0

Hilton Gonçalo no páreo de 2018…

Diante de nomes em profusão já postos, prefeito de Santa Rita vira opção na disputa por uma das duas vagas de senador; e deve mesmo fazer uma movimentação partidária para se viabilizar

 

Gonçalo tem experiência e credibilidade para a disputa

A disputa eleitoral de 2018 no Maranhão já tem um cenário praticamente definido: a dicotomia entre o grupo Sarney e o governo Flávio Dino (PCdoB) pelo Palácio dos Leões.

Já a disputa pelo Senado começa a apresentar uma profusão de nomes de políticos – muitos sem experiência ou enrolados com a Justiça.

Prefeito de Santa Rita pela terceira vez, o médico Hilton Gonçalo (PCdoB), surge como uma dessas opções, com o diferencial de poder controlar a própria agenda político-partidária.

Gonçalo tem a aprovação cristalizada em seu município, trunfo que poucos gestores conseguem manter; os índices superam os 80%.

Mais do que isso, o médico tem experiência administrativa consolidada.

O prefeito com Eduardo Braide, Wellington, Rose Sales e André Fufuca: base em São Luís

No campo político, Hilton Gonçalo deu provas na eleição do segundo turno em São Luís de que é extremamente habilidoso: conseguiu agregar nomes importantes para a campanha de Eduardo Braide (PMN) evitando o isolamento do deputado estadual.

Leia também:

Hilton Gonçalo e Eduardo Braide na disputa estadual…

Hilton Gonçalo abrindo caminhos…

Hilton Gonçalo quer manter projeto de “terceira”…

Sua força política também vai para além dos territórios de Santa Rita.

Hilton Gonçalo elegeu a esposa, Fernanda Gonçalo (PMN), em Bacabeira. Reelegeu a irmã, Iriane Gonçalo (SD), em Pastos Bons e ainda ajudou na vitória de pelo menos outra dezena de prefeitos, entre eles Domingos Dutra (PCdoB), em Paço do Lumiar e Jorge Garcia (PP), em Palmeirândia.

Com Domingos Dutra em Paço do Lumiar: força na Grande São Luís

Na capital maranhense, ele mantém boa relação com os deputados estaduais Eduardo Braide e Wellington do Curso (PP), com a deputada federal Eliziane Gama (PPS) e com o vereador Francisco Chaguinhas (PP).

Sem perder tempo, ele vai costurando os caminhos que podem lhe levar a disputa majoritária, mesmo sabendo que isso possa exigir a saída do PCdoB.

Mas esta é outra história…

2

Senado tem disputa acirrada, revela pesquisa apócrifa…

Os oposicionistas Gastão Vieira e Sarney Filho aparecem à frente dos governistas José Reinaldo e Weverton Rocha em pesquisa que teria sido encomendada pelo prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, ele próprio bem posicionado

 

Gastão Vieira e Sarney Filho largam bem na pesquisa para o Senado

O levantamento que, segundo políticos ouvidos pelo blog, teria sido encomendado pelo prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), ouviu também o eleitor sobre a disputa pelas duas vagas de senador em 2018.

De acordo com os números, os oposicionistas Gastão Vieira (Pros) e Sarney Filho (PV) seriam eleitos, se a eleição fosse hoje.

Gastão registra 23% de intenção de votos; Sarney Filho, aparece com 21%.

Os dois estão à frente dos governistas José Reinaldo Tavares (PSB), que aparece com 17%, e Weverton Rocha (PDT), com 16%.

A questão é que Gastão Vieira anunciou semana passada que não disputará o Senado; e Sarney Filho ainda disputa com a irmã, ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), qual dos dois será candidato ao Senado.

Weverton e José Reinaldo estão atrás, mas têm a força do governo

A surpresa é o próprio Hilton Gonçalo, suposto contratante da pesquisa, que aparece com 15% de intenções e votos para senador.

Na lista aparecem ainda Lobão Filho (PMDB), com 11% e Waldir Maranhão (PP), que registrou 5% das intenções para senador.

De acordo com o que apurou este blog, o nome de Roseana não foi incluída na pesquisa de senador por que está listada entre os candidatos a governador.

O blog apurou também que outros nomes, como o do ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), surgiram bem posicionados em regiões específicas, mas não foram incluídos no relatório final.

Os números da pesquisa de Gonçalo circula desde a última sexta-feira, 10, em grupos de WhatsApp e conversas de políticos.

4

Eduardo Braide também defende VLT entre São Luís e Santa Rita…

Parlamentar lamentou o fato de o veículo estar abandonado há mais de cinco anos e elogiou a proposta do prefeito Hilton Gonçalo, que quer dar destinação ao equipamento

 

Eduardo Braide que o VLT em operação

O deputado Eduardo Braide defendeu, nesta terça-feira, 7, a utilização do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), de São Luís até Santa Rita.

A ideia do prefeito da cidade, Hilton Gonçalo, foi elogiada pelo parlamentar na tribuna.

– Não é novidade para ninguém que o VLT está parado há mais de cinco anos. Muito menos que o custo de paralisação desse veículo já é maior que o custo do próprio VLT. Então só tenho que parabenizar e defender a ideia do prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, em fazer com que esse veículo seja retirado do galpão – onde está só consumindo dinheiro dos contribuintes – para ser colocado nos trilhos, transportando passageiros do município de São Luís para Santa Rita, passando por Bacabeira – disse o deputado.

Para o deputado, o projeto de implantação do VLT já foi encomendado pelo município de Santa Rita.

– Nada mais propício para esse momento em que se discute a implantação da Região Metropolitana de São Luís, da qual faz parte São Luís, Bacabeira e Santa Rita, discutir a vida útil do VLT. Para que se tenha ideia, ao estar implantado, o veículo vai transportar, em média, inicialmente, 400 pessoas por viagem. E isso pode chegar até mil pessoas por viagem com a ampliação dos serviços – completou o parlamentar.

Na avaliação de Braide, o próprio crescimento da região entre São Luís e Santa Rita pede um tipo de transporte de massa que seja rápido e eficaz.

– Empreendimentos já anunciados para aquela região, pedem um transporte de massa eficiente, já que hoje há uma grande dificuldade no deslocamento da capital até a altura daquelas cidades pela BR-135. Portanto, a partir de hoje, sou um defensor da proposta do prefeito de Santa Rita, já que será muito melhor ver o VLT nos trilhos do que em um galpão, sendo motivo de chacota em rede nacional, com dinheiro público gasto sem nenhuma utilização – finalizou Braide.

2

Todos o louros a Fábio Câmara…

Presidente municipal do PMDB foi a primeira liderança a tornar pública a ideia de usar o VLT abandonado em São Luís em uma linha férrea que beneficiasse a Zona Rural

 

Fábio Câmara, em campanha, conversando na Zona Rural sobre o VLT

Repercutiu fortemente a notícia de que o prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB) pretende utilizar o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) – abandonado em um trilho ao relento pelo prefeito Edivaldo Júnior (PDT) – em uma linha que vá de São Luís a Santa Rita.

Mas o projeto de Gonçalo – ou pelo menos parte dele – foi tornado público pela primeira vez ainda na campanha de 2016, em São Luís, pela boca do então candidato do PMDB a prefeito, Fábio Câmara.

A ideia do ex-vereador era utilizar o VLT em uma linha férrea já existente, beneficiando a Zona Rural, beneficiando moradores do Maracanã, Estiva e Pedrinhas, dentre outras comunidades. (Relembre aqui)

Até as estações que Câmara pretendia usar são as mesmas citadas por Gonçalo: Araracanga, Piçarra e Mandubé. (Saiba mais aqui)

Após a campanha, a proposta de Fábio Câmara foi considerada a melhor dentre todas as apresentadas pelos candidatos, beneficiando pelo menos 20 mil moradores da Zona Rural.

Hoje jogado ao relento, o VLT pode ser resgatado por Hilton Gonçalo, de Santa Rita,

Coube a Hilton Gonçalo o mérito de ampliar esta ideia, levando-a para além da ilha de São Luís, chegando até Santa Rita.

Projeto que, sem dúvida tem toda a viabilidade possível para quem quer fazer, ao contrário do prefeito Holandinha.

E os louros a Fábio Câmara por trazer o assunto ao debate…

3

Eduardo Braide e Hilton Gonçalo na disputa estadual…

Embora nenhum deles assuma publicamente, ainda, os dois caminham para uma chapa que dispute as eleições majoritárias de 2018, com um ou outro concorrendo ao governo e ao Senado

 

Gonçalo e Braide: eles seguirão juntos

Gonçalo e Braide: eles seguirão juntos

O deputado estadual  Eduardo Braide (PMN) e o prefeito eleito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), vão mesmo atuar como protagonistas nas eleições estaduais de 2018.

Os dois ainda não assumem publicamente, mas um deles deve encarar a disputa pelo governo, enquanto o outro concorrerá a uma das duas vagas no Senado.

Ambos sabem que o preço é alto.

Leia também:

A Quarta Via se movimenta…

José Reinaldo também aposta na quarta via…

Hilton Gonçalo abrindo caminhos…

Para concorrer ao governo – ou ao Senado – Eduardo Braide terá que abrir mão da reeleição à Assembleia Legislativa e pode ficar dois anos sem mandato. Mas também compreende que – caso não se eleja – serão apenas dois ano até o próximo pleito em São Luís, em que é, desde já, a principal opção para a prefeito.

Para concorrer ao governo – ou ao Senado – Hilton Gonçalo terá que renunciar a dois anos de mandato de prefeito, o que poderá gerar antipatia no eleitorado local. Mas sabe também que, elegendo-se ou não, entrará definitivamente no ´cenário estadual da política maranhense.

A história mostra que os grandes líderes maranhenses surgiram de atitudes de coragem e desprendimento.

E a história mostra também que todos aqueles que se apegaram ao mandato ficaram para trás na história.

Se confirmarem a decisão, Eduardo Braide e Hilton Gonçalo estarão mostrando que têm desprendimento e coragem.

E a história dará a resposta…

7

A quarta via se movimenta…

Conversa do prefeito eleito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, com o segundo colocado em São Luís, Eduardo Braide, abre novas discussões em um projeto que tem também o prefeito eleito Hilton Gonçalo e o deputado estadual Wellington do Curso

 

Luis Fernando com seu vice em Ribamar: de volta ao debate

Luis Fernando com seu vice em Ribamar: de volta ao debate

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) – segundo colocado nas eleições de São Luís – contou a aliados que recebeu ligação do prefeito eleito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), na manhã de segunda-feira, 31.

O tucano parabenizou o deputado pela expressiva votação na capital e falou também sobre política e futuro político do Maranhão.

Para pessoas mais próximas dos dois, no entanto, a conversa teve muito mais representatividade que uma mera troca de gentilezas.

Desde domingo, Eduardo Braide passou ao patamar de figura importante no processo eleitoral que se avizinha, o de 2018, sobretudo pela influência que este pleito terá no de 2020.

Hilton Gonçalo e Eduardo Braide: subindo de patamar político

Hilton Gonçalo e Eduardo Braide: subindo de patamar político

Com ele, figuram hoje neste mesmo patamar outras lideranças surgidas a partir de 2016, como o prefeito eleito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), e o deputado estadual Wellington do Curso (PP).

E todos com pretensões majoritárias para daqui dois anos, o que abre, de fato, o caminho para uma espécie de quarta via no processo.

E Luis Fernando Silva, experiente, bem avaliado popular e eleitoralmente e relativamente independente em relação aos grupos que se desenham para o embate, percebe que não pode ficar fora desta discussão.

E se movimenta entre eles…

2

Hilton Gonçalo abrindo caminhos…

Ao assumir o comando político da campanha de Eduardo Braide, prefeito eleito de Santa Rita mostra a coragem que marca os grandes líderes políticos e se põe como alternativa de poder em âmbito estadual, qualquer que seja o resultado das eleições deste domingo

 

Gonçalo: construíndo caminho próprio a partir da ousadia

Gonçalo: construíndo caminho próprio a partir da ousadia

Do governador Flávio Dino (PCdoB) ao candidato a prefeito Eduardo Braide (PMN), passando pelo deputado federal Weverton Rocha (PDT), pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP) e pela prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PTN), a história recente da política maranhense mostra que as lideranças se formam sempre entre os que têm coragem.

Flávio Dino só é governador por que teve a coragem que outros de sua geração não tiveram.

Eduardo Braide só chegou ao segundo turno das eleições em São Luís – e pode até ser eleito prefeito – por que teve a coragem que muitos colegas não tiveram.

Neste time já pode ser incluído o prefeito eleito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB).

O comunista resolveu marcar posição em um terreno próprio, ao lado de Eduardo Braide – e agora com Wellington ao seu lado – já apostando nas eleições de 2018.

Pode dar certo ou pode não dar, mas o fato é que ele não se eximiu de tentar.

A ousadia de Braide, e também de Gonçalo, tem incomodado quatrocentões da classe política desde o início do segundo turno, muitos acovardados pela própria incapacidade de iniciativa, reféns que são de mandatos ou de espaços públicos de poder.

Hilton Gonçalo entra agora no panteão dos que ousam.

E destes é que será o futuro do Maranhão.

Gostem ou não os que apenas olham…

8

Wellington vira fiel da balança na reta final…

Assediado de todas as formas por agentes do prefeito Edivaldo Júnior, deputado do PP, que obteve 103 mil votos no 1º turno deve anunciar seu posicionamento até terça-feira; e a entrada de Flávio Dino na campanha de Holandinha pode precipitar sua tomada de posição

 

Wellington em campanha: carisma e força popular

Wellington em campanha: carisma e força popular

O deputado Wellington do Curso alcançou mais de 103 mil votos no primeiro turno das eleições em São Luís, e por pouco não chegou ao segundo turno.

É, portanto, o fiel da balança na disputa entre o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) e o deputado Eduardo Braide (PMN), independentemente do grau de definição do seu eleitorado.

Sabendo disso, agentes ligados a Edivaldo Júnior têm assediado sistematicamente o deputado do PP; apostam, no mínimo, em sua neutralidade.

Uma declaração de voto de Wellington em Edivaldo seria devastador para  a campanha de Eduardo Braide, mas esbarra em um empecilho histórico: Wellington foi o principal opositor de Holandinha nos últimos dois anos, e se notabilizou como o grande contraponto da propaganda do prefeito, com discursos duros na Assembleia.

Tanto que, por isso, surgiu como adversário potencial do prefeito na campanha.

Sua adesão a Edivaldo agora poderia ser bom para o prefeito, mas não há dúvidas de que desgastaria a imagem do deputado. Por outro lado, uma aliança com o pedetista implicaria espaços de poder para o projeto do próprio Wellington em 2018.

Caso opte pelo apoio a Eduardo Braide, Wellington, da mesma forma, daria uma espécie de contribuição gigantesca à campanha do deputado, sobretudo com aparições e pedidos de voto na propaganda na reta final.

Consolidaria, no mínimo, o apoio dos seus eleitores; aqueles que já estão com Braide, mas são vulneráveis às ações de compra de votos perpetradas por Holandinha.

Ocorre que entre Wellington e Braide ficou a mágoa do embate no primeiro turno.

Nada que seja impossível de ser superado, mas é preciso gestos de ambos o lados para juntar forças contra as duas máquinas agora trabalhando por Edivaldo.

E a entrada do governador Flávio Dino na campanha do prefeito é um ponto a mais a favor de Braide, que poderia se aproveitar do carisma de Wellington.

Uma aliança com o deputado do PMN – que tem em Hilton Gonçalo (PCdoB) seu principal articulador – geraria, logo de cara, a criação da chamada 4ª Via para o projeto de 2018.

Este blog nomina de 4ª Via uma junção de forças que seja independente da trinca tradicional que se desenha para as eleições e governador, com Flávio Dino e a esquerda de um lado; Roberto Rocha e a direita de outro, e o grupo Sarney entre eles.

Como se vê, Wellington do Curso é hoje um dos poucos cuja decisão terá influência direta em 2016 e 2018.

Por isso ele é o fiel da balança neste segundo turno…

3

Prefeito do PCdoB também declara apoio a Eduardo Braide…

Hilton Gonçalo, eleito em Santa Rita, é o segundo membro do partido do governador Flávio Dino a rejeitar candidatura do prefeito Edivaldo Júnior, mesmo com a legenda tendo um vice na chapa do PDT

 

Hilton Gonçalo com Braide: "melhor para São Luís"

Hilton Gonçalo com Braide: “melhor para São Luís”

O prefeito eleito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), justificou assim o apoio em São Luís a Eduardo Braide, mesmo com seu partido tendo a vice na chapa de Edivaldo Júnior (PDT).

– O Eduardo Braide representa a melhor opção para a cidade de São Luís. É um deputado atuante e sempre lutou pelas causas mais urgentes do nosso povo.

Uma das principais forças políticas da nova geração no Maranhão – e com forte influência também em São Luís – Gonçalo é o segundo membro do PCdoB a declarar apoio a Eduardo Braide em menos de uma semana.

Na segunda-feira, o suplente de vereador comunista Paulo César, vinculado ao secretário Márcio Jerry, também aderiu à campanha do candidato do PMN. (Releia aqui)

Nos bastidores políticos, há informações de que também o deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB) estaria apoiando Eduardo Braide.

Até agora, o deputado não confirmou nem desmentiu a informação…

Com informações e imagens do blog de Diego Emir
1

Rose Sales e Bentivi buscam diálogo com Hilton Gonçalo…

Rose, Bentivi e Gonçalo podem formar alternativa em São Luís

Rose, Bentivi e Gonçalo podem formar alternativa em São Luís

Pré-candidatos a prefeito de São Luís, a vereadora Rose Sales (PP) e o ex-vereador João Bentivi (PRTB) estão abrindo linha de diálogo entre si e também com o ex-prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PDT).

A informação é do blog de Dalvana Mendes. (Leia aqui)

Hilton Gonçalo chegou a se articular para a disputa pelo Governo do Estado, em 2014, mas não viabilizou a candidatura pelo PDT. Agora, tenta influenciar o maior número de campanhas, sobretudo nos grandes municípios, como São Luís.

Não ficou claro se a intenção de Gonçalo é concorrer diretamente à prefeitura ou viabilizar uma terceira via para a disputa, hoje polarizada entre a deputada federal Eliziane Gama (PPS) e o prefeito Edivaldo Júnior (PTC).