0

Pesquisa Exata ainda não mediu impacto do apoio de Maura Jorge a Weverton

Ex-deputada estadual e ex-candidata a governadora, prefeita de Lago da Pedra declarou apoio ao senador na segunda-feira, 13, quando o levantamento do instituto que apontou cresicmentod e sete pontos nas intenções de votos do pedetista já havia sido concluído

 

Weverton esteve com Maura Jorge na noite de segunda-feira no primeiro encontro de campanha entre os dois, ao lado de mulheres de todo o Maranhão

A pesquisa do Instituto Exata divulgada na noite desta segunda-feira, 13, pelo jornal O Imparcial ainda não mediu o impacto do apoio da prefeita de lago da Pedra, Maura Jorge, ao senador Weverton Rocha (PDT).

Maura só confirmou a aliança na manhã de ontem; e participou do primeiro evento ao lado do senador à noite, exatamente no momento em que a pesquisa estava sendo divulgada.

Ex-deputada estadual e pela terceira vez prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge disputou o Governo do Estado em 2018, ficando na terceira posição, com 7,87% ou quase 250 mil votos; sua liderança tem, portanto, impacto estadual.

Mas só deve ser medido nos próximos levantamentos…

0

Antes da Exata, Palácio dos Leões escondeu números de pesquisas no Maranhão

Levantamento da Econométrica e do Instituto Opinião Estatística, ligado ao PCdoB do Paraná, tiveram a publicação suspensa sem maiores explicações dos contratantes; suspeita é que o governo não gostou dos números do desempenho de Carlos Brandão

 

Flávio Dino e seus porta-vozes no Palácio dos Leões tentaram esconder da população o fraco desempenho de Brandão nas pesquisas; até que veio o Instituto Exata e mostrou a realidade

Por intermédio do seu porta-voz, o Palácio dos Leões reagiu como se esperava aos números do Instituto Exata, que mostraram o senador Weverton Rocha (PDT) cinco pontos à frente do governador-tampão Carlos Brandão (PSB) na disputa pelo governo.

Mas o próprio Palácio dos Leões já sabia do mau desempenho de Brandão antes mesmo da divulgação da Exata; e foi exatamente por isso que vetou dois levantamentos contratados por aliados e pagos sem que se soubesse os números.

O Instituto Econométrica registrou pesquisa no início de maio, para divulgação em meados daquele mês, na TV Guará; mas até hoje não se tem conhecimento dos resultados da pesquisa.

Mais grave ainda foi a situação do Instituto paranaense Opinião Estatística, ligado ao próprio PCdoB, partido controlado pelo ex-governador Flávio Dino (PSB) no Maranhão.

Contratado por estratosféricos R$ 76 mil pelo jornal O Imparcial, o instituto previu divulgação de sua pesquisa no dia 24 de maio; até, hoje, no entanto, o resultado nunca foi divulgado e só é conhecido pelo próprio Palácio dos Leões.

Talvez por isso, o porta-voz do governo tenha se apressado na manhã desta terça-feira, 14, a dizer que “todos conhecem os números reais”.

De fato, eles tanto conhecem que tentaram esconder da população…

0

Clima na campanha de Brandão desanima aliados…

Ausência do governador-tampão do debate, desconfiança em torno do seu estado de saúde, incapacidade de atrair novas alianças e estagnação nas pesquisas levam membros do governo a questionar possibilidade de mudança de candidato antes mesmo das convenções de agosto

 

Brandão já começou a perceber que a grande preocupação de Flávio Dino é com a própria eleição ao Senado, que o comunista pretende ser consagradora

Se já não era bom o clima na campanha do governador-tampão Carlos Brandão (PSB), a pesquisa Exata, que apontou o senador Weverton Rocha (PDT) na liderança isolada da disputa pelo governo, jogou ainda mais dúvidas sobre o futuro da candidatura palaciana.

Afastado há quase um mês do governo, longe do debate e sem um coordenador de peso para a campanha, Brandão já vê, de longe, os próprios aliados a cogitarem sua substituição como candidato.

Os principais líderes do governo tentam manter o moral da tropa; o próprio governador-tampão se esforça para passar a imagem de saúde plena, mas o clima na campanha é cada vez mais desanimador.

Enquanto a campanha do tampão agoniza, o comunista Flávio Dino mostra-se mais interessado em salvar a própria pele, sonhando em ter uma eleição consagradora ao Senado, o que também desestimula aliados. Estes aliados apontam fracasso de Dino na tentativa de desmobilização da candidatura de Weverton.

Na semana passada, diante de mais um pedido de licença de Brandão, aliados do governo na Assembleia passaram a cogitar mais abertamente  a substituição pelo ex-secretário Felipe Camarão, o que levou o governador a gravar diversos vídeo tentando se mostrar saudável.

Agora, com a pesquisa Exata, que mostrou Weverton cinco pontos à frente, o clima voltou a desanimar, o que levou o secretário de Comunicação Ricardo Capelli a usar a surrada tática de por dúvida no levantamento.

A sensação entre aliados é que o governo parou e a campanha não avança.

E o resultado disso tudo foi mostrado agora pela Exata…

2

Alianças garantiram a Weverton crescimento de sete pontos percentuais em 40 dias

Senador tinha 22% das intenções de votos na pesquisa Exata publicada no dia 2 de maio e agora aparece com 29%, após uma série de movimentos eleitorais que resultaram no apoio do senador Roberto Rocha (PTB) e do deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL)

 

Com Roberto Rocha e Maura Jorge, Weverton chega a encontro com mulheres na noite de segunda-feira, 13, embalado por pesquisas que o põem na liderança isolada da corrida

Análise da notícia

Ao abrir sete pontos percentuais sobre o seu principal adversário, Carlos Brandão (PSB), o senador Weverton Rocha (PDT) consolidou-se nesta segunda-feira, 13, como o principal candidato a governador nas eleições de outubro.

E o crescimento reflete bem o momento vivido por ele e por Brandão.

Nos últimos 40 dias – desde a primeira pesquisa Exata/O Imparcial – Weverton consolidou alianças com o senador  Roberto Rocha (PTB), com o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) e intensificou sua agenda no interior do estado e em São Luís.

Enquanto isso, Brandão acabou afastado do governo por motivo de doença e sofreu forte desgaste com a crise no serviço de ferry boat e com os números da pobreza maranhense no governo Flávio Dino (PSB).

Os números da Exata eram esperados pela coordenação de campanha do pedetista, que monitora quase que diariamente a preferência do eleitorado e os movimentos dos candidatos; a expectativa é que nas próximas semanas essa tendência de crescimento continue, refletida pelo apoio da prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSDB) e de outras alianças ainda em costura nos bastidores.

É evidente o contraste dos climas nas campanhas de Weverton e de Brandão.

Enquanto o senador capitaliza apoios e mostra cada vez mais gente em suas movimentações de rua, o governador-tampão registra desmotivação entre aliados e desconfiança sobre sua capacidade de aguentar a campanha.

A diferença entre uma e outra campanha é exatamente o que mostrou a pesquisa Exata/O Imparcial…

4

Após alianças, Weverton assume liderança isolada na disputa pelo governo

Pesquisa do Instituto Exata divulgada nesta segunda-feira, 13, mostra que o senador está agora cinco pontos percentuais à frente do governador-tampão Carlos Brandão, no primeiro levantamento sem os nomes de Roberto Rocha e Josimar Maranhãozinho, agora apoiadores do pedetista

 

O senador Weverton Rocha (PDT) assumiu a liderança isolada da disputa pelo Governo do Estado; é o que mostra levantamento do Instituto Exata, divulgado nesta segunda-feira, 13, pelo jornal O Imparcial.

Weverton tem agora 29% das intenções de votos, contra 24% do governador Carlos Brandão (PSB).

O levantamento é o primeiro sem o senador Roberto Rocha (PTB) e do deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL); é também a primeira pesquisa após declarações de apoio de Rocha e Maranhãozinho a Weverton.

Na pesquisa Exata a terceira posição é assumida agora pelo ex-prefeito Lahésio Bonfim (PSC), com 14%, três pontos à frente do ex-prefeito de São Luís Edivaldo Júnior (PSD).

Num cenário de segundo turno, Werverton venceria Brandão com 42% dos votos, contra 32% do governador-tampão.

A pesquisa ouviu 1451 eleitores em todo o Maranhão; o registro no TSE é o de n[úmero MA-04453/2022.

 

2

Exata e Escutec terão maior prova de fogo da credibilidade em eleições desde 1994…

Embora tecnicamente apresentando os mesmos patamares de votos para os principais candidatos a governador em suas pesquisas, institutos que devem ser a referência no atual pleito acabam em xeque pela relação dos postulantes com as empresas de comunicação que os contratam, remetendo à lendária disputa Roseana versus Cafeteira

 

Institutos de maior repercussão no Maranhão têm nestas eleições um teste de fogo para a credibilidade, dada à vinculação dos candidatos a grupos de mídia que fazem pesquisas

Análise da notícia

Contratados, respectivamente, pelo Grupo Mirante e pelo Sistema Difusora, os institutos de pesquisa Escutec e Exata devem se estabelecer como os principais parâmetros dos levantamentos sobre a corrida pelo Governo do Estado nestas eleições de 2022.

Mas também terão neste pleito uma prova de fogo para sua credibilidade desde a lendária disputa entre Roseana Sarney e Cafeteira, em 1994.

Para início de conversa, é preciso estabelecer que a Escutec é contratada do Grupo Mirante, hoje alinhado – ainda que não oficialmente – à candidatura do governador-tampão Carlos Brandão (PSB); a Exata, por sua vez, atua para a TV Difusora, hoje vinculada ao senador Weverton Rocha (PDT).

Embora não deva haver relação de causa e efeito entre pesquisas, contratantes e candidatos, não há dúvidas de que a opinião pública verá sempre influência de quem contrata os levantamentos na divulgação dos resultados.

Dito isto, é preciso estabelecer também que, tecnicamente, os números da Escutec e da Exata divulgados neste domingo, 1º, são praticamente os mesmos para Weverton e Carlos Brandão. A Escutec diz que Brandão tem 24% e Weverton 20%; já a Exata afirma Weverton à frente, com 22% contra 21% de Brandão.

Isso permite dizer que Weverton e Brandão têm hoje algo entre 20% e 25% das intenções de votos cada um, levando em conta cada margem de erro de cada levantamento.

Para a Escutec, contratada da Mirante, é Brandão quem está à frente; a Exata, parceira da Difusora, diz que quem lidera é Weverton.

Cafeteria e Roseana em 1994: eleição tumultuada até o último momento vitória amplamente questionada de Roseana Sarney

O blog Marco Aurélio D’Eça publicou, em novembro de 2020, o post “Como ler pesquisas eleitorais”.

Tratava-se de um Ensaio sobre o que são os levantamentos, ensinando a não levar-se apenas pelo vínculo de um instituto a um candidato ou a um grupo.

– Analistas e comentaristas equivocam-se em bombardear levantamentos ou vincular institutos a candidatos; pesquisa é estimativa, e como tal, nunca pode ser precisa, já que trabalha com variantes pré-estabelecidas – já dizia este blog, em 2020.

Não houvesse o vínculo de relação das duas principais emissoras de TV com os candidatos a governador, as pesquisas seriam analisadas dentro de uma liberdade estatística para dizer que as duas mostram exatamente a mesma coisa na corrida eleitoral neste momento.

Se decidirem bancar seus prognósticos até o fim da eleição, aquele instituto que alcançar melhor resultado no pleito terá superado no Maranhão sua maior prova de fogo desde as eleições de 1994, quando ainda sequer havia regulamentação de pesquisas na Justiça Eleitoral.

Aquela eleição – polarizada entre o então senador Epitácio Cafeteira e a então deputada federal Roseana Sarney (MDB) desmoralizou a credibilidade dos institutos de pesquisa, levando alguns à quase-extinção.

E a credibilidade é o preço alto a pagar no espaço mercadológico…

1

Pesquisas apontam acirramento entre Weverton e Brandão na disputa pelo Governo…

Institutos Exata e Escutec divulgaram seus números neste domingo, cada um com um postulante à frente, mas ambos em condição de empate técnico; demais adversários ainda distantes da briga pelo segundo turno

 

Brandão e Weverton devem mesmo polarizar a disputa pelo Governo do Estado, como demonstram números da Exata e da Escutec deste domingo

As pesquisas dos Institutos Exata e Escutec, divulgadas neste domingo, 1º, mostram que a disputa pelo Governo do Estado está mesmo polarizada entre o senador Weverton Rocha (PDT) e o governador-tampão Carlos Brandão (PSB).

A exata diz que Weverton está à frente, com 22%, seguido colado por Brandão, que registra 21%.

Já a Escutec aponta Brandão à frente, com 24%, seguido por Weverton com 20%.

A leitura correta destes números devem dizer que, tanto Weverton quanto Brandão estão hoje  num patamar entre 20% e 25%, levando em consideração a margem de erro de cada pesquisa.

Independentemente do conceito ou da metodologia usada por cada um dos levantamentos, os números mostram duas verdades:

1 – o senador Weverton está consolidado na casa dos 20% dos votos, ainda que não tenha avançado, mesmo em pré-campanha desde os primeiros números;

2 – Brandão ainda não conseguiu usufruir da força da máquina e most5ra pouca popularidade para quem está sentada na cadeira de governador.

Outro dado importante das duas pesquisas é que os demais candidatos – Edivaldo Júnior (PSD), Lahésio Bonfim (PSC), Roberto Rocha (PTB) e Josimar de Maranhãozinho ainda não conseguiram consistência para brigar por uma das vagas no segundo turno.

Como a tendência é que tanto Roberto Rocha quanto Josimar deixem a disputa, um novo levantamento, provavelmente no fim de maio, faz-se obrigatório para medir o impacto destas mudanças.

As pesquisas foram registradas na Justiça Eleitoral…

1

Weverton vence Brandão em segundo turno com quase o dobro dos votos…

Pesquisas do Instituto Exata mostra que o senador tem folgada distância de vice-governador em um confronto direto de segundo turno, mesmo após o tucano ter sido anunciado como “escolha pessoal” de Flávio Dino

 

O senador Weverton Rocha (PDT) venceria o segundo turno das eleições para o Governo do Estado numa eventual disputa direta com o vice-governador Carlos Brandão (PSDB).

Weverton bateria a escolha pessoal do governador Flávio Dino por 43% a 28%.

Mesmo após Flávio Dino ter anunciado Carlos Brandão como sua “escolha pessoal” para o governo, Weverton mantém a liderança no primeiro turno; e o vice ainda luta pela vaga no segundo turno, com o senador Roberto Rocha (PSDB) e o ex-prefeito Edivaldo Júnior (PSD).

O confronto direto com Brandão parece o cenário mais provável para Weverton, que tem candidatura consolidada.

Mas, para isso, é preciso que o vice se desloque do segundo pelotão de candidatos.

Que ainda o ameaça na disputa…

2

Weverton tem quase o triplo de votos do segundo colocado em Imperatriz

Senador lidera a corrida eleitoral em todos os cenários pesquisados no município, chegando a registrar quase 60% das intenções de votos em cenários sem Roseana Sarney e sem Roberto Rocha, segundo revelou pesquisa do Instituto Exata

 

Com forte base em Imperatriz, sua cidade natal, Weverton impõe quase três vezes mais intenções de votos sobre o segundo colocado na pesquisa Exata

O senador Weverton Rocha (PDT) lidera todos os cenários da corrida pela sucessão do govenador Flávio Dino (PSB), segundo revelou pesquisa Exata, divulgada nesta quarta-feira, 1º.

No principal cenário, ele aparece com 39%, quase três vezes mais o percentual da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), que aparece com 15%, em empate técnico com o senador Roberto Rocha (sem partido), que registra 13%.

Neste cenário, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) tem 3%, o Dr. Lahésio Bonfim (PSL) aparece com 9% e Josimar de Maranhãozinho (PL) registra 2%.

Os demais candidatos – Edivaldo Júnior (PSD) e Simplício Araújo (Solidariedade) – aparecem com 1% das intenções de votos.

Weverton Rocha vai a 50% quando Roseana sai da lista de candidatos; e a 57% quando são mantidos apenas Brandão e Edivaldo.

O Instituto Exata divulgou também um, cenário entre Weverton e Brandão – uma espécie de simulação de um eventual segundo turno. O senador venceria com 60% dos votos, contra 12% de Carlos Brandão.

Weverton lidera o principal cenário da pesquisa Exata, com ampla maioria dos votos em Imperatriz

A pesquisa revelou também o grau de rejeição do eleitorado em relação aos candidatos.

Neste quesito, Roseana aparece com 60% de eleitores que não votariam nela de jeito nenhum. Carlos Brandão tem 18% de rejeição, Josimar 17%, Edivaldo Holanda 14%, Lahesio e Weverton 13%, Simplício 10% e Roberto Rocha 8%.

A pesquisa Exata ouviu 600 eleitores em Imperatriz, entre os dias 26 e 28 de agosto, em 21 bairros do município.

0

Pesquisas devem agitar fim de semana pré-eleitoral no Maranhão

Instituto Exata divulga seu levantamento nesta sexta-feira, 2, no programa  Ponto & Vírgula; já a Escutec tem pesquisa agendada para publicação no jornal O EstadoMaranhão, do grupo Mirante

 

Pesquisas analisarão o cenário com todos os candidatos já apresentados à disputa de 2022

Faltando 1 ano e três meses para as eleições, pelo menos duas pesquisas devem agitar o cenário eleitoral do Maranhão neste fim de semana.

O levantamento do Instituto Exata está programado para ser divulgado nesta sexta-feria, 2, no programa Ponto & Vírgula, da rádio 92,3 FM.

Neste sábado, 3, será a vez da pesquisa  Escutec, que tem programação para ser divulgada no jornal O EstadoMaranhão, do grupo Mirante.

O cenário eleitoral deve se manter estável, mesmo com a forte movimentação de alguns dos principais candidatos justo na semana que as pesquisas estavam nas ruas – como as entrevistas do vice-governador Carlos Brandão e do prefeito Lahésio Bonfim à TV Mirante e a convenção que levou Roseana Sarney ao comando do MDB.

Com base nos últimos cenários divulgados pelos dois institutos, ainda em março, a corrida eleitoral no maranhão é liderada por Roseana Sarney nos cenários em que ela aparece.

Quando a ex-governadora sai de cena, a liderança é assumida pelo senador Weverton Rocha (PDT) mais bem-posicionado aliado do governador  Flávio Dino (PSB).

Mas as expectativas se voltam para o ex-prefeito Edivaldo Júnior, que está prestes a anunciar seu novo ninho partidário, provavelmente o PSD.

É aguardar e conferir…