4

Com fake news, Bolsonaro expõe jornalista do Estadão…

Presidente usa uma conversa manipulada para tentar vender ao Brasil que as denúncias contra o filho são orquestradas na imprensa e acaba por expor a profissional  ao risco do bolsonarismo

 

COM SEU ESTILO TRUCULENTO, Bolsonaro tenta manter no governo o mesmo clima de guerra que o fez sobreviver na política

O presidente Jair Bolsonaro (PSL)  seus filhos 01, 02 e 03 ganharam a vida na política criando clima de guerra nas redes sociais.

E ele mantém o mesmo estilo no comando do país.

A agressão que o presidente comete agora contra a jornalista Constança Rezende, do jornal O Estado de S. Paulo, é um crime contra o jornalismo. (Entenda aqui)

Bolsonaro utilizou-se de uma trapaça para tentar desmoralizar a jornalista, responsável pelas reportagens que revelaram as traquinagens do senador Flávio Bolsonaro com o salário dos seus funcionários na Alerj do Rio de Janeiro.

Malucos, idiotas, trogloditas e boçais que ascenderam com o bolsonarismo espalham desde o fim de semana a foto de Constança em matérias sem pé–nem cabeça.

A jornalistas corre riscos, exposta a estes  ensandecidos.

E o que acontecer deve ser atribuído ao próprio Bolsonaro.

É simples assim…

2

Waldir Maranhão e a grave revelação contra Flávio Dino…

A ser verdade o que revelou o Estadão em entrevista do deputado federal, o comunista estaria cometendo mais um crime moral em sua passagem pelo governo: o de negociar mandatos em troca de apoios políticos aos seus interesses

 

Waldir com Dino e Dilma: mudança d voto em troca do Senado, segundo revelou o Estadão

O deputado federal Waldir Maranhão (PP) confirmou esta semana, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que pretende mesmo disputar uma vaga no Senado em 2018.

– A minha disposição é essa: disputar o Senado. Vou tentar mostrar que sou viável na base – afirmou Maranhão, ao ser questionado pelo colunista.

Mas foi o próprio jornal quem fez a afirmação mais grave: a vaga foi prometida por Dino em troca do voto do parlamentar contra o impeachment de Dilma Rousseff”. (Leia aqui)

É sabido em todo o país que Waldir Maranhão votava a favor do impeachment da presidente Dilma até às vésperas da sessão de impeachment, quando Flávio Dino desembarcou em Brasília.

A partir da conversa com o governador, Maranhão mudou o voto e passou a apoiar Dilma. Chegou, inclusive, a assinar um decreto anulando a sessão do impeachment.

A mudança de voto custou alto ao deputado, que viu seu mundo desabar em poucos dias, com diversas denúncias na grande imprensa do Sul do país. (Relembre aqui e aqui)

Desde então, surgiu a história de que Flávio Dino negociara com Waldir o apoio ao Senado em troca do voto a favor de Dilma, informação nunca desmentida – nem por Dino, nem por Maranhão.

Agora, o próprio Waldir confirma que é candidato ao Senado e o Estadão diz que o apoio de Flávio foi negociado na votação do afastamento de Dilma.

O governador precisa se pronunciar sobre o assunto…

5

Flávio Dino contrata segurança para.. a segurança

Do blog de Sõnia Racy

Flávio Dino, governador do Maranhão, contratou empresa de segurança privada para proteger alguns órgãos do governo, entre eles… a própria Secretaria de Segurança Pública. De acordo com o Portal da Transparência, a Potencial Segurança e Vigilância já recebeu R$ 4,6 milhões para prestar serviços ao governo do PC do B.

No total, foram empenhados mais de R$ 7 milhões.

Procurada, a assessoria do Estado do Maranhão confirmou a contratação não só de uma, mas de duas empresas privadas de vigilância para prestarem serviço na sede da Secretaria da Segurança. Justificativa? Citou decretos federal e estadual que “preveem o serviço de vigilância terceirizada a todo e qualquer órgão público”.

Disse ainda que o objetivo da pasta é “garantir o policiamento nas ruas, priorizando, portanto, que a atividade do agente policial seja desempenhada em operações de combate à criminalidade, em favor da comunidade”.

33

Leonencio Nossa!!! Que bicho é este???

Olha a cara da figura? Será que "Leo" tem vergonha do próprio nome?

Achei normal a pergunta do repórter Leonencio Nossa ao presidente Lula sobre sua vinda ao Maranhão. Ele está no seu papel, fazendo o discurso do grupo de mídia a que pertence, o jornal “O Estado de s. Paulo”.

Talvez o presidente Lula já o conheça de outros carnavais para reagir assim, tão irritado, à pergunta do nobre repórter.

Pergunta, obviamente preconceituosa em relação ao Maranhão. Mas também normal vinda de “O Estadão”.

Apenas mais um capítulo do ódio nutrido pela mídia-paulista-quatrocentona-serrista-falida-e-antinordestina contra Lula e seus aliados .

Só uma coisa me espantou no fato narrado nos blogs de Décio Sá e Gilberto Léda – seja lá quem tenha informado em primeira mão:

Leonencio!!!

 Isso lá é nome de gente, meu caro?!?