitetônicos e de engenharia.

“Cumprimos nosso papel no momento em que percebemos as necessidades da população e cobramos providências. Fico tranquilo recebendo do Banco do Brasila garantia de que a agência de Zé Doca será reaberta à população”, finalizou Aluisio Mendes.

0

Luciano Genésio articula ampliação da oferta de caixas do BB em Pinheiro…

Prefeito recebeu a visita de representantes do banco e discutiu com eles formas e ampliação do número de terminais eletrônicos na cidade

 

Luciano com os representantes do BB de Pinheiro

O prefeito Luciano Genésio (Avante) apresentou uma série de demandas à gerência regional do Banco do Brasil em Pinheiro.

Ele conversou sobre a possibilidade de aumentar o número de caixas eletrônicos na cidade para tentar sanar a problemática da falta de dinheiro nos fins de semana e feriados; o Shopping Cidadão é um dos locais que o prefeito defendeu para instalação de novos terminais de “cash”.

As demandas foram discutidas durante visita do gerente geral da instituição financeira em Pinheiro, Valério Félix Belém, além do gerente de Pessoa Jurídica, Walter Cunha.

Além a oferta de caixas eletrônicos, Genésio cobrou prioridade nas agências para beneficiários do INSS, inclusive com antecipação do atendimento ao público.

A conversa com os representantes do BB se deu no gabinete do prefeito…

0

Juscelino consegue cobertura integral da agência do BB em Lima Campos…

Juscelino Rezende com o prefeito e representantes do Banco do Brasil, em Brasília

O deputado federal maranhense Juscelino Filho (DEM) comemorou a reabertura da agência do banco no município de Lima Campos, em reunião na superintendência do Banco do Brasil, em Brasília, na tarde desta terça-feira, 17.

Na reunião, com o prefeito do município, Jailson Fausto, o gerente-geral de unidade de canais, Neirim Goulart Duarte, e o gerente executivo de relações institucionais, Fernando Conde, a reabertura foi garantida.

“Após intervenção nossa em reunião com a direção do Banco do Brasil em Brasília, o prefeito Jailson Fausto foi chamado na superintendência para tratar o assunto e tivemos a garantia da reabertura integral da agência, com retomada de movimentação também em dinheiro. A agência foi toda reformada, depois de um sinistro que houve, e por decisão do comitê de risco do banco, ela estava funcionando apenas como posto de atendimento. Estou muito feliz em ter conseguido solucionar essa demanda tão importante para população daquele município”, ressaltou o parlamentar.

De acordo com o prefeito Jailson, a agência estará em pleno funcionamento  na primeira quinzena de novembro.

0

Júnior Verde busca reabertura das agências do Banco do Brasil no interior…

Verde com os representantes do Banco do Brasil

Durante discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, na quarta-feira, 29, o deputado estadual Júnior Verde (PRB) destacou a reunião que teve na Superintendência do Banco do Brasil no início da semana, para solicitar a reabertura das agências que foram fechadas em diversos municípios do interior do Estado.

A reunião contou com a presença dos assessores responsáveis pelas agências do interior, Dr. Ricardo e Dra. Conceição; a liderança política Leo Fontes; o vereador de Lima Campos Hebel Cavalcante; e do empresário Natinho.

Nos últimos meses, mais de 18 agências foram fechadas no Maranhão, muitas por conta da onde de assaltos. Um dos municípios foi o de Lima Campos.

– Fomos lá com a missão de devolver ao município de Lima Campos a agência do Banco do Brasil. Hoje, ela é apenas um posto de atendimento. Inconcebível, porque nós precisamos do funcionamento pleno daquela agência. Precisamos que ela movimente dinheiro, o que não está acontecendo. Levamos a demanda legítima do povo de Lima Campos, como também aproveitamos o ensejo para defender os 18 municípios – esclareceu Júnior Verde.

Como presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia, o parlamentar levará ao secretário de Segurança Pública do Estado, Jefferson Portela, a reivindicação para que fortaleça o policiamento nessas regiões.

– E que assim, possamos devolver a tranquilidade e fazer com que o Banco do Brasil retorne as atividades nessas agências – completou.

1

Câmara Federal vai discutir fechamento de agências do Banco do Brasil…

Hildo Rocha promoverá debate sobre Banco do Brasil

A Comissão de Finanças e Tributação (CFT), da Câmara Federal, fará audiência pública para discutir o fechamento de agências do Banco do Brasil em vários municípios do país.

De acordo com o autor da proposta, deputado Hildo Rocha (PMDB), a população precisa de explicações acerca da decisão anunciada pela diretoria da instituição.

“A função social do Banco do Brasil não está sendo cumprida. É importante lembrar que essa instituição bancaria deve cumprir uma nobre missão social. Mas quando as ações passam a levar em consideração apenas o viés econômico essa nobre função deixa de ser cumprida. Por essa razão, apresentei requerimento de audiência pública. Assim, breve nós iremos debater, na Câmara Federal, com o presidente da instituição para que ele explique o fechamento de agências num momento tão crítico que o Brasil vive”, justificou o deputado.

O BB ameaça fechar várias agências também no Maranhão, incluindo a capital, São Luís…

3

Zé Inácio questiona argumentos do BB para fechar agências…

O deputado Zé Inácio (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para questionar os argumentos usados pelo Banco do Brasil como justificativa para fechar agências me todo o país – inclusive no Maranhão.

 – Dizem que o fechamento dessas agências reduz as despesas administrativas representando uma economia de R$ 750 milhões. Mas no primeiro semestre de 2016 o Banco do Brasil obteve um lucro de R$ 4,8 bilhões. Ou seja, o Banco do Brasil está muito longe de dar qualquer tipo de prejuízo – afirmou Zé Inácio.

De acordo com comunicado do BB, 13 agências no Maranhão serão fechadas ou transformadas em postos de atendimento, levando á aposentadoria de 248 funcionários.

Agências do Banco do Brasil serão fechadas

Agências do Banco do Brasil serão fechadas

Serão fechadas as agências do Anjo da Guarda, Deodoro e Hospital Materno Infantil, em São Luís, além de uma em Açailândia e uma em Imperatriz.

– O que está sendo anunciado para acontecer com o Banco do Brasil não está acontecendo por acaso. Isso é fruto do golpe que foi dado neste país e que as forças e lideranças políticas conservadoras do país, estão no alinhamento de retomar a política neoliberal que está sendo executada pelo governo Temer – acredita o parlamentar petista.

0

Eduardo Braide também atua pela permanência do BB na área Itaqui-Bacanga…

Braide com representantes da área Itaqui-Bancaga e o diretores do BB: em defesa da comunidade

Braide com representantes da área Itaqui-Bancaga e o diretores do BB: em defesa da comunidade

O deputado estadual Eduardo Braide esteve na superintendência do Banco do Brasil, semana passada, para defender a permanência da agência bancária da instituição na área Itaqui-Bacanga.

Na conversa com Ingo Kobarg Júnior, Braide esteve acompanhado de representantes da comunidade.

– Fiz essa defesa também na tribuna da Assembleia. A proposta, segundo o superintendente, será encaminhada à direção nacional do banco – declarou o parlamentar.

Na avaliação de Braide, a área Itaqui-Bacanga é uma das mais importantes de São Luís, razão pela qual não pode ficar sem a agência de um banco público, como o BB.

O deputado demonstrou otimismo com o pleito…

2

Edilázio sugere audiência com superintendência do BB por reativação de agência em Barreirinhas…

Edilázio Júnior, deputado

Edilázio Júnior, deputado

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) sugeriu na sessão de hoje, audiência pública com a presença a Superintendência do Banco do Brasil, na Assembleia Legislativa, para cobrar da instituição financeira a reativação da agência do banco no município de Barreirinhas.

O parlamentar lembrou que desde o ataque criminoso que resultou na explosão da agência, no mês de agosto, as atividades de atendimento a correntistas foi desativado pela gerência do banco.

Ele lembrou que Barreirinhas é a cidade com o maior potencial turístico e que apresenta o maior fluxo anual de visitantes no Maranhão e falou dos prejuízos acumulados paro município e Estado.

“Não estamos falando apenas dos turistas, mas de assalariados, aposentados e pensionistas que todo mês têm de gastar R$ 40,00 de táxi para ir até o município de Tutóia sacar o recurso, que na maioria das vezes já pouco”, afirmou.

Ele disse que o mercado turístico também acaba atingido pelo problema, uma vez que parte das atividades e passeios promovidos por pequenos empreendedores, não oferece ao turista a opção de pagamento por meio de cartão de crédito.

“O turista que chegam àquela cidade, principalmente de maior poder aquisitivo, e precisam pagar os seus passeios de voadeira para ir até Caburé, até o Mandacarú, só podem pagar em espécie. Mas eles não têm onde sacar o dinheiro e ficam surpresos com a situação de uma cidade vitrine do turismo no país. O município está perdendo com isso”, finalizou.