0

Deputado Edilázio testa positivo para CoVID-19…

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) recebeu diagnóstico de CoVID-19.

O anúncio foi feito pela sua assessoria, na tarde destra segunda-feria, 21.

De acordo com a nota, o parlamentar não apresenta sintomas severos e vai permanecer em isolamento domiciliar pelo período exigido pelas autoridades sanitárias.

Abaixo, a nota da assessoria:

Nota

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) informa que foi diagnosticado com o Covid-19. 

Sob a orientação médica, ele está em isolamento domiciliar, ao lado da esposa, Alina Sarney, também diagnosticada com o Covid, conforme determina protocolo de conduta do Ministério da Saúde. 

Sem sintomas severos, salvo alguma indisposição, Edilázio está bem. Alina não apresenta sintomas. 

O parlamentar, presidente estadual do PSD, agradece todas as mensagens de apoio e ligações, e afirma que em breve, finalizado o período de isolamento domiciliar, estará de volta às suas atividades. 

Assessoria

1

Convenção de Madeira é exemplo de respeito às normas sanitárias

A convenção do Solidariedade, que homologou na noite de quarta-feira no nome de José Carlos Madeira como candidato do partido à Prefeitura de São Luís, foi alvo de vários elogios por cumprir com rigor as normas sanitárias em relação aos riscos do Coronavírus.

Realizada na Associação dos Oficiais Militares do Maranhão, no Bairro de Fátima, a convenção foi planejada para seguir à risca todas as medidas de segurança, por orientação do próprio candidato Madeira, que ainda se recupera em casa dos efeitos da Covid-19.

Controlada por uma equipe de brigadistas, a convenção do Solidariedade contou com medidores de temperatura à entrada do evento, acesso limitado de pessoas, uso obrigatório de máscaras e álcool em gel e distanciamento protocolar das cadeiras.

“Os candidatos devem ser os primeiros a dar o exemplo de que respeitam as medidas sanitárias”, afirmou Madeira, ao argumentar que recomendou aos organizadores que fizessem “uma convenção sóbria, sem aglomeração ou qualquer excesso”.

Segundo Madeira, a convenção conseguiu alcançar o objetivo do partido, ao promover uma grande festa democrática, com a participação efetiva de lideranças políticas e comunitárias, além de uma militância comprometida com os ideais de justiça social, eficiência e transparência na gestão pública.

Sem qualquer sinal de aglomeração, a convenção do Solidariedade durou pouco mais de uma hora e meia e homologou os nomes de José Carlos Madeira e Capitão Jeremias, como candidatos a prefeito e vice-prefeito, e mais cerca de 40 nomes de candidatos a vereador.

“Procuramos fazer um evento equilibrado, demonstrado a força e a capacidade de vitória das nossas candidaturas e ao mesmo tempo respeitando as normas de segurança em tempos de pandemia”, declarou o presidente do Solidariedade, Simplício Araújo.

0

Solidariedade anuncia convenção híbrida com Madeira em videoconferência

O ex-juiz federal José Carlos Madeira terá o seu nome confirmado como candidato do Solidariedade a prefeito de São Luís em convenção híbrida. O partido anunciou nesta terça-feira que a convenção, a princípio anunciada apenas no modelo online, também será presencial, mas obedecendo rigorosamente a todas as recomendações das autoridades sanitárias.

A opção do Solidariedade pelo modelo híbrido é resultado de um entendimento entre Madeira, o presidente do partido, Simplício Araújo, e o pré-candidato a vice-prefeito, Capitão Jeremias. Madeira disse que, mesmo em casa recuperando-se da Covid-19, faz questão de participar da convenção por videoconferência.

“Quero levar a minha palavra de fé e confiança na vitória a todas as nossas lideranças comunitárias e políticas e aos nossos pré-candidatos a vereador”, declarou.

A convenção presencial será realizada nesta quarta-feira, dia 16, às 17h, na Associação dos Oficiais Militares do Maranhão, na rua Armando Vieira da Silva, no 1, no Bairro de Fátima.

“Estamos apenas retomando um compromisso inicial de realizar a nossa convenção no Bairro de Fátima. É o bairro onde nosso pré-candidato nasceu e viveu por muito tempo, onde estão suas origens”, informou Simplício Araújo.   

O pré-candidato a vice-prefeito fez questão de frisar que a convenção será simbólica, sem aglomeração. Segundo o Capitão Jeremias, uma grande festa está sendo preparada para receber Madeira de volta aos compromissos políticos, ao fim do tratamento da Covid-19.

“Aí, sim, nesse momento teremos a oportunidade de oferecer uma grande recepção ao nosso pré-candidato a prefeito”, avisou.

0

Campanha de Madeira mantém mídia forte mesmo com ele internado

Candidato do Solidariedade está em tratamento de coVID-19, mas seus perfis oficiais nas redes sociais mantêm postagens diárias, com aspectos da campanha e informações sobre os bastidores do seu comitê eleitoral

 

A agenda inadiável de campanha de Carlos Madeira está sendo cumpria pelos seus coordenadores, como Alan Ramalho, que dirigiu esta reunião nesta quinta-feria, 10

Determinado em seu projeto de chegar ao segundo turno, o candidato do Solidariedade a prefeito de São Luís, Carlos Madeira, mantém forte agenda de campanha, mesmo em recuperação de coVID-19.

Seu perfil no Instagram mantém postagens diárias, com aspectos da campanha e com imagens de bastidores no comitê eleitoral.

O próprio Madeira chegou a comentar na rede social nesta quinta-feira, 10.

– Eu ainda estou recebendo cuidados médicos, mas, mesmo distante, fico acompanhando as ações de nosso grupo em prol de São Luís – disse o candidato, com foto de reuniões de seus coordenadores de campanha.

Para manter a página do instagram em movimento, são publicados também #TBT’s, como este, em que o candidato participa de reunião ao lado do vereador Afonso Manoel

Mais tarde, um #TBT com foto dele ao lado do vereador Afonso Manoel. 

Para a coordenação de campanha, a manutenção das ações de Madeira mesmo durante sua recuperação, é importante para manter a militância unida e aguerrida.

– Em breve estaremos juntos! – concluiu… 

0

Maranhão vive expectativa de novo pico da coVID -19

Autoridades públicas do estado já admitem que um rebote da doença possa ocorrer até o final de 2020 ou no início de 2021; e já tomam providências sanitárias para evitar corrida em massa a hospitais e clínicas

 

Já em ritmo de retomada de vários setores da economia, o Maranhão poderá ter uma nova onda de coVID-19 no final de 2020 ou início de 2021.

A previsão é governador Flávio Dino (PCdoB), que decidiu adiar flexibilização de novos setores da economia até o resultado do inquérito sorológico no estado, que irá indicar o índice de pessoas que já foram contaminadas.

– Tivemos uma diminuição de casos, porém, talvez tenhamos, nos próximos meses, especialmente no limiar do ano de 2021, um ciclo de novo agravamento do coronavírus. Podemos ter – disse Flávio Dino.

Para o governador, o rebote de coVID-19 ocorrerá pela falta de uma vacina contra o coronavírus, embora as notícias apontem esperança de um remédio ainda em 2020.

– Isso significa que devemos prevenir – afirmou o governador.

O secretário de Saúde, Carlos Lula, já tem agendada reunião com os secretários municipais de saúde para tomar medidas de prevenção contra uma nova onda do vírus…

1

“De reconhecimento inquestionável”, diz paciente de Covid-19 sobre doações de respiradores a Bacabal

Jovem recuperado da doença diz que a compra dos 187 aparelhos pela rede solidária montada a partir da Secretaria de Indústria e Comércio, comandada por Simplício Araújo foi fundamental para a sua saúde

 

A fisioterapia respiratória dos pacientes da Covid-19 pôde ser ampliada qualitativamente pelos respiradores adquiridos pelo Governo do Estado. Milhares de vidas foram salvas. Essa assistência respiratória foi e sempre será de vital importância”, conta Pedro Netho dos Santos Amorim, de 29 anos, sobre sua recuperação no Hospital Macrorregional Dra. Laura Vasconcelos, em Bacabal, após diagnóstico do novo coronavírus.

Para o jovem, a compra dos 187 respiradores – uma iniciativa da rede solidária formada por empresários que atenderam às demandas da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) – foi uma decisão importante para a sua saúde e a de milhares de maranhenses.

“A compra desses aparelhos foi uma das maiores aquisições deste governo [estadual], onde mostrou que a ciência, a tecnologia e os cuidados com a saúde da população diminuiram os impactos devastadores da pandemia. O cenário de emergência da saúde pública carece de esforços de todos nós. Quem sofreu como eu sofri, com 80% dos pulmões comprometidos, sabe o que significam estratégias dessa natureza”, comemorou Pedro Netho.

A fala do jovem de 29 anos reforça três características essenciais neste momento de enfrentamento à pandemia da Covid-19: diálogo, solidariedade e saúde. Estas três palavras fazem parte de ações estratégicas executadas pelo secretário de Estado da Indústria, Comércio e Energia do Maranhão, Simplício Araújo.

“Minha família, como tantas outras famílias maranhenses, sabem que um desespero desse só pode ser amenizado pelo poder de Deus e pela responsabilidade dos homens. As ações de aquisições de equipamentos de proteção individuais, qualificação de profissionais da saúde, implantação de hospitais de campanha e testagem foram muito importantes. A habilidade do secretário Simplício Araújo é de reconhecimento inquestionável por ter se desdobrado com alto know-how para aquisição destes respiradores. Foi a perfeita combinação de atitude e trabalho”, acrescentou.

Ao todo, foram 187 respiradores comprados em abril. Além destes equipamentos, comprados na China por meio de doações de empresários que se uniram ao Governo do Estado, também foram adquiridos à Seinc aproximadamente 200 mil máscaras N95, termômetros, álcool 70 e em gel, além de doações de testes rápidos e serviços gratuitos aos profissionais de saúde locais.

A conquista destes materiais, que somados representam uma arrecadação de mais de R$ 20 milhões em doações para a saúde do Maranhão, foram comemorados por agentes da saúde em todo o Estado. “Sem esses equipamentos, seria inviável o atendimento do paciente grave de Covid-19. Nossas equipes vibravam cada vez que conseguíamos montar um leito com respirador, dada a importância para a recuperação do paciente com coronavírus”, analisa Patrícia Mendonça, diretora-geral do Hospital Macrorregional Dra. Laura Vasconcelos, em Bacabal.

A diretora comentou, ainda, que os respiradores foram fundamentais em casos como o de Sebastião Malhao de Brito, de 87 anos. “[Senhor] Sebastião é um exemplo da importância do respirador. Por mais que nossos médicos e toda nossa equipe se empenhassem nos cuidados, se não tivéssemos os respiradores, ele não teria sobrevivido, dado o agravamento do seu caso. Somos gratos ao Governo do Estado pelo comprometimento e cuidado com a nossa unidade, em nos dar condições de atendermos com eficiência e zelo a todos os nossos pacientes”, acrescentou Patrícia.

O secretário Simplício Araújo analisa o impacto deste ato de solidariedade das empresas em prol do fortalecimento da rede pública de saúde e do enfrentamento ao coronavírus. “A parceria entre poder público e iniciativa privada reforça nosso objetivo de combater a pandemia da Covid-19 de forma estratégica, sempre pensando nos melhores resultados para a sociedade civil. Seguiremos trabalhando de forma incansável, sob o comando do governador Flávio Dino, para que todos os compromissos firmados sejam cumpridos”, pontuou.

Doações

As doações foram feitas por empresas como Ômega Energia, Alumar, Eneva, Grupo Mateus, EDP Linhas de Transmissão, Suzano, Gera Maranhão Energia, Universidade Ceuma, Heineken, Lavronorte, Fribal, Grupo Maratá, Comercial Rofe, Centro Elétrico, Potiguar, Roque Aço Cimento, Revest Com. e Serviços, COC, Dínamo Engenharia, Faculdade ISL Wyden, Vale, Canopus, Sinduscon, Silveira Engenharia, Dimensão Engenharia, Construtora Escudo, Lua Nova Engenharia, Alfa Engenharia, RJ distribuição, RBC Construçoes e Constans. 

Outras empresas, como Agro Serra, Ambev, Grupo Maratá, FC Oliveira, Guaraná Psiu e Solar Coca-Cola, se uniram e doaram mais de 600 mil litros de álcool para unidades de saúde do Estado.

Imperatriz

Em julho, a Seinc articulou a entrega de mais dez respiradores ao Maranhão, equipamentos destinados ao auxílio no tratamento de pacientes na cidade de Imperatriz, doados pela empresa Suzano Papel e Celulose.

Os aparelhos fazem parte da ação estratégica do Governo do Estado para fortalecer o combate ao coronavírus na Região Tocantina.

0

Pandemia ameaça realização de debates eleitorais

Emissoras de TV e entidades interessadas em ouvir o contraponto de opiniões dos candidatos ainda não têm ideia dos protocolos para realização dos eventos, principal expectativa dos vários postulantes à Prefeitura de São Luís

 

O debate de 2016, na TV Mirante, provocou uma reviravolta na reta final da campanha, levando Eduardo Braide ao segundo turno com Edivaldo Júnior

Tidos como principal trunfo para alguns dos pré-candidatos a prefeito de São Luís, os debates realizados em plenárias de instituições e nas emissoras de rádio e TV podem ficar fora do processo eleitoral de 2020.

Com a pandemia de coronavírus, as emissoras, principalmente, ainda não têm ideia de que protocolo seguir para realização do programa; e esperam que a própria Justiça Eleitoral defina as regras sanitárias.

Em 2016, o debate da TV Mirante, o mais esperado, acabou causando reviravolta no primeiro turno, tirando Eliziane Gama (cidadania) e Wellington do Curso (PSDB), e levando o então azarão Eduardo Braide (PMN) ao segundo turno.

É com base neste histórico que adversários do porte de Neto Evangelista (DEM), Duarte Júnior (Republicanos), Rubens Júnior (PCdoB), Adriano Sarney (PV) e Carlos Madeira (Solidariedade) têm expectativa, agora, de garantir um segundo turno com o mesmo Braide.

Da TV Mirante, o blog Marco Aurélio D’Eça recebeu a informação de que ainda aguardam definição sobre os debates.

– Nada definido – disse a diretoria da emissora.

Outras emissoras, como TV Difusora e TV Guará, até mantêm calendário de debates, mas ainda sem nenhuma orientação ou recomendação da Justiça Eleitoral e do Ministério Público, que podem barrar os programas.

Sem os debates, com restrições de reuniões públicas e caminhadas, as campanhas terão que se fortalecer na internet.

E neste campo minado, vence quem já tem histórico nas redes sociais.

E engajamento, sobretudo…

3

100 mil mortes: tragédia do tamanho do desgoverno Bolsonaro, diz Zé Inácio

Deputado do PT ressalta que o presidente não reconheceu a dimensão da pandemia, que já matou no país, em cinco meses, quase o dobro do que a guerra do Vietnã, considerada uma das maiores da história, matou em 10 anos

 

O deputado estadual Zé Inácio (PT) lamentou em discurso na Assembleia a chegada do Brasil à marca de 100 mil mortes; e responsabilizou diretamente o governo Jair Bolsonaro pela tragédia.

– O Brasil é o segundo país no mundo a atingir essa triste marca. Hoje [ontem] nós já temos mais de 101 mil mortos, mais de 3 milhões de infectados e são números que chamam a atenção de todos nós, brasileiros, e de todo o mundo – ressaltou o parlamentar.

Zé Inácio lembrou que o coronavírus já matou mais do que a gripe espanhola, a guerra do Paraguai, a  guerra  do Vietnã, que é  considerada  uma  das  guerras  que mais marcou a  história  mundial.

– Em  dez  anos  de  guerra,  no Vietnã, morreram  59 mil  pessoas; no Brasil, em apenas cinco meses, são mais de cem mil brasileiros mortos, na  sua maioria pobres da periferia, negros que não têm a mesma oportunidade de conseguir um bom tratamento  de  saúde – disse.

Ressaltando a importância do Sistema Único de Saúde, o deputado do PT criticou a forma como o governo federal tem tratado a pandemia.

Segundo ele, o resultado do governo Jair Bolsonaro está aí, uma tragédia do tamanho do seu desgoverno. O presidente não reconheceu a dimensão da pandemia, diz o deputado, não tomou as medidas necessárias para fazer o enfrentamento que pudesse ter evitado tantas vítimas no nosso país.

– Os recursos públicos que o Congresso Nacional aprovou, na ordem de R$ 39 bilhões para o combate ao coronavírus, não foram aplicados sequer 30%. Dos 46 milhões de testes para que pudéssemos detectar no Brasil o número de infectados, foram feitos pouco mais de 12 milhões, uma falta de compromisso, com o povo brasileiro, uma falta de compromisso com a saúde pública do nosso País – disse o deputado, pedindo 1 minuto de silêncio em memória dos que perderam a vida na pandemia.

 

3

Assembleia em luto por 100 mil vítimas da coVID-19

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), decretou, neste domingo (9), luto oficial de três dias em memória das mais de 100 mil vítimas da Covid-19 no Brasil.

O parlamentar se  solidarizou com as famílias que perderam seus entes para a doença e lamentou a triste marca alcançada esta semana.

“Chegamos a esta triste marca no país. E neste momento de dor, lamento a perda de cada uma das vidas brasileiras ceifadas por essa doença. São mais de 100 mil vidas que importam muito. Que Deus possa confortar o coração das pessoas que perderam alguém do seu convívio em razão da Covid-19”, declarou Othelino Neto.

De acordo com o consórcio de veículos de imprensa, o total de óbitos registrados é de 100.240, com 2.988.796 casos da doença. A luta dos brasileiros começou em março, quando foi registrada a primeira morte.

Desde então, a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde, Secretarias de Estado da Saúde e demais órgãos competentes da área se mobilizaram em prol do isolamento social, no intuito de todos seguirem as medidas de biossegurança necessárias, na tentativa de minimizar os riscos de contágio pelo novo coronavírus.

1

Prefeitura de Ribamar disponibiliza testes de coVID-19 ao time do São José

A Prefeitura de São José Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) disponibilizou testes sorológicos para o time do São José de Ribamar Esporte Clube. Equipe técnica, jogadores e outros profissionais do clube da cidade realizaram os testes da COVID-19 para retornarem as atividades nos gramados, no campeonato maranhense, previsto para recomeçar no dia primeiro de agosto.

Os exames foram realizados na unidade da Rede Acolhe da Sede (Clínica de Reabilitação Maria Amélia Bastos), criada para atendimento de pessoas com síndromes gripais leves.

O município de São José de Ribamar sai na frente mais uma vez e é o primeiro município do Maranhão a disponibilizar os testes do time local e, assim, a garantir a participação do clube nas demais competições, que exigem a realização dos testes como pré-requisito para os clubes voltarem a competir.

De acordo com o treinador do Peixe Pedra, Carlos Ferro, essa ação da Prefeitura vai colaborar com a volta do time ao campeonato maranhense e é muito importante para garantir o cumprimento dos protocolos exigidos pela FMF e CBF.

“Nós só temos que agradecer à Prefeitura de São José de Ribamar, que por meio da Secretaria Municipal de Saúde, nos disponibilizou esses testes para garantir nosso retorno aos gramados. Para voltarmos a disputar o (campeonato) maranhense era necessário seguir algumas medidas estabelecidas pela FMF e CBF e a Prefeitura nos deu esse apoio e agora a gente vai poder entrar em campo e buscar bons resultados”, disse o treinador