1

STJ joga última pá de cal no Ficha Suja Zé Vieira…

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou, ontem (14), o recurso do Ficha Suja Zé Vieira, derrubando a última chance que o “prefeito” tinha de reverter a decisão a seu favor.

Com isso, a Justiça garante a manutenção da condenação de Zé Vieira por improbidade administrativa, desvio de dinheiro público e suspensão dos seus direitos políticos por três anos.

Com a decisão mais uma vez unânime dos nove ministros do STJ, fica mantido o trânsito em julgado desde março de 2016 do processo que suspendeu os direitos políticos do prefeito. Zé Vieira havia sido condenado no Tribunal de Justiça do Maranhão, não podendo sequer ter concorrido nas eleições de 2016.

Dessa forma, o Ficha Suja não tem a menor chance no TSE, a partir dessa decisão, deve manter a inelegibilidade e, consequentemente, o afastamento de Zé Vieira da Prefeitura de Bacabal.

Com uma ficha corrida de mais de 72 processos na Justiça, Zé Vieira vem acumulando condenações nos últimos anos.

As liminares que o beneficiavam anteriormente foram todas cassadas, mostrando a fragilidade dos argumentos de defesa e mantendo suas condenações na justiça estadual, federal e Tribunal de Contas da União.

24

A armação eleitoral de Aderson Lago e Aziz Santos…

Ainda solto, Lago-primo continua aprontando

Aderson Lago (PSDB) todos já conhecem: é um criminoso que age sozinho, embora de quando em vez envolva filhos, filha, primos, sobrinhos, tios e até a mãe octogenária em suas tramóias.

Abdelaziz Santos, não! Aziz tem sempre alguém que age por ele. É um gentleman, espécie de mecenas das artes e da política, sempre acima de qualquer suspeita.

Aderson Lago e Aziz Santos se odeiam, mas agem juntos no golpe da lotérica para tentar criar um factóide eleitoral que justifique uma ação judicial contra a eleição de Roseana Sarney (PMDB).

Foi assim que encontraram um primo de Aziz, dono de lotérica, disposto a inventar uma história fantasiosa que repercutisse na mídia paulista-quatrocentona-serrista-falida-e-antinordestina.

Aziz nunca suja as mãos...

Aziz deu a logística, a materialidade, a testemunha do suposto facto. Aderson entrou com a compra da imprensa, a sedução de repórteres.

Mas eles têm um problema!

Nem Jackson Lago (PDT) nem Flávio Dino (PCdoB) estão dispostos a assumir a responsabildide pela ação.

Simplesmente porque ela carece do principal ingrediente que dev e nortear questões como esta:

Carece da verdade…

17

Enquanto os maranhenses choravam, os balaios sorriam!!!

Do blog do Professor Caio

Nos sete anos e meio de desgoverno dos balaios: Zé Reinaldo e do sorumbático Jackson Lago, não se viu mobilização do povo, porém foram vistos omissões, corrupções e incompetência. Contudo, os balaios sorriam das cagadas e o maranhense chorava!!!

Enquanto os maranhenses choraram pelo pagamento à Gautama por pontes que não vão e vem de lugar algum, coisa que hoje serve apenas como moradia de calangos, os balaios vibraram, sorriram e defenderam o ato de corrupção de Zé Noel e do macambúzio Jackson Lago.

Os balaios sorriram e aprovaram o acordo espúrio com a Camargo Correa, que consumiu milhões dos cofres do Estado. Já os maranhenses choraram com esse ato esquisito de Zé Noel.

Os maranhenses choraram com o uso e o abuso de R$ 1 bilhão do dinheiro do contribuinte para comprar votos em 2006, enquanto que os balaios aprovaram e sorriram com a idéia de roubar o povo maranhense.

Os balaios ficaram felizes e sorridentes com o arquivo secreto de Flávia Regina, onde foi constatada a distribuição do dinheiro público para jornalistas que defendiam a onda de corrupção empregada no desgoverno de Zé Reinaldo. O maranhense repudiou e chorou.

Os balaios sorriram com os convênios espúrios com entidades fantasmas, principalmente o convenio com uma fabriqueta de coxinha de galinha para estimular o esporte em Alto Alegre do Maranhão. O povo maranhense chorou!!!

Foi causa de muito sorriso para os balaios, as estradas fantasmas de Zé Reinaldo, coisa que consumiu milhões do dinheiro do contribuinte. Por outro lado, o povo chorou!!!

O maranhense chorou quanto da compra de livros didáticos de uma editora fundo de quintal lá do Paraná, isso por milhões de reais. Os balaios adoraram a compra e sorriram com o resultado pífio dos livros.

Os balaios aprovaram e sorriram com o gasto de R$ 5 milhões para derrubar as paredes do Ginásio Costa Rodrigues, enquanto que os maranhenses repudiaram e choraram.

Serviu de muita gargalhada, por parte dos balaios, a compra superfaturada do botox, o desvio do dinheiro destinado a compra de medicamentos para suprir despesas de campanha. Caso conhecido como OPERA PRIMA. O maranhense simplesmente chorou.

Os maranhenses choraram com o desvio de milhões que tinha como destino a recuperação do Castelão, mas os balaios sorriram. O mesmo ocorreu com o desvio dos recursos para manutenção da Barragem do Bacanga e do muro de arrimo do Palácio dos Leões.

A balaiada aprovou e sorriu com a aprovação da Lei do Cão, coisa que surrupiou os ganhos dos funcionários públicos. Até hoje os professores e demais funcionários choram com a maldade praticada pelo desgoverno cassado de Jackson Lago.

Os balaios sorriram e participaram do desvio do dinheiro público para bancar a permanência do macambúzio Jackson Lago no governo. Chegaram a usar equipamentos da Defesa Civil para esse ato inescrupuloso. O povo odiou e chorou!!!

Os maranhenses choraram muito quando souberam da distribuição do dinheiro do contribuinte no apagar das luzes do desgoverno cassado do ex-bom velhinho (melhor ainda depois de cassado e derrotado), enquanto que os balaios sorriram, pois encheram os bolsos!!!

Agora, os balaios choram por não terem conseguindo retornar ao governo e, assim, poder praticar os atos de corrupção citados.

Já os maranhenses sorriem, pois se livraram dessa gente corrupta, dando a resposta nas urnas…

16

José Reinaldo, Castelo e Vidigal multados por crime de Codó que levou à cassação de Jackson

Jackson discursa em comício de Codó que levou à sua cassação

O Tribunal Regional Eleitoral multou ontem os ex-governadores Jackson Lago (PDT) e José Reinaldo Tavares (PSDB), o prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), o ex-minsitro Edson Vidigal (PSDB) e vários outros envolvidos no chamado “Caso de Codó”, que levou á cassação de Jackson Lago, pelo TSE, em 2009.

Cada um vai pagar multa de R$ 5 mil; o mais importante, porém, é que a condenação pode lear à implicação de todos na Lei da Ficha Limpa nas próximas eleições.

Um exemplo: o prefeito de São Luís, João Castelo… Continue lendo aqui

20

Os casos de cassação previstos no TSE e suas consequências eleitorais…

Muita gente informou equivocadamente as consequências da cassação do registro do deputado federal Cléber Verde (PRB) pelo TSE.

No caso específico – que ainda depende de análise do Supremo Tribunal Federal – acertou quem disse que a eventual vaga aberta por Verde irá para o primeiro suplente da coligação “O Maranhão Não Pode Parar”, Davi Alves Silva Filho, o Davizinho (PR).

Há duas hipóteses sobre votos previstas nos casos em análise no TSE – que, obviamente, confundem aqueles que não se dão ao trabalho de estudar e pesquisar.

O primeiro caso envolve os candidatos que tiveram o registro indeferido nos TREs e recorreram ao TSE – a exemplo de Márcia Marinho (PMDB) e Raimundo Louro (PR).

Nestes casos, o TSE considera os votos sub judice, e não os inclui na soma dos votos da coligação. Eles ficam em uma espécie de congelamento, e só entram na soma se os registros forem aprovados em Brasília.

O outro caso é exatamente o inverso. Envolve aqueles que passaram no TRE e enfrentam no TSE recurso do Ministério Público Eleitoral – caso de Cléber Verde e Magno Bacelar-Nota Dez, por exemplo.

Neste caso, os votos estão computados na soma da coligação. Tanto que aparecem na lista oficial da Justiça Eleitoral.

Se eles perderem o recurso no TSE, perdem o registro, mas os votos são mantidos para a coligação, por que a Justiça Eleitoral entende que, antes de votar no candidato, o eleitor vota na legenda.

É por isso que, caso se concretize a cassação de Verde, quem assume é Davizinho.

Simples assim…

34

Cassação de Cléber Verde: as coisas não são bem assim…

Cléber Verde sob riscod a Justiça

É preciso por os pingos nos is na questão da cassação do registro de candidato do deputado federal reeleito Cléber Verde (PRB).

Muita gente deu o caso como favas contadas, mas não é.

Ele ainda tem recurso ao próprio TSE – um Embargo de Declaração – que deve ser negado. A partir desta negação, ele pode seguir com Recurso Extraordinário ao Supremo Tribunal Federal.

E é aí que o bicho pega.

O STF não conseguiu deicidir sobre a Lei da Ficha Limpa. A última votação, todos lembram, empatou em cinco a cinco. Para resolver o problema, Lula terá que nomear um novo ministro.

A tendência é que Lula nomeie um ministro com posição contrária à Ficha Limpa. Simplesmente por que quer salvar, de uma vez só, seus aliados no Pará – Jáder Barbalho (PMDB) e Paulo Rocha (PT) – eleitos senadores “sub judice”.

O próprio Lula já disse que um senador equivale a três governadores. E a derrubada da Ficha Limpa agora, beneficiará diretamente a Cléber Verde.

É precipitado, potanto, apontar o deputado maranhense como definitivamente cassado…

27

Eles deviam estar na cadeia, mas queriam ser deputados…

Aderson "Opera Prima" Lago

Aderson Lago (PSDB) foi o chefe da quadrilha do esquema “Opera Prima”, que, segundo a polícia, roubou R$ 5 milhões dos cofres públicos maranhenses. Uma quadrilha familiar, diga-se de passagem.

Responde a processos na Justiça estadual e federal. (Leia aqui)

Othelino Neto (PSB) comandou o maior esquema de desvio de recursos e liberação de licenças ambientais fraudulentas da história do Maranhão.

Responde a nada menos que nove processos, quatro dos quais já foram arquivados. (Leia aqui)

Weverton Rocha (PDT) é acusado de desviar R$ 5,2 milhões dos cofres da Secretaria de Esportes, deixando como saldo a derrubada do Ginásio Costa Rodrigues.

Também responde a processos na Justiça Estadual e Federal. (Veja aqui)

Othelino tem nove processos

Os três têm, inclusive, pedidos de prisão preventiva, nunca analisados pela Justiça. 

Mesmo com a folha corrida, Aderson Lago e Othelino Neto queriam ser deputados estaduais.

Achavam que a população maranhense ainda iria engolir suas armações, a pose de vítima.

Weverton: o pretenso herdeiro de Jackson

Weverton Rocha sonhava ainda mais alto: com a Câmara Federal. Em Brasília, pensava seguir a carreira como herdeiro de Jackson Lago (PDT).

Weverton Rocha, Aderson Lago e Othelino Neto deveriam estar na cadeia. Mas quase chegaram ao Parlamento.

Felizmente, a população maranhense fez o que a Justiça se recusou a fazer:

Jogou o lixo para fora da casa…

35

Canalhas ligados a Jackson usam até acidente com helicóptero na campanha

Um panfleto usando o acidente de ontem com um helicóptero em que estava o ex-governador Jackson Lago (PDT) está sendo distribuído no interior maranhense e por via eletrônica.

A imagem está criptografada, para impedir seu uso fora da corrente de e-mails por onde está distribuindo – de qualquer forma, este blog vai reproduzir a imagem para denunciar os canalhas

É uma forma convarde e traiçoeira de usar politicamente um caso grave, que resultou na morte de uma pessoa.

Certamente obra dos mesmos canalhas que sempre utilizaram o ex-governador Jackson Lago (PDT) como válvula de escape de suas ambições eleitorais.

Estes canalhas, que nunca se importaram nem com  a própria família, ignoram até a dor da família do piloto Flávio Quintas, ao usar o acidente com Jackson, ontem, para fazer política rasteira.

As digitais são inconfudíveis. O leitor vai ver nas marcas do panfleto quem são os pilantras acostumados a este expediente.

Pede-se desculpas à família de Quintas pelo uso do caso por estes vagabundos. 

Lamentável…

24

Exclusivo! Os bastidores da trama frustrada de Flávio Dino para tirar Jackson Lago da disputa…

Flávio Dino queria Jackson fora da disputa

Na manhã de segunda-feira, 27, o deputado Flávio Dino esteve na casa do ex-governador Jackson Lago (PDT). Mostrou a eles pareceres de “juristas” de sua coligação apontando a inviabilidade de sua candidatura.

– Nós corremos risco de perder a eleição por causa da anulação dos seus votos. É preciso um gesto em nome da oposição – argumentou Dino, segundo um dos interlocutores de Jackson.

O próprio Flávio Dino confirmou ter estado na casa do pedetista, mas negou que tenha pedido a ele qeu desistisse.

Na terça-feira, 28, durante o debate da TV Mirante, a candidata Roseana Sarney (PMDB) deveria perguntar a Flávio sua opinião, como jurista, sobre a situação de Jackson em relação à Ficha Limpa – era uma forma de trazer a público o que Dino pensava do colega oposicionsita, que fingia aliar-se .

A pergunta foi vetada pelo todo-poderoso Duda Mendonça.

Elvira Lobato também ajudou na trama comunista

A trama dinista anti-Jackson continuou na quarta-feira, 29. Segundo uma fonte do blog, a repórter da Folha, Elvira Lobato – usada e abusada por oposicionistas do Maranhão  – havia espalhado uma suposta conversa com Igor Lago, filho de Jackson, em que ele admitia a substituição do pai pela madrasta Clay Lago.

No mesmo dia, o titular deste blog conversou sobre o assunto com o jornalista Zeca Pinheiro e com o coordenador da campanha de Jackson, Clodomir Paz. Ambos consideraram absurda a história Elviriana.

Mais tarde, Pinheiro retornou ligação para afirmar, em nome de Igor, que ele nunca havia  conversado com a repórter contadora de histórias a serviço de Flávio Dino.

Nem Aiz Santos resistiu aos acenos de Flávio Dino

Mas as tentativas do comunista de tirar Jackson do páreo continuaram intensamente.

Seus advogados espalhavam no twitter que suas chances no STF e no TSE eram mínimas. Assessores e torcedores comunistas plantavam em blogs supostos argumentos pela renúncia do velhinho, em nome da oposição.

Na quinta-feira, a trama de Flávio Dino contaminou também tucanos e pedetistas. Gente como Aderson Lago (PSDB) e o prefeito Sebastão Madeira (PSDB), além de Aziz Santos (PDT) já admitiam que a saída para Jackson era a renúncia. Tinham sucumbido à pressão dos comunistas.

Chegaram até marcar para esta sexta-feira, 1º, uma possível substituição do candidato – agiam a favor de Dino em troca de cargos num eventual futuro governo, segundo apurou o blog.

Enquanto isso, a campanha de Jackson definhava no interior, por causa do desânimo da militância diante dos boatos espalhados pelos partidários de Flávio Dino.

No final da tarde, o TSE confirmou que poria o processo do ex-governador em julgamento. O caos se estabeleceu nas hostes jackistas – havia o risco de ele ser cassado e não poder mais ser substituído.

Ao final foi Jackson quem comemorou, mas já pode ser tarde

O titular deste blog ligou para um pedetista da cozinha de Aziz Santos, que admitu: “o melhor que Jackson faz é ceder o lugar a dona Clay”. A estas alturas, os jackistas estavam absolutamente entregues a Flávio Dino.

A pesquisa do Ibope jogou a pá de cal. O próprio Jackson e os seus mais próximos aliados – Clodomir Paz, Edson Vidigal, Zeca Pinheiro, Weverton Rocha e Luiz Porto – eram os únicos a resistir.

O ex-governador não admitia a renúncia em hipótese alguma, mas já dava sinais de que não resistiria à pressão.

Pouco antes do início da sessão no TSE, o deputado Pavão Filho (PDT) alcançou o titular deste blog em um telefonema. Quis saber o resultado da pesquisa Ibope. Ao saber da segunda posição de Dino, foi direto: “ele já esá bem mais à frente”. Mais tarde, Pavão apareceu ans fotos, comemorando ao lado de Jackson.

O resultado do julgamento no TRE revigorou as forças do velhinho.

Mas Flávio Dino e sua turba já haviam conquistado o objetivo principal: superá-lo nas pesquisas.

30

TSE garante candidatura de Jackson Lago

Jackson agora festeja candidatura, mas terá que superar Dino

O candidato do PDT ao Governo do Estado, Jackson Lago, foi aprovado hoje pelo Tribunal Superior Eleitoral. O TSE julgou recurso do Ministério Público Eleitoral, que considerou improcedente, determinando o deferimento do registro.

Jackson estava ameaçado de perder a condição de candidato e vinha sendo pressionado por partidários do candidato Flávio Dino (PCdoB) a renunciar em seu favor.

Aliados de Dino chegaram a espalhar no interior e em redes sociais de Internet, que o pedetista iria desitir da candidatura.

Os boatos comunistas devem ter influenciado o resultado da última pesquisa Ibope, que apresentou Jackson já atrás de Flávio.

Com a decisão do TSE, está garantida a plenitude da candidatura jackista.

Como o recurso contra Jackson não trata de incidência ou não da Lei da Ficha Limpa, mas apenas se o caso específico seria atingido por ela, é provável que nem caiba mais recurso ao Supremo Tribunal Federal.

Caberá a Jackson, agora, tentar recuperar a posição perdida para Flávio Dino na corrida eleitoral maranhense.

Faltando apenas dois dias para a eleição…