10

Inauguração do Geral marca início de entrega de hospitais…

A UTI do Geral ganhou modernos equipamentos...

A entrega do Hospital Geral, hoje, às 11 horas, pelo secretário de Saúde, Ricardo Murad, representa o início oficial do trabalho de conclusão do programa “Saúde é Vida”.

Além deste, o programa vai entregar reformas nos hospitais do Ipem, do PAM-Diamante, maternidades Marly Sarney e Benedito Leite, além de 82 hospitais e UPAs, em São Luís e interior do estado.

O Hospital Geral recebeu equipamentos de última geração para atendimento de alta complexidade.

Estará pronto para a urgência e emergência, cirurgias e tratamentos de doenças como câncer.

– Nós optamos não só por equipamentos de ponta, mas por equipamentos de última geração, que estão nos maiores hospitais do país – afirmou Murad, semana passada, durante o balanço do “Saúde É Vida”.

A governadora Roseana Sarney (PMDB) deve participar da inauguração…

9

Roseana faz balanço do “Saúde É Vida” nesta terça…

Roseana e Ricardo, em recente visita a uma das UPAs

A governadora Roseana Sarney (PMDB) e o secretário de Saúde Ricardo Murad apresentam nesta terça-feira um balanço do programa “Saúde é Vida”.

A solenidade, no Palácio Henrique de La Rocque, deve mostrar como estão as obras de construção dos 72 hospitais de urgência e emergência em todo o estado e as 10 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

O programa “Saúde É Vida” foi lançado em 2009, com o objetivo de fortalecer o atendimento básico de saúde no Maranhão.

Durante o evento desta terça-feira deverá ser apresentada, também, a programação de entrega das unidades de saúde.

12

Maranhão terá 72 hospitais + 10 UPAs; esta é a conta certa…

Uma resposta da governadora Roseana Sarney (PMDB) na entrevista que o jornal O Estado do Maranhão publicou domingo levou ontem o líder da oposição, Marcelo Tavares (PSC), a questionar os dados oficiais do governo.

Na entrevista, Roseana disse, inadvertidamente, que iriam ser construídos 62 hospitais no Maranhão e mais 10 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), o que dariam 72 unidades de saúde em todo o estado.

O questionamento de Marcelo se deu por que, até agora, estavam sendo anunciados 72 hospitais e mais as 10 UPAs. Ele mostrou, inclusive, os dados das licitações, no Diário Oficial.

De fato, os dados de Roseana estão equivocados. As UPAs, que são feitas por meio de convênios federais, não entram na conta da Secretaria de Saúde.

Serão mesmo 72 hospitais de urgência e emergência em todo o estado – alguns já com as obras adiantadas, como mostram as imagens desta página.

Para ser mais preciso: serão 64 unidades de 20 leitos e mais oito unidades de 50 leitos.

Esta informação tem sido dada pela Secretaria ao longo do último ano. Qualquer pessoa que conviva minimamente com o secretário de Saúde, Ricardo Murad, tem esta informação – ou pelo menos deveria ter. 

Portanto, não são apenas 62 unidades de saúde, como disse Roseana; nem as UPAs entram na conta, como insistem alguns incautos, após a entrevista de Roseana.

São 82 no total. Portanto: 10 + 72 = 82.

Roseana não mentiu, como disse Marcelo Tavares. Ela apenas se equivocou com os números. E nem Tavares quis aparecer quando cobrou explicações, afinal os dados das 72 licitações estão no Diário Oficial do Estado.

Foi apenas uma saudável confusão com os números.

Números estes que qualquer jornalista bem-informado tem obrigação de saber…

4

Ricardo Murad faz hoje inspeção em unidades de saúde

Ricardo Murad: em ação na Saúde

O secretário de Saúde Ricardo Murad visita na manhã deste sábado algumas unidades de saúde da capital maranhense.

Ele vai à Unidade de Pronto Atendimento do Anjo da Guarda, já em funcionamento, e às UPAs do Parque Vitória, Cidade Operária e Vinhais, cujas obras estão em andamento.

O secretário, que tomou posse na última segunda-feira, quer conhecer a realidade das unidades de saúde para definir as ações da pasta para o setor.

No Anjo da Guarda, ele vai avaliar atendimentos, realização de procedimentos médicos e qualidade das estruturas do hospital; nas demais UPAs ele ouvirá de engenheiros e responsáveis sobre prazos, andamento das obras e datas para entrega.

Parlamentar se comunica via facebook

Nas próximas semanas, o secretário de Saúde deve realizar visitas também as unidades de saúde que estão sendo construídas no interior maranhense.

Em todas as visitas, ele pede, via Facebook,  a presença da imprensa, exatamente para dar transparência às ações…

12

Mais dois hospitais em construção…

Hospital de Magalhães de Almeida: praticamente construído

Este blog publica hoje imagens de mais dois hospitais, dos 72 que a governadora Roseana Sarney (PMDB) está construindo no Maranhão – a maioria já em fase de acabamento.

A primeira imagem mostra as obras do hospital do município de Magalhães de Almeida.

A obra civil está praticamente concluída, com estrtura já toda pintada, área interna pronta. Faltam apenas a pavimentação da área externa e a montagem dos equipamentos.

Obras em Alto Alegre do Pindaré no estágio da laje

A segunda imagem é da obra em Alto Alegre do Maranhão. Em estágio pouco inferior à obra de Magalhães de Almeida, o hospital de Alto Alegre deve estar concluído ainda no primeiro trimesre de 2011.

Roseana pretendia inaugurar alguns destes hospitais no final de 2010, mas optou por aguardar a definição do sistema de gerenciamento, além da contratação de funcionários.

De acordo com a Secretaria de Saúde, nenhuma das obras está parada – algumas já foam, inclusive, entregues pelas construtoras.

Todos os hospitais, portanto, serão entregues à população…

40

Hospitais em fase de acabamento…

Em Matões do Norte, o hospital aguarda apenas os equipamentos

Pelo menos 35 dos 72 hospitais que o Governo do Estado constrói em vários municípios maranhenses estarão prontos até o final de dezembro.

Este blog inicia hoje a publicação das imagens que mostram o estágio em que cada um se encontra. São as unidades de Jenipapo dos Vieiras e Matões do Norte.

Os mais adiantados estão aguardando apenas a instalação dos equipamentos para serem inaugurados.

Em Jenipapo dos Vieiras, as obras estão na fase final

A inauguração de todos estes já construídos só não foi feita ainda por que a governadora Roseana Sarney (PMDB) espera definir o modelo de gestão de cada unidade de saúde – se compartilhada com as prefeituras ou se integralmente do estado.

Não há um hospital sem obras. Todas as unidades estão com algum tipo de obra civil. O governo explica, no entanto, que não se tratam apenas de obras, mas de todo um processo, que envolve contratação de funcionários, definição do modelo de gestão, compra de equiamentos, etc…

Muitos já poderiam até ser inaugurados, mas a governadora preferiu aguardar.