0

Assim como mostrou este blog, Flávio Dino já pensa em lockdown

Governador admitiu nesta segunda-feira, 27, que, diante do descontrole do avanço da CoVID-19 no Maranhão, já começa a estudar a possibilidade de fechar todas as atividades, pelo menos na Grande São Luís

 

Flávio Dino já fala em bloqueio absoluto no Maranhão, mas insiste em dizer que tem leitos para todos, diante da realidade diferente nas unidades de saúde

O governador Flávio Dino (PCdoB) voltou a admitir nesta segunda-feira, 27, a possibilidade de decretar o lockdown (bloqueio total) das atividades  e da circulação e pessoas na rejeição da Grande São Luís, diante do avanço desenfreado da CoVId-19.

– Diria hoje numa escala de 0 a 10 que estamos mais próximos de uma decisão de bloqueio das atividades do que propriamente uma decisão de liberação. Estamos constatando um crescimento constante dos leitos hospitalares – afirmou o governador.

Na semana passada, o blog Marco Aurélio D’Eça já havia levantado a hipótese de fechamento total das atividades, diante de declarações do próprio Flávio Dino. (Relembre aqui)

Ele, no entanto, optou apenas por apertar as regras para supermercados e outras serviços em funcionamento.

Nesta segunda-feira, o movimento de pessoas nas ruas aumentou consideravelmente, como mostra a imagem que ilustra este post, da Rua Grande, em plena 10 horas da manhã.

Na Cohama e no Calhau, foram constatadas a realização de festas e eventos em prédios e apartamentos. (Releia aqui)

Flávio Dino continua insistindo que o governo disponibiliza leitos e equipamentos para o combate à CoVid-19, embora seja diferente a realidade nas unidades de saúde, que estão se recusando a receber mais pacientes.

Diante do caos já iminente, o ideal mesmo é que seja decretado o bloqueio total no Maranhão.

Para o bem de todos os maranhenses…

2

Em vídeo, Carlos Madeira mostra identidade no Bairro de Fátima

Pré-candidato do Solidariedade a prefeito de São Luís circula na comunidade, conversa com várias pessoas de sua infância e juventude e mostra conhecimento dos causos e causas da região onde morou

 

O pré-candidato do solidariedade a prefeito de São Luís, Carlos Madeira, divulgou em suas redes sociais um vídeo em que faz um périplo por sua comunidade, o Bairro de Fátima, mostrando identidade com os moradores.

Conhecido na infância por “Pedrinho” ou “Dedé”, Madeira ouviu histórias de senhoras e senhores que conviveram com ele na infância e na juventude, antes de se tornar juiz.

Bem descontraído nas conversas, o juiz federal entrou nas casas, tomou café, saboreou o sorvete de pregoeiro e se emocionou com as histórias dos seus comunitários.;

Nascido em família humilde e vitorioso pelo estudo, o candidato do Solidariedade tem identidade com as comunidades mais carentes por que veio dela.

O vídeo está disponível nas redes sociais do pré-candidato…

6

A corajosa e digna campanha de Jeisael Marx…

Jovem saído das classes mais populares da sociedade enfrenta com coragem as estruturas de poder e os chamados filhotes-políticos com sobrenomes famosos – mesmo os que, hoje, tentam se livrar desses sobrenomes

 

Jeisael Marx sente-se à vontade nas comunidades por que tem identidade intrínseca com elas

Chegando à fase da definição de partidos e candidatos, a campanha eleitoral em São Luís já tem um símbolo de dignidade e coragem.

O jornalista e apresentador Jeisael Marx (REDE) enfrenta de cabeça erguida as estruturas de poder montadas em torno de outros candidatos e faz uma pré-campanha respeitável nas redes sociais e nas comunidades.

Jovem nascido e criado na comunidade João de Deus/São Bernardo, Marx tem conseguido passar à população uma mensagem: é, sim, possível, que qualquer cidadão possa pleitear um posto político e não apenas os filhos do poder, com sobrenomes de peso – ou mesmo os que tentam esconder estes sobrenomes.

No jargão popular esses parentes de políticos são conhecidos pelo termo “filhotes-políticos”.

Poucos candidatos conseguem entender a realidade das comunidades de São Luís como Jeisael Marx conhece

Numa disputa em que – do primeiro ao último colocado – a maioria dos candidatos é filho, neto, sobrinho, esposa ou marido de outros políticos, Jeisael Marx é o ponto fora da curva.

Além de ser “filho da precisão”, Marx não está em nenhuma estrutura de poder e nem tem mandato eletivo que possa garantir-lhe espaço no debate.

E se conseguir continuar a passar ao cidadão essa questão de que a política não é feita apenas para os filhos do poder, terá grande êxito no pleito de outubro.

É aguardar e conferir…

0

Porto São Luís fecha acordo com mais três famílias de posseiros e divulga nota

O Porto São Luís, na região da comunidade do Cajueiro, vai movimentar cargas do mundo inteiro

O Porto São Luís insistiu na conciliação, com intermediação da Justiça, e conseguiu fechar acordo com mais três famílias de posseiros, das cinco que ocupam a área do empreendimento, na comunidade Parnauaçu, próximo ao Cajueiro.

As duas famílias que permanecem na área do empreendimento recusam-se a dialogar e exigem R$ 10 milhões para deixar o local.

Leia na íntegra a nota divulgada pelo Porto São Luís:

NOTA
PORTO SÃO LUÍS

1 – O Porto São Luís conseguiu acordo com três famílias de posseiros (pessoas que ocupam o terreno, mas não são donas da propriedade), das cinco famílias que ainda estão na área do empreendimento, no povoado Parnauaçu, próximo à localidade Cajueiro (região Itaqui-Bacanga).

2 – Os acordos foram obtidos durante audiências de conciliação – intermediadas pela Justiça – realizadas ao longo desta semana. Neste momento,  somente duas famílias seguem sem acordo. Cada uma está pedindo R$ 10 milhões para deixar a área do Porto São Luís. Os imóveis não têm benfeitorias que justifiquem quantia tão alta.

3 – Diante da recusa dos dois posseiros em sair, seguem paradas as obras do projeto do Porto São Luís de US$ 500 milhões – que deve gerar mais de 3 mil empregos diretos e cerca de 10 mil indiretos no pico da sua construção. 

4 – A presença das duas famílias inviabiliza a retomada das obras, principalmente em função da segurança desses próprios moradores. As equipes de construção do Porto São Luís operam com máquinas pesadas e obedecem a padrões rígidos de segurança. Não é permitido que pessoas circulem próximo a essas máquinas quando estão em operação, pois há um grande risco de acidentes graves. As obras também provocam muita poeira, tornando a área insalubre para habitação.

5 – O Porto São Luís esclarece que, desde que iniciou sua implantação no Cajueiro, tem cumprido as etapas de remanejamento das famílias de posseiros. Nas negociações são oferecidos indenização, pagamento de aluguel, ajuda de custo, apoio para a mudança ou guarda dos pertences, além de preferência nas vagas de emprego que surgem em cada etapa das obras. Cerca de 100 pessoas das comunidades do entorno estavam trabalhando nas obras do Porto São Luís em dezembro, antes da paralisação.

6 – A empresa também mantém negociação e diálogo intermediados pelas equipes de Serviço Social, Comunicação e Responsabilidade Socioambiental com os moradores que ainda se encontram na área do empreendimento. O objetivo é a saída negociada, pacífica e amigável.

7 – O Porto São Luís destaca que tem realizado ações de responsabilidade social na área do seu entorno. As ações já beneficiaram centenas de pessoas com atendimentos odontológico e oftalmológico, e, em março, serão iniciados cursos de profissionalização gratuitos para a comunidade, por meio do projeto Comunidade Ativa. 

8 – Por fim, o Porto São Luís espera que o bom senso prevaleça e as duas famílias que ainda ocupam a área do empreendimento saiam de forma pacífica e negociada, como já ocorreu com cerca de outras 90 famílias.

São Luís, 22 de fevereiro de 2020

0

Residencial Maria Aragão recebe asfalto, por solicitação do Dr. Gutemberg

Os moradores do Residencial Maria Aragão iniciam o ano realizando o sonho de ter o bairro asfaltado. Após solicitação do vereador Dr. Gutemberg Araújo, nesta segunda-feira, 06, as máquinas da Prefeitura de São Luís começaram as obras na região, com os trabalhos de terraplanagem.

O Residencial Maria Aragão tem 11 anos de criação e abriga cerca de 450 famílias. O bairro é formado por 17 ruas e duas Avenidas principais: Av. Boa Vista e Av. Belo Horizonte. Para o líder comunitário, Isael Costa Leite, essa é a primeira vez que o bairro recebe uma obra grandiosa. Ele ainda ressalta que o asfalto é um sonho antigo dos moradores.

“2020 começa diferente, começa com esperança para todos nós. Feliz em saber que não vamos mais sofrer com o período chuvoso, que deixa as ruas intrafegáveis, cheias de lama e buracos. Quero agradecer ao Prefeito Edivaldo Holanda por ajudar o nosso bairro e ao vereador Dr. Gutemberg por honrar o compromisso com a nossa comunidade”, agradece Isael.

Em grande ação social realizada no último sábado (4), no residencial Maria Aragão, o vereador Dr. Gutemberg anunciou com muita alegria o início das obras. Nesta segunda-feira, ele esteve no local para fiscalizar o início dos trabalhos.

“Toda a minha gratidão ao Prefeito Edivaldo Holanda e ao secretário de obras, Antônio Araújo, pela atenção comigo e com os moradores. Essa é uma reivindicação antiga das famílias e significa o restauro da dignidade das pessoas que moram aqui. Chega de poeira, lama e buracos. Maria Aragão será um bairro modelo. Isso é só o começo. Vamos continuar nossa luta pela comunidade”, frisa Dr. Gutemberg.

Ação social no Maria Aragão

O vereador Dr. Gutemberg Araújo proporcionou um fim de semana com alegria e boas notícias para comunidade do Residencial Maria Aragão. Para a garotada do bairro e adjacências, o sábado (04) foi especial com diversas brincadeiras e animação dos personagens da Disney, que entregaram vários brindes. Ainda teve distribuição de cestas básicas para as famílias. E, na oportunidade, o vereador anunciou as obras de asfalto da Prefeitura de São Luís para todo o bairro.

Moradora do bairro há 3 anos, Elisangela ficou feliz com as novidades.

“A garotada acordou cedo para brincar. Muitos nunca tinham tido essa oportunidade de brincar com os personagens da Disney. Foi maravilhoso receber a cesta básica. E a notícia do asfalto veio para coroar esse fim de semana mágico para todos nós. Parabéns prefeito Edivaldo Holanda e parabéns Dr. Gutemberg”, comemora Elisângela Tenório.

Da assessoria

0

Vereador Dr. Gutemberg promove ação social na comunidade Janaína

Os moradores da comunidade Janaína e adjacências tiveram um fim de semana especial com as ações gratuitas do programa ‘Cuidando de Você’, criado pelo vereador Dr. Gutemberg Araújo em parceria com a Prefeitura de São Luís. A ação social com atendimentos gratuitos nas áreas de saúde, cidadania, esporte e lazer foi realizada no último sábado (17), no Centro Beneficente São Benedito.

Como nas edições anteriores, várias pessoas modificaram a rotina de sábado para buscar os serviços gratuitos. Foram beneficiados os moradores da Janaína, Janaína Riode, Santa Clara , Tiradentes e José Reinaldo Tavares.

Os serviços na área de saúde foram os mais procurados, principalmente, o atendimento com aferição de pressão, orientações nutricionais, atendimento psicológico, testes de glicemia, Hepatites e HIV/ Aids, além de outros na área de saúde básica.

Também foram ofertados serviços de consultoria jurídica, orientações e oficinas da Defesa Civil, além dos serviços de beleza com barbearia, cabeleireiro e manicure. Na área de lazer tiveram: aula de Zumba, a recreação com palhaços, futebol e brincadeiras para a garotada.

“Nossa comunidade é carente desses serviços. E muitos moradores que passam o dia trabalhando, não tem nem tenho tempo para marcar uma consulta da forma tradicional. Várias mães me contaram que adoraram as aulas de zumba e o dia de beleza com manicure e corte de cabelo para os filhos. A garotada também adorou as brincadeiras.  Esse dia foi muito especial e importante para todos. A comunidade agradece ao vereador Dr. Gutemberg Araújo por essa ação social”, afirma Black Braide, morador e líder comunitário da Janaína.

O programa ‘Cuidando de Você’ vai até as comunidades para cuidar das pessoas, ouvir seus anseios e procurar solução às principais demandas em diversas áreas. 

Neste ano, essa foi a terceira grande edição do programa, que também é realizado de forma permanente em algumas comunidades com aulas de zumba entre outras ações.

Para o vereador Dr. Gutemberg, fica o sentimento de gratidão por estar no caminho certo, podendo oferecer serviços de qualidade e ter a satisfação da comunidade.  

“O projeto tem despertado cada vez mais o interesse das comunidades. Com o projeto, aumentamos o diálogo e a participação popular em nossas ações, o que nos ajuda na elaboração de Projetos de Lei e propostas de requerimentos de infraestrutura e outros. Agradeço o apoio do vereador Osmar Filho, da Prefeitura de São Luís, voluntários e demais entidades parceiras que sempre nos apoiam”, afirma Dr. Gutemberg.

A edição do programa ‘Cuidando de Você’ na comunidade da Janaína teve o apoio da  Prefeitura de São Luís, vereador Osmar Filho (presidente da Câmara Municipal SLZ), estudantes do curso de enfermagem do Ceuma do Renascença e Anil (Liga Acadêmica de Habilidades de Enfermagem), Faculdade Pitágoras, Grupo Comunitário Semente da Esperança e Projeto ‘Seres de Luz’.

0

Pedro Lucas Fernandes quer criar energia elétrica pré-paga…

Líder do PTB na Câmara, o deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA) apresentou um projeto de lei (PL 539/19) para instituir a modalidade de pré-pagamento do consumo de energia elétrica.

Um dos principais objetivos para a elaboração da proposta é justamente permitir que o consumidor brasileiro tenha direito a planejar seu gasto com energia elétrica e não ser surpreendido ao aumento constante da conta de luz.

Para Pedro Lucas Fernandes, esse projeto de lei tem uma extrema relevância para os consumidores do país.

O parlamentar maranhense justifica que seu PL, ao instituir a modalidade de pré-pagamento do consumo, contribuirá para um melhor planejamento financeiro de gastos dos brasileiros porque haveria um prognóstico de quanto iria gastar, ou melhor, de quanto gostaria de gastar com a conta de luz.

3

Jeisael Marx tem citação em pesquisa superior à de medalhões…

Jornalista e apresentador de TV tem se movimentado como pré-candidato a prefeito de São Luís; e mesmo sem partido consegue alcançar índices melhores que o de candidatos palacianos e de grupos tradicionais

 

ENQUANTO MEDALHÕES RECHEADOS DE DINHEIRO OU DE EMPÁFIA PATINAM NAS PESQUISAS, JEISAEL SURGE COMO OPÇÃO, catapultado por popularidade televisiva

O jornalista Jeisael Marx funciona como uma espécie de outsider nesta fase da pré-campanha pela Prefeitura de São Luís.

Sozinho, ele se movimenta nas comunidades, aponta problemas, mostra soluções e, às vezes, até força a mobilização do poder público.

Popular na TV como apresentador de telejornais e garoto-propaganda de um título de capitalização ele colhe nas ruas os louros dessa exposição quase que diária.

E esses louros já se refletem nos números das pesquisas.

Jeisael já tem percentuais nos levantamentos estimulados ou espontâneos tão bons ou até melhores que muitos candidatos já com as bênçãos de palácios ou grupos políticos.

Ele bate, por exemplo, medalhões como o deputado estadual Adriano Sarney (PV), o presidente da Câmara Municipal Osmar Filho, que tem o apoio do PDT, ou o supersecretário de Cidades Rubens Pereira Júnior (PCdoB), ungido pelo Palácio dos Leões e por setores do Palácio La Ravardière.

Jeisael tem até abril de 2020 para definir um partido político por onde deverá concorrer às eleições – e há legenda de sobra em busca de sua filiação.

Mas esta é uma outra história…

1

A desenvoltura política de Jeisael Marx…

Jornalista que se lançou pré-candidato a prefeito de São Luís mostra, mesmo ainda sem partido, que tem mais aceitação popular e articulação comunitária que muitos medalhões com chancela partidária garantida

 

ENQUANTO CANDIDATOS SE PREOCUPAM EM OBTER CHANCELA PARTIDÁRIA E ANGARIAR RECURSOS DE CAMPANHA, JEISAEL VAI AOS BAIRROS, discutir os problemas de São Luís

Empresário e apresentador de TV, o jornalista Jeisael Marx mostra-se nesta pré-campanha eleitoral, em que se apresentou como pré-candidato a prefeito, com desenvoltura superior a muitos candidatos já chancelados partidariamente.

Jeisael tem se reunido quase que diariamente com comunidades e moradores de bairros da periferia de São Luís, angariando um apoio popular consistente.

Muito disso, fruto de seu trabalho na televisão, que o torna conhecido a ponto de polarizar em percentuais de voto com medalhões políticos, como Adriano Sarney (PV), Osmar Filho (PDT), Bira do Pindaré (PSB) e candidato de R$ 140 milhões Rubens Pereira Júnior (PCdoB).

Ainda sem partido, o jornalista pontua com índices que chegam a 3,5% nas pesquisas de intenção de votos, mesmo patamar de gente que está na lida política há pelo menos duas décadas.

Sua consolidação como candidato outsider já ocorreu; e só tende a aumentar seus índices.

E o partido que chegar depois, será visto como mero oportunista…

0

Domingos Dutra foi o primeiro a propor compensação financeira a famílias atingidas pela base de Alcântara

Com a possibilidade da retomada de acordos comerciais com empresas americanas para o uso do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), está havendo uma grande quantidade de sugestões de projetos de lei para a criação de fundos, royalties e outras ideias destinadas à União, ao Estado do Maranhão e a população de Alcântara.

Quem primeiro apresentou projeto de compensação financeira para eventual utilização dos Centros de Lançamentos nos territórios brasileiros foi o ex-deputado federal Domingos Dutra, que na época fazia parte da bancada do PT da Câmara Federal, por meio do Projeto de Lei nº 2292/2007.

O Projeto de Lei levava em conta as perdas permanentes e temporárias ocorridas, ou passíveis de ocorrer, em decorrência da implantação e atividades de Centros de Lançamentos, como nos casos de deslocamentos de famílias em caráter permanente ou temporário; danos causados pela privação ao uso dos recursos naturais como extrativismo do babaçu, juçara, bacuri; impedimento do acesso aos recursos proveniente do mar; privações do acesso a bens culturais, dentre outros.

De acordo com a proposição, as atividades econômicas aeroespaciais e afins ensejariam compensação financeira aos estados, municípios e populações diretamente atingidas. A compensação devida pela utilização dos Centros de Lançamentos no território brasileiro seria de 15% sobre o valor do faturamento líquido resultante das atividades de lançamento de foguetes, espaçonaves e equipamentos afins.

Ainda conforme o projeto, o percentual de compensação seria distribuído da seguinte forma: 10% para os Estados, 20% para os municípios e 70% para a população atingida. A compensação destinada aos Estados e Municípios, em cujos territórios se encontrassem instalados os Centros de Lançamentos, deveria ser investida em programas de valorização, fomento e capacitação, pesquisas científicas e tecnológicas adequadas ao desenvolvimento regional e local.

A proposição apontava que os pagamentos das compensações financeiras previstas deveriam ser efetuados pela União de forma direta aos Estados, municípios e população, mediante depósito em contas específicas, e associação civil, sem fins lucrativos até o último dia do mês seguinte ao fato gerador.

A União Federal consignaria no Orçamento da União recursos destinados a indenizar, pelo uso, as terras remanescentes de quilombos. Tais indenizações seriam destinadas para o seguro de vida e de saúde para as famílias quilombolas; recuperação de área degradadas; perdas financeiras causadas pela impossibilidade de acesso a áreas; e impedimento do exercício de atividades produtivas, religiosa e culturais.

O Projeto de Domingos Dutra também vedava o deslocamento compulsório de famílias, como ocorreu no município de Alcântara, em que 312 famílias foram deslocadas de suas antigas comunidades em 1986 e 1987, ocasionando perdas sociais, econômicas, religiosa e culturais graves, sem qualquer mecanismo de compensação.

O projeto tramitou durante alguns anos na Câmara Federal. Domingos Dutra, hoje Prefeito de Paço do Lumiar pelo PCdoB, não foi reeleito à época para o segundo mandato de deputado federal e o projeto foi arquivado, mas encontra-se à disposição daqueles que pretendem utilizá-lo.