1

Parceria Vale/Prefeitura garante construção de pontes em Santa Inês…

Uma das pontes em Santa Inês, construída com estruturas da Vale

Uma frente de trabalho fruto de parceria entre a mineradora Vale e a Prefeitura de Santa Inês está melhorando a vida de quem trafega pelas ruas e estradas vicinais no município. Assinado no ano passado, o convênio prevê a doação de trilhos para serem aproveitados em estruturas de obras executadas pela prefeitura.

De acordo com o secretário municipal de Administração, José Reis Lima, a preocupação da administração municipal de Santa Inês em melhorar a trafegabilidade tanto das vias urbanas como das estradas vicinais foi sanada graças à boa vontade dos representantes locais da Vale, que assinaram o termo e doaram várias peças de trilhos.

Zé Reis disse que parte dos trilhos já foi aproveitada na construção da ponte que liga o povoado Barradiço ao aterro sanitário de Santa Inês, beneficiando vários moradores das margens da vicinal.

Outra obra que utilizou trilhos foi a ponte construída na Rua 28 de Novembro, uma importante via do Bairro Santo Antonio.

O trabalho foi feito atendendo a reclamação da população, que sofria com problemas de alagamento. “No mesmo bairro e sobre a mesma valeta, outra ponte será construída através da parceria com Vale”, diz o secretário de Administração.

2

Mais uma ação de Hildo Rocha a favor da duplicação da BR-135…

Hildo ouve explicações do diretor do Dnit, durante audiência na Câmara

A duplicação da BR-135, no trecho Estiva/Bacabeira será concluída este ano.

A garantia foi dada pelo Diretor de Infraestrutura Rodoviária do Denit, Luiz Guilherme Rodrigues de Mello, nesta terça-feira (05) durante Audiência Pública da Comissão de Desenvolvimento Urbano. Luis Guilherme participou da reunião atendendo convocação do deputado Hildo Rocha (PMDB/MA).

Para evitar que o cronograma financeiro sofra interrupções, o parlamentar disse que irá acompanhar a tramitação dos repasses.

– Vou trabalhar para que o cronograma seja cumprido porque essa é uma condição indispensável para a conclusão da obra no prazo previsto – declarou Rocha.

Quanto ao trecho da BR-135 que compõe a Avenida dos Portugueses, localizado no eixo Itaqui/Bacanga, o diretor do Denit informou que o órgão pretende fazer parceria por meio da qual o Governo do Estado ficará encarregado de executar a restauração e o Denit efetuará a duplicação do trecho entre que liga a Barragem do Bacanga ao Porto do Itaqui.

Desde que chegou à Câmara Federal o deputado Hildo Rocha vem cobrando melhorias nas rodovias federais do Maranhão, e se dedicado para que o cronograma de obras da duplicação da BR-135 seja cumprido.

– Essa é uma obra de fundamental importância para o desenvolvimento do Maranhão. Não dá mais para adiar a conclusão desse projeto. Defenderei essa causa até o fim – enfatizou Hildo Rocha.

3

Chiquinho Oliveira no seleto grupo da indústria no Brasil…

FC Oliveira, com Dino cumprimentando o filho,Nagib, no evento da Fiema

O empresário maranhense Francisco Carlos Oliveira, do grupo FC Oliveira, vai receber a Medalha do Mérito Industrial, da Confederação Nacional da Indústria, um dos principais prêmios da área industrial no Brasil.

A indicação de Chiquinho, aprovada em reunião da CNI, em 28/04 – feita pelo presidente do Sistema FIEMA, Edilson Baldez.

Edilson Baldez anunciou o prêmio durante o lançamento do Programa “Mais Empresas”, realizado na quarta-feira, 29, na Sede da Fiema. O presidente da FIEMA disse ainda que o ilustre codoense receberá o prêmio, numa data ainda a ser definida, em uma solenidade na capital federal onde estará representando o Maranhão.

Em atividade política com César Pires, um dos principais aliados

A indicação do empresário de Codó foi parabenizada pelo governador Flávio Dino (PCdoB), que destacou a força da indústria maranhense.

Criada em 1958, pelos empresários Roberto Símonsen e Euvaldo Lodi, a medalha da Ordem do Mérito Industrial da CNI tem objetivo de expressar o reconhecimento da indústria nacional a personalidades de todos os segmentos da sociedade brasileira.

Já receberam a comenda os ex-presidentes Juscelino Kubitschek, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula Da Silva; além do ex-vice-presidente José de Alencar e dos industriais Jorge Gerdau, Antônio Ermírio de Moraes e Ivo Hering.

Chiquinho Oliveira entra agora neste seleto grupo…

1

Buracos causam engarrafamento gigantesco na BR-135…

Um engarrafamento quilométrico na saída de São Luís, na BR-135, causou demora de até 40 minutos para que o motorista saísse ou entrasse em São Luís na manhã de hoje.

O caos se deu na região de Peri e Baixo, em Bacabeira, bem na saída de São Luís.

O trecho tem aproximadamente 1 quilômetro, mas os motoristas passavam quase uma hora para percorrê-lo.

O transtorno é causado por enorme crateras na pista, bem no desvio que separa as duas pistas.

Na semana passada, o prefeito de Bacabeira, Alan Linhares, cobrou a retomada das obras de duplicação da rodovia. (Releia aqui)

O engarrafamento de hoje se deu nas duas pistas – ida e vinda – gerando transtorno aos motoristas.

E a obra da BR-135 nem está mais em operação…

3

Maranhão já perdeu quase 7 mil empregos formais em 2015…

Pessoas em busca de emprego no Maranhão (imagem meramente ilustrativa)

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados nesta quinta-feira (23).

Apenas nos primeiros três meses de 2015, o Maranhão perdeu nada menos que 6.841 empregos formais, em ramos como construção civil, comércio, extrativismo mineral e na indústria de transformação.

Até na Agropecuária, um dos mais sólidos setores maranhenses, já houve o fechamento de 339 postos de trabalho entre os meses de janeiro e março.

O Piauí teve desempenho muito melhor que o Maranhão no mês de março, com saldo positivo no emprego formal. O estado vizinho gerou 1.016 novos empregos no mês passado” – dados do Caged

Detalhe: de acordo com o mesmo Caged, boa parte dos estados retomou o nível de crescimento do emprego formal em março.

Mas o Maranhão continuou fechando postos de trabalho, fruto da falta de uma política de criação de empregos e de atração de investimentos.

O que mudou?!?

1

Júnior Verde debate crise da siderurgia em Açailândia…

Verde conclamam trabalhadores a lutar pelo setor, ao lado dos colegas Marco Aurélio e Vinícius Louro

Presidente da comissão especial que analisa a crise da siderurgia no Maranhão, o deputado Júnior Verde (PRB) está em Açailândia, acompanhado dos colegas Vinícius Louro (PRP) e Marcos Aurélio (PCdoB) para ouvir os setores envolvidos.

– Unidos, podemos ver de que maneira o Estado pode atuar para reverter essa crise. Acredito que o Estado pode sim intervir de forma que essa atividade possa voltar a gerar renda na região. As visitas que realizaremos aqui serão indispensáveis para encontrar um caminho para combater essa crise – frisou Vede, ontem, em audiência sobre o assunto.

O Pólo Siderúrgico de Açailândia é formado por 4 grandes empresas e diversas outras de médio e pequeno porte, que hoje geram cerca de 2,5 mil empregos diretos e mais de 15 mil indiretos. Porém, de dezembro até agora, cerca de mil pessoas foram demitidas na cadeia produtiva do setor.

A situação é grave. Em Marabá, das 9 empresas, só restou uma. Aqui, muitas já fecharam também, e precisamos evitar que outras fechem suas portas, pois hoje elas trabalham com apenas 30% de sua capacidade” – Cláudio Azevedo, presidente do Sindicato de Ferro Gusa

A Comissão, criada no início de abril, é fruto de uma Indicação de autoria de Júnior Verde…

11

Políticas municipais exitosas ganham espaço no Governo Roseana…

Luis Fernando, com Fernando Fialho em assinatura de convênio

Várias políticas implantadas em São José de Ribamar, pelo então prefeito Luis Fernando Silva– hoje chefe da Casa Civil – e que tiveram continuidade com a atual administração ribamarense, têm ganhado espaço no Governo de Roseana.

As ações do programa de combate a pobreza, que tem como meta reduzir o índice para abaixo de 10%, até 2014, são as que mais estão se utilizando das políticas exitosas da cidade balneária.

Nesta semana, em dois momentos da agenda do governo ficou clara a influência dessas políticas municipais nas iniciativas do Executivo Estadual.

O primeiro aconteceu no ato de relançamento dos restaurantes populares, onde, assim como acontece em São José de Ribamar, a empresa que administrará os restaurantes vai comprar os produtos de produção dos alimentos das mãos do pequeno produtor.

Dayvson Franklin usará modelo no setor da pesca

O secretário de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar, Fernando Fialho, garantiu que o modelo de Ribamar será seguido nos próximos restaurantes, que deverão funcionar também nos moldes do “Cozinha-Escola”, instalado por Luis Fernando no município ribamarense.

– Esse modelo é muito eficaz porque além de alimentar as pessoas que mais precisam, formam profissionais – disse Fialho.

Já na quinta-feira, na posse do secretário de Pesca, Dayvison Franklin, o chefe da Casa Civil comentou sobre as experiências de São José de Ribamar na profissionalização do pequeno pescador, bem como no estímulo da venda do pescado.

Essas políticas estarão incorporadas no programa de trabalho da nova secretaria.

A idéia é transformar cada pescador artesanal e cada aquicultor familiar em empreendedores através das políticas de profissionalização e incentivo à comercialização dos produtos como acontecerá com a reedição dos restaurantes populares.

Caso essas políticas tenham o mesmo êxito que rendeu para Ribamar, é um grande passo para o Maranhão desenvolver de fato.

Só a título de exemplo: antes de Luis Fernando, em toda história ribamarense de Pronaf – programa que beneficia também o pescador, havia sido investido R$ 80 mil.

Nos seis anos de gestão Luis Fernando, foram aplicados R$ 16 milhões de reais…

2

“O ciclo de uma ação pioneira”, segundo Júnior Marreca…

Marreca elogia seminários regionais

Do blog de Gilberto Léda

O presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (FAMEM), prefeito Junior Marreca (PV), é um dos mais empolgados com a chegada da edição de São Luís do Seminário Regional de Lideranças, nesta quinta-feira (18), no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.

Para ele, a chegada das discussões municipais à capital, após a passagem por 10 regionais no interior do estado, são o “fechamento de um ciclo muito proveitoso”.

O presidente da FAMEM destacou que a ação do Governo do Estado, pioneira por sinal, aproximou os municípios do poder público.

– O evento de São Luís representa, para nós da FAMEM, o fechamento de um ciclo, muito proveitoso por sinal. Esta foi uma iniciativa pioneira, que levou o Governo do Estado e as instituições executoras de projetos para perto dos municípios, que são, em última análise, o destino final das ações governamentais – avaliou Marreca.

A expectativa é que participem várias lideranças de todo o Maranhão, prefeitos dos 217 municípios maranhenses, além de deputados, vereadores, lideres comunitários e a população em geral.

8

Governo vai iniciar recuperação da MA-040

Almeida comemorou recuperação de estrada

O secretário de Infra-estrutura, Max Barros, deve estar em Timon, nesta sexta-feira, ao lado do deputado estadual Alexandre Almeida (PTdoB).

Eles vão anunciar o início das obras de recuperação da MA–040, num trecho de cerca de 80 quilômetros.

A obra vai beneficiar os municípios de Timon, Matões e Parnarama.

– Não faz sentido que hoje alguém que resida em Matões, para ir a Timon, por exemplo, tenha que ir via Piauí – destacou Almeida, lembrando o trajeto usado pelos moradores da região.

A obra vai beneficiar cerca de 200 mil pessoas.

Alexandre Almeida frisou na tribuna da Assembléia que a obra realiza também o seu sonho de infância.

A recuperação da MA-040 já foi autorizada pelo secretário Max Barros…

20

Cinco pendências…

Quando agosto começar, o governo Roseana Sarney (PMDB) terá algumas respostas a dar sobre questões mal resolvidas nestes primeiros meses do seu quarto mandato.

1 – Quem assumirá definitivamente a Secretaria de Juventude, Roberto Costa? Ruy Pires? André Campos? Souza Neto? A novela se arrasta desde janeiro; Costa já teve até nomeação publicada no Diário Oficial sem que tenha assumido o posto.

2 – A homenagem da Beija-Flor aos 400 anos de São Luís custará quanto aos cofres do estado? Ou não custará nada? Os agentes da escola tiveram aqui por várias vezes, mas se recusam a falar do assunto, com o apoio “inocente” de alguns blogueiros e jornalistas.

3 – Pra quando se deve esperar a inauguração dos cerca de 70 hospitais construídos pela Secretaria de Saúde desde 2009? Algumas datas já foram dadas, em 2009 e 2010, sem que as obras tenham sido concluídas.

4 – O que é feito dos R$ 77 milhões repassados pelo então governador Jackson Lago (PDT) à Prefeitura de São Luís e bloqueado pela Justiça a pedido da governadora Roseana Sarney (PMDB)? O dinheiro sumiu desde 2009 sem que ninguém diga o que ocorreu com ele.

5 – Quando serão apresentados os primeiros resultados do programa de qualificação profissional do maranhense, com as primeiras turmas de formandos em áreas específicas dos empreendimentos previstos para o estado?

Respostas a estas perguntas darão à população a certeza de que se trabalha para fazer deste o melhor governo…

Da vida dos maranhenses…