3

É o governo quem precisa se explicar, Márcio Jerry…

Ao atacar os próprios colegas jornalistas – por informação falsa publicada no próprio site governista – deputado federal levanta mais suspeitas de que tudo não passou de mais uma armação palaciana

 

MÁRCIO JERRY “MORTO-VIVO”: MORTE ANUNCIADA NO SITE DO SEU PRÓPRIO GOVERNO e agressão verborrágica aos colegas de jornalismo

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) vocifera desde ontem contra a imprensa e contra os próprios colegas jornalistas, após notícia falsa – publicada no site do seu próprio governo – dando conta de sua morte, na última quarta-feira, 5.

O caso: o site ma.gov.br publicou “Nota de Pesar” pelo falecimento do deputado federal comunista em acidente de avião.

O site chegou a dar prefixo da aeronave e dados da viagem.

Horas depois, o portal governista retirou a informação, mas até agora não emitiu nenhum comunicado sobre o infeliz equívoco.

Ao usar sua verborragia ácida contra os colegas de profissão – alguns tratados até de “canalhas” – Jerry tenta esconder o fato de que foi o próprio governo Flávio Dino (PCdoB), em suas páginas oficiais, quem anunciou sua morte.

Pior: até agora, o Palácio dos Leões não emitiu qualquer nota desculpando-se com o deputado e com o público leitor, submetidos à fake news oficial.

Detalhe: a fake news palaciana foi plantada exatamente no período em que Jerry era bombardeado em todo país por posicionamentos atabalhoados nas redes sociais – o que amplia a suspeita de “cortina de fumaça”.

Mas Jerry prefere agredir jornalistas que chegaram a comentar o fato após publicação no site do governo.

Comportamento típico dos “mortos-vivos” que perambulam na política…

2

A Bob, com carinho…

Administrador que fez do jornalismo seu porto seguro – e tinha a ironia como marca na escrita – morreu ontem em Brasília, onde atuava há quatro anos, como assessor do senador Roberto Rocha

 

O comentário abaixo foi o último de Robert Lobato em um grupo de política:

Ele fazia parte do “Liberdade de Expressão”, grupo restrito, apenas com os mais qualificados jornalista do estado, em que se discutia, neste domingo, 24, a candidatura do governador Flávio Dino (PCdoB) à presidência da República.

Bob morreu pouco tempo depois, em Brasília, em uma tentativa de travessia de um açude.

Robert Lobato foi um daqueles cidadãos pelo qual se pode ter apenas dois sentimentos: ame-o ou o odeie.

E foi assim que ele construiu uma da mais brilhantes carreiras no jornalismo maranhense, mesmo sem ser jornalista.

E é do jornalismo maranhense que o administrador vai levar todas as honras nessa sua despedida.

Vá em paz, Bob…

0

Colegas se manifestam por Humberto Coutinho…

Deputados e ex-deputados que conviveram com o presidente da Assembleia Legislativa emitiram notas de pesar e devem participar ativamente do funeral em Caxias

 

Graça Paz, ao lado do presidente da Assembleia, já em tratamento da doença que o matou

As manifestações de pesar de deputados e ex-deputados pela morte do presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT), têm marcado as redes sociais e os aplicativos de troca de mensagens nesta terça-feira, 2.

Vários são os parlamentares que se solidarizam com a família de Coutinho e lembram momentos de convivência com ele.

A deputada estadual Graça Paz (PSL) falou em seu nome, no nome do ex-deputado Clodomir Paz (PSDB), e dos filhos, Guilherme e Leonardo.

– Eu, Clodomir e nossos filhos Leonardo e Guilherme sentimos muito a perda do querido amigo. Sabíamos o quanto estava difícil. Mas sempre tinha um fio de esperança. Deus quis tê-lo Consigo. E todos nós, familiares e amigos só temos que agradecer o privilégio de ter compartilhado bons momentos com esse ser humano muito especial.
Conforto pra nossa amiga Cleide e família. E que ele seja recebido com festas no Plano Superior, onde é desejo de todos nós chegarmos – disse a deputada.

Fábio Braga nutria respeito e admiração pelo experiente colega de Assembleia

O também deputado Fábio Braga (SD) falou dos momentos que passou com Coutinho, como deputado na Assembleia Legislativa.

– Humberto Coutinho era um homem que estava além de seu tempo, realizando obras para a posteridade. Quis o grande Deus levá-lo tão cedo, mas restou a certeza de que o esplendor da sua carreira política e empresarial jamais teria chegado ao atual estágio, se não tivesse existido o comando carinhoso e firme da sua fiel escudeira Cleide que juntos durante mais de 5 décadas, em todos os momentos mais importantes que ficarão para sempre na história, com a gratidão de todos os maranhenses – afirmou Braga.

Em nota, o presidente da Famem, Cleomar Tema Cunha (PSB), fala da história do deputado e do legado que ele deixa na Política do Maranhão.

– O meu amigo, o meu companheiro Humberto Coutinho deixa um grande legado para as gerações futuras do nosso Estado. Foi um grande e autêntico líder, um homem leal aos seus ideais, cumpridor de suas palavras e que, por todos os seus predicados, era extremamente respeitado, tanto pelos amigos como pelos adversários – afirma Tema.

Mesmo doente, Coutinho prestigiava as ações de Tema, como prefeito e como presidente da Famem

Também se manifestaram em solidariedade à família de Humberto Coutinho os deputados federais Hildon Rocha (MDB) e Eliziane Gama (PPS).

Humberto Coutinho está sendo velado em Caxias, para onde se deslocaram as autoridades maranhenses.

O enterro acontece ainda nesta terça-feira, 2…

0

Classe política rende homenagens a Humberto Coutinho…

Governadores, ex-governadores, senadores, deputados federais e prefeitos manifestaram pesar pela perda do presidente da Assembleia, cujo velório e sepultamento devem parar o Maranhão nesta terça-feira

 

A morte do presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT) mobilizou toda a classe política maranhense nesta segunda-feira, 1º.

Emitiram nota de pesar pela perda do líder político a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), os presidentes do Tribunal de Justiça, desembargador José Joaquim Figueiredo, e da Câmara Municipal, vereador Astro de Ogum (PR), o prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), prefeitos do interior e lideranças políticas de todos os partidos.

O governador Flávio Dino (PCdoB) decretou luto oficial de 7 dias no estado; o presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), também decretou luto oficial na Casa.

Coutinho será enterrado com honras de chefe de estado, numa cerimônia que deve mobilizar lideranças políticas, empresários, líderes religiosos e populares a Caxias.

Humberto Coutinho faleceu na noite desta segunda-feira, 1º, após quatro anos de luta contra um câncer…

0

É a perda de um político que construiu amigos”, diz Rodrigo Maia, sobre Castelo…

Presidente da Câmara Federal veio de Brasília para acompanhar o velório e o sepultamento do colega parlamentar, que morreu ontem, em São Paulo

 

Rodrigo Maia oferece condolências a Gardeninha

O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) avaliou que o deputado federal João Castelo (PSDB) foi um político de extrema importância para o Maranhão.

– É a perda de um político que construiu amigos. Eu tinha uma ótima relação com ele. Era amigo do meu pai – disse o parlamentar.

Para Maia, Castelo teve também forte importância tanto no Maranhão quanto para o parlamento brasileiro.

– Na política a gente tem poucas oportunidades de construir amigos, e Castelo era meu amigo. Castelo governou o estado, passou pelo parlamento nas duas casas e foi muito importante para o parlamento – afirmou.

Rodrigo Maia veio especialmente para o velório e sepultamento do colega João Castelo.

O enterro está previsto para as 17 horas, no Parque da Saudade…

0

Eliziane lamenta morte de João Castelo: “uma dor irreparável”…

Deputada federal do PPS viveu relação de “amor e ódio” com o colega tucano, mas teve a coragem de assumir os ônus e bônus de suas desavenças e alianças pontuais na política

 

Castelo com Eliziane durante a campanha de 2016; relação difícil, mas respeitosa

A deputada federal Eliziane Gama (PPS) foi uma das primeiras políticas a se manifestar, neste domingo, 11, sobre a morte do deputado federal e ex-governador João castelo (PSDB).

– Uma dor irreparável – afirmou ela, em comentário encaminhado ao titular do blog.

Eliziane viveu uma espécie de “relação de amor é ódio” com o colega do PSDB. Foi oposição durante passagem dele pela Prefeitura de São Luís (2009/2012), mas recebeu o seu apoio nas eleições de 2016.

A deputada nunca escondeu sua relação com Castelo, e assumiu os bônus e os ônus de suas desavenças políticas e alianças pontuais com o deputado do PSDB.

Neste domingo, Eliziane desejou condolências à família do ex-governador, “neste momento de profunda dor”

11

Quem foi João Castelo?!?

Ex-governador, ex-senador e ex-prefeito, o deputado federal falecido neste domingo foi onipresente na política do Maranhão nos últimos 45 anos; e é um dos poucos líderes maranhenses da história com capital eleitoral cativo e consolidado

 

Em um dos seus últimos discursos na Câmara: presença sempre marcante em Brasília

Poucas lideranças políticas maranhenses têm o curriculum do deputado federal João Castelo (PSDB), falecido neste domingo, 11, em São Paulo.

Castelo esteve presente em todas as discussões eleitorais dos últimos 45 anos no Maranhão, sempre com índices altíssimos de intenção de voto. Foi um dos poucos líderes maranhenses com eleitorado cativo e consolidado, que o seguiu em todas as eleições que disputou.

Com dona Gardênia e os filhos Gardeninha e Joãozinho; o terceiro faleceu ainda jovem

Eleito deputado federal pela primeira vez em 1970, reelegeu-se em 74.

Em 1978 foi nomeado governador pelo presidente Ernesto Geisel.

Seu governo é considerado um dos três mais efetivos da história maranhense, ao lado dos governos José Sarney e Roseana Sarney. Juntamente com os dois peemedebistas, o tucano foi um dos responsáveis pela implantação das bases de modernização de São Luís.

Governador, ajudou a plantar as bases da modernização de São Luís

A força eleitoral de João Castelo era tão consistente que ele se dava ao luxo de passar períodos sem disputar eleições e, mesmo assim, quando voltava, sempre superava a casa do 100 mil votos em qualquer disputa.

Leia também:

Os tempos de Castelo e os tempos atuais…

João Castelo ontem e hoje…

Castelo inicia plano de obras em SL…

O tucano disputou três vezes a Prefeitura de São Luís, antes de ser eleito, em 2008, derrotando o atual governador Flávio Dino (PCdoB).

Com o papa João Paulo II, em 1981, em São Luís, quando exercia o governo

Mesmo já idoso e adoentado, o líder tucano continuou a demonstrar força eleitoral nas eleições deste ano, mantendo a segunda colocação enquanto figurou nas pesquisas de intenção de votos.

É certo afirmar, inclusive, que a desistência de Castelo da disputa também influenciou na vitória do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Castelo estava exercendo o quinto mandato de deputado federal, até sofrer um infarto e ser levado para o Hospital Sírio e Libanês, onde passou mais de 30 dias em coma.

Com o seu falecimento, assume mandato na Câmara Federal a suplente Luana Alves (PSB).

Mas esta é uma outra história…

4

Imagem do dia: um pioneiro da publicidade no Maranhão…

zecarlos

O comunicador José Carlos Castelo Branco foi um dos pioneiros da publicidade no Maranhão. Ao lado de Evilson Almeida, Rodrigo Caracas e Rogério Ferreira – todos sócios, em um momento ou outro da carreira – ele abriu caminho para a construção das campanhas de mídia no Maranhão. Ao longo d carreira, fez da antiga Ecos Publicidade uma das mais importantes agências do estado. manteve também a Exibidora Maranhense de Cartazes. E ainda teve tempo para consolidar a marca Cheiro Verde, um dos mais tradicionais restaurantes de São Luís. Zé Carlos faleceu na madrugada de hoje, vítima de infecção generalizada, decorrente de uma pneumonia.

3

Um ano sem Betão…

Por Marcos Galvão

Quero pedir permissão aos meus queridos irmãos Carlos, Mário e Karina para neste dia 14 de abril[última quinta-feira], relembrar um pouco o nosso amado pai Roberto Macieira, ou simplesmente Betão, que partiu deste plano físico a exatamente um ano.

Sorriso largo e muito autêntico, um homem que valorizava o conhecimento e a inteligência, honesto e com uma capacidade de indignar-se com as injustiças sociais de forma  ímpar.

Como eu queria ter podido assistir um jogo de futebol com você, ter feito uma farra e tomado um porre de uísque, ter compartilhado uma pizza e uma macarronada, ter viajado…

Como eu queria ter compartilhado minhas conquistas com você…

Betão como eu queria neste momento poder dizer que, apesar de tudo isso, eu te amo e mesmo distante você sempre foi e será a minha referência.

Pai você foi meu herói…

5

O guerreiro partiu…

José Alencar partiu hoje, aos 79 anos

(14h50) – Morreu agora à tarde, em São Paulo, o ex-vice-presidente da República, José Alencar.

Ele estava internado desde ontem à noite, no Hospital Sírio-Libanês, em estado crítico, por complicações de um câncer no intestino.

Alencar lutava havia 15 anos contra um câncer no intestino. Guerreiro, resistiu até o fim, e morreu consciente de que chegava a sua hora.

Até o início da tarde, o ex-vice-presidente estava consciente e conversava com os médicos, que apenas monitoravam a obstrução no intestino detectada no domingo.

Já não era possível fazer mais nada.

A família de José Alencar o acompanhou desde a internação, na tarde de segunda-feira. E permanceu ao lado do vice-presidente até o anúncio de seu falecimento.

A presidente Dilma Rouseff (PT) e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva estão sendo aguardado na tarde de hoje no Sírio Libanês.