3

[Sarney] não poderia deixar de atender pedido do governador, diz Roseana

Ex-governadora reagiu de forma elegante ao encontro entre o comunista Flávio Dino e o ex-presidente e mostrou-se tranquila quanto aos desdobramentos desta reunião, que repercutiu nos meios políticos locais e nacionais

 

ROSEANA MOSTROU-SE SUPERIOR DIANTE DO ENCONTRO ENTRE SARNEY E FLÁVIO DINO, mas fez questão de ressaltar de quem foi o pedido de reunião

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) reagiu de forma elegante ao encontro entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e o ex-presidente José Sarney (MDB), anunciado pelo próprio comunista m suas redes sociais, anteontem.

Sem se alongar no comentário, Roseana mostrou-se tranquila ao falar, com exclusividade, ao blog Marco Aurélio D’Eça.

– Normal – frisou a ex-governadora, para completar:

– Sarney é o maior político que o Maranhão já teve e até hoje uma das maiores expressões do nosso país. Portanto, ele não poderia jamais deixar de atender a um pedido de visita do governador do seu estado.

RELAÇÃO DA PRÓPRIA ROSEANA COM FLÁVIO DINO sempre foi de encontros e desencontros, sobretudo pela disputa entre os dois pelo comando do estado

Roseana não quis fazer maiores comentários sobre os desdobramentos políticos do encontro, ocorrido na última quarta-feira, e até buscou outro assunto para mudar a prosa.

– Vi que você se filiou. Vai ser candidato?!? Seria um bom representante – comentou, diante do anúncio de filiação do titular do blog.

Mas esta é uma outra história…

1

Flávio Dino tratou com Sarney sobre política, porto, Alcântara e Lençóis…

Articulado no Maranhão por aliados dos dois líderes políticos, com aval do PCdoB nacional, encontro histórico deve mudar a relação dos dois grupos políticos em todos os seus aspectos

 

POLÍTICA NO MARANHÃO VAI MUDAR APÓS ENCONTRO DE FLÁVIO DINO E JOSÉ SARNEY, com repercussão direta em 2022

Há alguns personagens que, por enquanto, devem-se manter incógnitos na articulação que levou o governador Flávio Dino (PCdoB) a ir a Brasília ter com o ex-presidente José Sarney (MDB).

Mas foram estas figuras – que se encontram desde o início de 2019 na busca deste encontro – as responsáveis por reunir numa mesma mesa os dois líderes que, até então, eram adversários políticos nacionalmente – e dificilmente continuarão a sê-los.

Na reunião com o ex-presidente – presenciada pelos ex-ministros Sarney Filho (PV) e Orlando Silva (PCdoB) – o governador tratou sobre os riscos por trás da federalização do Porto do Itaqui, a Privatização dos Lençóis Maranhenses e o aluguel da Base de Alcântara.

E também sobre questões políticas e eleitorais.

O resultado das questões políticas discutidas na reunião poderão se sentidas já a partir desta quinta-feira, 27, na diferenciação do trato que cada grupo – ou pelo menos os seus núcleos mais orgânicos – terá de lado a lado.

E desembocará, fatalmente, nas eleições de 2022, tanto em âmbito nacional quanto em relação ao estado.

Mas esta é uma outra história…

0

Como este blog anunciou, Flávio Dino entregou recado de Lula a Sarney…

Apesar de ser desmentido em artigo e editorial pelo governista Jornal Pequeno, encontro foi divulgado e reafirmado em posts que se comprovam nesta quarta-feira, 26, pelo próprio governador comunista

 

DINO ESTEVE COM SARNEY, NOS TERMOS DO QUE DISSE ESTE BLOG, em artigo publicado no dia 18 e desmentido pelo Jornal Pequeno

No dia 18 de junho o blog Marco Aurélio D’Eça publicou, com exclusividade, o post “Lula encaminhou por Dino recado ao ex-presidente Sarney…”

Era uma repercussão do encontro do próprio Dino com Lula, dias antes, em que foi discutido o risco à democracia que representa o governo Jair Bolsonaro (PSL).

O Jornal Pequeno, em um artigo do seu diretor e uma longa nota de abertura do seu principal colunista, desmentiu peremptoriamente este blog, classificando de fake news o encontro de Dino com Sarney.

O blog reafirmou sua informação e mostrou tratava-se de uma articulação com outros ex-presidentes, preocupados com os caminhos do país.

O TWITTER DE FLÁVIO DINO, QUE REPERCUTIU NESTA QUARTA-FEIRA: confirmação de tudo o que o blog previu

Pois nesta quarta-feira, 26, o próprio governador Flávio Dino anunciou em seu perfil no Twitter o encontro com Sarney.

– Hoje conversei com o ex-presidente José sarney sobre o quadro nacional. Apresentei a ele a minha avaliação de que a democracia corre perigo, em face dos graves fatos que estamos assistindo – disse Dino, confirmando os mesmos termos usados por este blog.

A confirmação de Flávio Dino sobre o encontro com Sarney confnirma também – e mais uma vez – uma característica deste blog: a de se antecipar aos fatos com base em um faro jornalístico in nato e pela rede de network construída ao longo de 27 anos de jornalismo.

E é claro que, humildemente, aceita, sim, o pedido de desculpas do Jornal Pequeno.

Sentir-se-á honrado, inclusive…

3

Governo Dino mantém tudo em atraso, mas entrega R$ 140 milhões para candidato a prefeito…

laboratórios, empresas de vigilância e até setores do funcionalismo público estão com recursos em atraso ou defasados, mas comunistas acabam de anunciar verba milionária para fazer de Rubem Júnior sucessor de Edivaldo Júnior

 

POLICIAIS CIVIS FIZERAM GREVE NESTA QUARTA-FEIRA por melhores condições de trabalho do governo comunista

Os telejornais do meio-dia no Maranhão noticiaram os fatos: vigilantes estão com salários atrasados em até seis meses nas empresa que prestam serviços para o governo Flávio Dino (PCdoB).

No mesmo dia, policiais civis fizeram protestos pela defasagem de até 7% nos salários recebidos.

Mas não são apenas estas categorias a reclamar de falta de pagamentos do governo comunista; laboratórios que atuam no setor da Saúde estão com atraso de até seis meses em seus repasses.

É um caos financeiro generalizado no Maranhão, portanto.

Mesmo assim, Flávio Dino acaba de anunciar um aporte de R$ 140 milhões – isso mesmo: R$ 140 milhões – para catapultar a candidatura do secretário de Cidades, Rubens Pereira Júnior (PCdoB) a prefeito de São Luís.

MANCHETES DAS MÍDIA GOVERNISTA CONFIRMAM; R$ 140 milhões servirá para Rubem Júnior alavancar campanha

E o dinheiro será mesmo usado na pré-campanha do aliado de Dino porque foi assim que ele foi anunciado na mídia alinhada ao Palácio dos Leões.

– Rubem Júnior dá largada para 2020 com Projeto “Nosso Centro” –  foi assim que anunciou, por exemplo, o blog de Clodoaldo Correa.

Flávio Dino tem R$ 140 milhões para ajudar eleitoralmente seu aliado em São Luís.

Poderia usar os mesmos recursos para pagar fornecedores e colaboradores.

É simples assim…

4

Flávio Dino erra na província, mas acerta nacionalmente…

O governador que anuncia R$ 140 milhões abertamente para a campanha de um aliado a prefeito é o mesmo que foca corretamente no ex-juiz Sérgio Moro, que, aos poucos, vai se tornando uma figura tão patética quanto o seu patrão-presidente

 

FLÁVIO DINO FAZ DAS SUAS LOCALMENTE, MAS APOSTA CORRETAMENTE NO DESGASTE DE SÉRGIO MORO diante das provas irrefutáveis de sua ação para condenar Lula

O governador comunista do Maranhão Flávio Dino é uma figura contraditória em sua própria natureza.

Ele é capaz de brandir contra as ditaduras militares no Brasil e na América Latina ao mesmo tempo em que defende ditaduras de esquerda em países como Venezuela, Cuba e Coreia do Norte.

Mas o mesmo Flávio Dino que anuncia escancaradamente a antecipação de um crime eleitoral – ao liberar R$ 140 milhões para seu pupilo Rubens Pereira Júnior (PCdoB) fazer campanha a prefeito –  acerta em cheio o alvo nacional, ao virar sua mira do presidente Jair Bolsonaro (PSL) para o ministro da Justiça e ex-juiz da Lava Jato, Sérgio Moro.

Dino, a história, o país inteiro e os bolsomínions sabem que o patético presidente eleito não tem vida política para além dos seus quatro anos de mandato.

É um natimorto, obviamente.

Mas Sérgio Moro teria, se não tivesse pelo caminho as conversas reveladas pelo site The Intercept, que cedo ou tarde serão analisadas como as provas do maior crime judicial já ocorrido no país.

Inculto e despreparado, Moro estava passando, mesmo assim, como um herói para história, até ser abatido pela desmoralização, que o obrigou a expor ao país toda sua incapacidade técnica, intelectual e cultural.

E Flávio Dino sabe que, à medida que The Intercept for revelando as estripulias do ex-juiz, mais ele vai se tornando uma figura tão patética quanto seu patrão-presidente.

É, portanto, alvo fácil na desconstrução que a própria história se encarregará de fazer.

Sérgio Moro como alvo é tão evidente que até o próprio Bolsorano já percebeu e se encarregou de desdizer sua promessa de campanha e fazer uma espécie de pré-lançamento de sua reeleição. (Saiba mais aqui)

E é bem aí que Flávio Dino entra.

Se com Sérgio Moro, contemporâneo de concurso e colega de toga, Flávio Dino se preparava para nadar de braçadas à medida que o ex-juiz fosse derretendo, imagine como se dará a batalha contra o incapaz do Bolsonaro?

Aí é barbada para o comunista maranhense…

Leia também:

Flávio Dino e Bolsonaro: dois lados de uma mesma moeda…

Flávio Dino atribui interesse político a Sérgio Moro…

O projeto nacional de Flávio Dino…

7

Lula encaminhou por Dino recado ao ex-presidente Sarney…

Petista recebeu o comunista maranhense em Curitiba, ocasião em que definiu estratégias de conduta para o enfrentamento das eleições presidenciais de 2022, que perpassam também pelo ex-presidente no Maranhão

 

FLÁVIO DINO MANDOU SEUS ALIADOS NA MÍDIA PREPARAREM TERRENO PARA EVENTUAL ENCONTRO COM SARNEY, a pedido do ex-presidente Lula

Aliados do governador Flávio Dino (PCdoB) trataram de se antecipar aos fatos, numa espécie de carta de seguro, ao revelar no final de semana uma “notícia falsa” de um possível encontro com o presidente José Sarney.

Do nada, os braços comunistas na mídia maranhense surgiram com a “informação” – não divulgada em lugar algum – dando conta deste encontro.

Mas deram a senha: tratava-se de um pedido do ex-presidente Lula.

O blog Marco Aurélio D’Eça põe agora os pingos nos is.

Flávio Dino foi chamado no final de maio para um encontro com Lula, na carceragem da Polícia Federal, em Brasília, onde o ex-presidente cumpre pena. (Relembre aqui e aqui)

De acordo com o que apurou o blog, neste encontro – que repercutiu nacionalmente – Lula pediu a Dino que trouxesse um recado ao ex-presidente Sarney.

O COMUNISTA MARANHENSE SABE QUE NÃO PODE RECUSAR UM PEDIDO DE LULA, e terá que procurar Sarney para o projeto 2022

Sem ter como recusar um pedido de Lula – afinal, quer ter o apoio do petista em seu projeto nacional – e sem ter como explicar um encontro a sós com Sarney, Flávio Dino resolveu vazar a informação antecipadamente, mas já admitindo, por meio de interlocutores, a possibilidade do encontro.

E tudo ocorrerá em seu devido tempo, com o aval de ambas a partes.

É aguardar e conferir…

0

Zé Inácio critica desarticulação das secretarias do governo Flávio Dino…

Deputado lamenta não ter sido chamado para solenidade de entrega de equipamentos em Santa Luzia do Tide, mesmo sendo um dos aliados da prefeita e ter atuado para aprovar empréstimo que garantiu as aquisições

 

A PREFEITA FRANÇA DE MACAQUINHO FOI SEM O ALIADO ZÉ INÁCIO AO PALÁCIO DOS LEÕES, para receber a motoniveladora

O deputado Zé Inácio (PT) criticou nesta sexta-feira, 14, em suas redes sociais, o que chamou de “desarticulação das secretarias” do governo Flávio Dino (PCdoB), que o impediu de participar da entrega de equipamentos ao município de Santa Luiza do Tide.

– O recurso investido é fruto de um empréstimo realizado em 2016 entre o Governo do Estado e a Caixa Econômica Federal, aprovado por n[ós deputados, na Assembleia Legislativa – contou o parlamentar.

ZÉ INÁCIO PARTICIPA ATIVAMENTE DE TODAS AS AÇÕES DA PREFEITA em Santa Luzia do Tide, onde faz política desde o início do mandato

Em solenidade no Palácio dos Leões, foram entregues à prefeita França de Macaquinho uma motoniveladora, por intermédio do programa “Caminhos da Produção”.

– Esta ação tem um sentimento nosso e infelizmente não participamos, por conta da desarticulação da Secretaria de Governo que, quando não falham com os prefeitos, falham com os deputados – concluiu Zé Inácio.

 

1

Procurador livra Flávio Dino e Márcio Jerry e inclui Clayton Noleto em processo de Coroatá…

Em parecer encaminhado ao relator do caso, Pedro Henrique Castelo Branco alterou todo o organograma da decisão judicial que cassou o governador para incluir o secretário de  de infraestrutura, que havia sido absolvido em primeira instância

 

MÁRCIO JERRY E FLÁVIO DINO ESCAPARAM AOS OLHOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO, mas podem ter condenação de inelegibilidade confirmada no TRE

O procurador eleitoral Pedro Henrique Castelo Branco fez um verdadeiro malabarismo retórico para livrar o governador Flávio Dino (PCdoB) e seu ex-auxiliar Márcio Jerry do processo que cassou os mandatos dos dois na Justiça Eleitoral de Coroatá.

Em Parecer encaminhado ao recurso que tramita já em segunda instância, no Tribunal Regional Eleitoral, Castelo Branco disse não ver envolvimento de Dino e Jerry no caso.

Mas, curiosamente, incluiu o secretário Clayton Noleto, que nem havia sido julgado pela juíza de Coroatá, Anelise Nogueira Reginato. (Entenda aqui)

No Parecer a que o blog Marco Aurélio D’Eça teve acesso, o procurador eleitoral apresenta uma sequência de argumentos para tentar tirar o peso da condenação de Flávio Dino e Márcio Jerry.

– Nem toda atuação estatal dentro do período de campanha pode ser considerada conduta vedada e/ou abuso de poder político – destacou, lacônico, Castelo Branco.

O processo vai agora para analise do TRE, que pode ou não acatar o parecer do Ministério Público.

De qualquer forma, e qualquer que for a decisão do TRE, o caso ainda vai ter que ser analisado no Tribunal Superior Eleitoral.

Onde Flávio Dino não terá a atuação de Pedro Henrique Castelo Branco…

4

Legislativo obediente…

Submissos em absoluto ao governo Flávio Dino, deputados estaduais votam contra seus próprios projetos; e ainda manobram para impedir o exercício da oposição no Parlamento

É cada vez mais constante a falta de interesse da maioria dos parlamentares pelos temas debatidos no plenário da Assembleia Legislativa. E o absoluto controle do Executivo sobre sua base diminui cada vez mais o exercício do mandato parlamentar no Maranhão.

Na atual legislatura, 39 deputados integram a base governista.

É comum ver esses aliados mantendo, sem qualquer questionamento, os vetos do chefe do Executivo aos projetos que eles mesmos aprovaram por unanimidade. Ou seja, os deputados estaduais estão abrindo mão, sem qualquer resistência, do seu direito de elaborar e aprovar leis.

Por outro lado, a maioria governista também segue fielmente a determinação governamental de não permitir que pelo menos a oposição exerça a sua prerrogativa de fiscalizar os atos do Executivo. Barram todos os pedidos de informação ou de convocação de secretários estaduais para que prestem esclarecimentos ao Legislativo.

E nem mesmo é dado aos parlamentares, mesmo os governistas, o direito de destinar recursos a municípios e áreas demandadas pela população.

Em resumo, a Assembleia Legislativa vai na contramão de todos os demais parlamentos, inclusive do Congresso Nacional, que faz valer todas as suas prerrogativas.

É o Poder que a tudo se submete e se diminui…

0

Governador veta projeto de César Pires que pretendia dar mais segurança a motociclistas

O deputado César Pires (PV) criticou a falta de coerência do plenário da Assembleia Legislativa, que aprovou por unanimidade o projeto de lei 296/2017, de sua autoria, mas manteve o veto do Executivo à matéria, que dispõe sobre a obrigatoriedade das empresas que utilizam ou prestam o serviço de entrega de motocicletas, motonetas, ciclomotores, fornecer os equipamentos de segurança exigidos para o uso desse tipo de transporte. A proposta tinha o objetivo de tornar mais seguro o trabalho desses profissionais no trânsito do Maranhão.

Como coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Vida no Trânsito, César Pires apresentou o projeto visando a redução do número alarmante de mortes de motociclistas no trânsito do Maranhão.

“Grande parte dos hospitais, e sobretudo as UTIs, vivem lotados de pacientes ortopédicos, vítimas de acidentes com motos. Pessoas que trafegam sem os equipamentos exigidos por lei,como os protetores de tornozelo e nem de joelho. Nossa iniciativa visa garantir o cumprimento de uma lei federal”, enfatizou ele.

O deputado citou como exemplo a Cemar, única empresa em atuação no Maranhão que garante aos seus funcionários que usam motocicletas e similares todos os equipamentos de segurança previstos em lei federal. Ele enfatizou que essa é uma grave questão de segurança no trânsito e de saúde pública, que merece a atenção tanto do Legislativo, quanto do Executivo e da sociedade civil em geral.

“O governo vetou nosso projeto somente por ser uma iniciativa de um deputado de oposição, sem levar em consideração o benefício social, as consequências para o sistema de saúde, pois os Socorrões estão lotados de pacientes vítimas de acidentes com motos. E o plenário da Assembleia, sem nenhuma justificativa, desaprovou um projeto que havia aprovado por unanimidade. Não há inconstitucionalidade e nem gera custos para o governo. Não há um entendimento jurídico ou decisão judicial em contrário. É simplesmente um desestímulo para quem busca solução para os problemas da população”, finalizou César Pires.