0

César Pires defende uso de recursos de Fundo na assistência a pacientes com câncer

O repasse de recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer para o Hospital Aldenora Bello voltou a ser cobrado pelo deputado César Pires, em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (14).

“Enquanto o governo fica inventando justificativas para não liberar os recursos do Fundo, tem pessoas morrendo por falta de tratamento, por falta de ação, por falta de humanidade do Governo do Estado. O único projeto que a eles interessa agora é eleger o governador presidente da República, mesmo que seja com a dor de tantos maranhenses”, enfatizou Pires.

Ao tratar novamente da situação do Hospital Aldenora Bello, que suspendeu parte do atendimento aos pacientes com câncer por falta de recursos, César Pires mostrou da tribuna artigo publicado no Jornal Pequeno, em abril de 2018, em que o secretário estadual de Saúde anunciava que iria apresentar a experiência exitosa do Fundo Estadual de Combate ao Câncer, ao mesmo tempo em que revelava que havia participado da elaboração da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que criou o fundo.

No artigo, Carlos Lula declarou que “foi aprovada, em agosto de 2017, a Lei Complementar 191, corrigindo as imprecisões da lei anterior. Isso permitiu que a partir de 2018 o Fundo efetivamente tivesse receitas para executar no combate ao câncer”. E ele acrescentou: “Esperamos que, ao compartilhar soluções criativas, como Fundo Estadual de Combate ao Câncer – que agora vigora em nosso estado – possamos servir de inspiração para novas fontes de financiamento dos sistemas de saúde em outras localidades do mundo”.

“Nesse artigo, o próprio secretário disse que, como consultor da Assembleia, ajudou a redigir a PEC e depois a corrigir o que elas chamam de incorreções, para que, a partir de 2018, o Fundo efetivamente tivesse receita para executar o combate a câncer. Como é que agora eles alegam que não podem repassar recursos ao Aldenora Bello? Onde estão os recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer, que só no primeiro mês recebeu R$ 650 mil, segundo informou o próprio Carlos Lula?”, questionou César Pires.

Para o deputado, é desumano  apontarem ilegalidades no Fundo que, ano passado, o secretário apresentou na Dinamarca como uma grande iniciativa.

“O deputado Eduardo Braide, autor do Fundo, é de oposição, mas a necessidade é do povo do Maranhão, é dos que necessitam, que não têm condições de fazer tratamento de câncer. O governo não pode agir com ódio de seus opositores e deixar de repassar os recursos ao Fundo Estadual de Combate ao Câncer. É preciso deixar as divergências políticas de lado e cuidar das pessoas”, finalizou ele.

0

César Pires cobra repasse de recursos estaduais ao Hospital Aldenora Bello

A crise financeira que ameaça o funcionamento do Hospital Aldenora Bello, que presta assistência aos pacientes oncológicos em São Luís, foi motivo de discurso do deputado César Pires na sessão desta terça-feira na Assembleia Legislativa. 

“Não é falta de recurso orçamentário. Falta compromisso do Governo do Estado com o povo do Maranhão, quando não libera os recursos necessários para o Aldenora Bello”, enfatizou.

Ao destacar a importância do hospital e as dificuldades por ele enfrentadas, César Pires lembrou que o Fundo Estadual de Combate ao Câncer no Maranhão deveria ter recebido ano passado R$ 7 milhões, mas ao longo do exercício de 2018 somente R$ 2.989.938,00 milhões foram repassados para o atendimento oncológico no estado. Com quase R$ 4 milhões em débito, o hospital funcionou, ainda que precariamente. Mas este ano, dos R$ 7 milhões previstos, só foram gastos, até hoje, R$ 183.780,40.

“Nós não tivemos a capacidade de cobrar o cumprimento do orçamento estadual aprovado por unanimidade nesta Casa. Faltam até insumos para tratamentos em quimioterapia, mas não foi por falta de iniciativa desta Casa. Eu por exemplo, só este ano destinei R$ 1 milhão em emenda, conforme publicado no Diário Oficial do dia 31 de dezembro de 2018.”

César Pires concluiu cobrando o cumprimento do Orçamento do Estado aprovado pela Assembleia Legislativa, incluindo as emendas parlamentares para a área da saúde.

“É uma questão de compromisso com os enfermos, principalmente com os que têm câncer aqui no Maranhão”, finalizou.

2

Neto Evangelista destina emenda para equipamento no Hospital Aldenora Bello..

Parlamentar visitou as instalações da instituição e garantiu recursos da ordem de R$ 300 mil para investimento no tratamento do câncer

 

Neto Evangelista e a esposa em visita ao hospital Aldenora Bello

O deputado estadual Neto Evangelista (DEM) visitou, na quinta-feira (6), o Hospital Aldenora Bello, referência no tratamento de câncer no Maranhão, com o objetivo de identificar as principais necessidades e destinar emenda no valor de R$ 300 mil para a aquisição de equipamentos.

 O democrata foi recebido pelo vice-presidente da Fundação Antonio Dino, Antônio Dino Tavares, e pelo diretor do Hospital de Câncer, José Generoso da Silva. Eles visitaram vários ambientes da instituição, entre eles, o Laboratório de Patologia, a Brinquedoteca, além dos setores de internação, quimioterapia e radioterapia (que está sendo ampliado para duplicar sua capacidade de atendimento).

“O Hospital Aldenora Bello desenvolve um trabalho admirável no tratamento do câncer. Quero parabenizar a direção da instituição e toda equipe pela dedicação diária no sentido de conseguir manter o hospital e garantir atendimento à população mais carente”, disse Neto Evangelista.

 Atualmente, o hospital faz cerca de 30 mil atendimentos por mês, uma média de 600 internações, 2 mil quimioterapias e atendimento de radioterapia em 220 pacientes.

 O vice-presidente da Fundação Antônio Dino agradeceu e disse que a contribuição dará um salto qualitativo aos pacientes.

“É sempre bom contar com parceiros que estejam dispostos a ajudar, reconhecendo a seriedade do nosso trabalho”, finalizou.

0

Roberto Rocha anuncia cura do filho…

Paulo Rocha, o Paulinho, foi diagnosticado com câncer em um dos rins durante a campanha eleitoral, o que praticamente inviabilizou a presença do senador na disputa

 

O senador Roberto Rocha (PSDB) anunciou nesta quarta-feira, 28, em seus perfis de rede social, a cura do câncer do seu filho, Paulo Rocha, que vinha sendo submetido a tratamento desde meados deste ano.

Paulinho, como é conhecido, descobriu a doença em um dos rins, e teve que passar por difícil tratamento, o que praticamente tirou Roberto Rocha da disputa pelo Governo do Estado.

– Ele está de volta, curado, e pode cumprir a missão maravilhosa de ser pai pela primeira vez – comemorou o senador tucano.

A notícia oi dada a Roberto exatamente no Dia Nacional de Combate ao Câncer…

1

As duas batalhas de Edivaldo Holanda…

Ao mesmo tempo em que buscará os votos para a reeleição, deputado estadual continuará o tratamento que faz contra um câncer descoberto há pouco mais um ano; e quer vencer nas duas frentes

 

Edivaldo na semana passada, com Pedro Lucas Pereirinha: fechamento de alianças antes da viagem de saúde

O deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC) é um obstinado.

Histórica liderança política maranhense, ele preparou o filho para ser liderança no estado, e o fez chegar à Prefeitura de São Luís, posto que também sonhou chegar anos atrás.

E com a mesma obstinação com a qual fez de Edivaldo Júnior (PDT) o chefe do Executivo na capital, Holanda-pai construiu a sua própria volta à Assembleia Legislativa.

E em 2018, o parlamentar terá uma guerra adicional a travar, além da busca aos votos: ele está se submetendo, há pouco mais de um ano, a um difícil tratamento de um câncer.

Neste período de pré-campanha, por exemplo, ele dividiu as reuniões de lideranças de suas bases com as viagens para sessões de quimioterapia.

E esta será a rotina de Holandão durante toda a campanha, dividindo a caça aos votos com as sessões de tratamento da doença.

São duas difíceis batalhas a serem travadas;.

Mas o obstinado Edivaldo Holanda garante que vencerá as duas…

1

Othelino dá exemplo de correção em meio às especulações na Assembleia…

Em respeito ao presidente da Casa, Humberto Coutinho, vice-presidente proíbe o uso do seu nome em qualquer debate sobre possível sucessão, assunto que tem movimentado outros parlamentares

 

Leal a Humberto, Othelino pede respeito à família Coutinho

O deputado Othelino Neto (PCdoB) deu um exemplo de correção ética e postura solidária, ao proibir a inclusão do seu nome em qualquer especulação sobre a sucessão do presidente Humberto Coutinho (PDT) na Assembleia Legislativa.

Neto é vice-presidente da Casa e se espantou diante de especulações em torno de uma possível renúncia de Humberto, em recuperação de um câncer.

 

Para o comunista, o delicado estado de saúde do pedetista deve ser isto com respeito e solidariedade, e não com oportunismo.

No início da semana, a família e Coutinho pediu que fossem reduzidas as visitas ao presidente e pediu orações pela recuperação do parlamentar.

E oração não rima com especulação…

1

Câmara Federal homenageia Fundação Antonio Jorge Dino…

A Câmara dos deputados realizará segunda-feira (14) Sessão Solene em homenagem ao aniversário de 40 anos da Fundação Antonio Dino, instituição mantenedora do Hospital Aldenora Belo, único hospital de São Luis especializado no tratamento do câncer.

A iniciativa é do deputo federal Hildo Rocha (PMDB). 

A Fundação Antonio Dino recebe o nome de um dos médicos que iniciou o combate ao câncer no Maranhão à frente do Hospital do Câncer Aldenora Bello durante quase 12 anos. Tudo começou pelo hospital em 1964 com uma sala de Raio-X e uma sala de voluntárias coordenada por Antonio Dino e Enide Dino, sua esposa, que assumiram a Liga Maranhense e a Rede Feminina de Combate ao Câncer, respectivamente.

A primeira grande cirurgia de câncer no estado foi realizada no Hospital pelos médicos Antonio Augusto Fernandes Ribeiro e Antonio do Espírito Santo Monteiro Neto, no dia 23 de maio de 1978 para tratamento de um câncer de mama.

A Dra. Célia Jorge Dino Cossetti, então acadêmica de medicina e futura diretora do Hospital e Presidente da Fundação, foi a instrumentadora desta cirurgia.

Em 1985, através de grande pleito feito por Enide Dino, o então presidente da República José Sarney concordou em construir e equipar o Hospital do Câncer.

O novo Hospital “Aldenora Bello” foi inaugurado em 9 de abril de 1989.

Em 1996, o Hospital foi renomeado Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello (IMOAB) como forma a referir-se ao seu foco de atuação em seu nome, facilitando a comunicação da atividades às entidades nacionais e internacionais.

2

Wellington apresenta propostas em defesa das pessoas com câncer…

wrDurante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde desta segunda-feira (15), o deputado estadual Wellington do Curso (PPS), destacou o Dia Internacional da Luta contra o Câncer Infantil, comemorado hoje.

Na ocasião, o parlamentar também cobrou ações do poder público que garantam o acesso à saúde.

Ao se pronunciar, Wellington ressaltou, ainda, proposições de sua autoria que solicitam ao Executivo que adote medidas, a fim de implantar o Programa Fila Zero para a realização de exames de radioterapia, ressonância magnética e tratamento de quimioterapia, no âmbito estadual. O deputado apresentou, também, anteprojeto que concede ao servidor público estadual o direito à folga remunerada para fins de realização de exames oncológicos preventivos.

Para o deputado Wellington, faz-se necessário fomentar as ações em defesa das pessoas com câncer, enfatizando direitos como a saúde e princípios como a dignidade humana.

O dia de hoje é considerado o dia internacional da luta contra o câncer infantil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, todos os anos, cerca de 11 mil crianças e adolescentes de 1 a 19 anos são diagnosticados com câncer no Brasil. Infelizmente, o câncer tornou-se algo presente em nossa sociedade. Por sabermos disso e compreendermos os desafios enfrentados pelas pessoas com câncer, apresentamos, mais uma vez, propostas que fazem jus ao cumprimento do direito à saúde. Solicitamos, dessa vez, a concessão de folga remunerada ao servidor público estadual para fins de realização de exames oncológicos preventivos. Além da prevenção, sabemos que é necessário enfatizar a relevância do tratamento. Por isso, solicitamos, ainda, a implantação do Programa Fila Zero para realização de exames de radioterapia, ressonância magnética e tratamento de quimioterapia, no âmbito estadual. A doença, por si só, já causa imensurável tristeza às famílias, no entanto, dor maior que a própria doença é ser negligenciado e ver seu parente em uma fila esperando pela expectativa de vida”, lamentou o deputado.

Além das propostas de anteprojeto, Wellington também destacou o projeto de lei, de sua autoria, que institui o Estatuto da Pessoa com Câncer e que ainda aguarda o parecer da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa.

Entenda as proposições:

➡️FOLGA REMUNERADA AO SERVIDOR PÚBLICO PARA FINS DE REALIZAÇÃO DE EXAMES ONCOLÓGICOS PREVENTIVOS:

Por não ser de competência do Legislativo, tal proposição foi encaminhada, na forma de anteprojeto, ao Governador do Estado, solicitando que conceda tal garantia aos servidores públicos do Maranhão.

➡️ESTATUTO DA PESSOA COM CÂNCER:

O principal objetivo do Estatuto é reunir e estabelecer as diretrizes, normas e critérios básicos para assegurar, promover, proteger e resguardar o exercício pleno e em condições de igualdade de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais pelas pessoas com câncer, visando sua inclusão social e cidadania participativa plena e efetiva.

O Estatuto prevê alguns “benefícios” para as pessoas com câncer, dentre eles a preferência no atendimento, direito ao atendimento especial em unidades de saúde e, ainda, o direito ao transporte da pessoa com câncer, comprovadamente carente, no sistema de transporte público coletivo intermunicipal por meio do passe livre, concedido e utilizado de acordo com condições descritas.

➡PROGRAMA FILA ZERO:

O projeto consiste na obrigatoriedade dos hospitais públicos estaduais e dos conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS) em priorizar o atendimento aos pacientes que necessitem dos exames de radioterapia, ressonância magnética e tratamento de quimioterapia, no prazo máximo de 72 horas.

0

Wellington tem projetos em defesa de portadores de câncer….

we

Na manhã desta terça-feira (4), o deputado  Wellington do Curso (PPS) apresentou  projetos em defesa das pessoas com câncer no Maranhão. O parlamentar apresentou o Estatuto da Pessoa com Câncer e o Projeto “Fila Zero”, de sua autoria, que institui prioridade no atendimento aos pacientes que necessitem de exames de radioterapia, ressonância magnética e tratamento de quimioterapia nos hospitais públicos estaduais e dos conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS), no Maranhão.

Sempre em defesa dos direitos das minorias, o parlamentar ressaltou a importância dos projetos apresentados, além de enfatizar o direito à saúde e o zelo com a dignidade humana.

– Hoje é o início da Campanha Educativa do Combate ao Câncer e ressalto dois projetos de minha autoria. Um deles institui o Estatuto da Pessoa com Câncer, que  objetiva garantir a inclusão social e cidadania participativa plena e efetiva das pessoas com câncer, além de garantir alguns benefícios, como atendimento prioritário e o passe livre intermunicipal aos que comprovarem carência. O outro projeto, por sua vez, institui o programa “Fila Zero” para realização de exames de radioterapia, ressonância magnética e tratamento de quimioterapia no atendimento aos pacientes dos hospitais públicos estaduais e dos conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS), Maranhão. Ressalta-se, mais uma vez, o zelo para com a dignidade humana e, ainda, com aquilo que é direito de todos e dever do Estado: a saúde – explicou.

Entenda os Projetos:

Estatuto da Pessoa com Câncer – O principal objetivo do Estatuto é reunir e estabelecer as diretrizes, normas e critérios básicos para assegurar, promover, proteger e resguardar o exercício pleno e em condições de igualdade de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais pelas pessoas com câncer, visando sua inclusão social e cidadania participativa plena e efetiva. O Estatuto prevê alguns “benefícios” para as pessoas com câncer, dentre eles a preferência no atendimento, direito ao atendimento especial em unidades de saúde e, ainda, o direito ao transporte da pessoa com câncer, comprovadamente carente, no sistema de transporte público coletivo intermunicipal por meio do passe livre, concedido e utilizado de acordo com condições descritas.

Programa “Fila Zero” – O projeto consiste na obrigatoriedade dos hospitais públicos estaduais e dos conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS) em priorizar o atendimento aos pacientes que necessitem dos exames de radioterapia, ressonância magnética e tratamento de quimioterapia, no prazo máximo de 72 horas.

1

Edilázio destaca trajetória de Fontenele…

edilazioEu deixo um abraço todo especial à dona Diva [viúva de Fontenele] e ao Márcio Fontenele [filho do cronista], que é meu amigo, pessoa com a qual tenho um relacionamento estreito, e que, por diversas vezes, por conta dessa amizade, tive a oportunidade de dividir a mesa com Herbert Fontenele, que sempre nos passou ensinamentos”

Edilázio Júnior, deputado estadual

 

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) homenageou na manhã de hoje, na Assembleia Legislativa, o radialista e cronista esportivo Herbert Fontenele, que morreu no início da manhã em decorrência de complicações de um câncer de próstata.

– Fica aqui a saudade de todos aqueles que escutam o rádio AM desse grande radialista, e comentarista esportivo. A nossa saudade Herbert Fontenele – finalizou.

Edilázio lembrou da paixão, da dedicação e do compromisso de Fontenele com a profissão, e afirmou que com a sua morte, abre-se uma lacuna irreparável na crônica esportiva maranhense.

O corpo de Fontenele está sendo velado no Estádio Castelão…