0

Afastado do governo, Brandão comete crime eleitoral com imagen em arraiais

Telões com discurso do governador-tampão foram instalados em espaços financiados pelo Palácio dos Leões na tentativa de torná-lo conhecido da população, ação vetada pela Justiça Eleitoral e que pode levar à cassação do mandato

Com aspecto doentio, Brandão é exibido ilegalmente em arraiais do governo, numa clara tentativa de sensibilizar eleitoralmente a população

O governador-tampão afastado Carlos Brandão (PSB) está cometendo abertamente um crime eleitoral que pode levar à cassação de sua candidatura ou de eventual mandato.

De licença médica oficial há mais de 30 dias, o tampão tem aido exibido publicamente em vídeos espalhados nos arraiais financiados pelo governo.

Nos vídeos, Brandão fala abertamente de projetos de continuidade ao lado de Flávio Dino, num disfarçado pedido de votos.

Em São Luís, os vídeos podem ser vistos nos arraiais do Ceprama e do Ipem, que recebem dinheiro público para funcionar.

Mas a campanha do governador-licenciado não se limita aos arraiais.

A maciça divulgação de campanha vomeçou a der veiculada nesta segunda-feira, 20, em emissoras de TV, rádios, sites e blogs.

Só a frase “pra continuar em frente” já caracteriza o crime eleitoral.

Os vídeos dos arraiais e a propaganda da TV já foram devidamente filmados por partidos políticos, que devem acionar a Justiça Eleitoral.

E o governador, que ainda nem sabe se poderá ser candidato, pode ter o mandato cassado…

2

Felipe Camarão já se apresenta como candidato no interior

Pré-candidato a vice indicado pelo PT participa de atos políticos ao lado do ex-governador Flávio Dino e fala no lugar de Carlos Brandão, internado há um mês para tratamento de um cisto nos rins e afastado do governo

 

Está até parecendo Brandão, mas na verdade é Felipe Camarão, apresentado pelo ex-prefeito Miltinho Aragão à população de São Mateus

O ex-secretário Educação Felipe Camarão (PT) tem se apresentado como candidato a governador nos encontros políticos capitaneados pelo ex-governador Flávio Dino (PSB) no interior.

Embora se apresente como ‘representante da chapa” com Carlos Brandão ou como “companheiro de chapa de Brandão”, o ex-secretário é visto por lideranças como o substituto do governador-tampão na campanha.

Nas imagens, ele está cada vez mais parecido c om o próprio Brandão, como se fosse uma estratégia de marketing para manter o governador presente na campanha mesmo ainda internado.

O nome de Felipe Camarão vem sendo ventilado há semanas como provável substituto de Brandão na chapa.

Em sua presença no interior sem o titular só reforça esta especulação…

3

De como o Palácio dos Leões transformou Lahésio em laranja de Brandão…

Com o controle de Flávio Dino, secretário Ricardo Capelli cria narrativa nas redes sociais que são espalhadas para jornalistas e blogueiros alinhados e ganha forte repercussão na TV Mirante, do Grupo Sarney, que abre espaços quase diários para o ex-prefeito que o governo quer ter como adversário no segundo turno

 

Laranja, Lahésio seguiu logo cedo o roteiro traçado pelo Palácio dos Leões, sentando praça na TV Mirante, aliada de Brandão

Análise da notícia

O blog Marco Aurélio D’Eça foi o primeiro a alertar – ainda em abril – que o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Dr. Lahésio Bonfim (PSC) assumiria o papel de laranja do governador-tampão Carlos Brandão (PSB) nesta campanha eleitoral.

Lahésio foi transformando – com anuência dele mesmo – por que o governo quer tê-lo na disputa de um eventual segundo turno; e ele, mais preocupado em se viabilizar para as eleições municipais de Imperatriz, em 2024, está aceitando o papel, que tem um script desenhado e articulado no Palácio dos Leões, com apoio da mídia controlada e da TV Mirante, apoiadora de Brandão.

O secretário de Comunicação Ricardo Capelli é o responsável por criar as narrativas sobre uma tal ameaça de Lahésio ao senador Weverton Rocha (PDT) – que lidera com folga as pesquisas. Esta narrativa é pautada em blogs controlados pelo Palácio, com textos muitas vezes produzidos no próprio Palácio, disseminando a ideia de força eleitoral de Lahésio.

No dia seguinte, o candidato do PSC – cujo presidente é o sarneysista Aluisio Mendes – aparece em algum dos veículos do Grupo Mirante, geralmente na TV, mas também nas rádios e no portal do conglomerado.

Observe que a história da inacreditável Escutec/Grupo Mirante atendeu exatamente a este script.

Primeiro, a pesquisa mostrou um estratosférico crescimento de Brandão, mesmo internasdo há 30 dias; em seguida, Cappeli passou a narrar em suas redes sociais a tal ameaça de Lahésio a Weverton, reproduzida em seguida nos vários blogs controlados pelo Palácio dos Leões.

E nesta sexta-feira, 17, quem aparece na TV Mirante logo cedo? Exatamente o laranja Lahésio.

O que o palácio dos Leões não previu com esta estratégia é que, do outro lado, estaria um adversário como Weverton, já passado na casca de alho dessas artimanhas e com poder de fogo para enfrentar não apenas o governo, mas também o Grupo Sarney e a própria Mirante.

Weverton se preparou lá atrás para o que viria.

A construção da candidatura em meio ao povo, desde 2018, deu a Weverton uma sólida base de votos, bem distante de ser ameaçada pelo laranja Lahésio.

E este – o Lahésio – aceita o papel de laranja por que tem outros interesses.

Para além de 2022…

4

Brandão completa 30 dias internado e abre debate sobre continuidade no cargo

Advogados, partidos e lideranças políticas começam a questionar o tempo de interinidade do desembargador Paulo Velten de acordo com a Constituição, o que pode levar a ações pela convocação de eleição suplementar para escolha de novo governador

 

Internado há 30 dias, Brandão abre discussão sobre a vacância dos eu mandado à luz da Constituição Federal

O governador-tampão Carlos Brandão (PSB) completa nesta sexta-feira, 17, exatos 30 dias afastado do mandato; a partir de agora, começa a se discutir a legalidade da permanência indeterminada do desembargador Paulo Velten como governador em exercício.

Embora não estabeleça regras sobre o tempo de permanência de um governador em interinidade, a Constituição Federal estabelece que o titular do mandato só pode permanecer afastado por 30 dias sem a necessidade de convocação de novas eleições. (Entenda aqui)

Embora afastado há 30 dias, Brandão só está oficialmente licenciado há 16 dias, por que seu afastamento oficial só foi aprovado pela Assembleia Legislativa em 31 de maio.

O PROS, o União Brasil, o PTB e o PSD devem consultar a Justiça Eleitoral nos próximos dias sobre o tempo que o governador-tampão pode ficar afastado do cargo sem a necessidade de convocação de eleição suplementar.

Como já existe discussão no próprio grupo do governador sobre sua eventual substituição como candidato à reeleição, os partidos entendem que é preciso estabelecer um tempo determinado para sua alta, sob pena de se considerar a condição de vacância definitiva do cargo.

E o debate deve se acirrar na Assembleia Legislativa…

0

Nem mesmo aliados de Brandão acreditam em pesquisa Escutec/Mirante; Instituto arrisca a própria credibilidade

Levantamento que aponta o governador-tampão com 33% das intenções de voto – mesmo internado há 30 dias, com dúvidas sobre a própria candidatura e com várias crises no governo – teve efeito contrário ao esperado e levou a base governista a se convencer de que o Palácio dos Leões começou a forçar a barra com a candidatura oficial

 

Flávio Dino, Márcio e Capelli têm tentado salvar a candidatura de Brandão, mas suas ações têm levado aliados importantes ao constrangimento de se expor nas redes sociais

Análise da notícia

Se esperava dar uma injeção de gás na base aliada com a divulgação da pesquisa Escutec/Grupo Mirante, nesta quinta-feira, 16, o Palácio dos Leões viu um efeito contrário desde a divulgação dos números.

O levantamento virou chacota nas redes sociais e em aplicativos de troca de mensagens, ao apontar o governador-tampão afastado Carlos Brandão (PSB) com 33% das intenções de votos, cinco pontos à frente do senador Weverton Rocha (PDT).

Desde a divulgação dos números no Imirante.com, os memes de internet, os deboches e os questionamentos mais sérios começaram a pipocar, observando a farsa do levantamento.

Brandão está há exatos 30 dias afastado do governo, com sérias desconfianças sobre a própria capacidade de enfrentar uma campanha, com problemas estruturais em sua gestão, crise no setor de transporte de ferry boat e falta de ação do governo em todas as áreas.

Não há, portanto, fato novo algum que justifique seu crescimento acentuado na pesquisa – a não ser a tentativa do Palácio dos Leões de salvar a candidatura oficial.

Um dos memes sobre a pesquisa põe Brandão de colete salva-vidas e diz que a pesquisa encomendada serviu para tentar salvar sua candidatura

A ação de salvamento da candidatura de Brandão foi tão orquestrada que os textos publicados na mídia alinhada ao Palácio dos Leões é um só, copiado do site do grupo que o contratou. (Veja aqui, aqui e aqui)

A divulgação da pesquisa Escutec/TV Mirante põe em xeque a credibilidade do próprio instituto, aliás já alertado pelo blog Marco Aurélio D’Eça, quando da pesquisa de maio, no post “Exata e Escutec terão maior prova de fogo em eleições desde 1994…”

De qualquer forma, para a base aliada, é como se os números simplesmente não tivessem existido.

E a única dúvida da população é: Brandão ainda é ou não candidato ao governo???

5

Vendo-se descartado como candidato, Brandão manda recado aos comunistas: “Jackson vive!”

Com o anunciado companheiro de chapa Felipe Camarão assumindo a condição de candidato no interior – e já tido como carta fora do baralho pelos próprios aliados – governador-tampão postou foto ao lado do líder pedetista, que foi descartado e humilhado como candidato por Flávio Dino nas eleições de 2010

 

A imagem postada por Brandão ao lado de Jackson Lago: sintoma claro de um desinteresse dos comunistas pela sua candidatura

Chamou atenção uma postagem do tipo “#TBT” nesta quinta-feira, 16, nas redes sociais do governador-tampão afastado Carlos Brandão (PSB): numa foto antiga ao lado de Jackson, Brandão faz referências à história do ex-governador, ressalta sua família e finaliza em tom enigmático.

– Neste tbt a lembrança: Jackson vive! Vamos em frente – disse ele.

Para a maior parte dos analistas mais perspicazes, a postagem é um recado direto ao ex-governador Flávio Dino (PSB) e aos comunistas, que já o veem como carta fora do baralho nas eleições de outubro e trabalham sua substituição pelo pré-candidato a vice Felipe Camarão (PT).

Jackson Lago sofreu situação parecida com a de Brandão nas eleições de 2010, tendo como algoz o mesmo Flávio Dino.

Naquelas eleições, o ex-governador que havia sido apeado do poder um ano antes, em uma controversa decisão judicial, tinha condições de vencer a então governadora Roseana Sarney (MDB) se houvesse a união das oposições.

Então deputado federal pelo PCdoB, Flávio Dino não apenas recusou a aliança com Jackson como também passou a anunciar no interior que o ex-governador estava inelegível para aquelas eleições, além de muito doente.

A atitude de Flávio Dino magoou profundamente o próprio Jackson e a família do ex-governador, além de favorecer claramente a vitória de Roseana, eleita em primeiro turno com meros 0,08% além do necessário para tal.

O líder pedetista morreu no ano seguinte, sem mais falar com Flávio Dino.

Passados 12 anos – curiosamente o mesmo número 12 do pedetista Jackson – Brandão parece ser vítima da mesma artimanha.

Quem vê as fotos postadas por Flávio Dino e Felipe Camarão em suas redes sociais percebe claramente que o petista assumiu o papel de candidato do Palácio dos Leões a governador, ainda que temporário. (Entenda aqui)

Talvez seja por causa destas imagens, a postagem de Carlos Brandão nesta quinta-feira, de Corpus Christi.

Postagem de quem se vê largado pelos próprios companheiros de jornada…

1

Felipe Camarão já fez até foto para a campanha; mas de vice ou de governador?!?

Ex-secretário de Educação indicado para compor a chapa de Carlos Brandão vem sendo apontado como virtual substituto da candidatura do governador-tampão, internado há quase 30 dias; ele próprio postou em suas redes sociais as inusitadas imagens que serão usadas na propaganda eleitoral

 

Felipe Camarão em pose orientada pelo fotógrafo Maurício Moreira: “novo momento”, disse o ainda candidato a vice em suas redes sociais

Um fato curioso chamou a atenção da opinião pública e gerou ainda mais dúvidas sobre a real situação da candidatura do governador-tampão Carlos Brandão (PSB), internado há quase 30 dias.

Indicado pelo PT como seu companheiro de chapa, o ex-secretário de Educação Felipe Camarão postou em suas redes sociais vídeos e fotos de uma sessão de fotografia para a campanha que se avizinha; o que chamou atenção é que, pela primeira vez, um candidato a vice tema agenda própria de marketing.

E a postagem acendeu ainda mais as dúvidas sobre a candidatura de Brandão.

Pode até ocorrer, mas não é usual que um candidato a vice tenha sessão de fotos próprias para uma campanha eleitoral; mas a movimentação pessoal de Felipe Camarão vai além das fotos.

– Hoje bati uns retratos com o fotógrafo Maurício Moreira para este novo momento; acho que me saí bem – disse o próprio Felipe, reforçando as suspeitas de troca de candidato na campanha do Palácio dos Leões.

Ele tem feito campanha em palanque próprio no interior, ao lado do ex-governador e candidato a senador Flávio Dino (PSB), o que reforça as especulações de que, será ele – e não Brandão – o candidato a governador.

O próprio Flávio Dino estimula o nome de Camarão a aliados no interior.

Aliados do ex-secretário na mídia também já falam mais abertamente sobre a possibilidade de ele vir a substituir o governador, apontando qualidades e poder de agregação à campanha. (Leia aqui)

O fato é que a agenda de Felipe Camarão o põe cada vez mais na condição de provável substituto de Carlos Brandão.

E a longa internação do governador-tampão reforça ainda mais essa possibilidade…

1

Marcus Brandão passeia na cara do Ministério Público…

Operador financeiro da família do governador-tampão percorre o Maranhão com malas e malas – mesmo sem ter cargo no governo – fazendo todo tipo de negociação por apoio a Carlos Brandão, diante dos olhos complacentes do parquet comandado por Eduardo Nicolau

 

É com malas na mão e a bordo de jatinhos e helicópteros que Marcus Brandão compra apoios para o irmão governador afastado

Está ficando cada vez mais acintosa a forma como o empresário Marcus Brandão, irmão do governador afastado Carlos Brandão (PSB), está negociando financeiramente apoios de lideranças no interior do estado.

A bordo de jatinhos e helicópteros – sabe-se lá se cedidos, alugados ou pagos com dinheiro público – o irmão mais novo do tampão carrega malas e malas pelo interior, sob os olhos complacentes do Ministério Público e da Procuradoria Eleitoral.

Marcus Brandão sempre foi o operador financeiro da família; e já negociava espaços no governo – mesmo sem ter cargo – antes mesmo da posse do irmão.

Agora, com a ameaça de Brandão ficar fora das eleições, o irmão mais novo resolveu jogar todas as cartas em busca de apoios.

E conta com a complacência do parquet comandado por Eduardo Nicolau… 

3

Carlos Brandão mentiu aos maranhenses sobre “ferry velho” trazido do Pará

Investigação do Ministério Público constatou que a embarcação anunciada pelo governador-tampão como “nova e de alto padrão” tinha, na verdade, 35 anos; e estava abandonada no estado por não servir mais para navegação, até ser reformada pelo governo maranhense, numa tentativa de enganar os usuários da travessia São Luís Cujupe

 

O ferry velho anunciado como novo por Carlos Brandão estava abandonado no Pará e não tem condições de uso na baía de São Marcos

O governador-tampão Carlos Brandão (PSB) anunciou em suas redes sociais em 31 de maio que o “ferry velho” vindo do Pará para operar a travessia São Luís/Cujupe era “novo e de alto padrão”.

O anúncio foi festejado pelos setores da mídia alinhada ao Palácio dos Leões, que divulgou com estardalho a postagem do tampão. (Leia aqui e aqui)

Mas o governador mentiu aos maranhenses.

Reportagem da TV Mirante, nesta quarta-feira, 15, revelou que investigação do Ministério Público maranhense constatou que a embarcação anunciada como nova por Brandão tinha nada menos que 35 anos; e não tinha condição alguma de navegabilidade.

O ferry boat foi reprovado em vistoria da Capitania dos Portos, como antecipou, com exclusividade, o blog Marco Aurélio D’Eça, em 8 de junho, o que chegou a ser classificado de fake news pela Agência de Mobilidade do Maranhão (MOB).

O anúncio postado por Brandão em suas redes sociais em 31 de maio; mentiras ao povo maranhense: “nova embarcação. De alto padrão”

É exatamente a MOB quem está pressionando a Marinha para liberar a embarcação de Brandão para uso no Maranhão; a agência do governo tenta também afastar das investigações a promotora Lítia Cavalcanti.

Cavalcanti diz que suas investigações constataram que a balsa trazida pelo governador-tampão não serve para ser usada na travessia da Baía de São Marcos.

O caso agora será investigado também por uma comissão do Senado Federal…

0

As mentiras e artimanhas da MOB na tentativa de esconder falência do ferry boat

Denúncia do deputado César Pires segundo a qual a agência do governo Carlos Brandão tenta afastar a promotora Lítia Cavalcanti das investigações sobre o caos provocado pelo ex-governador Flávio Dino é grave, mas não é a única: o órgão governamental também opera na tentativa de esconder da população os riscos da travessia São Luís/Cujupe

 

O governo tenta empurrar para o meio do mar um ferry velho trazido por Brandão; e para isso, tenta afastar a promotora Lítia Cavalcanti, segundo denunciou César Pires

A denúncia do deputado César Pires (PSD) é gravíssima.

A Agência de Mobilidade Urbana do governo Carlos Brandão (PSB) estaria operando para afastar a promotora Lítia Cavalcanti das investigações relacionadas à falência do serviço de Ferry Boat após fracassada intervenção promovida pelo ex-governador comunista Flávio Dino (PSB).

Lítia tem sido a voz pública da população que teme usar o ferry velho trazidos por Brandão; graças a ela, a população tem sabido que há problemas maiores, que o governo tenta esconder dos usuários

Mas a denúncia de César Pires não é a única relacionada á MOB.

A agência governamental vem usando o ferry velho trazido por Brandão mesmo antes da autorização da Capitania dos Portos; e ainda tentou pressionar a Marinha a liberar a embarcação, de 37 anos.

Por trás das artimanhas da MOB está o interesse em evitar o desgaste eleitoral do governador-tampão, que, além de entregar como “novo e de alto padrão”, um ferry velho e inadequado para o uso em São Luís, também está impossibilitado de tomar qualquer decisão, por motivo de doença.

De uma forma ou de outra, o serviço de ferry boat vai se arrastando, capenga, diante dos riscos para os usuários.

E a MOB tenta esconder todos os problemas embaixo do tapete…