1

Ivaldo Rodrigues intensifica ações no fim de semana…

Mesmo durante a pandemia de coronavírus, vereador vistoria serviços públicos e obras, além de debater com setores da sociedade sobre as questões de São Luís neste período de coronavírus

 

Ivaldo circulou por praças que estão sendo reformadas na Cohab e no Cohatrac, por inciiativa de requerimentos seus

O vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) aproveitou o fim de semana para intensificar as ações de vistoria, conversas e reuniões com setores da sociedade.

Mesmo diante da pandemia de coronavírus, o parlamentar fez questão de acompanhar serviços realizados na capital maranhense, seguindo as determinações de proteção da Organização Mundial de Saúde.

No sábado, Ivaldo começou a agenda no bairro Cohatrac, vistoriando os serviços de limpeza, capina e poda de árvores, realizados pela Prefeitura de São Luís, através de seu requerimento pela Câmara de Vereadores.

Com moradores, Ivaldo conversou sobre a situação dos bairros em época de pandemia, respeitando as restrições impostas

O ação contempla diversas ruas, praças e espaços públicos da região.

Na Cohab, conversou com moradores sobre a reforma de 17 praças do bairro. 

Ivaldo Rodrigues também reuniu-se com mestres de capoeira de São Luís. Entendendo suas principais demandas e necessidades, buscando soluções para fortalecer essa expressão cultural brasileira, sobretudo durante a pandemia, que proíbe algumas práticas.

O vereador reuniu-se também com vários setores da sociedade, respeitando as regras de proteção, com máscaras

O vereador pedetista acompanhou também o chefe da Secretaria de Abastecimento, Emersom Macêdo, vistoriando as obras de reforma do Mercado das Tulhas, na Praia Grande.

A revitalização do equipamento de abastecimento foi iniciada ainda quando o vereador estava no executivo, que devido ao seu bom desempenho, garantiu ainda a repaginada em diversos outros Mercados Públicos Municipais, como na Cohab, Anil, Coroadinho, Monte Castelo, Tulhas, São Francisco, e Bom Jesus.

Além dos já finalizados, Vicente Fialho e Macaúba.

1

Só metade da população cumpria isolamento antes do lockdown, revela Dino

Em São Luís índice foi de 56%; no Maranhão, foi de apenas 43% até segunda-feira, 4, segundo o próprio governador. Apesar do excesso de pessoas no João Paulo, na Kennedy e em outros pontos bancários, comunista classificou de “grande êxito” primeiro dia do bloqueio total

 

As agências bancárias, como esta na Kennedy, continuam a ser o principal problema para o isolamento social na pandemia, mesmo após o lockdown

O governador Flávio Dino (PCdoB) apresentou nesta terça-feira, 4, em entrevista à TV Mirante, um dado pela primeira vez revelado pelo Governo do Maranhão: a taxa de circulação de pessoas nas ruas, antes do bloqueio geral, era de 46% no Maranhão e de 53% em São Luís, o que significa dizer que metade da população nunca respeitou as medidas de isolamento social.

A partir dos dados a que o governo tem acesso, o governador anunciou que divulgará o antes e o depois do lockdown, no que diz respeito à circulação de pessoas.

Durante a entrevista à TV Mirante, Flávio Dino classificou como exitoso, o primeiro dia do lockdown na região da Grande São Luís, apesar da grande movimentação no João Paulo e na Kennedy, como comprovam imagens que ilustram este post.

– Os primeiros levantamentos ainda serão feitos para comparar o movimento de pessoas antes e depois [do bloqueio]. Mas já temos dados da Prefeitura de São Luís e do videomonitoramento do Ciops, que apontam um grande êxito – disse o governador.

No João Paulo, além das dificuldades com a feira, agências de bancos privados também são ponto de aglomeração

De acordo com a Prefeitura de São Luís, a redução na circulação de veículos atingiu menos da metade do usual, patamar baixo para um lockdown.

Os números oficiais do bloqueio devem ser apresentados ainda no final da noite desta terça-feira, 5…

3

Asfalto começa a chegar também ao bairro Cohatrac…

Prefeito Edivaldo Júnior determina m,ais uma frente de trabalho, acompanhando o início da recuperação de 40 ruas e avenidas na região, totalizando cerca de 12 quilômetros

 

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT) começou a semana com mais uma frente de asfaltamento pela cidade. Na manhã desta segunda-feira (23) ele acompanhou o início dos trabalhos na região do Cohatrac onde mais de 40 ruas e avenidas terão a pavimentação recuperada, totalizando mais de 12 quilômetros de asfalto novo para população.

O lançamento dos serviços foi na Avenida Contorno Sul, que tem mais de 1,5 quilômetro de extensão. Edivaldo anunciou ainda o início das obras na Avenida Guajajaras também nesta segunda-feira. Na via começou a ser feita a fresagem, preparando a avenida para a colocação do novo asfalto nos próximos dias.

Por meio do macroprograma de investimentos em infraestrutura, São Luís em Obras, serão pavimentadas ruas e avenidas das principais regiões da cidade afetadas durante o período de chuvas.

No Vinhais as obras foram iniciadas na semana passada e seguem avançando. No fim de semana os trabalhos chegaram às vias do entorno do Parque do Bom Menino e foram intensificados na Rua Celso Magalhães, também no Centro. As regiões Cidade Operária, Itaqui-Bacanga e Zona Rural serão as próximas a receber novo asfaltamento.

6

Promotor desdiz “deliberação” e afirma que carnaval de rua “não está proibido”…

Ao tentar explicar ao blog de Diego Emir, Cláudio Guimarães diz que a decisão tomada em reunião na quinta-feira fala apenas de festas privadas em áreas públicas, o que desmente o próprio documento divulgado

 

Guimarães: “todos” são “todos”

Após a polêmica da decisão autoritária de proibir festas de carnaval em bairro de São Luís – à exceção do eixo-Centro/Madre Deus – o promotor Cláudio Guimarães tentou se explicar ao blog de Diego Emir.

– O carnaval de rua conforme deliberado, ele não está proibido, muito pelo contrário, os órgãos de segurança querem que o carnaval de rua tradicional seja restabelecido. Que volte a ser como era antes com suas charangas, blocos de sujo etc – afirmou Guimarães. (Leia mai aqui)

Não é o que diz o documento assinado por ele mesmo e por diversas outras autoridades públicas, após reunião na última quinta-feira, 19. 

Lá, a proibição a todos as festas fora do eixo está cristalino, no item 1 das “deliberações” tomadas:

-Todos os eventos de pré-carnaval a serem realizados  na Comarca de São Luís em área pública deverão ocorrer exclusivamente em área do Centro Histórico, Madre Deus e Aterro do Bacanga, sendo absolutamente proibido o fechamento das acima referidas áreas públicas com a finalidade de cobrança de entrada.

Perceba que o documento – ao contrário do que diz Cláudio Guimarães – refere-se a todos os eventos de pré-carnaval, e não apenas aos privados.

Em outras palavras, nenhuma outra comunidade de São Luís pode fazer festas pré-carnavalesca – paga ou não – em área pública, exatamente como já havia dito este blog. (Releia aqui)

Aliás, para as festas em áreas privadas – “bares, restaurantes, lanchonetes, conveniências, lava jatos e etc…” – o documento “delibera” que só podem ocorrer das “16 horas às 22 horas”.

E alegria corre solta nos bairros de São Luís, como tem que ser, sem imposições ou amarguras

Na entrevista a Diego Emir, o promotor de Justiça faz, inclusive, uma ameaça clara aos que pretendam fazer este tipo de festa:

– Na hora que for responder por homicídio, o governador tá protegido por foro privilegiado e os licenciadores não, então via de regra a corda só arrebenta para o lado mais fraco. Então tenham bom senso, porque vocês licenciarem um evento nessas condições é um tanto arriscado.

O promotor precisa, portanto, estabelecer uma conexão entre o seu discurso público e o que está no documento, independente do efeito prático que as “deliberações” produzam.

Até por que, na visão do próprio governador Flávio Dino (PCdoB), “Carnaval tem que ser na cidade toda“. (Entenda aqui)

Simples assim…

3

Flávio Dino questiona decisão sobre carnaval que a própria PM ajudou a construir…

Governador publica vídeo em redes sociais para garantir que sua visão sobre o carnaval é diferente da dos promotores que tentam limitar a festa ao eixo Centro-Madre Deus

Promotores querem restringir o carnaval de rua ao Centro; Flávio Dino ai comprar essa briga?

O governador Flávio Dino fez uma transmissão ao vivo, neste sábado, 21, em suas redes sociais, garantindo que, em sua visão, o carnaval deve acontecer na cidade toda.

– Todos os blocos vão acontecer. Há uma iniciativa de um promotor, mas nossa visão é diferente: o carnaval tem que ser na cidade toda; com organização, mas na cidade toda – pregou o governador, ao responder a questionamento de morador do Cohatrac, durante a live. (veja o vídeo abaixo)

Na última quinta-feira, por imposição dos promotores Cláudio Cabral e Cláudio Guimarães, vários órgãos e instituições do próprio governo Flávio Dino assinaram documento proibindo festas pré-carnavalescas em bairros da periferia, como o próprio Cohatrac.  (Releia aqui)

Entre o que assinaram o documento estão a Secretaria Cultura do Estado, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar.

Flávio Dino vai ter que ser mais preciso, portanto, para fazer com que sua equipe respeite o direito de ir e vir da população, e não a determinação dos promotores.

A menos que esteja jogando com a plateia, como fez no caso da Funac na Aurora. (Relembre aqui)

É aguardar e conferir…

1

Imagem do dia: população fazendo a sua parte…

cohar

Se uma imagem vale por mil palavras, essa aqui estampa de forma espontânea moradores dos eixos Cohab/Cohatrac colocando a mão na massa e limpando seu próprio espaço de lazer. Aliás, a prática vem se repetindo há algum tempo em várias praças após a instituição dos Comitês Gestores, um dos eixos do macroprograma de paisagismo da capital lançado em 2014, que organiza nas comunidades, grupos que se dispõem a cuidar da manutenção dos espaços em conjunto com o poder público. Atualmente já são mais de 40 comitês cuidando de suas praças.

E parece que vem dando certo, registra-se aqui inclusive que foi essa uma das vitrines de campanha do prefeito reeleito e bem aceita pela população já que só nas áreas Cohab, Cohatrac e entorno, que compreende à 10ª e 88ª zonas eleitorais, a votação do primeiro para o segundo turno saltou de 38% para 58%, cerca de 20 pontos percentuais o que rendeu mais de 71 mil votos para Edivaldo Júnior (PDT).

Apesar de técnico de carreira, o presidente do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), Luiz Carlos Borralho, que coordenou juntamente com uma grande equipe essa que é uma grande área, mostrou traquejo político, trabalho e força para comandar outros desafios quem sabe ainda maiores.

Mais esta é uma outra história…

0

Eduardo Braide vai ao Cohatrac…

Eduardo Briade houve os reclames de comerciante no Cohatrac

Eduardo Briade houve os reclames de comerciante no Cohatrac

O candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PMN), visitou durante toda a sexta-feira (19),  o bairro do Cohatrac. Acompanhado de candidatos a vereadores e correligionários, o deputado estadual pode ouvir atentamente sugestões e apelos dos moradores.

“Fico motivado em saber que em todos os cantos desta cidade, consigo encontrar amigos que sonham com uma nova cidade e que acreditam assim, como eu, que São Luís tem jeito”, comemorou.

Reclamações

Eduardo Braide percorreu avenidas, além da feira do bairro. Dentre vários apelos, a limpeza pública e segurança foram pedidos recorrentes.

“Meu Plano de Governo foi montado assim, ouvindo o povo e por isso estou aqui hoje, justamente para mostrá-lo, perceber se está adequado”, explicou o candidato.

Fábia Santos, 40 anos, moradora do bairro de Pedrinhas, é comerciária em uma loja de roupas no Cohatrac, sua maior reclamação foi o transporte público.

“Demoro uma hora pra chegar ao meu trabalho, pego três ônibus e na volta, já fim de tarde, o tempo triplica. Passo mais de duas horas em pé, em ônibus lotados e velhos”, desabafou.

Eduardo atentamente explicou que uma de suas propostas para a área é melhorar o trânsito na avenida Jerônimo de Albuquerque e exigir de imediato a troca dos ônibus velhos por novos.

Revitalização da Feira

Francisco das Chagas, feirante há mais de 25 anos, fez questão de receber Eduardo Braide em seu box para perguntar se ele tinha alguma proposta específicas para as feiras.

“Eu sou uma pessoa que acredita que as feiras têm que ser não só uma área de comercialização de alimentos, mas também um ponto turístico da cidade, por isso alem da revitalização, a criação de estacionamento para facilitar a vida dos que visitam as feiras”, explicou Braide.

Pedro Ferreira, também feirante, assim como Francisco ouviu atentamente as propostas.

“Precisamos renovar a política, votar nos mesmos não dá e ganha o meu voto, quem mostra que faz. Gostei do Eduardo Braide”, concluiu o trabalhador.

0

Vídeo do dia: a chegada da menina Juliana em casa…

O vídeo mostra o momento em que a menina Juliana, desaparecida desde as 10h da manhã, no Cohatrac, chegou à sua residência. Ela foi levada por uma família que percebeu o estado da menina, ao pedir água, no residencial Cohabiano. Ela foi submetida a exames e pode ter sofrido alum tipo de violência. A polícia já está investigando o caso