0

Vereadores se articulam por eleição na Câmara…

PDT, do prefeito Edivaldo Júnior, tem compromissos com a reeleição do atual presidente Astro de Ogum, mas os aliados Osmar Filho e Pedro Lucas Fernandes também se movimentam

 

Vereadores reunidos com Astro de Ogum; Pedro Lucas e Osmar Filho entre eles...

Vereadores reunidos com Astro de Ogum, Pedro Lucas e Osmar Filho entre eles…

Antes mesmo do final do segundo turno das eleições em São Luís, os vereadores eleitos e reeleitos já se movimentavam para a escolha do novo presidente do Poder Legislativo.

O atual chefe do poder, Astro de Ogum (PR), por exemplo, reuniu semana passada um grupo de mais de 20 vereadores, tanto aliados de Edivaldo Júnior (PDT) quanto do adversário Eduardo Braide (PMN).

Astro tem o apoio da cúpula do PDT e deve ser mesmo o candidato de Holandinha.

Mas há movimentos, ainda que tímidos, de outros dois membros da base do prefeito: os vereadores Osmar Filho (PDT) e Pedro Lucas Fernandes (PTB).

Há quem diga que Lucas tenha sido o vereador do próprio Edivaldo, que sonhava com ele na presidência da Câmara.

Osmar Filho se viabilizou entre alguns colegas, inclusive pedetistas.

A eleição na Câmara acontece em janeiro, após a posse do prefeito…

44

Edivaldo quebra a prefeitura para ter metade de São Luís…

Derrame de dinheiro público nunca visto na história eleitoral da capital maranhense serviu apenas para dividir o eleitorado; e o cidadão deve pagar a conta já partir desta segunda-feira

 

O prefeito vai ter que repensar suas atitudes, manchadas por uam eleição caracterizada pelo crime eleitoral e abuso do dinheiro público

O prefeito vai ter que repensar suas atitudes, manchadas por uam eleição caracterizada pelo crime eleitoral e abuso do dinheiro público

Para se reeleger prefeito de São Luís, o pedetista Edivaldo Júnior teve que se submeter a um derrame de dinheiro público sem precedentes na capital maranhense.

Ele alcançou pouco mais da metade dos votos válidos, mostrando que se o dinheiro público não tivesse sido usado na campanha – de forma velada, disfarçada ou mesmo escancarada – suas chances de renovar o mandato seriam nulas.

O cidadão médio de São Luís rejeitou a gestão de Holandinha e isso ficou provado na campanha.

Para vencer, o prefeito teve que subjugar a cidade, com obras eleitoreiras de última hora – e de qualidade duvidosa – e um derrame de dinheiro, mais muito dinheiro, na zona rural, onde a cidadania é mais vulnerável, pela ausência do próprio poder público que agora compra uma eleição.

Os custos desta vitória não serão políticos, mas econômicos e sociais.

E a própria população começa a pagar a conta já a partir desta segunda-feira.

É aguardar e conferir…

3

Escutec: 9% ainda podem mudar voto…

Pesquisa divulgada neste sábado pelo jornal O EstadoMaranhão revela que 85% dos eleitores já estão definidos quanto ao seu candidato nas eleições deste domingo

 

escut

A última pesquisa Escutec de intenção de votos, divulgada neste sábado, 29, pelo jornal O EstadoMaranhão, revela que 85% dos eleitores já estão definidos quanto ao seu candidato a prefeito de São Luís.

Outros 9% admitem que podem mudar o voto até a eleição deste domingo, 30; e 6% não quiseram responder à pesquisa.

O total de eleitores ainda volúveis é 2 pontos percentuais maior que a diferença entre Edivaldo Júnior (PDT) e Eduardo Braide (PMN), que é de 7 pontos percentuais – 49% a 42%.

O Escutec não mediu o impacto do debate da TV Mirante, transmitido na noite desta sexta-feria, 28.

Para isso, o instituto registrou pesquisa específica, que será levantada por todo este sábado, com divulgação prevista para o início da noite.

É aguardar e conferir…

0

Eleição põe pesquisas na berlinda em São Luís…

Com levantamentos tão controversos entre si, institutos podem se consagrar ou atingir níveis irreversíveis de desmoralização na votação deste domingo

 

psquisasO eleitor de São Luís chega a este domingo de eleição completamente no escuro em relação ao desempenho do seu candidato.

As inúmeras pesquisas divulgadas ao longo do último mês apresentaram números tão díspares que fica impossível estimar o resultado do pleito deste dia 2 de outubro.

As pesquisas levaram a uma desinformação tão grande que fica tão impossível dizer se haverá ou não segundo turno como também afirmar quem estará em um eventual confronto direto.

A diferença entre um e outro levantamento chega a ser superior a 20 pontos percentuais  em relação a um candidato.

O prefeito Edivaldo Júnior, por exemplo, apareceu nas pesquisas deste sábado com índices que vão de 30% a 55%. Outros institutos chegaram a apontar a deputada  Eliziane Gama (PPS) com insignificantes 4%, enquanto outros a veem no segundo turno, com 20%.

Leia também:

Sobre fraudes em pesquisas…

Justiça pode banir pesquisas suspeitas…

Este blog já pregou a regulamentação rigorosa das pesquisas eleitorais e chegou a pregar até o banimento de alguns institutos, que agem criminosamente.

O leitor que sair de casa para votar neste domingo vai ter um poder fenomenal neste domingo.

Além de escolher que deve dirigir seus destinos, ele pode elevar o debate sobre pesquisas a níveis superiores.

É aguardar o desenrolar da votação…

5

Ecos de uma terra sem lei…

Prefeitura mantém placas de obras – mesmo proibidas pela Justiça Eleitoral – muitas delas nas barbas do Ministério Público e dos prédios da Justiça, sem que nenhuma autoridade tome providências contra os autores

 

placa1

São Luís já não é mais uma província – são mais de um milhão de habitantes – mas o tempo passa e o ranço de “terra sem lei” infelizmente prevalece.

Em tempos de disputa eleitoral, a legislação é rigorosa para que seja garantido o princípio da isonomia entre todos os candidatos a prefeito. Quem está sentado na cadeira de gestor, por exemplo, deve disputar o pleito em condições de igualdade com os demais adversários. É o que diz a lei.

placa3

Em período vedado, essa mesma lei obriga a Prefeitura a retirar de circulação todo e qualquer tipo de material de propaganda que remeta à gestão do prefeito, que em tese são símbolos de promoção pessoal.

–  São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais, nos três meses que antecedem o pleito – diz a Lei, que, dentre as condutas, cita:

– Autorizar publicidade institucional dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos federais, estaduais ou municipais, ou das respectivas entidades da administração indireta, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral.

placa2

Ou seja, a lei proíbe placas de publicidade com a logomarca da Prefeitura.

Desde o mês de julho está expressamente proibida qualquer placa com a marca da gestão de Edivaldo Júnior (PDT), sob pena de, dado o volume de reincidência do delito, indeferimento de sua candidatura pela Justiça Eleitoral. É a lei.

placa5

Mas o que acontece na São Luís do ano da graça de 2016? As placas estão aí debaixo das barbas da Justiça e do Ministério Público. É um acinte.

Ali mesmo na avenida Carlos Cunha, aonde fica a suntuosa sede do Ministério Público e o extravagante prédio do fórum de Justiça, há pelo menos umas cinco placas com a marca da gestão de Edivaldo Junior, como se estivesse o prefeito a debochar das nossas instituições.

placa4

E quantas outras placas estão espalhadas pela cidade? Dezenas, talvez centenas delas. Mas a Justiça e o Ministério Público não enxergam. Ou fingem não enxergar. E nada fazem.

Em eleições passadas, gestores tanto do estado como do município – a depender do tipo de eleição, se estadual ou municipal – foram cuidadosos em retirar, antes mesmo do período vedado, as suas propagandas em ambientes públicos.

De José Reinaldo Tavares a Roseana Sarney, de Tadeu Palácio a João Castelo. Ninguém quis correr esse risco.

Mas Edivaldo Júnior parece não temer as instituições. Talvez, pelos laços de cordialidade, esteja acima delas.

placa6

A indignação é de muitos. Porque essas placas em ruas e avenidas ferem de morte o princípio da isonomia. Porque há falta respeito com os demais candidatos.

Em qualquer outra capital do país, o gestor municipal já teria sido severamente punido por, a essa altura da eleição – hoje, 23 de agosto de 2016 – continuar expondo os seus “feitos” em placas publicitárias pagas com o dinheiro da Prefeitura.

Em verdade, com o dinheiro do contribuinte.

E quem aqui chega imagina tratar-se de fato de uma província governada por coronéis.

Uma terra absolutamente sem lei…

1

Lançada candidatura de Alan e Pinheirinho em Bacabeira…

ala

O prefeito de Bacabeira, Alan Linhares, oficializou, nesta sexta-feira (5), a sua candidatura à reeleição. O anúncio foi feito durante a convenção do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), que aconteceu na Câmara de Vereadores, e contou com a participação do deputado estadual Glalberth Cutrim, de 65 candidatos a vereadores e presidentes dos 11 partidos que formam o arco de aliança na campanha de Alan Linhares, além de lideranças religiosas e comunitárias e população em geral.

Na ocasião, Alan Linhares apresentou o candidato a vice-prefeito, o empresário e ex-secretário municipal de Administração e Finanças, Werbeth Pinheiro, o “Pinheirinho” (DEM). A coligação denominada “Bacabeira no rumo certo”, é composta pelos partidos PCdoB, DEM, PROS, PPS, PSDB, PTC, PR, PDT, PSD, PSDC e PEN.

ala2

Em sua fala, Alan Linhares ressaltou o trabalho desempenhado à frente da prefeitura de Bacabeira.

“Construímos escolas, creches, unidades básicas de saúde, fizemos grandes parcerias em busca de benefícios pra nossa gente, oferecemos todas as condições para a implantação do Iema e fizemos tudo que foi possível para manter as nossas conquistas, pra manter os médicos 24h no nosso centro de saúde, pra manter a merenda na escola, mesmo com a redução de recursos, por conta da crise, conseguimos administrar Bacabeira”, pontuou.

Ele agradeceu o apoio alcançado de todos os nove vereadores da Câmara Municipal.

“Trata-se de uma aliança jamais vista na cidade, que converge em torno de um projeto comum, que é prevalecer a qualidade do trabalho em prol do bem-estar da população”, ressaltou.

ala3

O deputado estadual Glalberth Cutrim confirmou o seu empenho no projeto de reeleição de Alan Linhares.

“Vamos fazer a campanha junto com o povo de Bacabeira, visitando cada rua, cada bairro, cada casa, levando a mensagem da continuidade desse trabalho”, declarou o parlamentar.

Mesmo antes de importantes adesões, de acordo com pesquisa da Data M, realizada entre os dias 23 e 26 de julho, Alan é apontado como favorito e lidera a corrida eleitoral no município.

No cenário de uma disputa entre Alan e a segunda colocada nas intenções de voto, o atual gestor aparece com 55,3% contra 34,5% da adversária.

10

O xeque-mate de Eliziane Gama…

Candidata do PPS consolidou seu favoritismo ao garantir o apoio e a coligação com o PSDB; e caminha para ter também o PSB em seu palanque

 

 

Eliziane entre as principais lideranças do PPS e do PSDB: de Aécio neves a Roberto Freire; Brandão a Castelo

Eliziane entre as principais lideranças do PPS e do PSDB: de Aécio Neves a Roberto Freire; de Carlos Brandão a João Castelo

 

Cada vez mais favorita a vencer a disputa pela Prefeitura de São Luís, a deputada federal Eliziane Gama (PPS) consolidou ontem a aliança com o PSDB, que deverá indicar seu companheiro de chapa.

Com a aliança, Eliziane amplia seu tempo na propaganda eleitoral e fortalece seu palanque com uma legenda com forte estrutura política e eleitoral.

– O martelo foi batido e o partido caminhará com Eliziane Gama. Decidiremos nas convenções partidárias o nome que comporá a chapa majoritária – resumiu o presidente do PSDB em São Luís, suplente de senador Pinto Itamaraty, um dos principais articuladores da aliança.

Desde ontem pela manhã, este blog já apontava a consolidação da aliança de Eliziane com o PSDB. O post Carlos Brandão também já defende apoio do PSDB a Eliziane, já mostrava que o anúncio estava a caminho, o que ocorreu no final da tarde.

Eliziane trabalha agora para garantir também o PSB em seu palanque.

E tem conversado com o senador Roberto Rocha para o fechamento da questão.

Mas esta é uma outra história…

5

A difícil decisão de Eliziane Gama…

favorita na disputa pela Prefeitura de São Luís, deputada tem 10 dias para resolver seu problema partidário e se consolidar como candidata: ela pode ficar na Rede, mas corre o risco de ficar fora dos debates; ou se transferir para o PSB, enfrentando as resistências internas

 

Eliziane se vê as voltas com novo desafio: mas tem cacife e coragem para superá-lo

Eliziane se vê as voltas com novo desafio: mas tem cacife e coragem para superá-lo

A deputada federal Eliziane Gama (Rede) é bombardeada quase que diariamente por adversários e até por aliados.

Isso desde que conseguiu chegar à vida pública, ainda em 2006.

Mesmo assim, Eliziane se tornou uma das principais lideranças políticas maranhenses, com chances reais – e quase consolidadas – de se tornar prefeita de São Luís.

Em todos os pleitos, a deputada é dada como morta e acabada – inclusive por este blog, várias vezes – mas ela ressurge das cinzas, mostrando a todos que sua performance está acima das fórmulas prontas das regras políticas.

Agora, Eliziane Gama enfrenta novo desafio.

Ela tem exatos 10 dias para decidir se permanece na Rede Sustentabilidade ou se entra no PSB para disptuar a Prefeitura de São Luís.

O problema da Rede é que, com as novas regras eleitorais, filiada ao partido a deputada não poderá participar dos debates eleitorais, que são seus principais trunfos para a disputa.

E se for para o PSB, ela poderá enfrentar resistência interna e acabar inviabilizada, embora tenha a garantia de lideranças importantes da legenda, como o senador Roberto Rocha e o deputado José Reinaldo Tavares.

É um dilema e tanto para Eliziane Gama às vésperas das eleições.

Mas como este próprio post já relatou acima, Eliziane é fruto da sua própria coragem e determinação para sair do interior e chegar a capital pronta para decidir o seu destino.

E mais uma vez ela tem tudo para dar a volta por cima…

3

Eleição na Assembleia está indefinida…

Apesar do consenso pela reeleição do atual presidente, um grupo cada vez maior de parlamentares atuam para que o demais cargos da Mesa sejam mudados para o biênio 2017/2018

Coutinho é o único consenso na Casa

Coutinho é o único consenso na Casa

Engana-se quem imagina que a eleição na Assembleia Legislativa esteja definida. O que já está certo é que a eleição de fato deverá ser antecipada e acontecerá, muito provavelmente, no mês de março.

Além da antecipação, a recondução do atual presidente, Humberto Coutinho (PDT), para o biênio 2017/2018 é outra situação já acertada entre os deputados estaduais.

Entretanto, o problema está nos outros oito cargos da Mesa Diretora. Alguns deputados que estão na Mesa, pretendem, e têm trabalhado para manter-se nos respectivos cargos.

Só que um grupo, com cerca de 25 deputados estaduais, está se reunindo para tentar manter a “tradição” criada no parlamento estadual e evitar um desgaste de uma disputa, trabalhando assim para um consenso.

Esse grupo defende que seja mantido o rodízio que aconteceu na eleição para a recondução de Arnaldo Melo para a presidência da Assembleia no biênio 2013/2014, ou seja, naquela oportunidade, apenas Arnaldo Melo, como presidente, foi reeleito, os demais cargos foram ocupados por deputados que estavam fora da Mesa Diretora.

Sendo assim, ao que parece, a única possibilidade de consenso pleno na próxima eleição da Assembleia Legislativa é manter-se a “tradição” da Casa.

2

OAB: Renovar para Mudar confirma presença no debate da TV Meio Norte…

Thiago Diaz aceitou ir ao debate

Thiago Diaz aceitou ir ao debate

No próximo dia 20 de novembro de 2015, a seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão realizará seu processo eleitoral. O grupo Renovar para Mudar – que tem o advogado Thiago Diaz como candidato a presidente – confirmou presença no primeiro debate sobre o tema na TV Meio Norte.

Para o líder do movimento, advogado Thiago Diaz, “há muito a OAB/MA distanciou-se da função institucional abandonando a classe à própria sorte. O movimento consolidou-se porque dialogamos, construímos com a nossa categoria um cenário viável para o advogado maranhense”.

O convite foi feito pelo jornalista Carlos Moraes, apresentador do Agora Maranhão, da TV Meio Norte. Ele convidou os dois candidatos à presidência da OAB/MA para expor suas ideias. A veiculação, ao vivo, será na TV Meio Norte (Canal 28.1/ 188 na NET/ 328 na Sky e 498 TVN). Ciente da importância da informação no processo eleitoral, o candidato Thiago Diaz já assumiu esse compromisso em público.

Ao apoiar um projeto como as Eleições OAB/MA, a instituição desempenha o seu compromisso com a informação, incentiva a troca de ideias, a discussão, a construção de um modelo de uma governança democrática para a classe dos advogados maranhenses. São cerca de 12 mil advogados inscritos na Ordem do Estado do Maranhão, influenciando um universo de pessoas que chega a quase 60 mil pessoas.

O candidato Thiago Diaz, ressaltou que há muito a OAB deixou de ser meramente órgão representativo da classe dos advogados, passando a ser, até por exigência da própria sociedade, guardiã da defesa dos direitos e garantias constitucionais do cidadão.

– O pleito eleitoral é o momento em que a classe advocatícia se transforma, aos olhos do Estado e da nação, em exemplo de ordem e culto à democracia.

É preciso destacar que a advocacia é a única profissão liberal citada expressamente na Constituição Federal, o que lhe confere grande responsabilidade social. A advocacia, por meio da Ordem, tem bandeiras históricas na luta pela democracia, pela liberdade e pelos direitos humanos no Brasil.

– Exatamente por ser histórica é que se renova a cada gestão, a qual deverá, independentemente de grupos ou ideologias, manter e fortalecer a valorização profissional, a adequação do mercado de trabalho e o respeito às prerrogativas do profissional advogado, ao contrário do que vem realizando a atual gestão – finalizou Thiago Diaz.