4

Maranhão nos trilhos…

O governador eleito Flávio Dino (PCdoB) tem insistido em um discurso sem nexo, de que receberá um estado desequilibrado financeira e adminsitrativamente.

É com este discurso que eel pretende tomar posse no dia 1° de janeiro.

Mas os dados obtidos pela própria equipe do futuro governador, em todos os setores – e as finroamções dos órgãos de controle nacionais – mostram que o discurso de Dino não tem razão de ser.

http://blog.jornalpequeno.com.br/brunoleone/files/2014/08/DINO.jpg

Dino parece irritado com o equilíbrio do MA

O Maranhão é hoje um estado equilibrado financeiramente, tem as contas fiscais em dia e recursos garantidos para execução das obras em fase de conclusão e para novos projetos.

O curioso é que o próprio Flávio Dino já havia reconhecido o equilíbrio fiscal do governo, sob o comando de Roseana Sarney (PMDB), logo no início da transição. Orientado sabe-se lá por quem, resolveu mudar o rumo e tenta criar um clima de instabilidade político-econômica que não ajuda em nada o início de sua gestão.

O Maranhão, sob Roseana, construiu o maior programa de obras em todo o Maranhão, com foco principal na capital, São Luís. Foram várias obras recentemente entregues por Roseana, e outras, que estão sendo inauguradas pelo governador Arnaldo Melo (PMDB).

No setor da saúde, o Maranhão tem o maior programa na área, reconhecido pelo ´próprio indicadod e Dino para chefiar a SES, médico Marcos Pacheco. E no setor da Segurança são vários presídios em fase de construção e de acabamento, que o futuro governador terá a honra de inaugurar sem ter iniciado nenhuma das obras.

Fora isso, o Maranhão tem anda menos que R$ 2 bilhões em caixa, recursos assegurados para investimentos de porte em todo o estado. O governador Arnaldo Melo assinou sexta-feira o convênio que garantirá mais R$ 144 milhões para a segunda fase do Anel Metropolitano, cuja primeira etapa está sendo concluída.

O governador Flávio Dino, portanto, terá um privilégio que Roseana Sarney não teve: receberá um estado nos trilhos, pronto para iniciar a mudança que ele tanto prega.

E não há motivos para criar clima algum.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão, com ilustração do blog
2

Mais R$ 144 milhões para o Anel Metropolitano

O governador Arnaldo Melo (PMDB) assinou ontem convênio que garante mais R$ 144 milhões, do Ministério das Cidades, para a construção da segunda etapa do Anel Metropolitano..

Governo Roseana fz obras em São Luís

O corredor vai circular toda a ilha

O projeto, que vem endo realizado pelo governo Roseana Sarney (PMDB), visa unir toda a Grane São Luís por um corredor viário, desde a Zona Rural até o litoral, beneficiando todos os quatro municípios da ilha.

Com a assinatura do convênio Arnaldo viabilizou os recursos para que o próximo governo dê continuidade à obra, que já está em fase adiantada na região do Araçagy- com a construção, inclusive, de um túnel.

Na próxima fase, o projeto ligará a região do Funil, na Zona Rural, Araçagy, exatamente no ponto em que a obrade Roseana está sendo concluída.

A contrapartida do governo é de R$ 7,2 milhões na próxima fase…

3

Robson Paz desmente Flávio Dino em relação à Timbira…

Enquanto governador eleito tenta passar a blogs nacionais que a emissora de rádio estatal está sucateada, seu futuro chefe da comunicação reconhece o trabalho realizado pela atual gestão 

 

Flávio Dino mantém discurso de campanha: ainda em palanque

Às vésperas de assumir o comando do estado, o governador eleito Flávio Dino (PCdoB) tem sido pego no contrapé prelo seus próprios futuros auxiliares – pelo menos aqueles menos identificados com o discurso político do comunista.

Em suas entrevistas agendadas nacionalmente – com base em briefings do próprio PCdoB –  ele tenta desqualificar todos os setores do governo Roesana Sarney (PMDB). Mas acaba desmentido pelo seus próprios auxiliares.

Foi assim na Saúde, quando tentou criticar o programa ‘Saúde é Vida” e seu futuro titular da pasta, Marcos Pacheco, reconheceu publicamente o excelente trabalho realizado pelo ex-secretário Ricardo Murad.

O comunista Flávio Dino em palanque

Robson e Jura em visita à Timbira: reconhecendo o trabalho e desmentindo o chefe

Agora, Dino é desmentido de novo, desta vez pelo seu futuro chefe da Comunicação, Robson Paz.

Em uma dessas entrevistas –  na qual mostrou claramente que pretende usar uma máquina de comunicação como se estivesse em uma guerra – o governador eleito disse que a emissora do estado estava sucateada. (Relembre aqui)

mas eis que surge Robson Paz, em release publicado hoje em blogs, e diz exatamente o que está abaixo:

– O trabalho desenvolvido por Juraci Filho foi muito bom. (Leia a íntegra aqui)

Como se vê, parece que Flávio Dino não conseguiu, anda, concatenar suas ideias com as de seus auxiliares.

Ou será que ainda não desceu do palanque?!?

0

Em nota, governo esclarece pensão a Roseana…

Em nota emitida hoje, o Governo do Estado explicou as condições em que a ex-governadora Ropseana Sarney (PMDB) terá direito à pensão inerente a todos os ocupantes do cargo.

De acordo com o documento, Roseana abriu mão da pensão de ex-governadora – por ter assumido o governo entre 1994 e 2002 – quando assumiu o quarto mandato, em 2009, optando pelo salário de governadora.

– Agora, ao renunciar ao cargo, referente ao mandato 2011/2014, Roseana Sarney tem direito novamente a requerer o subsídio na condição de ex-governadora – diz a nota.

O documento do governo esclarece também que o subsídio de ex-governadora não fere o teto salarial constitucional, de acordo comparecer da Procuradoria-Geral do Estado, de 22 de junho de 2005.

– A pensão vitalícia concedida ao ex-governador é um benefício de natureza adjutória pelo exercício da função pública relevante que não se confunde com os vencimentos percebidos pelos servidores públicos decorrente da contraprestação de serviços, razão pela qual referida pensão não se submete a regra proibitiva de vinculação prevista no art. 37, XIII, da Constituição Federal – diz o parecer, que está em análise no Supremo Tribunal Federal.

Além de Roseana, têm direito à pensão ex-governador os senadores Edison Lobão, João Alberto, José Sarney (todos do PMDB) e Epitácio Cafeteira (PTB). Também os deputados federais eleitos  João Castelo (PSDB) e José Reinaldo Tavares (PSB).

0

Transição de forma pacífica…

O futuro chefe da Articulação Política do governo Flávio Dino, Márcio Jerry, foi recebido pelo atual titular da pasta, Rodrigo Valente, provando, mais uma vez, que a transição se processa dentro de absoluta serenidade

 

O secretário de Assuntos Políticos, Rodrigo Valente, recebeu ontem o jornalista Márcio Jerry que, a partirde janeiro, será o titular da SEAP no governo Flávio Dino (PCdoB).

Márcio Jerry mostra descontração na recepção da Seap...

Márcio Jerry mostra descontração na recepção da Seap…

A reunião de trabalho foi realizada no gabinete de Rodrigo Valente que, primeiramente, fez uma explanação sobre a rotina administrativa na Secretaria. Em seguida, Valente apresentou a Jerry os setores administrativos do órgão e seus servidores.

Nos próximos dias, toda documentação solicitada será entregue ao futuro secretário.

O próprio Márcio Jerry reconheceu a receptividade na secretaria e se mostrou satisfeito com as informações.

O encontro fez parte do processo democrático de transição que continua sendo realizado pelo atual governo e que Dino e o próprio Jerry, principalmente através das redes sociais, insistem em dizer que não está acontecendo.

...E discute todos os assuntos inerentes á pasta

…E discute todos os assuntos inerentes á pasta

– Esse momento foi extremamente produtivo, uma vez que aconteceu de forma bastante harmoniosa. Deveremos nos reunir em outras ocasiões para finalizar todo esse processo transitório, inclusive com a apresentação de informações já solicitadas – finalizou Valente.

Quem sabe agora,  Jerry presente, o futuro governador reconheça a existência de uma transição pacífica e serena no estado.

1

História recente da rádio Timbira desmente Flávio Dino…

Em entrevista ao blog Diário do Centro do Mundo, em que defende a regulação da mídia, governador eleito afirmou que quer reestruturar  a emissora pública de rádio, uma ofensa aos profissionais que a integram e que já fizeram este trabalho nesta gestão

 

Ao afirmar que a Rádio Timbira, emissora do Governo do Estado, precisa ser reestruturada, e que pretende usá-la para “combater o sistema Sarney”, em entrevista ao blog  Diário do Centro do Mundo (leia aqui), governador eleito Flávio Dino  (PCdoB) cometeu duas injustiças.

Flávio Dino e rádio Timbira

Profissionais da Timbira em estúdios modernizados

A primeira contra os profissionais que, nos últimos cinco anos, vêm se dedicando ao resgate da emissora mais antiga do Maranhão, e que será destrinchada aqui.

Quando os atuais diretores e profissionais assumiram a emissora, a Timbira vivia uma espécie de “terra arrasada”, com transmissores danificados, sem programação e sob risco de perda da concessão no Ministério das Comunicações.

Eram apenas seis funcionários, que não sabiam o que fazer diante do espaço ocioso.

Cinco anos depois, Flávio Dino receberá uma emissora pública que pode ser ouvida até no celular e em qualquer lugar do mundo; hoje instalada em um prédio bem localizado, na Avenida Beira-Mar, próximo ao Palácio dos Leões.

Flávio Dino pode não saber, mas a Timbira foi a única emissora maranhense a transmitir, in loco, os jogos da Copa do Mundo. Seu diretor, o radialista Juracy Filho, um gigante no comando, esteve em três jogos da Copa.

radio timbira e Flávio Dino

Programa esportivo todo feito por mulheres: inovação elogiada até por aliados de Dino

Após o governo Roseana, Flávio Dino receberá uma Timbira com todos os funcionários nomeados, sem a figura do colaborador sem salário, tão comum em outros governo nos e nos meios frequentados pelo próprio governador eleito.

As inovações da Timbira na atual gestão foram elogiadas até mesmo pelos canais ligados ao próprio Flávio Dino, como o Jornal Pequeno (Releia aqui)

E é hoje a única emissora do Maranhão na Rede Nacional de Rádio, sistema EBC do Governo Federal.

E todas estas informações o governador eleito Flávio Dino vai poder conferir pessoalmente.

Seu futuro chefe da Comunicação, Robson Paz, já recebeu um um livro-relatório de 400 páginas fotográficas de tudo o que foi feito na rádio Timbira.

São mais de 86 itens novos, entre equipamentos e mobiliários, tudo registrado no Cartório Cantuária de Azevedo.

Esta é a verdade nua e crua da Timbira, para desmentir a acusação de abandono, feita pelo governador eleito.

A segunda injustiça que ele cometeu foi revelar que pretende usar a rádio Timbira como ponta-de-lança de seus interesses políticos.

Mas esta é uma outra história…

7

João Abreu diz que Veja cometeu “mentira deslavada”…

Ex-chefe da Casa Civil do governo Roseana Sarney (PMDB)  diz jamais ter passado “por algo tão sórdido e rasteiro” como a reportagem da revista paulista

 

Chefe da Casa Civil de Roseana Sarney

João Abreu: correção e história político-empresarial

O empresário e ex-chefe da Casa Civil do governo Roseana Sarney, João Guilherme Abreu,  classificou ontem de “mentira deslavada” a “informação falsa” da última edição da revista Veja, que o relaciona com um certo Rafael Ângulo Lopes.

– Eu não conheço o citado Rafael Ângulo Lopes, pessoa cuja existência só chegou ao meu conhecimento através da referida reportagem – afirma carta encaminhada por Abreu à redação da revista.

A matéria de Veja, publicada no fim de semana, faz acusações a Abreu sem, no entanto, apresentar qualquer vestígio de prova.

Para o empresário, foi uma atitude sórdida e rasteira da revista.

João Abreu espera a publicação na próxima edição de Veja…

1

Imagem do dia: Luís Fernando de volta ao front…

Luis Fernando Silva

Luis Fernando e a vereadora Ozima

O ex-secretário Luís Fernando Silva reapareceu hoje publicamente – pela primeira vez após a desistência da disputa pelo Governo do Estado – para receber o Título de Cidadão de Senador La Roque. POr iniciativa da presidente da Câmara Municipal, vereadora Ozima Cury Rad, LF recebeu também a comenda “Salomão Cury Rad”. O fato ganhou repercussão exatamente por ser o retorno de Luís Fernando ao front político – o que deve ser mais frequente em 2015. Leia mais em Joãosilva.blog.br

0

Serena transição…

Tanto o governador Arnaldo Melo (PMDB) e seus auxiliares, quanto o presidente da Assembleia Legislativa, Max Barros (PMDB), trabalham para garantir uma tranquila transição de governo no Maranhão.

Desde que assumiram seus respectivos postos, os dois têm procurado os representantes do futuro governo para o diálogo franco e aberto.

Arnaldo Melo quer garantir a entrega de todas as obras pendentes do governo Roseana Sarney (PMDB) até o final do mandato. E deixar o governo com o equilíbrio fiscal e os recursos necessários em caixa para quando Flávio Dino (PCdoB) assumir. Foi o que garantiu ontem ao próprio Dino, quando de sua visita ao Palácio dos Leões.

Na outra ponta, Max Barros – que será o responsável por dar posse ao novo governador, tem articulado com os representantes do novo governo na Assembleia.

Ele conseguiu, por exemplo, destrancar a pauta, garantindo a votação dos projetos importantes, após conversa com os líderes do governo Dino, como Marcelo Tavares (PSB) e Othelino Neto (PCdoB).

Além disso, Barros atua para garantir uma eleição tranquila na própria Assembleia.

O deputado eleito Humberto Coutinho (PDT) foi o escolhido de Flávio Dino para comandar o Legislativo, e conseguiu se articular para ter o apoio de praticamente toda a Assembleia.

Sob o comando de Max Barros, a Casa terá uma virada de ano sem turbulências que possam modificar o cenário da eleição interna.

Pelo menos até janeiro.

E é assim que os dois novos chefes de poder tentam conduzir o que restam dos mandatos atuais.

Com serenidade e tranquilidade para uma transição sem maiores percalços.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

0

Imagem do dia: o novo e o futuro…

Flávio Dino

Arnaldo e Dino conversam em tom descontraído de fim de semana

O governador Arnaldo Melo (PMDB) recebeu hoje no Palácio dos Leões o governador eleito Flávio Dino (PCdoB). O comunista foi ao Palácio para conversar sobre questões administrativas com o governador. Foi a primeira vez que Dino foi ao palácio após ser eleito governador. (imagem: Secom)