0

Com aliado rebelde, governo Flávio Dino joga ainda mais pesado…

Ação da Polícia Militar contra agentes penitenciários liderados, na manhã desta sexta-feira, 17,  deixou vários feridos e alguns no hospital

 

Governo ustou todo o aparato da PM para reprimir a ação dos agentes penitenciários

Governo ustou todo o aparato da PM para reprimir a ação dos agentes penitenciários

A ação da Polícia Militar contra os agentes penitenciários em greve, nesta sexta-feira, 17, em Pedrinhas, foi intensa e ostensiva, uma espécie de batalha entre agentes de segurança.

Liderados pelo notório Cezar Bombeiro – aliado do governo nas duas últimas eleições – os agentes protestam contra a malemolência do governo Flávio Dino (PCdoB) na discussão do reajuste da categoria, que já dura mais de um ano.

E talvez até por ser um aliado à frente da manifestação é que Flávio Dino determinou a dura ação da PM.

Líder do movimento, Cézar Bombeiro esteve com Flávio Dino e Edivaldo Júnior nas duas últimas eleições

Líder do movimento, Cezar Bombeiro esteve com Flávio Dino e Edivaldo Jr. nas duas últimas eleições

O governador é tido por adversários como duro na relação política, impiedoso e incapaz de gestos de leniência com os oposicionistas.

Mas esta dureza é amplificada à enésima potência quando o oponente é alguém como Cézar Bombeiro, que esteve em seu palanque.

Este é o espírito de Flávio Dino…

2

Para impedir CPI em Pedrinhas, Dino e aliados tentam estender o período de investigação…

Estratégia, adotada também pelo Sindicato de Agente Penitenciários e pelas lideranças governistas na Assembleia tenta desestimular os deputados de oposição a pedir a instalação da comissão

 

Flávio Dino e aliados: suspeita de acordo com facções

Flávio Dino e aliados: suspeita de acordo com facções

O governo Flávio Dino vem adotando desde a semana passada uma estratégia com objetivo claro: forçar o deputado Adriano Sarney (PMDB) – ou qualquer outro da oposição – a desistir do pedido de uma CPI para investigar a suposta relação dos comunistas com facções criminosas que controlam o Complexo de Pedrinhas.

A denúncia de que agentes do governo teriam negociado com criminosos para impedir rebeliões, motins e execuções em Pedrinhas foi feita por membros da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos. (Reveja aqui)

A estratégia de Flávio Dino e seus aliados ficou mais clara hoje, com a nota do Sindspen ao blog do Gilberto Léda, dizendo que apoia a CPI, desde que ela investigue 2013, 2014 e 2015. (Leia aqui)

Mas se espera recuo, o comunista e aliados se enganam.

Os deputados de oposição já demonstraram não ver problema algum em investigar todos os acontecimentos em Pedrinhas nos últimos anos.

Mesmo por que, as denúncias de que haviam aliados de Dino insuflando criminosos no complexo já vêm desde 2013. (Relembre aqui)

E a oposição ainda tem um aliado importante neste investigação: o delegado Sebastião Uchôa, que chegou a pedir a prisão de mais de 100 agentes, incluindo o atual presidente do sindicato, Cezar Bombeiro, por envolvimento com crimes e criminosos. (Releia aqui)

Se quiser freara CPI de Pedrinhas, portanto, Flávio Dino e aliados vai ter que buscar outra desculpa…