12

Jefferson Portela… apenas isso

Potela é só um militante do PCdoB; e por isso foi nomeado chefe da polícia de Dino

É isso que Portela faz. Ele é só um militante do PCdoB; e por isso foi nomeado chefe da polícia de Dino

O secretário de Segurança Pública do governo Flávio Dino, o delegado-comunista Jefferson Portela, é mais um adolescente da militância estudantil comunista, ascendida ao poder pelas mãos do chefe.

Seu discurso é sujo, nojento, típico dos carregadores de faixa do PCdoB, treinados apenas para carregar panfletos.

Despreparado para o cargo que ocupa, e para onde foi nomeado não pela competência técnica, mas pelos serviços prestados ao PCdoB e aos sindicatos ligados ao partido (Relembre aqui, e aqui), Portela é mais um dos comunistas a passar o dia em redes sociais, quando deveria dar respostas efetivas à escalada da violência em sua gestão. 

Suas agressões à parte imprensa que não se sujeita aos caprichos do seu chefe comunista,  mostram despreparo absoluto para estar à frente de uma pasta tão importante quanto a Segurança Pública.

Portela não está na Secretaria de Segurança para atuar pela segurança, mas para prestar serviços ao seu chefe partidário, o governador Flávio Dino.

Talvez até por isso a violência tenha avançado tanto neste governo do PCdoB…

3

PCdoB impõe listas para empregos em hospitais, denuncia Murad…

O ex-deputado Ricardo Murad publicou agora à noite em seu perfil no Facebook uma lista de militantes do PCdoB indicado para o Hospital Geral de Peritoró.

– Vergonha. Saúde viuolentada. Emprego nos hospitais só para quem entrar na lista do PCdoB. Olhem a esculhambação em que se transformou o governo Flávio Dino – denunciou o ex-secretário.

A lista tem o timbre do PCdoB de Peritoró:

bomba

2

Flávio Dino “esclarece” até festa de aniversário…

Flávio Dino com os seus em sua festa de aniversário; por que tato constrangimento?!?

Este blog já criticou o alto número de “Notas de Esclarecimento” do governo Flávio Dino (PCdoB).

É uma média de quase três por dia, dando a impressão de que o governo vive na defensiva.

Insegura, a Secretaria de Comunicação emite nota de esclarecimento até quando não necessita, a exemplo da explicação sobre a festa de aniversário de Flávio Dino, na última quinta-feira.

E sempre fazendo referência ao governo anterior, que se o “governo na mudança” não conseguisse se libertar.

Qual o problema de o governador comemorar no Palácio dos Leões, com família, amigos e pessoas mais próximas a sua primavera?

Leia também:

Secom virou cartório de desmentidos…

Flávio Dino precisa entender que é o governador do estado, e, como tal, tem prerrogativas de chefe de estado – a menos que a nota seja só mais uma média com a população.

Não justifica todo o constrangimento do comunista. Fica até parecendo que tem algo a esconder.

Na tentativa de “esclarecer” o que não precisa, a Secom acabou até por desmentir o próprio chefe da Articulação Política, Márcio Jerry, que disse ter o governador gastado do próprio bolso a comemoração.

Ora, mais se “o próprio bolso”do governador é bancado pelo estado, de uma forma ou de outra é dinheiro público.

Ou seja, não precisaria explicação alguma.

E a tentativa soou como mais uma demagogia do governador.

Que já está virando piada de tão puro que tenta parecer…

8

PCdoB rachado na sucessão de São Luís…

Há um racha cada vez mais evidente no PCdoB em relação à escolha do candidato a prefeito de São Luís.

É claro que prevalecerá a vontade do seu representante maior, Flávio Dino – que já se decidiu por Edivaldo Júnior (PTC) – mas nem todos os comunistas parecem engolir a opção.

Holanda Júnior tem a preferência dos mais ligados ao próprio Flávio, caso do deputado estadual Rubens Pereira Júnior, do jornalista Márcio Jerry, e do vereador Geraldo Castro – os dois último cotados, inclusive, para compor a chapa holandista.

Boa parte dos históricos, por sua vez, se manifesta claramente em favor do ex-prefeito Tadeu Palácio.

Estão neste grupo o ex-candidato a prefeito Eurico Fernandes, o sindicalista Júlio Guterres e o Professor Cristiano. Pelo que apurou o blog, se pudessem decidir, eles optariam pelo candidato do PP.

Já a vereadora Rose Sales tem preferência pela candidatura da deputada Eliziane Gama (PPS), embora também não descarte Tadeu Palácio.

Segundo apurou o blog, Rose só tem resistências mesmo ao próprio Edivaldo Júnior, ainda resquício da dura campanha de 2008, quando os dois estavam em lados opostos.

Isso não significa que estes comunistas cruzarão os braços na praticamente decidida campanha de Edivaldo Júnior.

A menos que Tadeu Palácio decida sair candidato, mesmo se não for o escolhido.

Mas esta, é uma outra história…

9

Jornalista alinhado à oposição reconhece força da candidatura de Washington…

O texto encomendado ao jornalista Igor Mello, que assina a coluna “Informe JB”, na edição on-line do Jornal do Brasil, é uma revelação pública do que pensam os partidos alinhados ao PCdoB sobre as eleições de São Luís.

Sem conhecer a cidade, e tomando como base apenas informações dadas por comunistas, socialistas, tucanos e progressistas, Mello faz uma análise no mínimo derrotista para a oposição maranhense.

O print do JB, com a matéria encomendada a Igor Melo

Já no título, revela que Flávio Dino (PCdoB) e João Castelo (PSDB) estão, de fato, no mesmo barco eleitoral: “Eleições 2012 – todos contra Sarney em São Luís”.

Enm seguida, revela:

Um influente político maranhense afirmou que a disputa é um ensaio para a sucessão de Roseana Sarney no governo do estado, em 2014.

Após isto, o colunista do JB  classifica de “principal candidato ao cargo”, o vice-governador Washington Oliveira (PT), por conta do “apoio de Roseana e José Sarney na disputa pela prefeitura”.

E revela que o objetivo da reunião com a presença de lideranças do PCdoB, PSB, PPS, PP e PTC, na semana passada,  foi a formação de “uma frente contra o sarneísmo”.

Nenhuma linha sobre o prefeito João Castelo (PSDB).

O mundo político maranhense sabe que os jornalistas da mídia sulista-quatrocentona são orientados por políticos antisarney no Maranhão (dirigentes partidários, jornalistas e sinecurados) a produzir as matérias sobre a política maranhense com briefings feitos pelos próprios oposicionistas.

Mas, vez por outra, no afã de agradar, estes jornalistas do Sul acabam revelando os segredos mais recônditos de comunistas et caterva.

Como a aliança do PCdoB com Castelo, sabida aos quatro ventos da cidade.

Mas mantida nos subterrâneos – até com truculência – pelos comunistas de São Luís…

Leia aqui a íntegra da matéria de Igor Mello
5

Flávio Dino e aliados acusam o golpe tentam recuperar espaço…

Dino continua tentando apontar o caminho... (imagem: Felipe Klamt)

Virou um corre-corre a movimentação do ex-deputado Flávio Dino (PCdoB) e seus aliados no PP, PSB e PPS para as eleições municipais de São Luís.

Depois de ficar fazendo charminho para se valorizar como candidato, Dino tenta recuperar o controle do processo e evitar a debandada dos aliados, sobretudo após as movimentações frenéticas do início de ano.

É por isso a reunião do dia 23, marcada às pressas, para recuperar o tempo perdido. Mas os comunistas já não têm a confiança do PSB, do PP e do PPS.

O ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) já marcou para esta quinta-feira o lançamento de sua pré-candidatura, e acha que a definição tem que ser feita agora. Nome do PPS, a deputada Eliziane Gama, também acha que não pode mais perder tempo.

Além disso, já há um encaminhamento do PSB nacional de que, em caso de inviabilização da candidautra própria, a prioridade é a aliança com o PT.

Mas Flávio Dino quer empurrar a decisão com a barriga, pelo menos até março, por que ainda espera ser “consagrado” ministro.

Só no caso de ser novamente rejeitado pela presidente Dilma Rousseff (PT) é que pensará na sucessão em São Luís.

A reunião convocada pelo PCdoB para o dia 23 é, portanto, apenas uma nova tentativa de mostrar que o seu candidato ainda mantém as rédeas do processo entre os oposicionistas.

E continuará “cozinhando o galo” e os aliados…

10

O pé esquerdo do PCdoB…

Dino quebrou o pé no jogo...

...Orlando quebrou na caminhada

Apaixonado por futebol, o ex-deputado federal, e botafoguense, Flávio Dino (PCdoB) resolveu bater uma bolinha com amigos durante o feriadão de semana santa.

Acabou fraturando o pé, o que o tirou de circulação por algumas semanas.

Dino é presidente do PCdoB maranhense.

No último final de semana foi a vez do representante comunista no ministério de Dilma Rousseff (PT).

Orlando Silva, ministro dos Esportes, fratuou o otronzelo direito quando fazia caminhada, domingo.

Teve o pé imobilizado ontem e ficará três semanas fora de combate.

0

Chico Gonçalves desmente candidatura a vice-reitor da Ufma

Em nota encaminhada ao blog, o professor-doutor Chico Gonçalves negou que esteja interessado em disputar a vice-reitoria da Universidade Federal do Maranhão.

Prezado Marcos,
Informo que não sou candidato a vice-reitor da UFMA.
Atenciosamente,
Francisco Gonçalves

É o que diz a nota do professor.

6

Castelo quer unir a oposição (?); esquerdistas falam em aliança própria…

Aos poucos, os partidos de esquerda vão entrando no debate eleitoral em São Luís, que andava polarizado pelo prefeito João Castelo (PSDB) e pelo grupo da governadora Roseana Sarney (PMDB).

Castelo tentando engolir partidos, nominando todos – inclusive ele próprio – de “oposição” (?); o grupo roseanista com sua  histórica claudicância em relação às eleições na capital.

O movimento do PCdoB, de parte do PT e de parte do PPS, na semana que passou, demonstra que há espaço para a construção de uma alternativa a esta bipolarização.

Assediado por Castelo, o PCdoB disse não e demarcou território: quer uma aliança com PPS, PSB e até com o PDT.

Para assegurar o casamento eleitoral, pode, inclusive, abrir mão do nome de Flávio Dino (PCdoB), buscando outras opções: Eliziane Gama (PPS), Marcelo Tavares (PSB), Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Bira do Pindaré (PT).

Os mais afoitos diante da possibilidade – Bira e Eliziane – são os que mais restrições têm.

O petista terá dificuldade de desatrelar o PT dos interesses roseanistas; a pepessista vê cada vez mais seu PPS enfronhado nas alcovas castelistas.

De qualquer forma, a movimentação da esquerda dá a sensação de que o embate existirá.

Com cartas marcadas ou não, ele virá…

15

Presidente do PCdoB afirma: “Castelo faz o pior governo da história; só comparável ao da sua mulher, Gardênia”

O presidente do diretório municipal do PCdoB, jornalista Márcio Jerry, criticou hoje o assédio do prefeito João Castelo (PSDB) ao deputado estadual Rubens Júnior, para abrir vaga na Assembléia para o suplente Othelino Neto   (PPS).

Para Jerry, não há hipótese de apoio do PCdoB ao ao governo tucano e, muito menos, compor aliança com ele em 2012.

– Castelo faz o pior governo da história de São Luís, só comparável ao da sua mulher, Gaerdênia, entre 1985 e 1988. ER o PCdoB faz oposição a este governo – declarou Jerry.

Mais tarde, em nota encaminhada ao blog, o presidente comunista confirmou haver articulação entre os partidos de esquerda – PCdoB, PSB, PT e PDT – para a formaçãod e uma chapa de oposição a Castelo.

– O deputado Rubens Júnior é um dos pré-candidatos do PCdoB à Prefeitura pelo campo oposicionista, ao lado de Flávio Dino, Bira do Pindaré, Eliziane Gama e Marcelo Tavares – revelou.

Othelino
Ao perceber fracassada a articulação para levar Othelino Neto à Assembléia, o prefeito João Castelo (PSDB) decidiu empossá-lo na Secretaria de Asssuntos Mteropolitanos, cuja posse está marcada para esta sexta-feira.

Othelino volta ao governo Castelo cerca de um ano depois de ter saído, sob ameaça de perder o emprego no TCE, por acúmulo de cargos, vedado pela Constituição Federal.