5

Direção nacional do Solidariedade quer Simplício Araújo governador

Líderes do partido deixaram claro que outras lideranças – incluindo deputados federais ou estaduais – podem até se filiar ao partido, desde que sigam as orientações de ter o secretário de Indústria e Comércio na sucessão de Flávio Dino

 

O partido Solidariedade busca crescimento em todo o Brasil, ampliando suas filiações, com cursos de capacitação para seus possíveis candidatos e muito especialmente um grande investimento nas candidaturas femininas para as próximas eleições municipais e estaduais.

No Maranhão, além de rechaçar qualquer possibilidade de mudança na direção regional do partido a direção nacional entende que o Presidente Estadual deva colocar seu nome para a apreciação da população pela disputa do governo, na sucessão do atual governador Flavio Dino.

A manifestação unânime veio da Direção Nacional do partido e foi verbalizada através de declarações este final de semana do Presidente Nacional Paulo Pereira da Silva e do Líder do Solidariedade na câmara, Augusto Coutinho.

“O Solidariedade está sempre buscando seu crescimento, mas não pode virar e não vai jamais abandonar um companheiro de primeira hora e do quilate do nosso Presidente Estadual Simplício Araújo, nossa esperança é vê-lo governador do Maranhão”, disse Augusto Coutinho.

“Qualquer parlamentar ou liderança, seja municipal, estadual ou federal no Maranhão é sempre muito bem vinda, mas tem que vir pra somar ao ótimo trabalho que o Simplício tem feito no Maranhão e que em breve vai levá-lo ao governo do estado, Simplício é exemplo de luta e resiliência pra todos nós”, disse o presidente nacional Paulo Pereira.

Simplício por sua vez recebeu com alegria e tranquilidade as manifestações.

“Tenho buscado fazer o possível para contribuir com o crescimento do estado e a melhoria do ambiente político, irei ouvir sempre o povo do Maranhão, o meu campo político, buscar o diálogo e a convergência com o governador para tomar a melhor decisão” disse o presidente do Solidariedade, que também é Secretário de Industria Comércio e Energia do Maranhão.

1

Governador sem liderança na bancada federal…

Dos sete votos a favor do afastamento do presidente Temer, apenas o de Rubem Júnior foi dado por orientação de Flávio Dino; o comunista não conseguiu controlar, sequer, deputados com cargos no governo

 

Flávio Dino com parte da bancada federal; apenas um segue sistematicamente suas orientações

A maioria absoluta da bancada maranhense na Câmara Federal votou pelo arquivamento das denúncias contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Até mesmo deputados como Juscelino Filho (DEM), Pedro Fernandes (PTB) e Waldir Maranhão (PP), que têm espaços no governo Flávio Dino (PCdoB), decidiram seguir caminho contrário aos interesses do governador.

A rigor, apenas o voto de Rubens Pereira Júnior (PCdoB) pode ser considerado como da cota de Flávio Dino.

Todos os demais que votaram pelo afastamento de Temer o fizeram por convicções pessoais, como Weverton Rocha (PDT), Eliziane Gama (PPS) e Zé Carlos (PT).

Essa experiência de falta de comando na bancada Flávio Dino já havia experimentado na votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

A vitória de Temer mostra que, três anos depois e centenas de cargos e benesses distribuídas, o governador não conseguiu ter o controle da bancada federal.

E isso diminui muito o seu poder de fogo em Brasília…

0

Além do PROS, cláusula de barreira ameaça PV, PPS e PCdoB no MA…

Partidos que não atingirem o limite mínimo de 10 representantes na Câmara Federal, a partir de 2018 –  o que equivale a 2% dos votos nacionais – perderão direitos na Casa e podem até deixar de existir

 

Gastão Vieira deu a senha de uma situação que o governador Flávio dino já conhece e busca solução

A senha foi dada na sexta-feira, pelo ex-ministro Gastão Vieira.

Presidente regional do Pros, ele anunciou que abrirá mão da disputa pelo Senado para tentar uma vaga na Câmara Federal, na tentativa de garantir o espaço exigido ao Pros a partir de 2018.

Assim como Gastão, estão correndo contra o tempo o deputados federais Eliziane Gama (PPS), Júnior Marreca (PEN) e o próprio governador Flávio Dino (PCdoB).

Eliziane, do PPS; Marreca, do PEN, e Sarney Filho, do PV, também vivem o mesmo drama partidário

Estes partidos precisam garantir 2% de votos para deputado federal em todo o país, sendo que este índice tem que ser atingido em um mínimo de 14 estados.

Para isso, as legendas precisam eleger um mínimo de deputados federais em cada estado.

O PCdoB, por exemplo, já decidiu que, no Maranhão, a meta é eleger cinco deputados federais. Por isso, Flávio Dino tem corrido atrás de nomes que possam se somar aos de Márcio Jerry, Clayton Noleto e Rubens Pereira Júnior.

Para fugir da cláusula de barreira, o ministro Sarney Filho, que é deputado federal pelo PV, já decidiu deixar o partido.

Situação mais difícil é da dos deputados federais Júnior Marreca e Eliziane Gama.

Esta última, por ser presidente de legenda, vai precisar buscar quadros com capacidade de somar votos para o PPS.

Por isso, não descarta disputar uma vaga majoritária, abrindo espaço para outras lideranças do partido.

E será esta a tônica da formação de chapas até o início do período eleitoral no Maranhão…

1

Imagens do dia: Fufuca na coordenação da bancada…

O novo coordenador conversa com ses colegas de bancada, observado pelos senador Roberto Rocha (PSB)

O novo coordenador conversa com ses colegas de bancada

Confirmou-se hoje o que vinha sendo apontado por este blog desde janeiro: o deputado André Fufuca (PEN) foi oficializado coordenador da bancada maranhense no Congresso Nacional. Ele foi escolhido após reunião da bancada, na tarde desta quarta-feira, 17.

Fufuca terá a missão de encaminhar os pleitos dos deputados maranhenses à Mesa Diretora da Câmara e, sobretudo, à Comissão de Orçamento da casa, que analisa o orçamento da União, ao qual os parlamentares podem apresentar emendas.

Fufuca ao lado de José Reinaldo e Pedro Fernandes, dois dos mai experientes membros da bancada

Fufuca ao lado de José Reinaldo e Pedro Fernandes, dois dos mais experientes membros da bancada

Para isso, terá apoio de habilidosos colegas, como Hildo Rocha (PMDB),e experientes membros da bancada, como o deputados José Reinaldo Tavares (PSB) e Pedro Fernandes (PTB).

O mandato de Fufuca deve durar até o início de 2017…