0

Articulação de Weverton reduz reajuste de energia no Maranhão

Após reunião com o senador, na segunda-feira, 23, Aneel decidiu, nesta terça-feria, 24, reduzir o aumento, que seria de 6,11% para apenas 1,69%, enquanto a média de aumento será de 8% no restante do Brasil

 

Weverton com representantes da Aneel em busca de redução no reajuste da conta de luz, o que foi conseguido nesta terça-feria, 24

O senador  Weverton Rocha (PDT) conseguiu nesta terça-feira, 24, uma vitória na luta contra o custo de vida no setor da energia no Maranhão.

Após reunião com o presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ele garantiu que o reajuste nas conta de luz no Maranhão caísse de 6,11% para 1,69%.

– O certo seria nem ter reajuste, considerando o momento de dificuldade, mas, dentro da realidade, tivemos uma vitória – reconheceu o parlamentar.

Weverton reuniu-se ontem com os diretores da Aneel para conversar sobre o reajuste, previsto para todo o país.

No final, conseguiu reduzir o reajuste no Maranhão. A média no país ficará em 8%.

A luta por energia de qualidade e barata para o Maranhão tem sido uma das bandeiras do senador pedetista.

É dele, por exemplo, a lei que impede o corte de energia de residências nas sexta-ferias e nas vésperas de feriado.

– Vamos continuar na luta – garantiu o senador…

3

Ação de Weverton sobre energia vai beneficiar quase 1 milhão de famílias no MA…

Senador capitaneou reunião com diretores da Equatorial Energia em que discutiu sobre corte, oferta de serviços e tarifa social; e colheu sugestões que serão avaliadas para transformação em projeto de lei a ser apresentado ao Senado Federal

 

Diretores da Equatorial deram subsídio a Weverton Rocha para ações que beneficiem 900 mil famílias maranhenses

O senador Weverton Rocha (PDT) protagonizou na manhã desta terça-feira, 20, reunião com diretores da Equatorial Energia em que discutiu sobre oferta de serviços, cortes e tarifa social em todo o Maranhão, colhendo subsidío que podem beneficiar até 900 mil famílias no Maranhão.

– Recebi informações interessantes e sugestões de medidas. Vou avaliar com minha equipe a possibilidade de transformar em projeto de lei. O acesso à energia elétrica é fundamental para o dia a dia das famílias e até para a economia do nosso estado – disse o senador.

Além do presidente da companhia energética, Augusto Dantas, também participou do encontro com o senador o engenheiro José Jorge Leite, que é diretor da empresa e conhece a realidade da população maranhense.

– Eles entenderam a importância de essas 900 mil famílias não ter o serviço descontinuado durante a pandemia – frisou Weverton Rocha.

O senador pedetista vai reunir sua equipe  em Brasília para analisar de que forma pode aproveitar as propostas da Equatorial em forma de projeto de lei que beneficie as famílias maranhenses…

1

Ainda faltam Imposto de Renda e IPVA…

Governos federal e estaduais, além das prefeituras seguem o clamor das ruas e adiam ou suspendem prazos de pagamentos de contas; mas o imposto de renda e o IPVA ainda têm calendário inalterado

 

Sem recursos para pagamento de impostos e contas, cidadão depende do governo em tempos de coronavírus

É certo que, nos últimos dias, diante da pandemia do coronavírus, o Governo Federal, os governos estaduais e as prefeituras têm baixado medidas de suspensão ou adiamento de pagamentos de contas e serviços essenciais ao cidadão.

No Maranhão, o Governo Federal já suspendeu o pagamento de energia elétrica, e o Governo do Estado suspendeu a cobrança de água para algumas categorias de consumidores.

Em ambos os casos, também foram proibidos os cortes no fornecimento neste período.

Mas há dois impostos – altíssimos – que continuam em vigor nestes dias atuais, sem que nenhum dos entes federativos se manifestem em relação a eles.

Apesar de vários movimentos de pressão e manifestações favoráveis, a Receita Federal não se pronuncia sobre a declaração anual do Imposto de Renda Pessoa Físicas, que abriu prazo em 3 de março e encerra em 30 de abril.

O Governo do Estado também silencia em relação o IPVA, cujo pagamento das primeiras cotas e cotas únicas já foi aberto.

Muitos contribuintes destes dois impostos são profissionais liberais que dependem de estar nas ruas para viabilizar recursos que possibilitem o pagamento dos débitos.

Com a determinação de isolamento social obrigatório – pelo menos no Maranhão – esses contribuintes têm mais restrições para cumprir com suas obrigações de cidadão.

Fundamental, portanto, que sejam amparados pelo Estado…

0

Pedro Lucas Fernandes quer criar energia elétrica pré-paga…

Líder do PTB na Câmara, o deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA) apresentou um projeto de lei (PL 539/19) para instituir a modalidade de pré-pagamento do consumo de energia elétrica.

Um dos principais objetivos para a elaboração da proposta é justamente permitir que o consumidor brasileiro tenha direito a planejar seu gasto com energia elétrica e não ser surpreendido ao aumento constante da conta de luz.

Para Pedro Lucas Fernandes, esse projeto de lei tem uma extrema relevância para os consumidores do país.

O parlamentar maranhense justifica que seu PL, ao instituir a modalidade de pré-pagamento do consumo, contribuirá para um melhor planejamento financeiro de gastos dos brasileiros porque haveria um prognóstico de quanto iria gastar, ou melhor, de quanto gostaria de gastar com a conta de luz.

0

Agricultura familiar pode ter desconto em energia para irrigação…

O Projeto de Lei (PL) 661/2019, de autoria do senador Weverton (PDT-MA), teve parecer favorável na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado Federal.

A proposta apresentada pelo parlamentar estende para 24 horas por dia o desconto nas tarifas de energia elétrica para o bombeamento de água destinado às atividades de irrigação da agricultura familiar.

“É necessária a criação de estratégias que incentivem o uso da irrigação por estes pequenos produtores que são hoje responsáveis pela produção de mais de 70% dos produtos consumidos pelos brasileiros”, afirmou o senador.

Para Weverton, a proposta central do projeto é justamente estimular a utilização da irrigação na agricultura familiar por meio de descontos especiais nas tarifas de energia elétrica.

“No Maranhão, pelo menos, 119 cidades devem ser beneficiadas pelo projeto. Atualmente, somente 30% dos agricultores familiares são irrigantes, devido, principalmente, aos altos custos da energia elétrica e equipamentos de instalação. Temos que trabalhar para mudar esse cenário. Além de gerar renda no campo, a agricultura familiar tem um papel fundamental para levar comida à mesa da população”, ressaltou.

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, que inclui os agricultores familiares entre os consumidores de energia elétrica classificados na Classe Rural, estabelece um período de somente 8:30 horas (oito horas e trinta minutos) compreendido entre 21h30m e 6h do dia seguinte.

“Acontece que, em condições de alta demanda evaporativa e solos de texturas arenosas, comuns na região semiárida do Brasil, frequentemente os agricultores precisam fazer irrigação por mais de uma vez por dia. Por isso, é necessário que a lei seja modificada para atender a demanda de irrigação durante 24 horas por dia aos agricultores familiares, para que eles ampliem a sua produtividade”, explicou o parlamentar.

O PL está na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Se for aprovado, a proposta segue direto para o Plenário da Casa.

1

Matador de agentes da Cemar agiu premeditado, apontam indícios…

Morador de Paço do Lumiar, Pablo Martins Silva, conhecido por “De Menor”, seguiu a equipe após corte de energia em uma residência e os executou com tiros na cabeça

 

Já está preso o indivíduo Pablo Martins Silva, conhecido por “De Menor”, 18 anos.

Ele é acusado da execução dos agentes da Cemar João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, que estavam de serviço na manhã desta terça-feira, 15, na região de Paço do Lumiar.

Segundo as primeiras informações da polícia, a equipe efetuou corte de energia elétrica em uma residência na região e foi seguida por “De Menor”, que os executou com tiros na cabeça.

Segundo testemunhas, não houve qualquer reação das vítimas, que trabalham no Consórcio Norte, prestador de serviços à Cemar.

Abaixo, nota da empresa, divulgada logo após o crime:

Nota de Esclarecimento

A Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informam que irão acompanhar os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais do homicídio ocorrido na manhã desta terça-feira (15), no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, vitimando os colaboradores João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva.

Cabe esclarecer que a Companhia e o Consórcio Norte irão acompanhar e colaborar com o trabalho de investigação da polícia, que deverá identificar as causas que levaram ao homicídio.

Neste momento as empresas lamentam e se solidarizam com os familiares e estão empenhadas em prestar toda assistência necessária.

Assessoria de Imprensa da Cemar

1

Equipe da Cemar paralisa trânsito no Centro e ainda debocha de quem reclama…

Equipe da Consórcio Norte Engenharia parou o carro em plena rua dos Afogados, no horário de pico, deixando uma cauda de quilômetros; quem reclamava era destratado

 

Carro estacionado inapropriadamente, parando o trânsito para fazer serviço em poste de luz; incômodo e deboche da equipe

Uma equipe do Consórcio Norte Engenharia causou um verdadeiro caos no trânsito do Centro de São Luís, na tarde desta quarta-feira, 26.

Os dois homens resolveram fazer um serviço no poste em plena 16h30, quando o trânsito começa a ficar intenso na rua dos Afogados e estacionou o carro em plena via, impedindo a passagem.

A placa do carro usado pela equipe e o homem que ironizou os motoristas impedidos de trafegar

Aos motoristas que reclamavam do horário e da forma como o serviço estava sendo feito, um dos operários, ainda ironizava:

– E eu ligo é muito! – debochava o operário.

O outro, que subiu no poste, gritou lá do alto:

– Tá incomodado, reclama pra Cemar.

A equipe pertence ao Consórcio Norte Engenharia, que está a serviço da companhia energética do Maranhão

Só após longos 20 minutos, os dois homens parecem ter concluído o serviço e deixaram o local, como se nada tivesse acontecido.

O desrespeito da equipe gerou forte aglomeração e bate-bocas na região do Centro…

1

Weverton Rocha propõe CPI para investigar distribuição elétrica…

 

Weverton fez duro discurso com relação ao setor elétrico

O deputado Weverton deu entrada nesta quarta-feira (21) no pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito com a finalidade de investigar com profundidade e perícia o porquê dos valores exorbitantes das contas de luz elétrica, além de apurar a morosidade do restabelecimento no fornecimento de energia elétrica pelas Concessionárias de Energia.

O pedido de CPI foi assinado por 189 deputados federais. 

Na justificativa incluiu as constantes reclamações da população brasileira e a necessidade de investigações profundas da razão dos valores exorbitantes das contas de luz elétrica, além de apurar a morosidade do restabelecimento no fornecimento de energia elétrica cometida pelas concessionárias, sobretudo, após a ocorrência de fenômenos climáticos independentemente da sua intensidade.

O apagão de quarta-feira, 21, atingiu todas as regiões do Brasil

“A qualidade do serviço das Concessionárias já alcançou um grau de total desrespeito ao cidadão e ao consumidor”, destacou Weverton.

Em uma fala no Plenário da Câmara na noite desta quarta-feira, o deputado Weverton denunciou o apagão que atingiu as regiões Norte e Nordeste e também anunciou a criação de uma frente parlamentar em defesa dos consumidores de energia elétrica, já instalada na semana passada e que contou com a adesão de 245 deputados de diferentes partidos.

1

Proposta de Roberto Rocha prevê menor tarifa de energia…

Senador quer desconto maior para beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica. Estados do Norte e Nordeste seriam os mais beneficiados

 

Roberto fala sobre sua proposta de diminuição da tarifa de energia (imagem: William Borgmann)

Começou a tramitar essa semana no Senado, o Projeto de Lei 260/2017, de autoria do senador Roberto Rocha (PSB-MA), que altera as faixas de consumo e percentuais de desconto aplicados aos beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica.

A proposta foi motiva após sucessivos aumentos na conta de luz dos brasileiros e as dificuldades de pessoas de baixa renda de pagar por esses reajustes. O último aconteceu no início de agosto, quando a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou alteração para cor vermelha a bandeira tarifária. Isso significa que o consumidor vai ter que desembolsar mais para pagar a energia no próximo mês.

Para o senador, a proposta vai beneficiar a população dos estados mais pobres, como é o do Maranhão.

“O nosso estado, por exemplo, é o que tem o segundo pior IDH do Brasil e a pior renda per capita, além de possuir indicadores econômicos e sociais muito fracos. E, por outro lado, tem a maior tarifa de energia elétrica, o que é algo absolutamente contraditório”, disse Roberto Rocha.

De acordo com o projeto de lei do parlamentar maranhense, para a parcela de consumo de energia elétrica inferior ou igual a 50 kWh/mês, o desconto será de 70%. Para famílias que consumirem entre 51 e 150 kWh/mês, o desconto cai para 50%.

Para a parcela compreendida entre 151 e 250 kWh/mês, o desconto será de 20%, enquanto acima de 250 kWh/mês não haverá desconto.

Roberto Rocha acredita que o projeto não terá dificuldades para ser aprovado.

“Estamos procurando atender pessoas mais carentes, especialmente dos estados do Norte e do Nordeste. Como que alguém pode ser contra isso? É uma forma de diminuir as desigualdades regionais existentes no Brasil”, afirmou o senador.

10

Holandinha é a herança maldita do próprio Holandinha…

Falência da Prefeitura de São Luís já nos primeiros dias de 2017 mostra que o prefeito pedetista não se preparou, sequer, para receber a própria gestão

 

Bastou passar as eleições para que o prefeito voltasse ao estilo depressivo que marcou seus quatro anos

O corte de energia elétrica de cinco secretarias municipais em São Luís é o ápice prematuro do custo que a população vai pagar por ter reelegido o prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Reeleito a fórceps – em um esquema de compra de votos e crime eleitoral sem precedentes na capital maranhense – o pedetista não conseguiu nem mesmo preparar a gestão para ele próprio.

Holandinha é hoje a herança maldita do próprio Holandinha.

Em apenas 15 dias de gestão no segundo mandato, São Luís convive com atraso em pagamento da limpeza urbana, dos serviços médicos e hospitalares, alagamentos em hospitais e destruição do asfalto meia-boca jogado nas ruas durante a eleição.

Em 2013, quando assumiu o mandato, Edivaldo utilizou como desculpa uma tal “herança maldita” recebida do ex-prefeito João Castelo (PSDB).

Foi a justificativa para sumir durante os quatro anos de gestão.

Agora, em 2016, Edivaldo recebe a prefeitura do próprio Edivaldo.

E São Luís ganha como presente a falências dos serviços públicos essenciais.

Um custo alto pela renovação do mandato do prefeito…