1

PCdoB vai “centralizar” interessados em disputar as eleições de 2020…

Partido do governador Flávio Dino vai determinar candidatos nos principais colégios eleitorais, com a garantia de que os não escolhidos – como Duarte Júnior em São Luís, e Clayton Noleto, em Imperatriz – sigam nas fileiras comunistas

 

RUBEM JÚNIOR DEVE SER O ESCOLHIDO DO PCDOB EM SÃO LUÍS; E Duarte Júnior terá que permanecer na legenda

A expressão entre aspas no título deste post é oriunda do próprio PCdoB, que usa o centralismo democrático como prática política.

Por este conceito, as decisões partidárias são tomadas pela cúpula, com a exigência de que todos os camaradas sigam a determinação sem questionamentos, sob pena de expulsão.

O PCdoB vai usar o centralismo democrático para enquadrar interessados em disputar as eleições que não estejam dentro do interesse da cúpula, a exemplo do deputado estadual Duarte Júnior e do secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto.

CLAYTON NOLETO JÁ ATÉ DESISTIU DE PEITAR O PCDOB E ABRIU MÃO DA CANDIDATURA; vai apoiar o deputado estadual Marco Aurélio

Duarte pretende disputar as eleições em São Luís – e é o melhor membro da base no confronto com o favorito Eduardo Braide (PMN) – mas a cúpula já se decidiu por Rubens Pereira Júnior.

Noleto, por sua vez, pretendia concorrer em Imperatriz, mas já até desistiu do projeto, em favor do camarada deputado Marco Aurélio.

Centralizados, nem Duarte Júnior, nem Noleto deverão deixar o partido; e seguirão sob orientação do Palácio dos Leões.

Caso contrário, serão expulsos – e com a expulsão, as consequências político-eleitorais.

0

César Pires vê dois pesos e duas medidas em veto à convocação de Clayton Noleto…

Para o deputado, não faz sentido que a Assembleia Legislativa convoque o diretor do DNIT para falar das rodovias federais e poupe o secretário de Infraestrutura só porque ele é aliado

 

O deputado estadual César Pires (PV) criticou nesta terça-feira, 28, a forma como os parlamentares da base governista tentam discutir o problema das rodovias que cortam o estado poupando os aliados do governo Flávio Dino (PCdoB).

– A malha viária é composta de BRs e MAs e vemos que estão precárias. Quem aqui se levanta para falar do contrário de que a MA-006 não passa uma dificuldade grandiosa? Quem aqui tem condições de vir a esta tribuna e dizer que de Matões a Pirapemas, passando por Cantanhede, a estrada não está péssima? Quem aqui não tem condição de dizer que parte também da 020, recuperada depois que nós fizemos queixas e botamos vídeos que ultrapassaram 150 mil visualizações, e o Governo começou a fazer alguma coisa porque, convocar não, pedir para o superintendente do DNIT vir aqui e virar as costas como se nada estivesse acontecendo nas MAs! – questionou o parlamentar.

Para Pires, a base governista mostra subserviência ao governo.

– Somos covardes, então, nesta Casa, por não enxergar isso. Somos lenientes, somos subservientes, somos míopes, não querendo enxergar o que está acontecendo! Quem aqui se aventura a dizer que as MAs passam momentos de facilidade ou que são diferentes das BRs? São iguais! – desabafou.

2

Suposto hospital de Imperatriz é fanfarronice política do governo Flávio Dino…

Louco pela disputa de 2020, secretário Cleyton Noleto anuncia obra em terreno que ainda sequer foi desapropriado, numa clara intenção de gerar fatos que viabilizem seu projeto eleitoral

 

NOLETO ANUNCIA BRAVATA EM IMPERATRIZ com obra de hospital que sequer tem local para ser construído

Fanfarrão é aquele que alardeia coragem sem ser corajoso, aquele que conta bravatas.

E foi exatamente isto que que aconteceu na ação do governo Flávio Dino (PCdoB), capitaneada pelo secretário de infraestrutura, Clayton Noleto, nesta sexta-feira, 8, ao lado do hospital Macrorregional de Imperatriz.

Em nome do governo comunista, Noleto alardeou a construção de um hospital que sequer tem um terreno para iniciar as obras.

Nem mesmo o Decreto de Utilidade Pública assinado pelo governador foi publicado ainda.

Para garantir a pose do terreno, o governo precisa do processo de desapropriação, que às, vezes, dura anos. Só depois abre-se a licitação, e se inicia a obra.

Em outras palavras, o tão falado hospital deve ser apenas um mote de campanha em Imperatriz, nada mais.

O governo que anuncia o novo hospital é o mesmo que fechou um hospital de 20 leitos no município; e o mesmo que deu de ombros para o incêndio do Socorrinho, semana passada.

Essa cegueira não se percebe somente na saúde; na infra estrutura também.

Enquanto os imperatrizenses sofrem com os buracos e a lama na periferia, vem a pergunta: cadê o mais asfalto, que tanto atuou no período eleitoral, principalmente na periferia?

A história eleitoral de Imperatriz já demonstrou que seu povo sabe identificar um fanfarrão.

E eles surgem a todo momento…

4

Demissão de advogado é mais uma confissão de culpa de Clayton Noleto…

Secretário de Infraestrutura tem várias obras com pareceres jurídicos assinados por assessor sem registro na OAB-MA, o que torna essas obras questionáveis do ponto de vista legal

 

Clayton Noleto confessou crimes antes, durante e depois da sabatina na Assembleia

A Secretaria de Infraestrutura do governo Flávio Dino (PCdoB) poderá ser obrigada a rever todos os processos de obras que tenham pareceres jurídicos assinados pelo advogado Eloy Weslem Ribeiro.

Ribeiro assinou os pareceres – a maioria durante a campanha eleitoral de 2016 – mesmo com o registro cancelado na seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA).

A denúncia da falta de registro do assessor de Noleto foi feita pelo deputado Edilázio Júnior (PV), durante a sabatina com o auxiliar de Flávio Dino na Assembleia Legislativa. (Relembre aqui)

Após a denúncia, descobriu-se também que Ribeiro advogou no TRE do Tocantins falsificando a OAB de outro advogado. (Releia aqui)

Leia também:

Clayton Noleto será testemunha na cassação de Holandinha…

Simplício Araújo e Clayton Noleto também fazem promoção pessoal…

Holandinha quer Clayton Noleto como réu no processo de cassação…

Com todas essas enroladas na pasta de um dos principais secretários de Flávio Dino, muitas das obras estão em situação irregular do ponto de vista legal.

Dino pode até encontrar no Maranhão algum juiz que tome decisão favorável ás ações da Sinfra.

Mas esses documentos fatalmente cairão nas instâncias superiores do Judiciário…

0

Simplício Araújo e Clayton Noleto também fazem promoção pessoal com patrocínio do governo…

Nomes de auxiliares de Flávio Dino – que são candidatos nas eleições de 2018 – aparecem em banner de patrocinadores de carnaval em Açailândia, ao lado de instituições públicas, como Governo do Estado e Prefeitura; situação parecida ocorreu também com Márcio Jerry, que desautorizou a propaganda

 

O banner com as marcas de Simplício e Noleto: propaganda promocional

Em campanha eleitoral desde que assumiram seus cargos no governo Flávio Dino (PCdoB), os secretários de Infraestrutura, Clayton Noleto, e de Indústria e Comércio, Simplício Araújo utilizaram-se do cargo público para fazer promoção pessoal no Carnaval de Açailândia.

O carnaval local tem apoio do Governo do Estado, da Prefeitura e da Câmara Municipal de Açailândia, mas Simplício e Noleto também aparecem na lista de apoiadores.

Na semana passada, após vazamento de banner promocional do carnaval de Esperantinópolis…, o também auxiliar de Flávio Dino, jornalista Márcio Jerry – outro que vai concorrer nas eleições de 2018 – desautorizou a propaganda e determinou a retirada do seu nome. (Releia aqui e aqui)

Os outros dois secretários, porém, continuam a se promover interior maranhense a fora.

Às custas do cargo público que exercem…

5

Holandinha quer Clayton Noleto como réu em ação de cassação no TRE…

Em sua defesa no processo, prefeito de São Luís pede que o secretário de Infraestrutura do estado seja apontado como um dos culpados dos supostos crimes eleitorais relacionados pelo ex-candidato Eduardo Braide

 

Edivaldo Júnior com Clayton Noleto em frente ao crime: secretário é uma espécie de “réu confesso”

Causou surpresa uma das preliminares apresentadas pelo prefeito Edivaldo Júnior (PDT) em sua defesa no processo de cassação que tramita no Tribunal Regional Eleitoral.

Ele simplesmente pediu ao TRE que inclua o secretário de Infraestrutura do Estado, Clayton Noleto, como réu no processo.

Noleto já havia sido relacionado na ação impetrada pelo deputado Eduardo Braide (PMN), mas na condição de testemunha. (Releia aqui)

A princípio, a estratégia do prefeito pode soar como confissão de que houve crime, mas não foi nele o responsável.

Para os advogados de Braide, no entanto, Edivaldo tenta evitar uma confissão de Noleto, uma vez que, na condição de réu, ele não é obrigado a falar a verdade, como seria na condição de testemunha.

O secretário na Assembleia, semana passada: confissão de crimes e uso da máquina

Ouvido em sabatina na Assembleia Legislativa, semana passada, Clayton Noleto acabou confirmando o abuso da máquina do governo Flávio Dino em favor de Holandinha durante a eleição de 2016. (Releia aqui e aqui)

Na condição de réu o auxiliar de Flávio Dino pode até mentir para proteger o prefeito de São Luís.

Mas estará complicando o seu próprio projeto eleitoral de 2018.

É aguardar e conferir…

5

Assessor da Sinfra que dá parecer jurídico sem ser advogado fraudou registro da OAB no Tocantins…

Eloy Weslem Ribeiro foi contratado por Clayton Noleto mesmo sem registro na Ordem dos Advogados; e usou inscrição de outro advogado para atuar nas eleições tocantinenses em 2016

 

Acima o processo em que Eloy atua com OAB falsa; abaixo, o verdadeiro dono da inscrição de advogado

Com o registro na Ordem dos Advogados do Brasil cancelado desde agosto de 2014, Eloy Weslem Ribeiro foi, mesmo assim, nomeado, em 2015, chefe da Assessoria Jurídica da Secretaria de Infraestrutura pelo seu titular Clayton Noleto.

O secretário sequer se preocupou em checar se os documentos do “advogado” eram verdadeiros.

 

Certidão da OAB-MA confirmando o cancelamento do registro de Eloy Ribeiro em agosto de 2014…

Mas, ainda assim, se o auxiliar de Flávio Dino tivesse mesmo preocupado com a lisura de sua atuação pública, teria percebido que seu assessor jurídico fraudou novamente o registro na OAB para atuar como advogado eleitoral no Tocantins, em 2016.

Para defender um candidato a vereador, Eloy Weslem acrescentou a sigla TO ao seu número de registro cassado no Maranhão.

Resultado: acabou-se utilizando do registro de Athos Wrangller Braga Américo, que havia sido aprovado no exame da OAB-TO em 2015. (Veja aqui)

..E a assinatura do suposto advogado em parecer da Sinfra; estelionato e falsidade ideológica

Tradução óbvia: o secretário de Flávio Dino responsável pelas obras no estado tem um estelionatário como assessor jurídico.

E foi este assessor quem deu os pareceres de obras, contratos e licitações na Sinfra.

Todos estes contratos podem agora ser anulados.

Em mais um crime do governo comunista…

1

Sinfra diz que vai encaminhar a Edilázio informações sobre “Mais Asfalto”…

Secretaria reagiu à ameaça de abertura de investigação do secretário Clayton Noleto e justificou que atraso nas informações se deu por causa de obras na sede da pasta, que acabaram por separar departamentos

 

Noleto temeu inelegibilidade

Noleto temeu inelegibilidade

A Secretaria de Infraestrutura encaminhou nota ao blog, nesta quarta-feira, 30 para se justificar em relação à denúncia do deputado Edilázio Júnior (PV) de que o titular da pasta, Clayton Noleto, cometera crime de responsabilidade ao deixar de informar à Assembleia dados sobre o programa “Mais Asfalto”.

Edilázio havia pedido desde o início de outubro informações sobre o programa – como cronograma de obras e municípios beneficiados – mas nunca recebeu os documentos. Na tarde desta quarta-feira,30, ele pediu formalmente à assembleia a abertura de investigação contra Noleto. (Releia aqui)

Na nota, a Sinfra justifica o atraso no envio das informações e garante que elas estarão nesta quinta-feira, 1º, à disposição do parlamentar.

Veja abaixo a íntegra da nota:

A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) esclarece que o atraso na prestação de informações foi causado porque alguns departamentos desta Secretaria estão funcionando separados em um local provisório, em decorrência de reforma que vem sendo realizada no prédio que abriga a sede do órgão, no Edifício Clodomir Millet.

Assim que tomou conhecimento do ofício, o secretário Clayton Noleto determinou que este fosse respondido o quanto antes. A solicitação deverá ser atendida até esta quinta-feira, dia 1º de dezembro.

Por fim, a Secretaria reitera que está à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos, primando pela transparência na divulgação das informações de interesse público.

Secretaria de Estado da Infraestrutura

1

Candidatos de Flávio Dino não vingam em Imperatriz…

Deputado estadual Marco Aurélio é o segundo membro do PCdoB a abrir mão da disputa pela prefeitura; antes dele, o partido do governador havia inventado o secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, que nem chegou a se viabilizar como opção eleitoral

 

Sem viabilidade eleitoral, Aurélio seguiu mesmo caminho de Noleto

Sem viabilidade eleitoral, Aurélio seguiu mesmo caminho de Noleto

A desistência do deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB) de disputar a Prefeitura de Imperatriz, consolida o fracasso do grupo do governador Flávio Dino (PCdoB) no segundo maior colégio eleitoral do Maranhão.

Antes de Marco Aurélio, Dino havia inventado a candidatura do secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, que nem chegou a aparecer nas pesquisas.

– Decidi retirar meu nome da possibilidade da disputa eleitoral à prefeitura de Imperatriz em 2016. Tomo tal atitude para, também, favorecer a unidade do campo político que apoia e dá sustentação ao governo Flávio Dino – disse o deputado comunista, em nota divulgada nesta segunda-feira, 20.

Com a decisão de Marco Aurélio, Flávio Dino será obrigado a apoiar a candidatura da pedetista Rosângela Curado, ou encontrar uma saída com o prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira (PSDB).

Só não dá mais tempo é de inventar outro comunista…