1

De como as escolas de samba inviabilizaram “ajuda carnavalesca” em São Luís

Projetos das secretarias municipais de Cultura e de Comunicação previam auxílios que variavam entre R$ 3,5 mil e R$ 8,5 mil para artistas e agremiações culturais, mas edital foi abortado por que a liga exigiu R$ 600 mil por escola

 

As escolas de samba de São Luís exigiram R$ 60 mil por agremiação como auxílio emergencial da Prefeitura de São Luís

Logo nas primeiras semanas  da gestão Eduardo Braide (Podemos), a Prefeitura de São Luís publicou Edital que estipulava regras para uma espécie de auxílio carnavalesco a artistas e agremiações culturais na capital maranhense.

Seria uma espécie de compensação pela não realização do carnaval 2021.

De acordo com o documento, a ajuda carnavalesca variava de R$ 3,5 mil a R$ 8,5 mil, dependendo da estrutura da agremiação.

Cada agraciado teria que gravar um vídeo de 20 minutos com sua apresentação – do próprio celular – a serem encaminhados também para divulgação em emissoras de TV aberta.

Proposta do secretário de Comunicação Joaquim Haickel, o edital seria tocado pelo secretário de Cultura, Marcos Duailibe.

Mas foi inviabilizado por uma ação da liga das Escolas de Samba, que não aceitou o valor de R$ 8,5 mil por escola. Queriam R$ 60 mil por agremiação.

Duailibe chegou a se reunir com as escolas, mas elas não abriram mão do valor exigido.

Resultado: o edital foi sustado pela Prefeitura de São Luís e todos os demais artistas ficaram sem a verba emergencial que abrandaria as perdas com a suspensão do carnaval.

Mas que houve a manifestação da prefeitura ninguém pode negar…

4

Filha de Che Guevara cai no samba em Santa Catarina…

na imagem, do R7, Aleida posa, em Cuba, com integrantes da escola em que vai desfilar

O revolucionário Ernesto talvez tenha estremecido no túmulo ao saber que sua filha, Aleida, cairá no samba no Brasil. Para um revolucionário, desvios como este, se inebriando no “pão e circo” dos poderosos, é um crime contra a classe proletária.

Mas Aleida Guevara não está nem aí.

Toda prosa, ela será o destaque do carro alegórico “Tanque de Guerra”, da escola Unidos da Ilha da Magia, em Florianópolis, que desfila na madrugada deste domingo

O enredo é uma homenagem à ilha de Cuba, exaltando a revolução capitaneada por Che Guevara e que levou Fidel Castro ao poder.

Aleida é a filha mais velha do revolucionário argentino. Médica, como o pai, é membro do Partido Comunista Cubano.

Abaixo, a letra do samba-enredo Cuba sim! Em nome da verdade, da escola União da Ilha da Magia:

Uma forte emoção
No meu coração
Liberdade
Eu sou União
A voz de um povo pela igualdade

Sonhos… De um poeta ecoam no ar
Cuba… O desejo de se libertar
Conquistou a independência
Do Tio Sam sofreu influência
Momentos de luta estão na memória
Fidel e Che fizeram história
Me levaram na busca por um ideal
Que vai embalar nosso Carnaval

Guerreiros unidos na revolução
Pelo bem de uma nação
Um preço a pagar, não vou negar
Mas a comunidade em primeiro lugar

Os sonhos se tornam verdade
Trazendo pra muitos a felicidade
Com saúde, educação
A base pra um cidadão

Esporte, cultura na arte…Mistura
Riquezas, o mundo se encantou
No Cabaré Tropicana
Carmem Miranda deu um show
Ilha de pura magia
Vem sambar…
Verde, branco e ouro
Na avenida vai brilhar!