0

Eudes Sampaio em caminhada: “andamos de cabeça erguida. Nossa candidatura é ficha limpa”

O prefeito de São José de Ribamar, candidato à reeleição, Eudes Sampaio (PTB), percorreu as ruas do bairro Jota Câmara em caminhada na manhã desta sexta-feira (9). Parando de casa em casa, conversando diretamente com a população, o prefeito recebeu muito apoio dos ribamarenses.

A cada casa onde Eudes chegava, as pessoas tinham oportunidade de conversar, agradecer as ações da prefeitura no bairro, pediam novas ações e demonstravam confiança na gestão do prefeito. Assim foi na casa de dona Elen Regina. “Ele tem feito muito por Ribamar. A cidade só está melhorando com o Eudes. É um prefeito trabalhador e confio que ele vai continuar fazendo”.

Por muitas casas por onde passou, os moradores pediram para a equipe de Eudes colar o cartaz em suas paredes.

O senhor Roberto Rodrigues, que conhece bem o período de abandono do bairro Jota Câmara e da mudança que começou na gestão de Luís Fernando e deu continuidade com Eudes, afirmou que é visível que o bom trabalho do hoje secretário do governo Flávio Dino tem continuidade. “Em pouco tempo ele fez muito por Ribamar. Acredito no trabalho dele. O trabalho que Luís Fernando tem por Ribamar ele vai continuar”, afirmou.

Eudes afirmou que estava muito feliz com a receptividade da população do Jota Câmara, a mesma que tem recebido em toda a caminhada pela cidade. “Vamos andar por outras ruas para levar a nossa proposta a nossa alegria. A esperança de continuar trabalhando por São José de Ribamar. Recebemos carinho e muitas sugestões. Pra mim isso é mais importante é isso. Ouvir a população”.

Eudes lembrou que é ficha limpa e tem uma gestão reconhecidamente proba. “Estamos fazendo o escutas, ouvindo as demandas da população e continuaremos nas ruas. Podemos andar de cabeça erguida porque não temos rabo preso, somos ficha limpa. Não temos a polícia correndo atrás de nós”.

2

Carlos Madeira fecha semana com ganhos em relação aos adversários

Pré-candidato do Solidariedade angariou importantes apoios de secretários, políticos, empresários, e trouxe de volta à campanha a deputada Helena Duailibe, que vinha se articulando com o candidato do PCdoB, Rubens Pereira Júnior

 

O apoio de Marlon Reis é significativo do ponto de vista da ética, o que reforça o diferencial do candidato Carlos Madeira

Com apoios declarados na classe política, no poder público e na classe empresarial, o pré-candidato do Solidariedade, Carlos Madeira, avança em relação aos adversários.

O ex-juiz federal alcança espaços também na cultura, na área da saúde, do esporte e de profissionais liberais. 

O reagrupamento de Helena Duailibe também deu reforço á campanha de Madeira, sobretudo pelo fato de ela vir da articulação com o PCdoB

Um dos feitos foi reagrupar à campanha a deputada estadual Helena Duailibe (SDD), que vinha conversando com o candidato do PCdoB, Rubens Pereira Júnior.

No início da semana, o secretário de estado da Cultura, Anderson Lindoso, já havia se manifestado em favor do candidato do Solidariedade.

Carlos Madeira já tinha o apoio do secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, que é presidente da sua legenda, e do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, filiado ao PCdoB.

Lindoso já havia declarado apoio no início da semana, o que reforça a base cultural do candidato do Solidariedade

Outro apoio de peso foi o do ex-juiz Márlon Reis, criador da Leia  da Ficha Limpa.

– Ele é um líder nato e experiente para dar resultados – afirmou Márlon.

No campo empresarial, Madeira é o pré-candidato com maior alcance, inclusive maior que o do líder nas pesquisas, Eduardo Braide (Podemos).

Representantes da Associação Maranhense de Distribuidores e Atacadistas (Amda), e dos bois da Maioba e Brilho da Ilha.

Além do apoio de Helena Duailibe, Madeira tem o apoio dos deputados Rildo Amaral e Fernando Pessoa, e do vereador Afonso Manoel.

1

Experiência e ficha limpa reforçam candidatura de Sarney Filho ao Senado…

No último fim de semana, o candidato ao Senado pelo Partido Verde, Sarney Filho, participou de eventos nas cidades de Codó e Chapadinha, recebendo grande apoio de lideranças políticas e comunitárias por onde passou.

No sábado (1º), ele foi recebido com aplausos na reunião política realizada na União Artística e Operária Codoense, em Codó. “O candidato Sarney Filho é um homem honesto, que nunca se envolveu com corrupção”, afirmou o ex-vereador de Codó, Chiquinho do SAAE.

“Eu reconheço neste momento o que é melhor para Codó, para o povo de nossa cidade. Sarney Filho é um homem de compromisso, que preza o nosso povo e atende às demandas que fazemos quanto é acionado. Precisamos dele, com toda a sua experiência, nos representando no Senado”, defendeu Chiquinho.

Durante a reunião, o ex-vereador também lançou sua candidatura a deputado federal. Ele apresentou os seus candidatos à população, destacando a trajetória limpa de Sarney Filho, que ao lado de Alexandre Almeida, também candidato ao Senado, foi aclamado pelas centenas de pessoas ali presentes.

Ficha limpa

No evento, o candidato ao Senado pelo Partido Verde também recebeu elogios do candidato ao governo do Maranhão, Roberto Rocha (PSDB).

“Esse é o  momento de se discutir o presente e o futuro do Maranhão, ao contrário do que faz o atual governador do Maranhão”, afirmou.

“O candidato Sarney Filho foi nove vezes deputado federal tem todo direito, experiência, e legitimidade para disputar essa vaga ao Senado e debater o Maranhão. Dividindo esse palanque com ele, posso dizer que com tantos mandatos, ele continua sendo ficha limpa”, pontuou Rocha.

Chapadinha

A receptividade da classe política e de lideranças a Sarney Filho também marcou, no domingo (2), o grande ato político realizado no município de Chapadinha. O prefeito, Dr. Magno Bacelar, apresentou seus candidatos a milhares de populares que festejaram as escolhas.

“Sarney Filho sempre apoiou o nosso município, seja com emendas diretas como deputado federal, seja como ministro do Meio Ambiente, quando foi parceiro em projetos de desenvolvimento sustentável para nossa cidade. Por isso, estou ao lado da prefeita Danúbia para dizer que ele merece nosso voto para ocupar uma das cadeiras no Senado Federal”, discursou Bacelar.

O ex-ministro do Meio Ambiente falou de seu entusiasmo com a recepção em Chapadinha.

“Agradeço ao povo do Maranhão que está reconhecendo minha trajetória política como sendo proba e que posso representá-lo no Senado. Entendo que Brasília é uma guerra e é necessário que o candidato tenha competência, moral e conheça os caminhos para favorecer o nosso estado”, enfatizou.

Da assessoria

6

Histórico de honestidade e ética de Eliziane fortalece sua candidatura…

Única mulher na disputa pelo Senado, deputada federal concorre sem nenhum tipo de acusação de corrupção ou mancha em sua trajetória de 12 anos; e bater no fato de ela mostrar-se como ficha limpa ao eleitor pode fortalecê-la ainda mais

 

DIFERENCIAL. Eliziane Gama é reconhecida nas ruas como política ficha limpa

Com 12 anos de disputas eleitorais, com dois mandatos de deputada estadual, um mandato de deputada federal e três eleições majoritárias no currículo, a candidata a senadora Eliziane Gama (PPS) é uma das poucas na política do Maranhão a ostentar o certificado de ficha limpa.

A parlamentar nunca respondeu a nenhum tipo de processo, nunca se envolveu em ilícitos e tem trajetória reconhecida pelos órgãos de fiscalização, controle e transparência.

E ela pretende ostentar este trunfo durante a campanha pelo Senado, juntamente com o fato de ser a única mulher na disputa.

Numa época em que as pesquisas apontam a corrupção como o maior dos males dos país, a ficha limpa de Eliziane Gama passa a ser, de fato, um atrativo a mais na disputa.

E atacá-la por querer evidenciar este diferencial pode torná-la ainda mais diferente.

É aguardar e conferir…

0

Marlon Reis: “corruptos tramam abafar a Lava Jato”..

Ex-juiz, autor da lei da Ficha Limpa diz que a exposição de delatados na Lava Jato não significa criminalização da Política; e manda um recado direto ao governador Flávio Dino, ao afirmar que “caixa 2 é corrupção qualificada”

 

Marlon critica o “conluio” político para salvar a pele dos corruptos

O ex-juiz Marlon Reis, autor da Lei da Ficha Limpa, tem feito comentários fortes no Twitter, que parecem endereçados diretamente ao governador Flávio Dino (PCdoB) pilhado na operação Lava Jato como beneficiário de R$ 400 mil da Odebrecht.

Nesta segunda-feira, 17, por exemplo, Reis criticou a tentativa dos políticos de tentar abafar a Lava Jato com a justificativa de salvar a Política.

– Agora corruptos de diversos partidos tramam abafar da Lava Jato como forma de salvar a “política”. Querem salvar as próprias peles. O debate deve ser sobre o sistema. Direita e esquerda sucumbiram a ele – afirmou.

O comentário parece uma resposta a Flávio Dino, que vem pregando uma espécie de conluio dos partidos para o caos institucional causado pela Lava Jato. (Releia aqui)

O pensamento do ex-juiz sobre Caixa 2: “corrupção com lesa pátria”

Com relação direta ao próprio Dino, Marlon Reis já havia comentado, semana passada, sobre o recebimento de Caixa 2 para campanhas eleitorais.

– Caixa 2 é corrupção qualificada pela lesa pátria – afirma.

De acordo com delação premiada da Odebrecht, Flávio Dino recebeu R$ 200 mil em caixa 2, para a campanha de 2010. (Releia aqui)

O juiz da Ficha Limpa save o que fala…

3

Agora sub Judice, Edivaldo, além de perder o mandato, pode também ficar inelegível….

As duas ações que tornaram condicional a candidatura do prefeito preveem também a perda dos seus direitos políticos, o que pode impedi-lo de disputar eleições por oito anos

 

Enrascado com duas ações judicais, Edivaldo tem sua candidatura condicionada à uma decisão da Justiça

Enrascado com duas ações judicais, Edivaldo tem sua candidatura condicionada à uma decisão da Justiça

As duas ações impetradas contra o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) – e que tornaram sua candidatura sub judice – pedem não apenas a cassação do seu registro de candidato; elas preveem ainda sua inelegibilidade por oito anos.

São duas ações na Justiça Eleitoral, ambas assinadas pelo ex-juiz da Ficha Limpa, Marlon Reis.

A primeira apresenta provas de que Edivaldo usou dinheiro público para fazer propaganda de promoção pessoal; a outra, mais grave ainda, mostra provas de que o prefeito usou o contrato de R$ 33 milhões com o ISEC para comprar apoios políticos e partidários.

Ambas as ações pedem não só a cassação do registro de candidato do pedetista, como também a perda do seu atual mandato, o que o tornará inelegível por oito anos.

A condição de candidato sub judice é atribuída a Edivaldo desde o momento em que sua candidatura foi contestada judicialmente.

O que os advogados da equipe de Marlon Reis mostram é que, com a contaminação de sua campanha, Edivaldo Júnior está impedido de ser candidato.

As duas ações tramitam no Tribunal Regional Eleitoral…

7

Vídeo do dia: os crimes que tornam Holandinha inelegível…

Em entrevista à TV Guará, ex-juiz Marlon Reis explica por que o prefeito de São Luís perdeu as condições de disputar as eleições, após ter cometido uma série de crimes eleitorais; ação que pede a cassação do pedetista foi protocolada nesta segunda-feira na Justiça Eleitoral

 

O ex-juiz da Ficha Limpa, Marlon Reis, explicou nesta segunda-feira, 1º, em entrevista à TV Guará, quais os crimes cometidos – sistematicamente – pelo pre0feito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), e que levam à inelegibilidade do prefeito.

Holandinha usou dinheiro público para promover a si mesmo, em propaganda disfarçada de institucionalidade. Para o juiz, que é autor da lei que estabeleceu o combate à corrupção eleitoral.

– Houve uma grave distorção da propaganda, em prejuízo da qualidade das eleições. Nosso objetivo é apenas tornar igualitária a disputa, em que todos os candidatos possam ter a mesma chance de convencer o eleitorado, e não um deles desequilibrando a partida, utilizando toda a máquina pública em seu favor – disse Marlon Reis.

Além da inelegibilidade do prefeito Edivaldo Júnior, a ação deve resultar na cassação do seu mandato e no bloqueios dos bens para reparação dos recursos desviados em campanha abusiva.

Veja a reportagem completa no vídeo acima..

0

Zé Carlos leva para o Congresso experiências de leis aprovadas no MA…

Zé Carlos em discurso na Câmara

Zé Carlos em discurso na Câmara

Preocupado com a realidade do Maranhão, o deputado Zé Carlos aprovou, no final de seu mandato de deputado estadual, leis de forte alcance político-social, como a Lei da Ficha Limpa, Lei da Pedagogia da Alternância, Fundo da Agricultura Familiar, Lei que institui Equipe de Transição para prefeitos municipais.

Cientistas políticos caracterizaram estas leis como as mais importantes daquela legislatura, e que de fato são leis que dialogam com os principais problemas da sociedade.

No mandato de deputado federal, o parlamentar mantém a coerência e a boa vontade de transformar a realidade do país. O parlamentar levou a experiência da lei que dispõe sobre a equipe de transição no Maranhão para a Câmara Federal.

Ainda neste mês de julho, Zé Carlos apresentará projeto que dispõe sobre a instituição de equipe de transição por candidato eleito para os cargos de governador de Estado, Distrito Federal e prefeito municipal.

Essas transições normalmente são conflituosas, às vezes um pouco mais, às vezes um pouco menos, mas são transições conflituosas. A ideia é fazer com que o gestor eleito receba todas as informações necessárias, em condição de lei, para que possa assumir o seu mandato com menor dificuldade possível.

A lei prevê que, para aqueles prefeitos e governadores que não cumprirem a legislação, realmente sofram as penalizações, tornando-os Ficha Suja e por consequência inelegíveis.

De fato essa é uma justa preocupação, principalmente se for levada em conta as truculências que tem acontecido em diversos Estados nesse período de transição.

1

Ficha limpa avança na Assembleia…

Do blog de Itevaldo Júnior

Após aprovação por unanimidade, pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, no início do ano, o Projeto de Lei do deputado Zé Carlos do PT, que defende Ficha Limpa para o serviço público do Maranhão, foi aprovado ontem pela Comissão de Administração Pública, Seguridade Social e Relações do Trabalho.

A expectativa – pouco provável – é que o projeto Ficha Limpa vá a plenário para votação ainda esta semana.

Caso seja aprovado, todo cargo de confiança na gestão pública deverá ter comprovação de conduta proba e ilibada, da mesma forma que um funcionário tem que fazer quando ingressa no concurso público. Continue lendo aqui…

0

Adversários começam a encher Judiciário com ações contra prefeitos…

 

Desembargadores vão julgar prefeitos em 2012

Quem acompanhou o noticiário sobre o Judiciário, semana passada, pôde perceber um aumento na tramitação de ações contra prefeitos.

E a explicação está na aprovação da Leid a Ficha Limpa, que terá validade garantida nestas eleições.

Somente neste mês de março, já foram oito as ações recebidas pelo Tribunal de Justiça contra prefeitos maranhenses.

De acordo com  a nova lei, qualquer candidato que tenha sido condenado por um colegiado de Segundo Grau, estará automaticamente fora do processo eleitoral.

Os prefeitos denunciados são todos julgados por Câmaras Cíveis ou Criminais do TJ, compostas por três desembargadores.

Exatamente os colegiados de Segundo Grau…