3

E os ataques a ônibus continuam na véspera da eleição…

ônibus queimando em plena manhã na Vila Cafeteira/Cohab

ônibus queimando em plena manhã na Vila Cafeteira/Cohab…

Nem a ostensiva presença da polícia em São Luís, nas últimas 24 horas, inibiu os criminosos. Na manhã deste sábado, 1º, pelo menos um ataque a ônibus já foi registrado.

O veículo, que fazia a linha “Popular-Ipase”, foi queimado na região da Vila cafeteira, na Cohab.

..E a cúpula da segurança plantando guarda em terminais

..E a cúpula da segurança plantando guarda em terminais

E é sempre assim: não adianta a cúpula da Segurança Pública plantar guarda em terminais de integração; os bandidos atacam é nos pontos finais, onde há menos presença de policiais.

O clima é de tensão em toda São Luís…

 

7

A falência do Socorrão na gestão de Edivaldo Júnior…

Hospital já não tem condições de executar nem mesmo pequenas cirurgias, e os médicos denunciam que falta medicamentos de todos os tipos

 

Paciente se mistura ao lixo, em meio aos corredores no Socorrão, onde falta inclusive medicamentos

Paciente se mistura ao lixo, em meio aos corredores no Socorrão, onde falta inclusive medicamentos

A promotoria de Defesa da Saúde, órgão do Ministério Público responsável pelo acompanhamento da qualidade do serviço prestado na área, já ajuizou nada menos que sete ações civis públicas contra a Prefeitura de São Luís, pelo abandono do Hospital Djalma Marques o Socorrão.

O atendimento na unidade de saúde só piorou, desde o início da gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Agora, tanto o Conselho Regional de Medicina quanto a Associação dos Médicos denunciam que a situação chegou ao limite da falência no hospital.

– Não temos soro. A ortopedia infantil foi suspensa por  falta de material. Todo dia está acontecendo isso aqui. Alguém precisa fazer alguma coisa – desespera-se o médico Érico Cantanhede, que também já dirigiu a unidade.

Mas o problema é que, o único capaz de fazer alguma coisa – o prefeito Edivaldo Júnior – não faz absolutamente nada, além de propaganda escondendo os pacientes dos corredores.

O problema ainda é mais grave por causa da parceria de incompetência do prefeito com o governador Flávio DINO (PCdoB).

O estado desativou os serviços de Neurologia no Hospital de Pinheiro, o que só fez aumentar o fluxo de pacientes do interior no hospital da capital.  Mas Edivaldo faz silêncio por medo do governador.

– Nós, profissionais, estamos saindo doentes do hospital; e sem perspectiva, por que essa situação de falta de material e vaga está se tornando rotina – concluiu Érico Cantanhede…

3

“A Infraero está falida”, afirma Hildo Rocha…

Hildo Rocha com o demais deputados do Maranhão, na audiência com Maurício Quintella

Hildo Rocha com o demais deputados do Maranhão, na audiência com Maurício Quintella

O deputado federal Hildo Rocha afirmou, em pronunciamento na tribuna da Câmara, que a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), é mais uma estatal falida.

“A pane elétrica, ocorrida no aeroporto de São Luis (Marechal Hugo da Cunha Machado), mostrou que a Infraero está falida. O ‘apagão’ aconteceu exatamente no período em que o Maranhão Costuma receber maior quantidade de turistas”, criticou o parlamentar. 

Para tratar do apagão e cobrar agilidade nas obras de ampliação do terminal de passageiros do aeroporto de São Luis, Hildo Rocha participou de audiência conjunta com o Ministro dos Transportes, Maurício Quintela, e com o Presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira.

“A questão da pane, que durou 48 horas, está superada. Entretanto existe uma ampliação que está em curso e nós pedimos que o Ministro acelere a entrega do terminal de passa para que o Maranhão possa potencializar o turismo e fortalecer as suas atividades econômicas” explicou.

Rocha enfatizou que nos últimos dez anos o Maranhão foi o Estado que menos recebeu investimentos da União.

“O descaso, do governo anterior, com o Estado do Maranhão tem causado sérios prejuízos à economia maranhense”, destacou Rocha.

3

DNIT negligencia recuperação da BR-135, constata Fábio Macedo…

Deputado fez vistoria em vários trechos da rodovia e constatou que apenas crianças e jovens das comunidades fazem tapa buracos, no lugar das equipes do departamento, que deveriam esta atuando há mais de um mês

 

Macedo com crianças e jovens que ainda tapam buracos na BR-135

Macedo com crianças e jovens que ainda tapam buracos na BR-135

O deputado estadual e Presidente da Frente Parlamentar em defesa das rodovias federais no Maranhão, Fábio Macedo (PDT), realizou, nesta sexta-feira, 22, vistoria em vários trechos da BR-135, onde equipes de reparos emergenciais do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) deveriam estar trabalhando.

No local, o pedetista constatou a falta de celeridade das obras ao longo da BR-135. Cenário semelhante ao longo da rodovia, onde não encontrou nenhuma equipe de reparos e ainda flagrou crianças realizando o serviço de ‘tapa buracos’ que deveria ser realizado pelas empresas licitadas pelo Departamento.

“É muito triste constatar a falta de infraestrutura nas nossas rodovias federais, apesar de todos os nossos esforços. Sobretudo, após as promessas feitas pelo próprio Ministro de Transportes de que os reparos emergenciais começariam logo no dia 18. O cenário é o pior possível. Ao longo da BR-135 não vi nenhuma equipe em campo para realizar os serviços, além disso, no trecho que fica entre Matões do Norte e São Mateus, encontrei crianças fazendo o serviço de ‘tapa buracos’, um completo absurdo, que mostra o desespero da população por conta da situação caótica da via”, destacou o presidente.

Frente Parlamentar

A Frente Parlamentar se reuniu em Brasília no dia 12 deste mês com o Ministro dos Transportes Antônio Carlos Rodrigues, que, na ocasião, garantiu a retomada da duplicação da BR-135 no dia 18 com 06 equipes iniciais de reparos emergenciais na via. Questionado por Macedo sobre a quantidade de equipes, Antônio Rodrigues duplicou o número, assegurando 12 ao invés de 6 ao longo de toda a estrada.

Na mesma semana, o DNIT anunciou que as equipes seriam direcionadas para o trecho de São Luís a Santa Rita; e adicionou mais 06 para completar o trecho de Santa Rita a Caxuxa – onde no dia 25 deste mês somaria a mais 6, totalizando 24 equipes para garantir a trafegabilidade. O que, segundo testemunhado por Fábio, não está acontecendo.

O deputado assegurou aos populares, ainda no local, que tomará todas as providências cabíveis.

5

Sem pagamentos, porteiros abandonam Socorrão e revelam verdadeira face do hospital…

Trabalhadores da empresa MASV abandonaram a portaria do hospital e mostraram como funciona, de fato, o Djalma Marques que a secretária Helena Duailibe insiste em esconder na propaganda

 

No primeiro vídeo, é possível ver as pessoas entrando saindo do hospital sem maiores problemas, já que a segurança não existe esta noite. No outro vídeo, as pessoas circulam entre macas, cadeiras e pacientes espalhados nos corredores, que a secretária jurava não mais existir no Socorrão

6

Após pressão da comunidade, prefeitura tenta resolver problemas no Coroadinho…

Caminhão de serviços chega para tentar convencer os moradores do Coroadinho...

Caminhão de serviços chega para tentar convencer os moradores do Coroadinho…

A Prefeitura de São Luís encaminhou no final da manhã de hoje equipes e equipamentos para recuperação asfáltica da rua Amália Saldanha, a principal via do Coroadinho.

No início da manhã, os moradores resolveram cortar a rua, plantando bananeiras na vala e nas crateras que se espalharam com a buraqueira em toda a via.

Leia também:

Com filhos no poder, Coroadinho amarga fama de violento…

São sempre os mesmos lugares…

O trânsito ficou interditado e os ônibus que fazem linha no bairro tiveram que adotar a Avenida dos Africanos, na altura da Fundação Bradesco, como ponto final.

...Que, pela manhã, abriram valas e plantaram nas crateras do bairro

…Que, pela manhã, abriram valas e plantaram nas crateras do bairro

No final da manhã, caminhões da prefeitura chegaram para – prometem – iniciar o serviço no bairro.

A pressão popular, portanto, funcionou…

4

Cartas de Pedrinhas…

Blog recebe relato de suposto detento demonstrando exatamente aquilo denunciado pela Pastoral Carcerária e pela revista Carta Capital, e ignorado pelo governador, para  quem tudo está às mil maravilhas

 

O caos em Pedrinhas, que apenas o governo Dino insiste em não ver...

O caos em Pedrinhas, que apenas o governo Dino insiste em não ver…

exclusivoUm suposto detento, que obviamente terá a identidade preservada, encaminhou ao blog relato desesperador da situação no Complexo Penitenciária de Pedrinhas, que o governo Flávio Dino (PCdoB) insiste em contrapor com estatísticas.

A situação revelada é praticamente a mesma apontada pela Sociedade de Direitos Humanos, pela Pastoral Carcerária e pela revista Carta Capital, e constada por deputados da CPI Carcerária, enquadrados por Dino em reunião no Palácio dos Leões.

– A realidade aqui no Maranhão é uma opressão nunca vista: spray de pimenta, castigos em solitárias, chingamentos (sic) dos monitores. (…) São várias tentativas de fuga que não são divulgadas e os presos vão para a sessão de triagem, onde ficam no castigo – disse o preso, que se declara como provisório.

Segundo o preso, a relação com os monitores gera ódio e desperta desejos animais.

– O pensamento das pessoas aqui ´só de matar os monitores e o chefe da disciplina – disse o preso que, mesmo sendo provisório, é obrigado a conviver com ladrões e assassinos já condenados.

por fim, o preso revela;

– Só não me identifico por sei que os diretores tem coragem até de me matar se souberem que estou divulgando o caos que está isso aqui. Só quero ter logo minha audiência e sair livre.

E assim vai seguindo o inquestionável governo da mudança…

4

Enfermeiros retratam o caos no Socorrão…

Enfermeiros são obrigados a cuidar de dezenas de pacientes ao mesmo tempo

Enfermeiros são obrigados a cuidar de dezenas de pacientes ao mesmo tempo

Um grupo de enfermeiros do Hospital Djalma Marques, o Socorrão, assinaram documento protestando contra o estado de coisas na unidade de saúde.

Esta é a comida servida no hospital

Esta é a comida servida no hospital

Técnicos de enfermagem estão sendo obrigados a cuidar, simultaneamente, de até 15 pacientes, o que acaba sobrecarregando os profissionais e prejudicando os próprios pacientes.

As fotos que ilustram este post, por exemplo, foram tiradas na semana passada, e mostram que a propaganda da secretária Helena Duailibe não condiz com a realidade no dia a dia do hospital.

Os funcionários do anexo, que funciona na Santa Casa, são obrigados a rotinas estafantes.

E o nepotismo corre solto, com nomeações de parentes de diretores para cargos de chefia.

O profissionais iriam se reunir hoje pela manhã com adireção, para tentar expor a situação nos corredores do Socoirrão, escondida na propaganda da Semus.

A situação real do Socorrão: diferente da propaganda..

A situação real do Socorrão: diferente da propaganda..

4

Dia dia é marcado pelo caos na Santa Bárbara…

Intrafegável, a única via não garante trânsito nem a õnibus

As imagens que ilustram este post mostram a realidade do bairro Santa Bárbara, limite da Zona Rural de São Luís.

A única via que dá acesso à comunidade está assim, completamente intrafegável.

Apenas um ônibus atende aos moradores, e passa quase quatro hora para ir e voltar ao Centro de São Luís.

A terraplanagem que serviria de base para asfalto foi levada pelas chuvas

Para tentar dar dignidade à mobilidade urbana no bairro, os moradores conseguiram fechar, em julho do ano passado, um acordo entre a Vix Transportes, empresa que serve o bairro, e a Secretaria Municipal de Obras.

A empresa faria a terraplanagem da rua e a prefeitura mandaria asfaltar.

As chuvas inundam a via de lama e lixo

A empresa cumpriu sua parte. Toda a rua foi regularizada antes do período de chuvas, para garantir o asfaltamento de qualidade.

Mas a Semosp nunca mais voltou ao local, e a realidade hoje é esta.

Lama e sujeira dificultam ainda mais o acesso.

E o caos domina o dia dia…

2

Vereadores cobram responsabilidade da Prefeitura no Hospital da Criança…

Os vereadores Fábio Câmara (PMDB), Rose Sales (PCdoB) e Manoel Rego (PTdoB), visitaram na manhã desta quarta-feira (22), o promotor de Justiça de Defesa da Saúde de São Luís, Dr. Herberth Costa Figueiredo, com o intuito de obter mais informações a cerca da desativação de vários setores do Hospital Odorico Amaral de Matos, o ‘Hospital da Criança’.

Durante o encontro, os parlamentares convidaram o promotor, juntamente com a Vigilância Sanitária Estadual, para realizar uma visita na próxima sexta-feira (24), na unidade de saúde.

No último domingo (19), a forte chuva que atingiu a capital maranhense, provocou alagamento nas dependências do Hospital. A enxurrada atingiu a Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) e alarmou pacientes, acompanhantes e funcionários. Por causa do incidente, pacientes foram transferidos para outros hospitais.

Para o vereador Manoel Rego, a situação provocou prejuízos à assistência prestada aos pacientes.

Fiquei estarrecido com a declaração da secretária Helena Duailibe afirmando que todos os anos o hospital era alagado. Isso comprova que a secretária já tinha conhecimento do problema, mas não tomou medidas definitivas para resolver a questão – declarou Manoel Rego.

A vereadora Rose Sales lamentou a notícia da desativação do hospital da criança até que os problemas de inundação sejam resolvidos e a reforma da unidade seja concluída. Ela afirmou que a situação vai provocar prejuízos para a população de vários municípios que possuem os serviços da saúde pactuados com a capital do estado.

O hospital da criança é uma unidade de referência no serviço. O hospital tem porta aberta para atendimentos de emergência e se o hospital for desativado vai provocar prejuízos para a população de vários municípios que possuem os serviços da saúde pactuados com a capital do estado – informou a vereadora.

Durante a visita, o vereador Fábio Câmara cobrou do prefeito Edivaldo Júnior, as responsabilidades pela situação envolvendo a unidade de saúde. O peemedebista levantou questionamentos que precisam ser esclarecidos pela Prefeitura.

A Central de Material de Esterilização (CME) é um setor considerado o coração de um hospital, pois fornece material limpo para toda  a unidade. Precisamos saber se já foram avaliados os danos da Central de Material de Esterilização (CME) e seus equipamentos como autoclaves e estufas?  Por isso a minha preocupação com relação ao setor que é responsável no controle de infecção hospitalar – questionou o parlamentar.

No encontro entre os vereadores e o promotor de saúde, foram debatidos temas relacionados às transferências de pacientes, funcionamento da unidade com seus respectivos setores e o atendimento à população.

Na reunião de trabalho, Fábio Câmara sugeriu que a Prefeitura aproveite a parceria com o governo do Estado para a instalação de um hospital de campanha, nas proximidades do Hospital da Criança.

A informação que recebi é que a Secretaria Municipal de Saúde ainda não transferiu as crianças da UTI e semi-intensiva. Também não decidiram onde vai funcionar o setor de urgência, nem outros setores como farmácia, nutrição, laboratório, que foram afetados com a enxurrada. A minha sugestão é que a Prefeitura de São Luís aproveite a parceria com o Governo do Estado para a instalação de um hospital de campanha nas proximidades do Hospital da Criança. Com a instalação do hospital de campanha tanto a população quanto os funcionários, não iriam precisar ficar rodando de um lado pra outro – sugeriu.