4

Flávio Dino agora gasta com avião e helicóptero em uma única viagem…

Governador usou duas aeronaves no mesmo dia, em passagem por Codó e Coroatá, gerando duas despesas para os cofres públicos numa mesma região do estado

 

Flávio Dino é recebido por Nagib no aeroporto de Codó onde chega a bordo de um jatinho…

A imagem acima mostra o governador Flávio Dino, às 8h30 desta terça-feira, 21, descendo de um jatinho no Aeroporto FC, em Codó, onde foi recebido pelo prefeito Francisco Nagib (PDT).

Pelo contrato de 2017, uma hora de voo nesta aeronave custa ao bolso do contribuinte maranhense nada menos que R$ 10,3 mil.

…Imediatamente embarca em um helicóptero, rumo a Coroatá, na mesma região de Codó

Ainda no aeroporto, o comunista trocou de aeronave e embarcou neste helicóptero, rumo a Coroatá, que fica a menos de 30 quilômetros de Codó, com estrada de qualidade.

Pelo helicóptero, a população vai pagar R$ 36,50 por cada quilômetro voado.

Antes de ser governador, Flávio Dino jurou que uso de aeronaves pelo governo era um desperdício de dinheiro público. (Relembre aqui)

Agora, não usa apenas uma, mas duas aeronaves numa mesma viagem, aumentando os custos públicos.

Língua não é osso, mas quebra caroço…

Com informações e imagens do blog do Acélio

1

Andrea Murad: Flávio Dino vai usar dinheiro de novos impostos só para despesas do governo…

Parlamentar ressaltou durante o debate na Assembleia que não há no orçamento de 2017 nenhuma previsão de investimento com o dinheiro que será arrancado da população

 

Andrea: “imposto servirá para pagar a conta”

A deputada Andrea Murad (PMDB) foi uma dos oito parlamentares que votaram contra o aumento de impostos pretendido pelo governo Flávio Dino (PCdoB), nesta quinta-feira, 15, na Assembleia Legislativa.

Durante o debate, a deputada questionou o fato de o orçamento de 2017 não prever investimentos a partir da estimativa de arrecadação nova.

Ou seja, o que tirar do bolso do povo, Flávio Dino vai usar apenas para bancar as despesas de sua máquina pública.

– Ainda não ouvi ninguém falar os motivos pelos quais o Flávio Dino está trazendo esse aumento, que é exclusivamente para bancar despesas de custeio, entre elas pagamento de folha Ou seja, investimento zero e a população é que vai tá pagando a conta no final. Isso é um ato desprezível com os maranhenses, trazer a esta Casa essa vergonha. Um projeto que vai afetar diretamente a população, os mais carentes, é lamentável e inadmissível por parte de quem deveria era cuidar das pessoas – disse.

A projeção de arrecadação do ICMS não foi sequer incluída na peça orçamentária de 2017, o que,  para a deputada, demonstra a falta de planejamento do governo.

– A proposta de orçamento que ele [Flávio Dino] enviou em setembro, não consta qualquer citação a esse projeto. Ou seja, falta de planejamento, tudo enviado às coxas. Mais uma prova de que o governador afronta a Assembleia no maior desrespeito com os parlamentares que se submetem a esse tipo de situação vexatória e ridícula. Os parlamentares que, mais uma vez, pensando só em si, vão aumentar a conta pra população que vai penar só porque o governador tem a maioria dos deputados desta Casa – finalizou Andrea Murad.

Além de Andrea, votaram contra o projeto – que aumentará a conta de energia, de telefone, os combustíveis e os serviços de TV por assinatura – os deputados Adriano Sarney (PV), César Pires (PEN), Edilázio Júnior (PV), Eduardo Braide (PMN), Max Barros (PRP), Sousa Neto (Pros)  e Wellington do Curso (PP)…