5

Felipe Camarão entre os preferidos do eleitorado de São Luís

Pesquisa do Instituto Escutec mostra que o secretário de Educação deve estar entre os mais votados deputados federais na capital maranhense, à frente de nomes de peso da política maranhense

 

Filiado ao PT, Felipe Camarão deve ser um dos mais votados deputados federais do Maranhão em 2022

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão (PT), é um dos mais citados pré-candidatos a deputado federal em São Luís, segundo pesquisa do instituto Escutec.

O auxiliar do governador  Flávio Dino (PSB) apareceu com 3% das intenções de votos, segundo o levantamento, entre os mais citados.

Camarão aparece à frente de nomes de peso da política maranhense, como o ex-senador Lobão Filho (MDB), que disputou o Governo do Estado em 2014, e do deputado federal Rubens Júnior, que foi candidato a prefeito em 2020.

O secretário de Educação aparece na lista dos mais citados pelo eleitor, segundo pesquisa Escutec

Com capilaridade em todo o estado, o secretário aparece na lista dos prováveis mais votados do Maranhão, ao lado da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e do próprio Lobão Filho.

Camarão deve ajudar na formação de uma bancada inédita d PT na Câmara Federal…

6

Felipe Camarão pode garantir bancada inédita do PT na Câmara Federal…

Com densidade eleitoral de candidato a governador – e com índices até melhores que os do vice-governador Carlos Brandão – secretário de Educação do governo Flávio Dino tem condições de ampliar as vagas do partido, hoje reduzidas ao deputado Zé Carlos

 

A presença de Felipe Camarão no PT não apenas reforça a campanha de Lula, como também amplia as chances de o partido ter uma bancada inédita na Câmara Federal

Cotado como opção de candidato a governador na base do governo Flávio Dino (PSB) – e apontado também como possível vice ou suplente de senador – o secretário de Educação Felipe Camarão é uma espécie de trunfo do PT nas eleições de 2022.

Melhor posicionado nas pesquisas de intenção de votos para a corrida sucessória – com índices melhores até do que os do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) – Camarão pode garantir ao partido do ex-presidente Lula uma bancada inédita na representação maranhense na Câmara Federal.

Hoje reduzida ao nome de Zé Carlos, a bancada petista pode, com Camarão, não apenas garantir o próprio Zé Carlos como também abrir possibilidade para um terceiro nome, pela primeira vez na história do partido no estado.

Mas o nome do secretário é também cotado para composição de chapa com um dos candidatos da base governista; ou mesmo como suplente de senador do próprio Flávio Dino.

O PT entra na disputa pelas vagas da bancada maranhense, portanto, com amplas chances de ser um dos principais partidos a partir de 2022.

E com Felipe Camarão como estrela em ascensão na legenda de Lula…

0

Roberto Costa participa de entrega do centro Educa Mais Sousândrade

Ao lado do governador  Flávio Dino e do secretário de Educação Felipe Camarão, deputado estadual parabenizou a população do bairro Lira pela obra

 

Na manhã desta quarta-feira (8), foi entregue a obra de restauração do Educa Mais Sousândrade, no bairro Lira. Por meio de uma indicação do deputado Roberto Costa ao governo do Estado. A entrega da obra foi realizada na companhia do governador Flávio Dino, do vice-governador Carlos Brandão e do secretário de Estado da Educação (SEDUC), Felipe Camarão.

Foram realizados serviços de melhorias nas estruturas, cobertura, revestimento, piso, forro, pintura geral, instalações elétricas, instalações hidráulicas, banheiros com vestiários e acessíveis, combate a incêndio e pavimentação.

Durante a solenidade da entrega do colégio, o deputado Roberto Costa destacou a importância da obra e agradeceu ao governador e ao secretário por atenderem o pedido de restauração: “Quero agradecer o governador Flávio Dino e o secretário Felipe Camarão pela entrega do colégio Sousândrade. Significa muito para mim, fez parte da minha vida, fui aluno desde a 1º série, e ver o colégio todo reformado, para atender a nossa comunidade, é muito gratificante”, disse.

A unidade escolar é uma referência para a comunidade que vive no bairro do Lira e no entorno dos bairros do Goiabal, Macaúba, Codozinho, Centro e todos os bairros que compõem a região da Madre Deus. O colégio agora conta com uma estrutura que abriga laboratórios de química, física, biologia e matemática e passará a atender centenas de jovens que irão fazer o ensino médio em tempo integral.

“Para mim é uma grande alegria Roberto tá aqui com você, com o secretário Felipe e o vice-governador Brandão, para a entrega dessa grande obra do colégio Sousândrade no bairro Lira. O deputado Roberto Costa nos ajuda na Assembleia, traz reivindicações justas como essa, e hoje a nossa festa de comemoração aos 409 anos de São Luís é a entrega dessa escola”, destacou o governador Flávio Dino durante a entrega.

O secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão, também ressaltou a importância do pedido feito pelo deputado Roberto Costa. “A escola só tinha 120 alunos, estava praticamente fechando, e a comunidade estava triste com isso. Mas o Deputado Roberto Costa fez o pedido e o Governador garantiu a obra”,finalizou.

1

Roberto Costa articula ações no Sousândrade com Felipe Camarão

O Deputado Roberto Costa participou nesta quarta-feira (01), de uma reunião junto com o Secretário de Estado da Educação,Felipe Camarão. Para tratar da inauguração da Unidade Integrada Sousândrade, no bairro Lira, em São Luís, a reforma é fruto de sua indicação.

A unidade escolar é uma referência para a comunidade que vive no bairro Lira e no entorno dos bairros do Goiabal, Macaúba, Codozinho, Centro, e toda a região da Madre Deus. O colégio agora conta com uma estrutura que abriga laboratórios de química, física, biologia e matemática e passará a atender centenas de jovens que irão fazer o ensino médio em tempo integral.

“Estou muito feliz em ver novamente o Colégio Sousândrade voltando a funcionar completamente reformado, fez parte de toda a minha infância e para mim é uma conquista muito grande”, disse o deputado.

O evento acontecerá no dia 8 de setembro e contará com a presença do Governador Flávio Dino para a entrega.

O Secretário Felipe Camarão acrescentou em conversa:”Essa é mais uma conquista nossa, a pedido do Deputado Roberto Costa e André Campos, o colégio Sousândrade será entregue totalmente reformado, e eu quero parabenizar ao Deputado e ao governador Flávio Dino por esse benefício à população”, disse

7

Flávio Dino reitera a aliados que pode ficar no mandato e irrita Brandão

Governador tem falado cada vez mais desta possibilidade aos membros da base na Assembleia Legislativa e a auxiliares no Palácio dos Leões, o que diminui ainda mais as chances de candidatura do vice-governador tucano

 

Ao admitir ficar no governo, Flávio Dino não trabalha com a perspectiva de ter Brandão como candidato, mas de viabilizar o secretário Felipe Camarão

Não se sabe se por bravata ou por insegurança na condução do processo eleitoral de 2022, mas o fato é que o governador Flávio Dino (PSB) tem falado cada vez mais da possibilidade de ficar no cargo até o final do mandato.

E essa insistência no assunto tem irritado o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e seus aliados no Palácio dos Leões.

Patinando nas pesquisas e sem espaço para articulações políticas que garantam a viabilização da sua candidatura, Brandão sabe que depende absolutamente da perspectiva de assumir o governo em abril para convencimento de possíveis aliados no interior.

Sem essa perspectiva ele perde cada vez mais importância no processo eleitoral.

Pior: ao manifestar interesse na possibilidade de ficar no mandato até o final, Flávio Dino deixa claro que o objetivo não é fortalecer Brandão, mas criar as condições para eleger o secretário Felipe Camarão (PT).

– Se eu ficar no cargo, elejo qualquer um – é o que pensa o governador, segundo relato de pelo menos cinco deputados estaduais e secretários ouvidos pelo blog Marco Aurélio D’Eça.

A possibilidade é tão real que os auxiliares do governador – como o também pré-candidato Simplício Araújo (Solidariedade) – e deputados estaduais, como Duarte Júnior (PSB), já falam, publicamente sobre o assunto.

Tanto que, na semana passada, Dino adiou a data da decisão sobre o candidato do governo, de novembro para março de 2022.

E assim, Brandão vai perdendo cada vez mais importância como pré-candidato…

6

Felipe Camarão mantém-se como “carta na manga” de Flávio Dino

Nas conversas com o ex-presidente Lula e com seus aliados mais próximos, governador admite duas hipóteses para o seu secretário de Educação: torná-lo vice em uma das chapas da base ou ficar no governo e trabalhar para elegê-lo seu sucessor

 

Felipe Camarão se mostrou à vontade diante de Lula; e com as bençãos do governador Flávio Dino como opção do PT

Nas diversas conversas entre o governador Flávio Dino (PSB) e o ex-presidente Lula (PT) sobre as eleições de 2022, um tema recorrente foi posto na mesa: uma possível candidatura do PT ao governo.

Destas conversas – no Maranhão e fora dele – o blog compilou uma série de tratativas entre Dino e Lula apuradas entre aliados de ambos nas últimas semanas; desta compilação básica resulta o seguinte diálogo:

Flávio Dino: O PT precisa aguardar nossa definição, por que temos o Felipe Camarão como opção já filiada;

Lula: Esse não é do PT; está no PT. E haverá uma guerra por essa indicação, caso ele seja vice de uma das chapas;

Flávio Dino: ele pode ser candidato a governador.

Lula: Não há problema. Você fica no governo até o final e elege seu secretário governador. Depois, vencendo, a gente te faz ministro.

Flávio Dino: mas, e o Senado?

Lula: esse é outro problema seu, companheiro…

A conversa recriada pelo blog Marco Aurélio D’Eça reforça duas questões levantadas por aliados e adversários de Dino nos últimos meses:

1 – Felipe Camarão é, sim – e continuará sendo – opção do governador para as chapas majoritárias de 2022;

2 – Diante da dificuldade de unificar a base em torno de um candidato, Flávio Dino pode mesmo ficar no cargo até o fim do seu governo.

E pelo andar da carruagem, estas duas questões estão cada vez mais na pauta das conversas no palácio dos Leões.

6

Felipe Camarão mostra mais intimidade com Lula do que Brandão

Recentemente filiado ao PT, secretário de Educação demonstrou entusiasmo na presença do ex-presidente e destacou os avanços sociais do governo petista, que alavancaram as classes menos favorecidas

 

Felipe Camarão faz questão de alimentar a dúvida em torno do vice Carlos Brandão, mostrando mais proximidade com Lula

O secretário de Educação Felipe Camarão (PT) mostrou forte entusiasmo na presença do ex-presidente Lula (PT) no Maranhão.

A relação próxima do auxiliar de Flávio Dino (PSB) com o ex-presidente levou a inevitáveis comparações com o evidente desconserto demonstrado pelo vice-governador  Carlos Brandão (PSDB).

Além de mostrar intimidade com Lula – em gestos e contatos – Camarão ainda ressaltou em discursos os avanços dos governos do PT, que melhoraram as condições de vida dos menos favorecidos, fazendo comparações com o projeto  “Escola Digna”.

– Pessoas que mudaram de vida através da educação. Meninas e meninos que vivem na prática o poder e a diferença que faz uma educação de qualidade: dos pequeninos aos adultos! O ‘Escola Digna’ é muito mais do que prédios bonitos. Ele é o filho do trabalhador que pode ir fazer intercâmbio no exterior, o jovem da periferia que consegue estudar em uma escola de tempo integral. É o trabalhador rural que se alfabetiza aos 70, 80 anos. É a criança de um bairro periférico que estuda em uma escola bilíngue. Ele é isso e muito mais – disse Felipe, em discurso na visita de Lula a uma escola.

As declarações do secretário de Educação põem mais dúvidas ainda sobre o futuro de Brandão, que é do PSDB e não tem relação com o PT

Felipe Camarão passou a ser opção de Flávio Dino depois que o governador percebeu dificuldade de Carlos Brandão de se viabilizar e pelo fato de ele pertencer ao PSDB, partido antagônico ao PT.

Nesta sexta-feira, 20, Felipe Camarão deu entrevista ao quadro bastidores, do programa  Bom Dia Mirante, em que mostrou-se mais à vontade como pré-candidato a governador.

– Assim como Lula, estou percorrendo o Maranhão; e de minha parte, como amigo fiel e leal do governador  Flávio Dino, e filiado ao PT, estou à disposição para qualquer missão – disse.

Lula continua em São Luís e deve ter encontro com o senador Weverton Rocha (PDT)…

3

Felipe Camarão confirma papel de coringa do governo Flávio Dino

Ao declarar-se disposto a disputar qualquer mandato que o PT e o governador  Flávio Dino julguem importante, secretário de Educação consolida-se como opção para o Governo do Estado dentro do Palácio dos Leões

 

Felipe Camarão em ação ao lado do Flávio Dino na semana passada: opção ao fraco desempenho de Carlos Brandão

Apontado como opção do governador Flávio Dino (PSB) – diante do fraco desempenho político-eleitoral do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) – o secretário de Educação Felipe Camarão confirma disposição para entrar no jogo da sucessão de 2022.

– Estou disposto a me candidatar a deputado federal ou a qualquer outro mandato que o partido julgue importante e que o nosso time liderado pelo governador Flávio Dino também julgue importante – disse Camarão, em entrevista ao jornal O Imparcial.

O nome do secretário passou a ganhar força nos bastidores do Palácio dos Leões diante da dificuldade do vice-governador  Carlos Brandão em formar alianças partidárias e crescer nas pesquisas.

Na semana passada, por exemplo, Camarão divulgou um vídeo em que fala com postura de pré-candidato a governador; e foi acompanhado pelo próprio Flávio Dino em uma de suas visitas ao interior.

Flávio Dino tenta convencer a cúpula nacional do PT a apoiar a candidatura do tucano Brandão, mas encontra resistência, tanto da direção partidária quanto do ex-presidente Lula, que prefere o palanque do senador  Weverton Rocha (PDT).

Diante dessa resistência petista, Dino quer transformar Felipe Camarão, em espécie de coringa, como candidato alternativo.

O problema é convencer Brandão a abrir mão da candidatura, mesmo assumindo mandato em abril de 2022.

A menos, claro, que Flávio Dino permaneça no cargo, abrindo mão da candidatura ao Senado, como sugeriu o próprio Lula.

Mas esta é uma outra história…

4

“Foi só saudar o Dutra mesmo”, diz Camarão sobre imagem com Brandão

Presença do secretário de Educação em uma imagem ao lado de petistas levou setores da blogosfera e da imprensa a forçar, mais uma vez, a narrativa de que o PT estaria no palanque do PSDB no Maranhão

 

A imagem usada por setores da blogosfera: apenas uma saudação ao histórico petista Domingos Dutra

Alçado à condição de pré-candidato a governador pelo próprio Palácio dos Leões, o secretário de  Educação Felipe Camarão (PT) voltou a ser alvo de especulações de setores da blogosfera alinhados ao projeto do vice-governador Carlos Brandão (PSDB).

Felipe aparece em uma imagem, divulgada por assessores de Brandão, em que posa ao lado do próprio vice, do presidente do PT, Augusto Lobato e do ex-prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, além do ex-deputado Rubens Pereira.

Ao blog Marco Aurélio D’Eça o próprio secretário esclareceu a imagem.

– Foi só saudar o Dutra mesmo – disse, encerrando a festa brandonista na blogosfera.

Mesmo filiado ao PSDB, legenda que sempre foi a principal adversária petista – e com críticas pessoais ao próprio Lula registrada ao longo da história – Carlos Brandão tenta atrair apoio do PT ao seu palanque.

Post do falecido jornalista Décio Sá já mostrava a antipatia de Carlos Brandão por Lula, diante do silêncio de petistas maranhenses

Para justificar a suposta aliança, aliados do vice-governador usam argumentos do presidente estadual Augusto Lobato – que é empregado do Palácio dos Leões desde o primeiro mandato de Flávio Dino.

O próprio Lula, no entanto, já comunicou ao governador Flávio Dino que não há hipótese de aliança com o PSDB; e o mesmo Lula já assumiu para si a decisão sobre aliança nos estados, incluindo o Maranhão.

Augusto Lobato, portanto, tem pouca importância no processo de decisão eleitoral petista para 2022.

Felipe Camarão tem ganhado cada vez mais espaço na agenda do governo, inclusive ao lado do governador Flávio Dino

O nome de Felipe Camarão ganhou força no Palácio dos Leões exatamente por estar no PT e pela dificuldade de aproximação entre o PT e o PSDB. (Entenda aqui, aqui e aqui)

Ele seria a opção de Flávio Dino para evitar o apoio do PT ao senador Weverton Rocha (PDT)_, historicamente alinhado ao ex-presidente Lula.

Tanto que seu nome já será incluído nas próximas pesquisas de intenção de votos sobre a preferência do eleitor para as eleições de 2022.

Mas esta é uma outra história…

6

Movimentação de Felipe Camarão é aceno de Dino para Lula…

Chefes da pré-campanha do vice-governador Carlos Brandão apostavam na indicação do secretário de Educação como companheiro de chapa, mas a cúpula nacional do PT, que decidiu assumir o debate sobre aliança nos estados, veta aliança com o PSDB , o que forçou Flávio Dino a apresentar um nome para tentar evitar a aliança dos petistas com o PDT

 

Flávio Dino começou a acompanhar Felipe Camarão em ações no interior; e até vídeo foi gravado com suas impressões sobre o Maranhão

É nítido o incômodo dos principais chefes da pré-campanha do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) com o crescimento do secretário de Educação, Felipe Camarão (PT), no debate sobre a sucessão de 2022.

O vice-governador sonhava com a indicação de Camarão como seu vice, o que, na opinião de seus coordenadores, agradaria tanto ao governador Flávio Dino (PSB) quanto ao próprio PT.

Mas erraram.

Nas conversas que tiveram com Flávio Dino, tanto o ex-presidente Lula quanto o ex-ministro José Dirceu descartaram aliança com o PSDB e manifestaram claramente a preferência pelo senador Weverton Rocha (PDT), “mais alinhado com a história de luta do PT”.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, em suas últimas conversas, Lula – que vem ao Maranhão no dia 19 – fez um questionamento direto ao governador: “como garantir uma candidatura viável do PT se Carlos Brandão, que é do PSDB, vai assumir o poder em abril de 2022?”.

Foi desta conversa que surgiu a hipótese de Dino ficar no governo até o final do mandato para assegurar a viabilidade do seu auxiliar petista e garantir palanque para o ex-presidente.

Flávio Dino até já cogitou esta hipótese, mas temeu seus desdobramentos pós-mandato.

De qualquer forma, o nome de Felipe Camarão recomeçou a ganhar força internamente como opção de candidatura; e o próprio Dino passou a acompanhá-lo em visitas ao interior.

O nome do secretário de Educação deve, inclusive, figurar nas próximas pesquisas de intenção de votos.

E é a partir destes dados que as conversas entre Dino e Brandão ganharão novos rumos…