3

Brandão usa a imagem de Lula de acordo com a própria conveniência…

Governador-tampão tira a imagem do ex-presidente de convite para encontro com representantes de igrejas evangélicas, hegemonicamente bolsonaristas; mas mantém em banner de divulgação de evento em Timon, com eleitores de esquerda

 

Brandão divulga convite de encontro com evangélicos, mas esconde o ex-presidente Lula para não constranger o eleitorado hegemonicamente bolsonarista…

Empacotado à esquerda apenas por interesse político do padrinho comunista Flávio Dino (PSB), o conservador governador-tampão Carlos Brnadão (PSB) – historicamente anti-PT – tem usado a imagem do ex-presidente Lula apenas para atender sua própria conveniência.

Se o interesse é agradar a eleitores da direita, onde, historicamente, sempre esteve – como o encontro com lideranças evanmgélcias hegemonicamente bolsoanristas, nesta terça-feria, 19, em São Luís – Brandão esconde Lula dos convites nas redesd sociais.

mas, se vai a um evento da esquerda, campo onde nunca esteve – o governador-tampão se apresneta em banners ao lado de Lula, como no evento marcado apra sábado, em Timon.

Filiado ao antigo PFL e ao PSDB em toda a sua história política, o próprio Brandão sempre foi anti-PT; e sabe que o eleitorado evangélico, hoje, é fortemente antipático em relação ao ex-presidente petista.

Por isso, preferiu esconder aquele que ele mesmo divulga em ouros cantos como seu principal eleitor.

Já no evento de Timon, com esquerdista, lá está a imagem de Lula entre os comunistas e socialistas que irão se reunir na cidade

O encontro desta terça-feira, 19, organizado pela senadora Eliziane Gama (Cidadania) reunirá pastores e líderes de várias igrejas evangélicas, eleitorado resistente à candidatura de Brandão exatamente pelo fato de ele estar empacotado à esquerda pelo ex-governador comunista Flávio Dino (PSB).

O próprio comunista estará presente no encontro, assim como pré-candidato a vice na chapa de Brandão, Felipe Camarão (PT).

Por que, então, esconder apenas Lula?

0

Base de Brandão em peso na recepção a Bolsonaro…

Presença de deputados federais e estaduais, vereadores e prefeitos – alguns da linha de frente do governador-tampão – na comitiva do presidente que passou dois dias no Maranhão mostra que a polarização pretendida pelo ex-governador Flávio Dino só existe mesmo na cabeça do comunista

 

Aliados da linha de frente do governador Carlos Brandão, os prefeitos Fernanda e HIlton Gonçalo desafiaram a patrulha comunista e posaram com o presidente Jair Bolsonaro

Análise da notícia

Todos juntos e misturados.

Foi assim a disputa de aliados do governador-tampão Carlos Brandão (PSC) por uma foto ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL), que passou dois dias no Maranhão e visitou os municípios de Imperatriz, Bacabeira e Vitória do Mearim.

Deputados federais e estaduais ligados a Brandão, prefeitos da linha de frente do apoio ao governador – como os de Santa Rita, Hilton Gonçalo, e de Bacabeira, Fernanda Gonçalo – participaram ativamente das reuniões e eventos protagonizados pelo presidente, como revelou o blog Tribuna98.

E fizeram questão de posar para fotos e selfies, assim como bolsonaristas e independentes.

A efusiva recepção da classe política de todos os matizes à passagem de Bolsonaro pelo Maranhão mostrou que a pretendida polarização na disputa pelo Governo do Estado entre lulistas e bolsonaristas só existe mesmo na cabeça do comunista Flávio Dino (PSB).

O ex-governador já obrigou figuras históricas do anti-lulismo, como o chefe da Casa Civil Sebastião Madeira, e o próprio Brandão, um ex-tucano histórico, a se converter em lulistas, na tentativa de protagonizar, ele próprio, a liderança do campo progressista no Maranhão, que já perdeu para o senador Weverton Rocha (PDT).

Ao mesmo tempo, Flávio Dino tenta demonizar todos os aliados de Bolsonaro, constrangendo gente da base de Brandão a esconder sua preferência política.

Mas o fato é que a eleição no Maranhão em 2022 – assim como a do próprio Dino em 2014, quando o comunista se juntou a Dilma Roussef (PT), Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva (Rede) – terá a pluralidade das grandes disputas, em que ideologias e posições sectárias perdem espaços para o diálogo e a junção ampla de forças.

Por isso essa festa toda organizada para Bolsonaro no Maranhão.

Para desespero de Flávio Dino…

2

Weverton avança na relação com evangélicos…

Segmento abandonado pelo ex-governador Flávio Dino – após usá-lo nas eleições de 2014 e 2018 – se movimenta neste processo eleitoral em articulação com candidatos não-alinhados ao comunismo maranhense; senador conta com o deputado federal Josimar Maranhãozinho e com a prefeita de Lago da Pedra Maura Jorge

 

Ao lado de Josimar, Weverton participou das comemorações pelo Dia do Evangélico, no município de Maranhãozinho

 

O senador Weverton Rocha (PDT) tem dado importante avanço na relação com o segmento evangélico.

Para isso, conta com a articulação de duas importantes lideranças de sua coligação; o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) e a prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSDB).

Os evangélicos estiveram juntos com o ex-governador Flávio Dino (PSB) nas eleições de 2014 e de 2018, mas sentem-se usados pelo comunista e hoje buscam nomes não-alinhados ao projeto de poder encabeçado pelo Palácio dos Leões.

Acompanhado de Josimar, Weverton esta semana na cidade de Maranhãozinho, em importante evento de lideranças evangélicas nas comemorações pelo Dia do Evangélico.

Maura Jorge é uma das principais interlocutoras de Weverton Rocha entre os evangélicos; estará hoje em Imperatriz e amanhã em Vitória do Mearim

A prefeita Maura Jorge, por outro lado, participa nesta quarta-feira, 13, em Imperatriz, da reunião do Serviço de Evangelização Tocantins-Araguaia (Seta), ligado à Assembleia de Deus; nesta quinta, a prefeita de Lago da Pedra estará em Vitória do Mearim, em evento com mulheres da Assembleia de Deus.

Com seus aliados, Weverton avança bem no segmento evangélico, apesar da ligação pessoal com o segmento dos também pré-candidatos Edivaldo Júnior (PSD) e Dr. Lahésio Bonfim (PSC).

Os evangélicos representam 10% do eleitorado maranhense…

0

As desgraças que Flávio Dino deixou pra Brandão…

Governador-tampão chega aos 100 dias de mandato sem ter o que comemorar em meio ao sucateamento do serviço de ferry boat, com impostos nas alturas e preço altíssimo dos combustíveis, falta de investimentos em todo o interior e com o Maranhão vivendo o aumento da miséria após 7 anos de governo, o que leva a aliados a demonizar o comunista

 

Mero retrato nas mãos de Flávio Dino, Brandão é obrigado a engolir calado a desgraça comunista, tendo que recorrer à Justiça para manter o legado de miséria e exploração dos últimos sete anos

Ensaio

Em meio a uma evidente separação das campanhas do ex-governador Flávio Dino (PSB) e do seu sucessor-tampão Carlos Brandão (PSB) – que se reflete claramente nos números de um e de outro nas pesquisas – aliados do atual chefe do Executivo já desenham claramente o legado de desgraças deixado por Dino.

Nesses 100 dias de governo-tampão, completados nesta terça-feira, 2, Brandão não tem absolutamente nada a comemorar; seu governo está paralisado pelas desgraças deixadas pelo seu antecessor comunista:

São apenas alguns aspectos do triste legado comunista.

Curiosamente, diante do caos comunista herdado pelo tucanosocialista, as campanhas de Flávio Dino e de Brandão parecem ter vidas separadas.

Dino, inclusive, já contratou uma produtora de TV diferente da de Brandão para realizar seu programa eleitoral; aliados do tampão se ressentem dessa separação e acusam o ex-governador por tudo de ruim que acontece no atual governo.

Em sete anos de mandato, Flávio Dino destruiu o Maranhão e entregou a desgraça nas mãos do seu sucessor-tampão, que dá sinais claros de que não sabe o que fazer.

E o resultado é um Maranhão cada vez mais miserável, com benefícios apenas aos poderosos.

E exploração cada vez maior do trabalhador…

2

Governo Flávio Dino já sabia dos problemas na Lagoa da Jansén, mas deixou a bomba no colo de Brandão

Seca em um dos principais cartões postais de São Luís é mais um problema que o comunista responsável por mais empobrecimento do Maranhão e pelo sucateamento do ferry boat preferiu ignorar, apesar dos alertas de laudos técnicos, diagnósticos da própria Secretaria de Infraestrutura e de alertas do poder Judiciário

 

Lagoa da Jansén vem secando sistematicamente, mas governo Flávio Dino preferiu apenas monitorar, sem nenhum serviço de infraestrutura na área

O então governador Flávio Dino (PSB) foi avisado, ainda no início de 2021, dos problemas na Lagoa da Jansén, um dos principais cartões postais de São Luís; a área apareceu seca no final de semana, resultado direto da falta de manutenção de sua estrutura de canais que controlam a entrada e saída das águas do mar.

Com a Secretaria de Infraestrutura sob o comando do então secretário comunista Clayton Noleto, nada foi feito e o problema estourou agora, no colo do sucessor-tampão de Flávio Dino, Carlos Brandão (PSB).

Provocada por especialistas da área ambiental ainda no início de 2021 – que encaminharam laudos técnicos sobre o problema – o Poder Judiciário cobrou providências do Poder Executivo, o que nunca foi feito.,

Os laudos mostravam fissuras e rompimentos nos canais submersos, construídos ainda na década de 1970; são estas fissuras que vêm causando o esvaziamento da lagoa, problema já de conhecimento do governo comunista.

O governo Flávio Dino preferiu apenas monitorar o problema, sem apresentação de nenhum projeto técnico para solução urgente do problema, o que gerou a seca apresentada no último fim de semana.

A própria Secretaria de Infraestrutura reconhece o problema na estrutura da área, como admitiu em nota divulgada nesta segunda-feira, 6.

– O diagnóstico realizado levou a identificação de diversos problemas estruturais na parte submersa do canal original, que foi construído na década de 70 – diz o documento da secretaria.

Leia também

O legado de Roseana Sarney…

A São Luís que Roseana construiu…

De Roseana a Edivaldo: São Luís em 18 anos…

As obras de Roseana; as obras de Flávio Dino…

 

Cartão postal

A comunicação da Lagoa da Jansén com o mar foi construída a partir da segunda metade do século passado, inclusive as comportas e os canais submersos.

Somente a partir de meados dos anos 90, quando a Lagoa ganhou o formato de cartão postal, é que o então governo Roseana Sarney (MDB) reforçou a estrutura, construindo novos canais, que nunca apresentaram problema.

Como ignorou as recomendações do Poder Judiciário e os diagnósticos da própria Sinfra, Flávio Dino prefere, hoje, fazer de conta que o problema não existe, assim como faz com a questão da miséria e do sucateamento do ferry boat.

Como o governo tem hoje dois governadores interinos que também não falam por si só, o assunto vai sendo empurrado para debaixo do tapete.

Com a complacência de parte da mídia maranhense…

2

Desempenho de Rubens Júnior gera desânimo no Palácio dos Leões

Candidato comunista que usa a imagem de Flávio Dino em campanha não consegue deslanchar nas pesquisas mesmo com toda a estrutura de campanha em torno de si, o que faz aliados lamentarem o equívoco da escolha

 

Rubens Júnior não consegue deslanchar nas pequisas e gera desânimo entre aliados

A pesquisa do Instituto Prever divulgada no fim de semana gerou um clima de desânimo entre os aliados do candidato comunista Rubens Júnior.

Com a imagem vinculada diretamente ao governador Flávio Dino, Rubens não consegue deslanchar nas pesquisas de opinião, patinando com índices na casa de 1% a 2%.

E só varia para cima dentro da margem de erro.

Faltando exatos 40 dias para o primeiro turno, aliados do PCdoB começam a considerar equivocada a escolha pelo candidato do Palácio dos Leões.

Tecnicamente, Pereira Júnior tem pouco mais de um mês para conseguir a façanha de tirar votos de Duarte Júnior (PRB), Neto Evangelista (DEM) e Bira do Pindaré (PSB) – todos à sua frente – e ainda fazer Eduardo Braide parar de crescer.

Uma missão quase impossível diante da realidade mostrada pelas pesquisas, que apontam crescimento, tanto de Braide quanto de Duarte e de Neto.

O candidato de Flávio Dino a prefeito de São Luís mostra-se, portanto, uma causa morta para aliados.

E a tendência é de que muitos joguem a toalha antes mesmo do primeiro turno…

0

Duarte Jr. vira o alvo que Eliziane foi para a base de Dino em 2016…

Deputado estadual recebe o mesmo bombardeio articulado de setores ligados ao Palácio dos Leões, exatamente como ocorreu nas últimas eleições municipais – e que levou ao definhamento da candidatura da agora senadora

 

Eliziane enfrentou em 2016 o mesmo bombardeio que Duarte Júnior enfrenta hoje na própria base do governo Flávio Dino

A história que vem ocorrendo agora com o deputado estadual Duarte Júnior (PRB) – bombardeado sistematicamente pelos próprios aliados do governo Flávio Dino (PCdoB) – é uma repetição das eleições de 2016.

Naquela época, estes mesmos aliados de Flávio Dino partiram para cima da então deputada federal Eliziane Gama (Cidadania), que liderava a disputa pela Prefeitura de São Luís.

Esse bombardeio foi registrado pelo blog Marco Aurélio D’Eça, dentre outros, nos seguintes posts:

“Onda de mentiras, montagens e agressões” contra Eliziane Gama…

“Para cada mentira uma proposta”, diz manifesto de Eliziane…

Eliziane e a difícil tarefa de reconquistar o eleitorado…

Erros que ressuscitaram Edivaldo Júnior…

A diferença é que, à época, Eliziane liderava a disputa. Hoje, quem lidera é Eduardo Braide (Podemos), estranhamente ignorado pelos dinistas, que preferem à autofagia. 

Eliziane sucumbiu rapidamente aos ataques – articulados na base do então candidato à reeleição, Edivaldo Júnior (PDT), mas também usados por membros do PCdoB, do PSB e de vários outros partidos aliados a Flávio Dino.

Curiosamente, à época, Eliziane tinha o apoio do mesmo Carlos Brandão que hoje apoia Duarte Júnior. (Relembre aqui)

A deputada acabou em quarto lugar naquela disputa, e só não se deixou vencer pelo desânimo político graças à força de aliados – incluindo o titular do blog Marco Aurélio D’Eça – que o levaram, dois anos depois, a uma vitória para o Senado. (Relembre aqui, aqui e aqui)

Duarte sofre o mesmo bombardeio nesta fase da campanha, articulado pelos mesmos atores políticos, jornalísticos e publicitários ligados a Flávio Dino e ao prefeito Edivaldo Júnior.

Com ou sem consentimento dos dois, a horda segue o massacre midiático intenso, com o objetivo de tirar as chances de o candidato do vice-governador Carlos Brandão chegar ao segundo turno.

Na época de Eliziane Gama, a então candidata errou por minimizar os ataques e demorar para reagir.

Resta saber se Duarte Júnior tem estratégia de antídoto para conter a sangria gerada pelo “fogo-amigo”.

É aguardar e conferir…

1

As duas faces de Flávio Dino e do PCdoB sobre o The Intercept…

Governador que acusa o site de receber financiamento dos EUA – desde que o portal publicou matéria acusando seu governo de ações contra moradores do Cajueiro – é o mesmo que, há menos de um mês, criticava a denúncia contra o editor do mesmo site, Gleen Grenwald, e defendia a liberdade de imprensa

 

Moradores do Cajueiro protestam em frente ao Palácio dos Leões; The Intercept vê negócios do governo maranhense com chineses

O governador Flávio Dino (PCdoB) tem exibido ao mundo, desde a semana passada, as duas faces de sua personalidade política.

Desde que o site The Intercept Brasil – editado pelo premiado jornalista Gleen Grenwald – revelou ações do governo maranhense para favorecer empresários chineses na área do Cajueiro, Dino e seus aliados comunistas passaram a atacar o portal, acusando-o de ser financiado pelos Estados Unidos.

O The Intercept Brasil é o mesmo que revelou no ano passado os esquemas envolvendo o então juiz Sérgio Moro e os procuradores da operação Lava Jato para condenar o ex-presidente Lula.

Até exato um mês atrás Flávio Dino tinha opinião diferente sobre o The Intercept; tanto que saiu em defesa do seu editor, quando este foi denunciado pelo Ministério Público, por vazar as informações da Lava Jato.

– Muito difícil sustentar juridicamente uma ação penal contra direitos constitucionais atinentes ao sigilo de fonte no jornalismo e contra uma liminar do Supremo. Parece mais um terraplanismo jurídico, que está em moda nesses tempos de trevas – afirmou Dino, em seu perfil no twitter.

O próprio PCdoB tinha opinião diferente sobre o site que agora ataca.

Tanto que, em 21 de janeiro, por ocasião da denúncia contra Greenwald, publicou em seu portal a matéria “Comunistas condenam perseguição a Greenwald e defendem imprensa livre”.

Exatamente um mês depois, em 21 de fevereiro, o mesmo site comunista publica nota de Flávio Dino e chama a matéria do The Intercept de “campanha difamatória contra o governo Flávio DIno”.

Greenwald com o ex-presidente Lula: relação com o PT levou às denúncias contra a Lava Jato; e agora contra Flávio Dino

PT no jogo

É claro que as reportagens do The Intercept contra o governo Flávio Dino têm uma razão de ser para além da defesa das comunidades do Cajueiro: seu editor é vinculado no Brasil diretamente ao PT, partido do ex-presidente Lula, que anda incomodado com a ascensão nacional do comunista maranhense.

Tanto que Greenwald ganhou um Título de Cidadão Maranhense concedido por um deputado petista, Zé Inácio, que tenta achar data para fazer a entrega da honraria. (Relembre aqui e aqui)

 As matérias do The Intercept começaram a ser veiculadas após Flávio Dino defender uma frente ampla, para além do PT, nas eleições de 2022 – além de engatar reuniões com Jorge Paulo Lemmann, Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luciano Huck, antagonistas do PT.

Mas, independentemente de ações, reações e intenções, a guerra travada na esquerda, tendo Flávio Dino como protagonista, só mostra como os embates políticos pouco têm de ideológicos.

Para ver isso, basta pisar no calcanhar de um deles…

2

“Caio de pé, mas não ajoelho”, diz Astro, após ação da Seic em sua casa…

Vereador que foi conduzido por porte ilegal de armas – após operação policial contra seus assessores – agradece a imprensa, fala de “inimigos ocultos” e lembra que o auxiliares nem residem em sua casa

 

O vereador Astro de Ogum tomou posição pública nesta quinta-feira, 12, após ação da polícia em sua casa.

Demonstrando calma, Astro questionou o fato de ação ter sido em sua casa, uma vez que seus assessores nem residem lá.

E lembrou aos que chamou de “inimigos ocultos”: “morro em pé, mas não me ajoelho”.

Veja o vídeo acima…

1

Pesquisa confirma prognóstico do blog sobre duelo Braide X Duarte Jr.

Dois meses depois de post mostrando o que eleitor tem na cabeça para a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior, parlamentares aparecem como principais nomes na disputa em São Luís

 

EDUARDO BRAIDE E DUARTE JÚNIOR POLARIZAM A PREFERÊNCIA DO ELEITOR e os debates sobre a sucessão em São Luís

O blog Marco Aurélio D’Eça publicou em 19 de maio o post “Eleitor já tem na cabeça disputa entre Eduardo Braide e Duarte Júnior em São Luís…”.

Com base em dados exclusivos da pesquisa do Instituto Escutec, divulgada à época, análise apontava que os dois parlamentares apareciam espontaneamente como opção do eleitor da capital maranhense.

E essa polarização se dá independentemente da antipatia do PCdoB pelo nome de Duarte e das ações comunistas tentando levantar a bola do candidato do Palácio dos Leões, Rubens Júnior.

Menos de dois meses depois, pesquisa do Jornal Pequeno confirmou neste domingo, 14, o prognóstico deste blog: Braide tem hoje 47% das intenções de votos contra 14% de Duarte Júnior.

Dois aspectos que caminham para a consolidação saltam aos olhos no levantamento JPesquisas:

1 – Eduardo Braide é o franco favorito em São Luís, podendo vencer, inclusive, em São Luís;

2 – Nenhum outro nome da base do governo Flávio Dino tem mais condições de polarizar a disputa quanto Duarte Júnior.

Tanto que, quando o nome de Duarte é substituído pelo de Rubens Júnior, Braide sobe de 47% para 51%, liquidando a fatura em primeiro turno.

Diante disto, se caminha para outra certeza: o grupo liderado pelo governador Flávio Dino corre sério risco de ser derrotado ao insistir em candidaturas sem consistência.

E a presença do também deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) na terceira posição é outro empecilho para os comunistas: quando Duarte Jr é retirado da lista de candidatos, é Wellington  quem figura em segundo.

Isso quer dizer que Flávio Dino e seus líderes correm o risco de ver em outubro de 2020 uma disputa claramente de oposição pela prefeitura de São Luís.

Sobretudo se insistir em postes como candidatos…

Post alterado às 12h30 para correção e acréscimo de informações