2

Três disputam espaços de poder com Bolsonaro no Maranhão…

Maura Jorge, Aluisio Mendes e Chico Carvalho são os interlocutores mais próximos do presidente eleito no estado, e deverão ter a prerrogativa da indicação de cargos federais

 

ALIADOS. Maura Jorge e Aluisio Mendes devem indicar espaços de poder no novo governo

Com o grupo Sarney fora do poder – sem representação no Senado e sem um membro da família na Câmara – e com o governador Flávio Dino (PCdoB) na oposição, três personagens emergem no Maranhão como representantes do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

A ex-candidata a governadora Maura Jorge (PSL), o deputado federal Aluisio Mendes (Podemos) e o vereador Chico Carvalho (PSL) deverão ser os responsáveis pelas indicações aos cargos federais no Maranhão.

E são muitos.

Fazem parte da cota da União no Maranhão postos importantes, como as superintendências da Codevasf, da Funasa, do Incra, do DNIT, da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e do INSS.

Nos últimos 50 anos, estes postos passaram pelas mãos do grupo Sarney ou pelo governador de plantão.

DESAFETOS. Chico Carvalho e Maura Jorge hoje birgam pelo comando do PSL no Maranhão

Pela primeira vez, lideranças emergentes – e que não controlam o poder central no estado – deverão ter a prerrogativa dessas indicações.

Maura Jorge por ter representado Bolsonaro como candidata a governadora; Aluisio Mendes por ter relação política com o presidente eleito, na condição de membro a bancada da Segurança; e Chico Carvalho por presidir no estado o partido de Bolsonaro.

Resta saber como se dará a relação entre os três para definir o rateio dos postos…

1

Disputa de cargos federais atrapalham obras e projetos no Maranhão…

Enquanto deputados federais se engalfinham nos bastidores pelo controle de órgãos como o DNIT no Maranhão, ninguém sabe dizer quando a duplicação da rodovia será reiniciada; e nem os buracos assassinos estão sendo recuperados

 

no DNIT, saiu indicado de Hildo Rocha e entrou indicado de Pedro Fernandes...

no DNIT, saiu indicado de Hildo Rocha e entrou indicado de Pedro Fernandes…

Os estertores do governo Dilma Rousseff (PT) estão gerando uma batalha sangrenta entre deputados federais para garantir o controle de cargos e verbas federais no Maranhão.

Nem que seja por apenas uns dias, até o fim do governo do PT.

Essa batalha põe em jogo setores importantes, controlados por órgãos federais como Funasa, Codevasf e DNIT, cujas superintendências são indicações de parlamentares.

...E os buracos da BR-135 continuam sendo tapados por populares...

…E os buracos da BR-135 continuam sendo tapados por populares…

A direção do DNIT, por exemplo, foi trocada esta semana: saiu um indicado pelo deputado Hildo Rocha (PMDB), que votou a favor do impeachment, e votou um indicado do deputado Pedro Fernandes (PTB), apoiador de Dilma – que, certamente, perderá a indicação assim que Michel Temer (PMDB) assumir.

E nesse jogo de interesses, ninguém sabe dizer quando a BR-135 terá sua duplicação concluída.

Ninguém sabe, sequer, se será, ao menos, iniciada.

E o povo do Maranhão paga a conta…

1

André Campos é o novo superintendente da Funasa…

André Campos, agora na Funasa

André Campos, agora na Funasa

O ex-diretor do Detran André Campos foi oficializado hoje como o novo superintendente da Funasa no Maranhão.

O Diário com a nomeação

O Diário com a nomeação

A nomeação foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Ligado ao deputado estadual Roberto Costa (PMDB) e ao senador João Alberto de Sousa, Campos  é considerado um dos melhores diretores do Detran dos últimos anos.

E apesar de ainda bem jovem, tem currículo invejável como gestor.

A Funasa é um órgão executivo do Ministério da Saúde responsável por promover a inclusão social por meio de ações de saneamento para a prevenção e controle de doenças.

É também instituição responsável por formular e implementar ações de promoção e proteção à saúde relacionadas com as ações estabelecidas pelo Subsistema Nacional de Vigilância Ambiental.

André Campos deve tomar posse após o feriadão…

1

Celso Dias vai comandar a Codevasf no Maranhão…

Indicação é do deputado federal Aluísio Mendes, que venceu a q2ueda de braço pelo cargo na bancada maranhense

 

Celso Dias (último à direita) com Aluísio e os comandantes da Codevasf

Celso Dias (último à direita) com Aluísio e os comandantes da Codevasf

Tomou posse ontem em Brasília o novo superintendente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) no Maranhão, Celso Adriano Costa Dias, que assumirá o cargo nesta sexta-feira (28) em São Luís.

Ele foi nomeado e empossado pelo presidente do órgão, Felipe Mendes de Oliveira, em ato que contou com a presença do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, e do deputado federal Aluísio Mendes (PSDC).

Foi de Aluísio Mendes a indicação de Celso Dias para a Superintendência da Codevasf no Maranhão. Líder de uma bancada de 18 deputados e vice-líder de um bloco composto por 38 parlamentares, Mendes participou das consultas feitas pelo governo federal para o preenchimento dos cargos federais nos estados.

Caberá ao novo superintendente a coordenação de programas e ações da Codevasf que têm como foco principal o desenvolvimento regional.

A revitalização da bacia do rio São Francisco, os Arranjos Produtivos Locais (APLs), o Plano de Ação para o Desenvolvimento Integrado da Bacia do Parnaíba (Planap), o Projeto Amanhã, o Programa de Desenvolvimento Florestal, as ações ambientais, entre outras iniciativas, permitem que a Companhia crie novas perspectivas e oportunidades para as comunidades de sua área de abrangência.

Com atuação em 154 municípios maranhenses integrantes das bacias hidrográficas do Itapecuru, Mearim e Parnaíba, a Codevasf desenvolvenessas áreas ações de revitalização, desenvolvimento territorial (arranjos produtivos locais, recursos pesqueiros e aquicultura) e florestal, irrigação, ambientais e construção de barragens.

1

Nem mel, nem cabaça…

Dino quer estar assim com Dilma, mas antes ele estava assim era com Aécio

Dino quer estar assim com Dilma, mas antes ele estava assim era com Aécio

Além de não ter surtido o efeito esperado na relação com o governo Dilma Rousseff (PT), a tentativa de aproximação do governador Flávio Dino (PCdoB) com a presidente causou uma reação negativa: o afastamento do PSDB e a determinação das lideranças tucanas de que o partido deve repensar seus projetos políticos no Maranhão.

Dino montou uma estratégia bem planejada para criar uma imagem nacional de aliado de Dilma – mesmo após ter utilizado uma postura furta-cor durante a campanha eleitoral – com um objetivo claro: garantir a indicação da maioria dos cargos federais no Maranhão.

Mas sua estratégia fracassou; e ainda criou problemas com o PSDB.

Os tucanos hoje se ressentem de Dino exatamente pela sua declaração de que se tratava de “um golpe” as manifestações pelo afastamento de Dilma. Declaração criticada pelos principais veículos de comunicação do país. E que gerou antipatia dos tucanos de alta patente de Brasília, como o senador José Serra, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o próprio Aécio Neves”

Os cargos federais no estado têm sido ocupados por indicados do PT e dos seus antigos aliados, que estão na trincheira de Lula/Dilma desde 2002, contra o mesmo PSDB que Flávio Dino ciceroneou na campanha de 2014, abrindo palanque para o senador Aécio Neves em São Luís e em Imperatriz.

Mas os tucanos hoje se ressentem de Dino exatamente pela sua declaração de que se tratava de “um golpe” as manifestações pelo afastamento de Dilma. Declaração criticada pelos principais veículos de comunicação do país. E que gerou antipatia dos tucanos de alta patente de Brasília, como o senador José Serra, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o próprio Aécio Neves.

O resultado da estratégia furada de Flávio Dino é o distanciamento do PSDB local, que já começa a repensar seus planos na relação com o comunista.

E o primeiro passo tem a ver com as eleições de 2016, porta de entrada para um projeto mais consistente para 2018.

Da coluna EstadoMaior, de O EstadoMarahão
0

Aluísio Mendes em destaque nacional na articulação de Dilma…

Aluísio articula na mesa de negociações com parlamentares de todo o país

Aluísio articula na mesa de negociações com parlamentares de todo o país

O deputado federal Aluísio Mendes (PSDC) é um dos líderes na Câmara Federal procurados pela presidente Dilma Rouseff (PT) para tentar recompor sua base partidária.

A informação é da revista Época.

O parlamentar da bancada maranhense lidera um grupo de 18 deputados, de vários partidos, nas conversas com a presidente.

Aluísio discute diretamente com Dilma as posições de cada partido e cada parlamentar para recompor a base governista esfarelada no Congresso.

O deputado do Maranhão tem hoje, inclusive, influência para indicar cargos no estado.

E é um dos principais interlocutores de Dilma…