5

Primeira etapa da pavimentação da BR-226 deverá ser concluída em junho, destaca Hildo Rocha

Deputados federais que integram a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara (CFFC) realizaram, neste fim de semana, visita técnica às obras de pavimentação do trecho de 100 km, da BR-226, localizado entre Timon e Presidente Dutra. De acordo com o deputado Hildo Rocha (MDB/MA), a vistoria foi motivada por insistentes reclamações feitas por lideranças de Barra do Corda; São Domingos, Governador Luís Rocha, Tuntum, Fernando Falcão; Jenipapo dos Vieiras. 

“Recebemos muitas reclamações sobre a lentidão da obra. Por isso, apresentei requerimento para realizar essa visita técnica com a finalidade de verificarmos qual é o motivo da lentidão da obra, porque não falta dinheiro, tem emenda impositiva da bancada maranhense, nós conseguimos os recursos, então não tem motivos para a demora”, destacou Hildo Rocha.

Prazos para conclusão da obra

O deputado explicou que será elaborado um relatório no qual irão constar as impressões, recomendações e encaminhamentos solicitados pela Comissão. “Entre os encaminhamentos está a definição de prazos para a conclusão da obra. O primeiro trecho, de 25 Km entre o povoado Baú e o Km 100, deverá ser concluído até o dia 26 de junho.

O prazo final para a conclusão total dos 100 km é 31 de dezembro deste ano.

Comitiva

Além do deputado Hildo Rocha, autor do requerimento para a vistoria, também participaram da visita os deputados federais Julião Amin (PDT), membro da comissão de fiscalização e controle; Rubens Pereira Júnior (PCdoB); o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT); os representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Sebastião Luna e Glauco Henrique Silva, membros da diretoria do órgão; o representante da empresa Hytec Construções, Daniel Vasconcelos e vereadores da cidade de Timon.

1

Rafael Leitoa vistoria obra da BR 226 e constata lentidão…

A obra de asfaltamento da BR 226 pode ser confundida com uma novela de atores e situações de muito mau gosto. De um lado, a Hytec, a vilã que não cumpre o que é obrigada via contrato e com o que acorda em reuniões; do outro, o poder público estadual que cobra e vê a morosidade prejudicar a população da região e, por fim, o povo, como um espectador impaciente e necessitado de um final feliz na obra.

Ciente desses impasses, prejudicado como morador da região e como cidadão que também utiliza a BR 226, o deputado Rafael Leitoa tem sido incansável na cobrança e busca de um final feliz para conclusão da obra, pondo fim nessa morosidade da Hytec. E na tarde deste sábado, 6, o deputado Rafael acompanhou o governador em exercício, Carlos Brandão, o secretário Marcelo Tavares, a prefeita Da Luz, de Gov. Eugênio Barros, na fiscalização da obra.

Segundo Rafael Leitoa, em reunião ocorrida em agosto de 2017, com Carlos Brandão, o superintendente do DNIT no Maranhão, Gerardo de Freitas Fernandes, representantes da Hytec, prefeitos e moradores da região, ficou acordado que a empresa iniciaria em setembro do ano passado o trabalho de asfaltamento. 

“Estamos mais uma vez fiscalizando e percebemos que dos 25 km acordados na reunião do ano passado, para serem terminados ainda em 2017, só existem 2 quilômetros na verdade. Entraremos agora em contato com o DNIT para mais uma vez cobrar da empresa que seja cumprido o contrato e esta obra tão sonhada seja finalmente concluída”, finalizou Rafael Leitoa.

3

Por iniciativa de Hildo Rocha, obra da BR-226 será fiscalizada pela Câmara Federal…

Hildo Rocha na Câmara Federal

Integrantes da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal, irão realizar visita técnica (fiscalização) da BR-226. A vistoria foi proposta pelo deputado federal Hildo Rocha, por meio de requerimento aprovado na reunião do colegiado, na quarta-feira, 22.

“Temos recebido inúmeras reclamações, especialmente de usuários do trecho que vai de Presidente Dutra até a cidade de Timon”, explicou o parlamentar.

De quem é a responsabilidade?

De acordo com Hildo Rocha, é preciso esclarecer os motivos da lentidão.

“Nós, deputados federais e senadores, conseguimos os recursos orçamentários para a realização da obra, mas, percebe-se que realmente está num ritmo muito lento. Em virtude disso, apresentei requerimento para que possamos fazer visita técnica, ou seja uma fiscalização oficial da Câmara Federal, nas obras dessa rodovia para saber se o problema é da construtora ou é por inoperância do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit)”, declarou o deputado.

Segundo Hildo Rocha, há rumores de que construtora não tem condições de tocar a obra.

“Caso isso se confirme, vamos ter que chamar a segunda colocada. A visita técnica servirá para que possamos descobrir, enfim, onde está o gargalo que emperra a conclusão da obra”, asseverou o parlamentar.