10

Holandinha dá novo calote no setor cultural….

Prefeito havia prometido para esta quarta-feira, 16, pagamento das atrações culturais de festas populares, mas ativista revela que, mais uma vez os produtores culturais e artistas foram enganados

 

helena

A Prefeitura de São Luís voltou a dar calote nas atrações culturais e produtores culturais de São Luís que trabalharam durante o Carnaval, o São João, a passagem da Tocha Olímpica e outras eventos realizados pela gestão do prefeito Edivaldo Júnior em 2016.

Durante a campanha, Holandinha chegou a buscar o apoio do vereador Astro de Ogum (PMN) para uma reunião com os credores do setor – tentando evitar desgaste eleitoral – e prometeu, primeiro para meados de outubro, depois, para este 16 de novembro.

Mas a julgar pelo que disse o perfil de Helena Leite na rede social facebook – que parece ser da radialista e produtora cultural de São Luís – mais uma vez foi dado calote.

– O pagamento que foi acordado para hoje não aconteceu. Estamos esperando uma posição do prefeito Edivaldo Júnior e seus secretários – revelou a ativista.

Ela diz ainda que devem estourar nos próximos dias “notícias desagradáveis com relação a cultura popular do estado vão estourar a qualquer momento”.

Ninguém na prefeitura fala do assunto…

3

Após polêmica, Wellington decide pagar IPTU atrasado…

Depois de anunciar em entrevista que estava discutindo o débito judicialmente – e após o assunto chegar ao Horário Eleitoral – candidato do PP decidiu fazer a quitação e dar o caso como encerrado

 

Em paz com o eleitor, Wellington tenta encerrar caso IPTU

Em paz com o eleitor, Wellington tenta encerrar caso IPTU

A coordenação de campanha do candidato Wellington do Curso (PP) revelou nesta segunda-feira que, após toda a polêmica envolvendo débitos de R$ 120 mil de IPTU atrasado dos imóveis onde funcionam suas empresas, ele decidiu quitar a dívida.

Na semana passada, Wellington revelou em entrevista que estava questionando a dívida judicialmente por que não concordava com o valor cobrado. (Releia aqui)

No dia seguinte, o assunto chegou ao Horário Eleitoral, com questionamentos sobre a capacidade moral do candidato ser prefeito mesmo apresentando este tipo de dívida com a própria prefeitura.

A pancadaria durou todo o final de semana, o que levou à coordenação da campanha a agir em duas frentes:

1 – o candidato decidiu pagar o que devia, na tentativa de encerrar o assunto.

2 – a coligação conseguiu liminar da Justiça Eleitoral para tirar do ar a propaganda que falava do caso. (Releia aqui)

Agora, a coligação do candidato do PP estuda revelar o pagamento da dívida na própria propaganda do candidato. Para analistas políticos, no entanto, o caso se reveste de riscos iminentes.

Ao revelar o pagamento, Wellington assume que, de fato, a dívida com a prefeitura era real; e pode passar a impressão de que só pagou por causa da repercussão negativa.

Ouros aliados avaliam que o problema não atingiu a maior parcela do eleitorado do candidato, e entendem que é melhor dar o caso por encerrado.

E a partir daí é aguardar os debates, quando o assunto deve voltar à campanha.

É aguardar e conferir…

1

Rombo nas contas públicas é a herança maldita deixada pelo governo do PT, afirma Hildo Rocha…

Deputado maranhense diz que os governos petistas mais do que dobraram a dívida pública, forçando o país a pagar, somente nos primeiros cinco meses de 2016, juros com valores que dariam para construir 133 mil escolas

 

Hildo Rocha traçou diagnóstico da dívida pública e viu culpa do PT no problema

Hildo Rocha traçou diagnóstico da dívida pública e viu culpa do PT no problema

Em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal, o deputado Hildo Rocha (PMDB) disse que o desequilíbrio das contas públicas é, de fato, uma herança maldita deixada pelo governo do PT.

– Os números não mentem. Em 2003, quando Lula assumiu a presidência da República, a dívida pública era de R$ 1,6 trilhão. Segundo estimativas, até o final deste ano a dívida chegará a R$ 3,3 trilhões. Portanto, nesses 13 anos do governo, o PT deixou uma herança maldita. De janeiro a maio, o governo pagou R$ 140 bilhões só de juros. Com esse dinheiro daria para se construir 133 mil escolas – declarou Rocha.

 Irresponsabilidade

O deputado atribuiu a Lula, e em especial Dilma, a responsabilidade pela crise econômica atual.

– A presidente afastada, Dilma Rousseff, desrespeitou a Lei Orçamentária, a mais importante, depois da Constituição Federal. O governo do PT gastou mais do que podia e, ao desequilibras as finanças do nosso país, criou a grave crise econômica que hoje nós estamos vivendo. O número de desempregados não para de crescer. Mais de 11 milhões de trabalhadores estão sem trabalho – destacou.

3

Caema exibe documento que comprova ciência da prefeitura sobre débitos com a companhia

Documento da Caema, assinado por representantes da Prefeitura de São Luís, atesta o débito de mais de R$ 15 milhões do município com a companhia.

O documento derruba o discurso da deputada Gardênia Castelo (PSDB), que questionou a existência do débito, em discurso ontem na Assembléia Legislativa.

O documento é de 13 de dezembro de 2010, portanto, já da gestão do prefeito João Castelo (PSDB), pai de Gardeninha.

Trata-se de “Estudo Cadastral” da comissão paritária, que detectou débitos de R$ 14.974.292,29 entre Maio de 2008 e Dezembro de 2010.

Incluindo os encargos, atestados pela comissão, o débito chega a R$ 15.584.998,22.

Como representantes do Município, assinaram o documento reconhecendo o débito José Ribamar de Castro e César Henrique Leonardo.

É este o débito que o secretário de Saúde,  Ricardo Murad, vem cobrando, por meio do seu perfil no Facebook.

A Caema é subordinada a Murad.