0

Quatro coisas que, talvez, você não sabia sobre a seleção na copa…

Ferramenta bilionária de marketing, a equipe de futebol da CBF tem por trás interesses milionários em todos os níveis, que podem influenciar diretamente o desempenho em campo

 

Ronaldo Fenômeno com seu pupilo Gabriel Jesus: desempenho ruim avalizado por Tite

Você sabia que o centroavante Gabriel Jesus tem contrato de administração de carreira com a empresa R9, do ex-jogador Ronaldo, a mesma que contrata as palestras de coach do técnico Tite?!?

Você sabia que as aparições do russo Yury Torsky, aquele torcedor russo que envergava a bandeira brasileira eram bancadas pela Brahma, inclusive viagens e hospedagem nos dias de.jogos, a mesma que patrocina a seleção brasileira?!? (Veja aqui)

O russo Torsky: contrato da Brahma com exposição na Globo e viralização na internet

Você sabia que o fretamento de uma aeronave e hospedagem exclusivas para as famílias dos jogadores, todas juntas, bancadas pela CBF, foi uma sugestão da Rede Globo para produção de matérias específicas da repórter Glenda Koslowski?!?

O palestrante Tite: dispensa de psicólogo e frases de auto-ajuda para estímulo dos jogadores

Você sabia que a dispensa dos psicólogos da CBF por Tite era uma aposta dele e da R9 para valorizar suas palestras de incentivo, para negociá-las pós-vitória na copa?!? (Saiba mais aqui)

São apenas alguns dos interesses que giram em torno da milionária seleção de brasileiros.

Só para constar…

3

Parceria Prefeitura/Rede Globo pode mostrar São Luís na transmissão de Brasil X Bélgica…

Gestão do prefeito Edivaldo Júnior garantiu a estrutura para que a torcida acompanhe a partida da Copa do Mundo no Centro Histórico, que pode ser mostrado em transmissão nacional da Rede Globo/TV Mirante

 

Prefeitura faz propaganda da transmissão em seu perfil no instagram

Uma parceria entre a Prefeitura de São Luís e a Rede Globo/TV Mirante pode garantir a exibição de imagens do Centro Histórico de São Luís durante a transmissão do jogo Brasil X Bélgica, pelas quartas-de-final da Copa do Mundo.

Desde o início da copa, a Globo tem usado imagens de torcedores em pontos turísticos do país durante os jogos do Brasil.

Embora não esteja garantida a exibição de imagens do Centro Histórico de São Luís, a prefeitura fez sua parte, montando a estrutura necessária.

– Vamos torcer juntos pela nossa seleção no jogo Brasil X Bélgica. Vamos instalar telões na Rua Portugal, no Centro Histórico para todo mundo ficar ligadinho em cada lance da partida – diz mensagem do perfil da prefeitura no Instagram.

Para acompanhar a transmissão foram convidados DJs e grupos de Bumba-Meu-Boi.

A transmissão especial da Rede Globo começa logo pela manhã, no Bom Dia Brasil e vai até depois do jogo, que começa as 15h…

21

Copa do Mundo: se não der, o que perderá São Luís?!?

Rede hoteleira com dez mil leitos: maior que a de Belém, por exemplo

O post “Copa do Mundo: mais uma chance para São Luís…” foi um dos mais comentados do blog.

A simples possibilidade – remotíssima, diga-se de passagem – de São Luís poder abrigar uma das sedes da Copa de 2014, revelou dois aspectos característicos dos comentaristas:

1- O incrível complexo de inferioridade do ludovicense, que perpassa todas as classes sociais, profissões e atinge até os profissionais de imprensa.

2 – Mesmo assim, ainda há, em São Luís, os que não se acomodam e buscam todas as possibilidades de um lugar ao sol, não importando o que esteja contra, não importando a dificuldade de conquista.

Defender São Luís como pretensa sede da Copa – se Natal, no Rio Grande do Norte, não se viabilizar – é positivo sob qualquer aspecto que se analise.

 

castelão terá padrão Copa, garante a Sinfra

No aspecto político  o que se vê é uma absoluta viabilidade de abertura de debate.

Afinal, pra que serviria então o fato de São Luís ter dois ministros de estado – incluindo o do Turismo – o presidente da Embratur, o presidente do Congresso Nacional e, sobretudo, um dos vices-presidentes da CBF?

Toda esta força política junta serviria, ao menos, para abrir o debate nacional, nos meios políticos e nas federações esportivas. Nenhum outro estado tem esta conjugação de forças neste momento.

O segundo aspecto é  a ação político-administrativa.

A simples candidatura de São Luís – apenas, lembre-se, na remota possibilidade de desqualificação de Natal – obrigaria os governos estadual e municipal a agir com rapidez para garantir infra-estrutura básica.

Prolongamento da Litorânea é opção de mobilidade

Já há a disposição da prefeitura e do governo – pelo menos é o que se anuncia na propaganda oficial – de construir novas avenidas, ampliar as existentes, melhorar o transporte e a mobilidade pública.

Estas ações seriam apenas aceleradas e efetivadas com a urgência exigida às sedes da Copa.

Os demais aspectos estariam a cargo do governo federal: aeroportos, melhores estradas e incentivos aos investimentos da iniciativa privada no turismo, cultura e prestação de serviços.

A obra do aeroporto de São Luís, por exemplo, que apenas se arrasta, ganharia o selo de prioridade dado às obras da Copa.

Ao final de tudo, mesmo sem a indicação, São Luís teria, pelo menos, acelerado o seu desenvolvimento e a sua qualidade de vida.

Um legado que não se perderia, mesmo perdendo a Copa.

É simples assim…

42

Copa do Mundo: mais uma chance para São Luís…

Castelão terá estrutura nos moldes dos grandes estádios

A capital maranhense tem mais uma chance de conseguir participar como sede da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Em 2008, a cidade sequer se inscreveu para o sorteio, dado o descaso do então governo Jackson Lago (PDT) pelo assunto.

Agora, com a possibilidade – cada vez mais real – de o Estádio das Dunas, em Natal, no Rio Grande do Norte, não ficar pronto a tempo, São Luís ganha mais uma oportunidade, já que está a todo vapor com as obras do estádio Castelão.

E como os próprios secretários Max Barros (infra-estrutura) e Joaquim Hiaickel (Esportes) garantiram, a nova arena maranhense terá padrão internacional exigido pela Fifa.

Leia mais:
Governador em Exercício vistoria obras do Estádio Castelão

Mas, para se habilitar, é preciso que o governo Roseana Sarney (PMDB) e o prefeito João Castelo (PSDB) demonstrem vontade e interesse no assunto.

Arena das Dunas: extremamente atrasada

Antes de tudo, é fundamental ficar atento e articulado com as autoridades do Esporte.

Neste aspecto, nada melhor que que a vantangem de ter o vice-presidente da CBF, que é maranhense e irmão da governadora.

Pode ser que nada dê certo e São Luís continue fora da Copa do Mundo.

Mas não se pode dizer que não se tentou – como ocorreu no governo Jackson.

Isto sim, será feio para a cidade em seus 400 anos…

6

Como o blog anunciou: Ricardo Teixeira renuncia à CBF…

Teixeira fora do futebol Brasileiro

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, renunciou hoje ao cargo, em decisão comunicada no início da tarde.

Exatamente como o blog havia previsto há quase um mês, no post “(…)Imprensa já fala em renúncia de Ricardo Teixeira”.

Em seu lugar assume o vice-presidente José Maria Marín.

Além da CBF, Teixeira deixa o comando do Comitê Local da Copa do Mundo, responsável pelo evento no Brasil, em 2014.

Na semana passada, ainda tentando respirar no cargo, o mandatário conseguiu apoio das federações estaduais e pediu licença de 60 dias.

Mas não resistiu às pressões e deixou o cargo nesta segunda-feira, após 23 anos à frente da CBF.

Melhor para o futebol brasileiro…

17

PCdoB: apenas mais um partido…

Dino e sua legenda: apenas iguais aos outros

O PCdoB é só um partido político, nada mais.

As denúncias da revista Veja e da Rede Globo, sobre desvios e favorecimentos no Ministério dos Esportes, comandado pela legenda, são apenas mostras de que os comunistas agem exatamente como alguns dos seus colegas peemedebistas, tucanos, petistas, democratas…

A prática de usar os espaços de poder que conquistam para se beneficiar financeiramente não faz distinção de partidos. E o PCdoB só mostrou que é exatamente igual a todos.

No Maranhão isso já é sabido.

Seu principal quadro, o ex-deputado federal Flávio Dino, foi eleito em 2006 por meio de um esquema de compra de votos que usou prefeituras de municípios que o comunista sequer conhecia.

Vereadores eleitos pelo PCdoB se declararam oposicionistas na Câmara de São Luís, o que não os impediu de receber recursos liberados pelo prefeito do PSDB – dinheiro movimentado por entidades comandadas pelos próprios parentes destes vereadores.

Já os dirigentes do PCdoB – todos disponíveis para cuidar da campanha de Dino – foram nomeados com altos cargos em gabinetes de deputados ligados ao partido ou ao ex-deputado, “para fazer política”, como anunciou um deles nas redes sociais.

A corrupção no Ministério dos Esportes, portanto, não é de surpreender. Parece prática comum em um partido comum, como o PCdoB.

Que, no fundo, é só mais um partido…

5

A desimportância da Seleção Brasileira…

A partida de hoje à noite entre brasileiros e argentinos é uma tolice caça-níquel inventada pelos donos do futebol brasileiro – ente eles a Globo, a Nike e, agora, Ronaldo Nazário e a Traffic.

Pouco importa para o futuro da seleção – e para o planejamento da Copa do mundo.

O que vale na "seleça" é apenas aparecer com a marca do patrocinador, nada mais...

São poucos os jogadores destes times de hoje que estarão em campo nas próximas semanas. Na seleção dos amistosos europeus só entram os patrocinados.

Ainda tentaram dar um ar oficial ao jogo, utilizando o nome da antiga Copa Roca, o que foi vetado pelos donos da marca. Inventaram, a idiota epíteto “Clássico das Américas”.

Bem fez o gremista Mário Fernandes, que esnobou a convocação caça-níquel.

Só o apelo comercial de Brasile Argentina justificam a partida em Belém

Jogar pela seleção não tem qualquer importância, mesmo com a insistência de querer transformar a convocação no ápice da carreira de um boleiro.

E a realidade das ruas tem mostrado o pouco apelo do futebol de seleções fora dos períodos de Copa.

É cada vez maior o número de torcedores que esnobam a seleção em favor de um jogo do seu clube – muito mais emocionante e  com mais apelo.

O que se viu em Belém do Pará, com brasileiros envergando a bandeira da seleção argentina, numa espécie de protesto, é um exemplo disto.

Sem falar no esquema pró-Corínthians da Globo e da CBF para favorecer o time paulista na reta final do Brasileirão – coisa bem mais importante que seleção – tirando jogadores dos grandes clubes na reta final.

Qual a importância de amistosos com México e Guatemala? Ver Neymar sacaricar e passar na Globo por semanas? Valorizar jogadores do esquema, apresentando-os a empresários europeus com a camisa amarelinha?

Desde a “profissionalização” do futebol, a Seleção Brasileira só serve pra isso.

No mais, não tem qualquer importância…

5

Todo o mundo já sabe disto…

Seleção alemã: show de futebol cada vez melhor..

O técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Mano Menezes, abre a entrevista concedida à revista Veja com uma constatação:

É preciso reconhecer que o Brasil não está mais jogando o melhor futebol do mundo. E não é de hoje. Na Copa de 2010, já estávamos atrás da Alemanha, que é, pra mim, o time mais completo – à frente até da atual campeã do mundo, a  Espanha (…) – afirma Menezes.

É uma constatação mundial.

Não há seleção de futebol no mundo tão perfeita quanto a da Alemanha. E não apenas na Copa de 2010, mas desde a década de 80.

Não por acaso, esteve na maioria das finais da Copa do Mundo e nunca na história ficou abaixo do quinto lugar na competição.

Menezes: exemplo de pé no chão

Expertise aprimorada agora, com a qualidade técnica de craques como Özil, Müller e Schweinsteiger.

Aliás, o técnico da seleção brasileira faz, na mesma resposta, uma análise sobre os jogadores alemães:

– (…) têm tudo para chegar à Copa do Brasil no auge da forma física – diz o treinador.

Constatações como a de Mano são recorrentes no mundo inteiro, o que dá uma certeza: A Alemanha será a campeã do mundo em 2014.

Infelizmente, sem a repetição do maracanaço.

Isto por que, mais uma vez, o Brasil nem chegará à final…

0

Os mais bem pagos do esporte mundial…

Futebol e dinheiro são sinônimos, mas a desorganização ainda reina

Apenas três jogadores de futebol estão na lista dos atletas mais bem pagos do mundo, segundo a evista americana Forbes. E o mais bem pago deles – o inglês David Beckham – é apenas o sexto na lista.

Becham ganha US$ 40 milhões ao ano, quase a metade do primeiro colocado, o americano Tiger Woods, jogador de golfe – que arrecadou US$ 75 milhões em 2010.

Melhor jogador do mundo no ano passado, o argentino Lionel Messi, é último colocado do top ten. Levou US$ 32,5 milhões em salários e patrocínio. Menos que Cristiano Ronaldo, sétimo na lista, com US$ 38 milhões.

A lista dos melhores da Forbes é povoado por jogadores de golfe, tenistas e jogadores de basquete, além do piloto Michael Schumacher.

A falta de jogadores na relação tem a ver diretamente com a desorganização do esporte em todo o mundo.

Apesar de movimentar bilhões de dólares em todo o mundo, o futebol ainda sofre com gestões amadoras nos clubes e a corrupção desenfreada.

Só a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, deve movimentar US$ 500 bilhões em negócios relacionados ao futebol nos póximos três anos.

Mas há riscos de os estádios nem estarem prontos para a Copa das Confederações, daqui a menos de dois anos.

Veja aqui a lista completa dos esportistas mais bem pagos do mundo

 

 

9

Um novo maracanaço…

O sorteio das eliminatórias, hoje, no Rio de Janeiro, é o início oficial da Copa do Mundo de 2014. O que a gente entende como a copa propriamente dita – geralmente entre junho e julho – a Fifa chama de fase final do torneio.

Pois hoje começa a trajetória da seleção de brasileiros rumo a um novo maracanaço.

O garoto-mídia Neymar chora mais um fracasso de sua seleção

O Brasil perderá a Copa de 2014 em todos os sentidos. Teve a chance de fazer um evento bem organizado, com investimentos sérios e ações necessárias, mas optou pela politicagem e a ajuda a terceiros.

O estádio do Corínthians é um exemplo desta aberração.

Montagem com imagem de Mano e o palhaço Bozo

O contribuinte, torcedor ou não, vai pagar a conta da construção de um estádio particular, apenas por que o presidente do clube é amigo do presidente da CBF – que, por sua vez, é inimigo do presidente do São Paulo, clube com estádio pronto para receber qualquer jogo internacional.

Este é só um exemplo dos bilhões que escorrerão pelo ralo da corrupção, da incompetência e da burocracia até o pontapé inicial do torneio, em junho de 2014.

No campo é a mesma coisa.

A seleção de brasileiros é manipulada por patrocinadores bilionários, como a Nike, ou operadores do futebol, como a Traffic – e agora a 9ine – que impõem convocações, estabelecem datas de jogos amistosos e até escolhem adversários na fase de preparação.

Exemplo do belo futebol apresentado na Argentina

Enquanto isso, a Rede Globo e seus satélites, detentores dos direitos de TV, manipulam as massas, se ocupando muito mais da festa  que da crítica.

A seleção de brasileiros reúne garotos-bobos e deslumbrados com as possibilidades que o dinheiro oferece, peocupados muito mais com o corte de cabelo do que a qualidade do passe.

O vexame está escrito nas estrelas – literalmente.

Disputando as eliminatórias, esta seleção não tem conseguido sequer chegar à semifinal dos últimos torneios.

Imagine, então, uma seleção desocupada, treinando quatro anos apenas com desimportâncias do futebol, como a seleção da Andaluzia, o Qatar ou o time de Serra-Leoa?

Um novo maracanaço se anuncia, bela Marina da Glória …