1

Apoio de Braide e Maura Jorge devem ter forte influência nas eleições

Prefeito de São Luís representa o maior colégio eleitoral maranhense. Sua colega de Lago da Pedra – ex-candidata a governadora – tem peso estadual no processo sucessório; e ambos influenciam diretamente o resultado eleitoral

Eduardo Braide influencia diretamente a Grande São Luís; Maura Jorge tem peso estadual

O posicionamento eleitoral dos prefeitos de São Luís, Eduardo Braide (Sem partido), e de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSDB) são agora os mais esperados nas rodas de conversas sobre as eleições de outubro.

De uma forma ou de outra os dois têm influência direta no resultado das eleições.

Braide é o prefeito da capital maranhense, com repercussão direta em toda a Grande São Luís, que representa quase 1/4 do eleitorado maranhense.

Sua decisão de apoio tem poder para aumentar em pelo menos 4 pontos percentuais os votos do escolhido.

Maura Jorge, por sua vez, foi candidata a governadora do Maranhão e tem influência em toda a região dos Lagos e vários municípios maranhenses.

É, portanto, um apoio de peso em diversas regiões maranhenses.

Tanto Braide quanto Maura já disseram que pretendem participar ativamente das eleições, inclusive subindo no palanque de aliados.

A expectativa é geral em torno do apoio dos dois…

 

 

 

2

Brandão lava as mãos sobre ferry boat e prorroga caos deixado por Flávio Dino

Usuários do serviço de transporte entre São Luís e Cujupe terão que esperar por mais seis meses para ter de volta as embarcações que foram retiradas de operação por decisão do comunista; sem capacidade de solução, sucessor-tampão empurra o problema para o próximo governador

O decreto do governo Brandão prorroga o caos do governo Flávio Dino e joga o problema para o próximo governador

Sem solução à vista para o problema criado pelo ex-governador Flávio Dino (PSB) no transporte de ferry boat entre São Luís e Cujupe – e sem capacidade de comandar o estado – o sucessor-tampão Carlos Brandão (PSB) decidiu prorrogar o caos em que se encontra o serviço.

Após várias promessas do governo de resolver o problema, o Diário Oficial do Estado trouxe na edição de segunda-feria,6, o adiamento da intervenção que o estado promove na empresa ServiPorto – e que causou o caos vivido pelos usuários do serviço.

A responsabilidade recaiu sobre o substituto Paulo Velten, mas o governo é o de Brandão.

Além de admitir incapacidade de resolver o problema, com o novo decreto de intervenção Brandão empurra o caso para o próximo governador.

Brandão e Flávio Dino lavam as mãos sobre o ferry boat e deixam os usuários literalmente a ver navios até 2023 (fotomontagem: blog do Linhares)

Desde que a intervenção foi consolidada, ainda no governo comunista de Flávio Dino, três embarcações foram sucateadas por falta de manutenção – as balsas cidade de Tutóia, Baía de São José e Cidade de Araioses.

Flávio Dino não conseguiu dar conta de recuperar estas embarcações e jogou o problema para Carlos Brandão.

Longe do governo e sem forças para resolver o problema, Brandão também empurra a situação para quem se eleger em outubro.

E o usuário vai ter que esperar até 2023…

0

Caminhoneiros apontam desprezo do governo pela travessia de ferry boat

Com o serviço em colapso, categoria é obrigada a passar até 24 horas ao relento na fila para embarcar em uma das balsas, o que tem levado a perdas de cargas inteiras de alimentos perecíveis

Carlos Brandão ainda não conseguiu apontar nenhuma solução para o problema do ferry boat, que segue dando prejuízos a setores inteiros da economia

A falta de solução do governo Carlos Brandão (PSB) para o colapso do transporte de ferry boat entre São Luís e Cujupe tem levado a prejuízos a setores inteiros da economia.

O descaso do poder público tem levado caminhoneiros a ficar até 24 horas em uma fila na Ponta da Espera para poder embarcar em uma das poucas balsas que ainda conseguem fazer o serviço.

Com a demora no embarque cargas inteiras de alimentos perecíveis acabam perdidas.

O serviço de ferry boat foi destruído pelo governo Flávio Dino (PSB) e entrou em colapso no início do governo Carlos Brandão (PSB), que não consegue apontar uma saída para o problemas.

Passados 60 dias da posse do sucesso-tampão, o governador está de licença médica e sua equipe não demonstra aptidão para solucionar o problema.

E a crise só aumenta em diversos setores do governo…

 

0

Novo boletim causa mais dúvidas sobre estado de saúde de Brandão

Divulgado de uma hora para outra – e apenas para setores selecionados da mídia – documento do Hospital Beneficência Portuguesa confunde jornalistas e silencia Palácio dos Leões, que não diz se o governador-tampão está pronto para receber alta ou submeteu-se à nova cirurgia

 

Com informações confusas e desencontradas passadas pelo próprio Palácio dos Leões, mídia alinhada não se entendeu e uns tiveram que desmentir os outros

Causou uma confusão generalizada na imprensa maranhense a forma equivocada que o Palácio dos Leões, mais uma vez, escolheu para divulgar um novo boletim sobre a saúde do governador-tampão Carlos Brandão (PSB).

Entregue apenas para setores escolhidos da blogosfera – todos alinhados ao Palácio – e sem um anúncio ou chancela oficial, a não ser a do próprio Hospital Beneficência Portuguesa documento levantou suspeitas sobre o estado clínico do tampão; e acabou levando o secretário Ricardo Capelli, responsável pelas destrambelhadas informações sobre o chefe do governo, a ter que ligar pra todos os aliados corrigindo a informação.

Alguns setores da mídia que divulgaram o Boletim Médico na tarde desta terça-feira, 7, chegaram a divulgar que Brandão passou por nova cirurgia para retirada de novo cisto nos rins; outros, apressaram-se em tentar esclarecer o caso, afirmando que o governador não sofreu nova intervenção.

A confusão formada em torno da doença do governador-tampão se estabeleceu desde o início de sua internação, quando o governo tentou minimizar a situação e esconder detalhes.

O novo boletim foi ainda mais confuso por que apresentado menos de um dia depois de o próprio Brandão anunciar que voltaria ao Maranhão esta semana.

Enquanto a confusão se estabelece, o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), é obrigado a se manter escondido, caso contrário pode ficar inelegível.

Mas para aliados do parlamentar, a situação já “está chegando ao limite do razoável”.

0

Acuado pela repercussão negativa de sua ausência, Brandão decide reassumir o governo…

Após passar quase 20 dias incomunicável – governando o estado por computador – governador-tampão sentiu o golpe das duras críticas ao seu sumiço e decidiu voltar ao Maranhão, hoje comandado pelo comunista Flávio Dino, mesmo sem ter cargo algum na gestão

 

Brandão não aguentou a pressão de aliados pela sua ausência e decidiu voltar para casa; mas continuará sendo apenas um retrato nas mãos de Flávio Dino?

O anúncio do retorno do governador-tampão Carlos Brandão (PSB) foi uma resposta acuada às críticas pela sua ausência do estado há mais de 20 dias.

Tampão pretendia ficar sumido por pelo menos mais 15 dias, para evitar cobranças de aliados por negócios em troca de apoio; mas a repercussão negativa de sua ausência e da retomada do controle do estado pelo ex-governador Flávio Dino (PSB) – que transformou o substituto legal de Brandão, Paulo Velten em preposto para entregar peixes  e cestas básicas – levou à antecipação da volta.

A partir do fim desta semana, Brandão terá apenas 20 dias de mandato efetivo para tentar cumprir os acordos firmados com deputados, prefeitos e vereadores em troca do apoio; são negócios financeiros de todos os tipos, que ele precisa assinar até o dia 2 de julho.

Apesar da imoralidade dos negócios eleitorais de Flávio Dino e Brandão, nada impede que eles façam até o dia 2 de julho; a partir daí, ficam proibidos de firmar novos convênios, liberar recursos e outras questões pagas com dinheiro público.

Por isso a pressa em voltar para casa após se esconder por mais de 20 dias…

0

Esvaziamento da Lagoa da Jansén é mais um fruto da incompetência do governo Brandão

Sucessor de Flávio Dino mostra absoluta incapacidade de comando, se esconde de aliados para não cumprir acordos, apresenta ferry boat de 35 anos como se fosse novo e deixa o padrinho político pra cima e pra baixo no helicóptero da polícia

 

Lagoa da Jansén secou completamente por que a Sinfra não conseguiu dar jeito nas comportas que impedem o vazamento

Análise da notícia

Enquanto o ex-governador Flávio Dino (PSB) passeia pra cima e pra baixo usando irregularmente o helicóptero da Polícia, e o governador-tampão Carlos Brandão (PSB) se esconde para não cumprir acordos com aliados, o Maranhão vai, literalmente, afundando.

O sucateamento do serviço de ferry boat por Flávio Dino foi aumentado pelo próprio Brandão, que anunciou como novo uma embarcação com mais e 35 anos.

Agora São Luís se vê às volta com o esvaziamento de um de seus principais cartões postais, a Lagoa da Jansén, por absoluta negligência do governo.

Em pouco mais de 60 dias no cargo – dos quais quase 20 ele ficou afastado – Brandão já deu mostras de que não tem liderança, não consegue impor seu ritmo ao governo e não tem aptidão para no batente.

O resultado é um estado paralisado, após oito anos de efetiva destruição por Flávio Dino…

 

2

Brandão comemora apoio de petistas que já estavam com ele

Militantes que defenderam a vontade de Flávio Dino no encontro de tática do PT são, inclusive, todos empregados no Palácio dos Leões, que não conseguiu a unidade esperada na base do partido, toda fechada com Weverton Rocha

 

Flávio Dino com os petistas empregados no Palácio dos Leões ou com indicação de cargos no governo Brandão

Nenhuma novidade foi registrada no encontro de tática do PT maranhense, no final de semana.

As mesmas brigas de sempre, os mesmos interesses e as mesmas figuras carimbadas empregadas no Palácio do Leões, seja qual for o governo de plantão.

Mesmo com todo o poderio de Flávio Dino, o governador-tampão Carlos Brandão não conseguiu a unidade esperada, com a base do partido toda fechada com o senador Weverton Rocha (PDT).

O encontro, como sempre, gerou muito bate-boca, acusações e agressões de lado a lado.

Com Brandão ficaram todos os empregados no Palácio dos Leões; com Weverton, a base partidária, formada por sindicalistas, servidores públicos e trabalhadores.

O PT fechado com Weverton já articula, inclusive, encontro próprio para reforçar a aliança…

2

Palácio dos Leões não sabe quando Brandão retorna ao governo

Licença do governador-tampão não tem prazo para expirar e ele pode ficar fora do Maranhão bem mais tempo do que previsto pelos seus aliados, o que deve emperrar a máquina administrativa, hoje dividida entre o substituto temporário Paulo Velten e o chefe de fato, Flávio Dino

 

Brandão está for ado estado sem saber quando volta, e a sombra de Flávio Dino atrás dele continua querendo dar as cartas no governo

Nem o Palácio do Leões, nem os aliados e muito menos o governador em exercício Paulo Velten sabem exatamente quando o governador-tampão Carlos Brandão reassume o comando do estado.

Brandão está fora do governo desde o dia 17 de maio; e pediu licença a partir da última quarta-feira, 1º para, sabe-se lá mais quanto tempo.

Sem o governador de direito, o governo vai sendo tocado pelo governador de fato, o comunista Flávio Dino (PSB), que, no entanto, não tem poder oficial para assinar documentos necessários ao andamento dos projetos.

O substituto temporário Paulo Velten, por sua vez, já avisou que pretende seguir apenas como chefe institucional do governo, sem maiores envolvimentos.

O resultado é um Maranhão acéfalo, sem comando e sem perspectiva de seguimento normal.

Pelo menos até a volta de Brandão, sabe-se lá quando…

4

Brandão entrega como novo ferry boat com mais de 20 anos de uso

Governo-tampão usa a mídia alinhada ao Palácio dos Leões para fazer festa pela nova embarcação, que além de não ter garantias de uso em mar aberto, já está há anos sedo usada em outros estados

 

Embarcação recebe3u apenas pintura para parecer nova; e foi anunciada por Carlos Brandão como de “ferry boat de alto padrão”

Foi o próprio governador Carlos Brandão (PSB) – apesar de “internado” – quem anunciou em suas redes sociais a chegada de um “novo ferry boat de alto padrão” para a travessia São Luís/Cujupe.

Foi a deixa para a turma da imprensa alinhada ao que determina o Palácio dos Leões fazer a festa, na tentativa de abafar o caos em que se encontra, há mais de um ano, o serviço de ferry boat no Maranhão.

A embarcação, no entanto, tem mais de 20 anos, foi estruturada para travessia de rios, não de mar aberto, e já rodou por diversos estados antes de chegar a São Luís.

É, portanto, mais um remendo que Brandão tenta fazer no serviço destruído pelo seu antecessor, Flávio Dino (PSB).

Mesmo que isso ponha em risco os usuários do transporte…

1

Após pressão deste blog, governo finalmente divulga boletim médico sobre saúde de Brandão

Palácio dos Leões vinha tentando esconder as condições clínicas do governador-tampão – e seu chefe de comunicação ainda debochou da população com vídeo gravado em carro – mas a cobrança sistemática levou aos esclarecimentos do Hospital Beneficência Portuguesa sobre cirurgia realizada em 22 de maio

 

Brandão, que tentava esconder sua situação clínica, foi obrigado a gravar vídeo, após forte repercussão negativa (vídeo: blog do John Cutrim)

 

Mais uma vez o blog Marco Aurélio D’Eça – desta feita em companhia do blog Atual7 – ajudou a sociedade maranhense a não ser enrolada com informações públicas falsas sobre um homem público, o governador-tampão Carlos Brandão (PSB).

Após sequência de posts deste blog – e também do Atual7 – o Palácio dos Leões foi obrigado a buscar no Hospital Beneficência Portuguesa, finalmente, um Boletim Médico sobre o estado de saúde de Brandão.

Pelo boletim, divulgado na tarde desta quarta-feira, 1º, sabe-se agora que, embora tenha se internado em 17 de maio, Brandão só foi operado em 22 de maio, devido “a um forte estado gripal apresentado pelo paciente na chegada à instituição”.

Segundo o boletim médico, Brandão se recupera “dentro da normalidade esperada” para o pós-operatório. O documento, assinado pelos médicos Marcelo Sampaio e José Luiz Chambo, nada fala sobre alta.

Desrespeito

A internação de Brandão vem sendo marcada por uma série de sigilos e desrespeito à população, que geraram, inclusive, forte especulação em todo o estado.

Na manhã desta quarta-feira, 1º, após a sistemática cobrança do blog Marco Aurélio D’Eça, o chefe da comunicação do governo, Ricardo Capelli, tentou enrolar a opinião pública, falando como se fosse médico, num vídeo gravado dentro de um carro, num total deboche à população maranhense.

Felizmente, o Palácio dos Leões caiu na real de que não está acima da sociedade e decidiu cobrar do hospital o Boletim Médico que deveria estar sendo divulgado desde o início da internação.

Diante da repercussão negativa, o próprio Brandão se viu obrigado a gravar um vídeo falando de sua situação clínica.

Fica a lição para o governo – e para o forasteiro Capelli: a população maranhense merece respeito e transparência.

E que o governador se recupere satisfatoriamente.

Abaixo, o boletim médico: